Junho 2019
Mechanimal: bandeira branca não significa rendição
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jun 2019 · 16:27 ·


O duo de drone’n’roll grego Mechanimal (Giannis Papaioanou e Fred Faulkenberry) estão de regresso e trazem com eles uma “bandeira branca” de não rendição que assinala o fim de uma era de guerras e privações e anuncia a ressurreição de uma Humanidade mais autêntica e harmónica. O extended-play dá pelo nome de White Flag Single e serve-nos, em dois temas, um itinerário que começa com os avisos de catástrofe iminente de “Easy Dead” e termina com o apocalíptico “Red Mirror” que redimirá, pelo desastre total, a Humanidade dando-lhe a oportunidade de um recomeço.

O distópico White Flag Single vem com o carimbo Inner Ear e serve de antecipação ao programado (embora ainda sem nome ou data de lançamento) novo longa-duração dos Mechanimal.

O Ep White Flag Single



e o vídeo para "Red Mirror":

Lamas Sons & Vento leva música ao paraíso
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jun 2019 · 16:02 ·


Situado em pleno Parque Natural da Peneda Gerês, a paradisíaca Lamas de Mouro prepara-se para levar a cabo, pelo segundo ano consecutivo, o “Lamas Sons & Ventos”. O evento que alia a música e a arte à sumptuosidade da envolvente natural realiza-se no dia 6 de Julho e vai contar com a presença de A Jigsaw, West Coast Man e Minnemann Blues Band.

Para além dos concertos (gratuitos), o programa do “Lamas Sons & Ventos” 2019 contempla, ainda, a exposição de fotografia “Mulheres” de Mercedes Vazquez Saavedra, um momento de pintura ao vivo com os Pólen & Alua (Manuela Cunha e Paula Ribeiro), um workshop de pão castrejo e um passeio pela vila de Castro Laboreiro (pontuado por momentos musicais e de poesia) que culminará num almoço/degustação de produtos regionais (sujeito a inscrição prévia, 10 euros por pessoa). O dia termina às 19h30 com um jantar convívio onde a cachena assada será cabeça de cartaz (10 euros por pessoa).

Heineken Festival M: programa completo da 2ª edição
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jun 2019 · 15:28 ·


As águas na praia fluvial Palheiros e Zorro em Torres do Mondego, Coimbra, vão voltar a agitar-se entre os próximos dias 5 e 7 de Julho com o regresso das ondas sonoras trazidas pela 2ª edição do Heineken Festival M.

O cartaz já é conhecido e contempla nomes como The Twist Connection, Lone Lisbonaires, Bom Marido ou Spicy Noodles. Os concertos começam, invariavelmente, às 20h30 e a entrada é totalmente gratuita.



Programa Heineken Festival M 2019:

5 de Julho, sexta-feira
The Twist Connection
The Town Bar
Claraboia

6 de Julho, sábado             
Quinta-Feira 12
Bom Marido
Spicy Noodles

7 de Julho, domingo
Lone Lisbonaires
The Loafing Heroes
William Tyler regressa a Portugal no final do ano
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jun 2019 · 15:11 ·


Três anos depois da sua última passagem pelo nosso país (com o selo Bodyspace), o guitarrista americano Wiiliam Tyler irá voltar a entre nós em Novembro para concertos no Auditório de Espinho (dia 8), Pequeno Auditório do Centro de Artes do Espectáculo em Portalegre (dia 9) e no Teatro Bocage em Lisboa (dia 10).

Esta breve passagem por Portugal está intimamente ligada ao lançamento do seu novo trabalho Goes West, álbum editado em Janeiro deste ano que alia de forma subtil a pop com o, cada vez mais caro a Tyler, primitivismo americano imortalizado por John Fahey.

Em relação a bilhetes, a entrada no concerto de Espinho custa 8 euros, a Portalegre fica por 4 euros enquanto no de Lisboa a operação custa 12 euros.

Fiquem com Goes West na integra:

Kyle Eastwood traz clássicos da 7ª arte do Misty Fest
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jun 2019 · 14:43 ·


Kyle Eastwood é a mais recente confirmação para o Misty Fest 2019. O músico, filho do realizador Clint Eastwood, estará em Portugal no próximo mês de Novembro para concertos na Casa da Música no Porto (dia 17; 20 euros) e no Casino Estoril (dia 18; entre 20 e 25 euros) que servirão de apresentação de um novo trabalho que não deixa o legado familiar por mãos alheias. O seu último trabalho dá pelo nome de Cinematic e é uma espécie de tributo ao papel da música na história da sétima arte em que Kyle arranja, para um combo de jazz, música de compositores cujas obras brilharam no grande ecrã como Henry Mancini, Enio Morricone ou o seu próprio pai Clint Eastwood.

Fiquem com os “fotogramas sonoros” de Kyle Eastwood para, respectivamente, “Letters From Iwo Jima” e “Cinema Paradiso (Love Theme):



Vinicius Castro dá música à prosa de Fernando Pessoa
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jun 2019 · 15:41 ·
© Rodrigo Rezende

No Brasil começou por musicar o poema “A Criança que ri na Rua” de Fernando Pessoa para um EP de Taiana Machado (2010) e, ainda no país irmão, mas já em 2012, transformou o “Soneto XXV” de Pablo Neruda em música. Levado pela vida até Nova Iorque, em 2017 levou a poesia de Patrick Philips até às alcovas de Broken Machine Project e, agora sediado em Lisboa, propõe-se fazer o mesmo com a prosa de Pessoa através do projecto “Estúdio Quintinha Apresenta”.

Surgido de um convite do curador Carlos Pitella (Brown University, Dept. of Portuguese & Brazilian Studies), “Estúdio Quintinha Apresenta” convidará, mensalmente, um(a) diferente cantor(a) para interpretar poemas/textos musicados por Vinicius Castro no seu estúdio/apartamento de Campolide. As três primeiras sessões deste novo projecto do compositor brasileiro são, como referimos anteriormente, dedicadas à prosa de Fernando Pessoa e terão um como foco principal trechos do “Teatro Estático” e do “Livro do Desassossego”.

O primeiro convidado desta série é Bruno Xavier, actor e cantor actualmente em cartaz no Teatro Politeama no musical “Severa” de La Féria, que interpreta o tema “Penso, às vezes”, canção feita a partir do texto do “Livro do Desassossego” e que soa assim:

Mila Dores: um vento de Levante que nos traz Canções de Sedição
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jun 2019 · 15:10 ·
© Teresa Queirós

Iniciou-se nas lides musicais no Reino Unido onde, ENTRE 2006 E 2012, chegou a partilhar o palco com músicos de referência da cena jazzística britânica como Matthew Bourne ou Evan Parker. Regressada a Portugal em 2012, reúne um colectivo de músicos a que chama Mila Dores & Os Fulminantes para a concretização de uma aventura chamada A Quem Possa Interessar (2015), disco de estreia em formato banda.

Com o colectivo em pausa, Mila atira-se ao particular. Como que resultado da redescoberta do prazer da solitude, acaba de surgir o seu primeiro EP a solo Canções de Sedição, extended-play que depois de, em 2018, nos ter dado a conhecer o tema “Alice” embala para os escaparates através do novo single “Levante”.

Uma história de força frágil e frágil força no arriscar persistente do amor, eis Canções de Sedição em todo o seu esplendor:



"Levante"

Alek Rein é um Hércules
· POR Paulo Cecílio · 26 Jun 2019 · 15:04 ·
© Vera Marmelo

Ou quase. Alek Rein subirá esta noite ao palco do B.Leza, em Lisboa, para mais uma noite Tutilipa. O concerto, a solo, antecede a gravação de um novo álbum - e será desde já possível escutar algumas das canções que aí estarão presentes.

A acompanhá-lo estarão os Hércules, banda liderada por Alexandre Guerreiro, que editou Tarefas Modernas em 2018 e que tem vindo a apresentá-lo por aí. A entrada custa 6€ e a noite fecha com um DJ set de Vilão.

Toquinho traz 50 anos de canções a Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jun 2019 · 14:33 ·


Tido como um dos nomes grandes do período áureo da bossa nova, o cantor e compositor Toquinho (António Pecci Filho) vem a Portugal celebrar 50 anos de carreira no próximo mês de Outubro. Na ementa desta minidigressão estão concertos a 7 e 8 de Outubro no Teatro Rivoli BBVA em Lisboa e um espectáculo no Coliseu do Porto Ageas a 9 do mesmo mês.

O preço destes concertos varia entre os 35 e os 45 euros para Lisboa e entre os 22,5 e os 40 euros para o Porto.

Neste regresso do homem que vê no violão uma extensão de si mesmo, Toquinho far-se-á acompanhar de alguns dos seus maiores êxitos, incluindo esta “Aquarela” com que agora vos deixamos:

Lucy Dacus e uma América (para) sempre a meio pau
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jun 2019 · 00:40 ·


Depois de “My Mother and I” lançada no dia da Mãe e da cover de “La Vie en Rose” de Piaf para o dia dos Namorados, Lucy Dacus antecipa o dia da Independência dos Estados Unidos da América (4 de Julho) com a nova, e muito critica para com os americanos, “Forever Half Mast”.

Segundo Dacus, existe “dentro de nós (americanos) uma dissonância diária onde a nossa alegria é contrabalançada pela vergonha, onde grande parte do nosso orgulho vive paredes meias com a injustiça e o sofrimento”. “Forever Half Mast” é, para ela, o confronto dessa “inevitável” culpabilidade que os paralisa enquanto cidadãos e consumidores americanos. “Em vez de deixarmos que isso nos paralise, devíamos deixar que isso nos influenciasse de forma positiva”, remata Dacus.

Estes três temas fazem parte de 2019, um EP a que Dacus dará forma ao longo deste ano com o lançamento de canções, covers e originais, em feriados/dias emblemáticos específicos como é o caso do 4 de Julho.

Uma Sey: um mar aberto entre França e Brasil
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jun 2019 · 00:17 ·


Um oceano que separa e um mar que aproxima. Entre os muitos possíveis, este pode ser um dos modos de definir as dores de uma separação que os versos cantados pela franco-brasileira Uma Sey curam, sob a forma de um recomeço, nas composições da sua obra de estreia a solo Open Sea.

Camadas instrumentais etéreas, beats electrónicos e um longo imaginário que navega entre vagas tumultuosas de Letrux, Alt-J e Charlotte Gainsbourg são os pratos fortes de um EP que, de acordo com Uma, se revelou, para além de “muito terapêutico”, um porto seguro em que procurou abrigou “nas horas sombrias”. “As músicas foram compostas aos poucos, em diferentes épocas dessa fase de transformações e recomeços. São todas viscerais, escritas com meu sangue e minha alma”, acrescenta a compositora.

Para além da “mãe” Uma, Open Sea contou com a participação dos teclados e guitarra do francês Eliott Hosansky, do baixo de Max Darmon, da percussão de Raphael Coelho e dos backing vocals de Fernanda Brito. Os dois primeiros gravados em França e os dois últimos em São Paulo, Brasil.

Eis o Open Sea de Uma Sey:

Grace Jones no NOS Alive
· POR Fernando Gonçalves · 25 Jun 2019 · 17:59 ·


Modelo para alguns, actriz para uns quantos outros e artista de corpo inteiro para todos aqueles que conhecem a s diatribes de uma carreira que longa e diversificada conhece na música o seu porta-estandarte. A mulher de quem falamos é a jamaicana Grace Jones e a notícia é a da sua actuação (estreia parece que não é, já que terá actuado em Lisboa há muito tempo atrás) em Portugal no próximo dia 12 de Julho no palco Sagres do NOS Alive.

Depois de incendiar as passarelles nova-iorquinas, em 1977 Jones iniciou uma carreira musical que deu ao mundo álbuns emblemáticos como os “dance-club”  Portfolio (1977), Fame (1978) e Muse (1979) ou os mais “new wave”  Warm Leatherette (1980) e Nightclubbing (1981), estes dois últimos já marcados pela adopção de um visual andrógino que viria a fazer dela uma das personagens artísticas mais impactantes de toda a década de 80. Foi, também, neste período que Jones se tornou musa de Bowie e entrou no mundo do cinema com particular destaque para a personagem que interpretou no filme de James Bond “A View To Kill” de 1985.

Para além da inesquecível Grace Jones, a programação do dia 12 de Julho no palco Sagres contempla ainda os concertos de Johnny Marr, Cut Copy, RY X, Tash Sultana e Pip Bloom.

O NOS Alive 2019 realiza-se entre os dias 11 e 13 de Julho no local do costume com o preço dos bilhetes a variar entre os 60,98 euros (diário) e os 139,77 euros (passe três dias).

Entre os múltiplos sucessos discográficos de Grace Jones encontra-se uma aclamada reinvenção: “La Vie En Rose”:

Inês Kilpatrick: primeira amostra do que é capaz
· POR Fernando Gonçalves · 25 Jun 2019 · 17:06 ·


A luso-escocesa Inês Kilpatrick acaba de nos dar um vislumbre do que será o, ainda sem nome conhecido, álbum de estreia (estreia a 31 de Outubro) da cantora capaz com o single de apresentação “I’ll Show You What To Do”.

Tema de inspiração r&b/soul, “I’ll Show You What To Do” é o primeiro fruto discográfico de uma carreira que, apesar de curta em função da idade, conhece bem o palco fruto das inúmeras actuações em concertos do pai, o cantor escocês Sandy Kilpatrick.

Jameson Urban Routes: Moullinex e Bruno Pernadas revisitam obra de Mort Garson
· POR Fernando Gonçalves · 25 Jun 2019 · 16:37 ·


O Jameson Urban Routes lançou o repto e Moullinex e BRUNO Pernadas apanharam-no. A ideia da criação de um espectáculo original medrou no espírito dos dois músicos e assim acaba por nascer uma obra que reinterpreta o disco Plantasia (1976) da autoria do compositor canadiano Mort Garson. Este concerto acontecerá no dia 25 de Outubro, tem um custo de 15 euros e está inserido na programação do 13º Jameson Urban Routes que volta ao Musicbox entre os dias 22 e 26 de Outubro deste ano..

Enquanto 25 de Outubro não chega, fiquem com o original de Mort Garson:

Red Fang a caminho de Lisboa
· POR Paulo Cecílio · 24 Jun 2019 · 22:02 ·


Faltam poucos dias para que os Red Fang regressem a Portugal, para um concerto que servirá para recordar os malhões metal que têm vindo editando ao longo da carreira e com os quais têm derretido ouvidos - e corações.

A banda norte-americana não edita um disco desde Only Ghosts, de 2016, mas estaríamos a mentir se não disséssemos que valem sempre a pena ao vivo. O concerto terá lugar no próximo domingo, 30 de Junho, no Lisboa Ao Vivo e contará com primeira parte dos portugueses Dollar Llama. Os bilhetes estão à venda em todos os locais habituais ao preço de 20€, 25€ se comprados no dia.

A dias do Vira Pop
· POR Paulo Cecílio · 24 Jun 2019 · 21:57 ·
Pop Dell'Arte

Já estamos a contar os minutos que faltam para o início do Vira Pop, festival que volta a levar Amor a Amares, Colossos a Caldelas e Brutos a Braga. O festival irá realizar-se no Parque das Termas de Caldelas, sexta-feira e sábado, e contará com piscina, campismo grátis e comida boa.

Ah, também conta com música: como a dos Pop Dell'Arte, instituição da música nacional, que até ali levará os seus Sonhos Pop. Os mesmos que alimentam Donny Benét, de regresso a Portugal após ter incendiado o Damas há alguns meses. E ainda há Rizan Said, Ivy, Caroline Lethô, Obaa Sima e :papercutz, entre outros.

O festival é de entrada gratuita e nós estaremos lá para que nos paguem finos. Não faltem!

Meu amigo Milton Nascimento
· POR Paulo Cecílio · 24 Jun 2019 · 21:50 ·


Já falta pouco para que Milton Nascimento venha pisar palcos portugueses, para dois concertos nos quais mostrará a magia sonora do Clube da Esquina, que marcou a música brasileira dos anos 70 e deu origem a dois discos com o mesmo nome, editados em 1972 e 1978 respectivamente.

Os concertos terão lugar nos Coliseus de Lisboa e Porto, quarta e quinta-feira, e os bilhetes estão à venda a preços que vão dos 20€ aos 90€ (em Lisboa) e dos 20€ aos 70€ (Porto). Oportunidade única para ver um histórico do país-irmão.

Uma Rave Tuga no Lux (e outras histórias)
· POR Paulo Cecílio · 24 Jun 2019 · 21:44 ·
Bleid © João Viegas

A editora Paraíso teve uma filha, e essa filha fez-se Rave Tuga. Após ter editado quatro volumes de uma compilação que reúne muito do que de melhor se faz por cá ao nível da música electrónica, a Paraíso irá ocupar o Lux com uma festa à medida, da qual participarão nomes como Bleid, Mind Safari e Sheri Vari, entre outros.

O evento terá lugar no dia 4 de Julho e antecede as vindas ao icónico espaço lisboeta de DJ Nobu, a 5, e de Tiga, a 6. Mais aqui.

Rodellus 2019 fecha cartaz
· POR Fernando Gonçalves · 24 Jun 2019 · 15:28 ·


O cartaz da 5ª quinta edição do campestre Rodellus está encerrado. Aos vários nomes já anunciados acaba de se juntar um sexteto composto por Sun Blossoms, Cosmic Mass, Fuzzil, Jepards, Doutor Asserio e Democrash. À profusão de nomes constantes do programa há, no entanto, a subtrair o dos Acid Cannibals que, por motivos alheios ao festival, tiveram que cancelar o seu concerto.

A 5ª edição do Rodellus realiza-se entre os dias 18 e 20 de Julho na freguesia de Ruilhe em Braga com o preço dos bilhetes a variar entre os 12 euros (diário) e os 20 euros (passe geral).

Shannon Lay só dá Agosto
· POR Fernando Gonçalves · 24 Jun 2019 · 15:12 ·


Tudo nela reverbera Agosto. Agosto no nome do álbum e Agosto na data de lançamento do mesmo. Assim vai a vida da cantora e compositora californiana Shannon Lay que se prepara para ter um Agosto em cheio com o lançamento do seu novo August a 23 de Agosto via Sub Pop, álbum cujonome faz referência ao mês em que Lay deixou o seu trabalho “diurno” para se dedicar inteiramente à música.

Entre os doze temas do sucessor de Living Water (2017) encontram-se estes “Nowhere” e “Something On Your Mind”(cover do original de Karen Dalton) com que vos deixamos por ora:



Thom Yorke anima as hostes com novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 24 Jun 2019 · 15:10 ·


Depois de no ano passado nos ter brindado com a banda sonora para o filme “Suspiria”, o homem do leme da barcaça sonora Radiohead anunciou o lançamento de um novo álbum a solo já neste mês de Junho. O sucessor de Tomorrow’s Modern Boxes (2014) dá pelo nome de Anima e é descrito por Yorke como um “disco distópico”. O álbum é composto por dez temas e será acompanhado por uma curta-metragem realizada por Paul Thomas Anderson que terá estreia oficial na Netflix.

Anima estará disponível em formato digital a 27 de Junho e em físico a 17 de Julho. Entre o lançamento de um e outro formato, Thom Yorke passará por Portugal para um concerto no NOS Alive marcado para o dia 13 de Julho.

Fiquem com o teaser Netflix para Anima...



…e o tema “Traffic” que abre o disco:



Alinhamento de Anima:

01. Traffic
02. Last I Heard (…He Was Circling the Drain)
03. Twist
04. Dawn Chorus
05. I Am a Very Rude Person
06. Not the News
07. The Axe
08. Impossible Knots
09. Runwayaway
10. Ladies & Gentlemen, Thank You For Coming (apenas em vinil)
White Haus: primeira amostra do novo disco
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jun 2019 · 16:25 ·


Depois de um EP e dois longa-duração, o projecto a solo de João Vieira (Dj Kitten/X-Wife) acaba de nos dar um cheirinho daquele que virá a ser, em Setembro, o seu novo álbum (ainda sem nome). O single dá pelo nome de “My lips are sealed” e é descrito como um tema que fecha um ciclo e abre espaço a uma estética made in White Haus completamente consolidada.

Aqui já não mora o disco da cena arty nova-iorquina na viragem dos 70 para os 80 nem a electrónica analógica que revolucionou pistas de dança em Chicago, Manchester ou Berlim, aqui mora White Haus e esta “My lips are sealed”:

Alex Cameron e um tributo ao amor chamado Miami Memory
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jun 2019 · 16:09 ·


O australiano Alex Cameron regressa no dia 13 de Setembro às edições com o seu novo Miami Memory. Apresentado como uma terna, vulnerável e, até, lasciva homenagem àqueles que ama, o terceiro trabalho de originais de Cameron coloca de lado o synth dos anteriores dois discos para se atirar de cabeça ao rock clássico que, em última análise, subverte através de uma narrativa em que substitui o papel predominantemente masculino das composições pelas mulheres da sua vida.

Apesar de tudo isto, dentro de todo este amor existe espaço para “Divorce”, single de apresentação de Miami Memory:

Fuctape abrem a porta do seu orfanato para anarquistas
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jun 2019 · 15:47 ·


Nasceram em Toronto, Canadá, e apresentam-se, entre outras coisas, como um orfanato para anarquistas constituído por mais de vinte artistas que pretende fazer reviver o espírito da cultura punk com humor e muito surrealismo à mistura.

E é com Bansky, Celine Dion e Wu Tang a partilharem um gelado servido pelo bebé da capa de Nevermind dos Nirvana enquanto David Lynch e Andre 300 jogam dados que estes Fuctape nos atiram com o seu homónimo álbum de estreia para o colo, disco para ouvir, na íntegra, a partir de agora:

Oruã: uma Romã para comer com os ouvidos
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jun 2019 · 15:14 ·
© Rayi Kena

Duas digressões internacionais (onde se incluiu uma passagem por Portugal no dia 5 de Junho) e um novo EP (Tudo Posso) depois chegou a hora do trio carioca de “free jazz de pobre e kraut de vagabundo” nos dar a provar o fruto da sua árvore da criatividade: Romã. Segundo longa-duração da discografia da banda, Romã (edição Transfusão Noise Records) vai beber ao sincrético misticismo associado à fruta que lhe dá o nome abrindo a porta a uma música sem rótulos que vai da espiritualidade da faixa-título até um “Vitin” que vive com um pé em Nirvana e outro em Pavement.

Tudo isto para degustar, na íntegra, a partir de agora:

Surrealismo à LaGardère
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jun 2019 · 14:34 ·


“à lagardère” - expressão utilizada quando alguém faz algo com atrevimento, ousadia ou coragem, mas sem medir bem as consequências para si próprio; Lagardère, herói da obra de Paul Féval intitulada Le Bossu (O Corcunda) publicada em França em 1858.


Depois de um pós-título de “serviço-público” urge entrarmos no universo surrealista para podermos falar do busílis da questão. Ora vejamos: um velho pianista quase famoso, mas sempre depressivo, é enviado, sem aviso de recepção, para o beleléu devido aos, claramente assassinos, aplausos de três jovens músicos. “Forca com eles!!!”, podiam ter gritado os fervorosos apoiantes da justiça popular não se desse o caso, porém, desses mesmos populares terem optado por uma digna (o VAR analisou) falta de comparência. Finado o mote ainda antes de nascer, vão os “absolvidos” Yann Vaz da Silva, João Sampaio e Carlos Noronha (vulgo a malta que aplaudiu) pela rua quando, no tempo que leva um ministro a nomear o asinino sobrinho seu assessor, sobre eles se abate uma das encarnações da espada de Dâmocles: a consciência. Conhecida pela sua impertinência e mau timing, “obriga”, no seu estilo muito insidioso, estes três da vida airada a dedicarem o resto das suas vidas a difundir as músicas indie-pop tropical criadas pelo velho pianista de 118 anos chamado LaGardère.

Um ministro a nomear um sobrinho seu assessor…realmente…surrealistas!!! Há gente fora da graça de deus.  Pois há mas ainda não viram nada porque acaba de se escapar do alforge dos três indómitos transmissores da obra de LaGardère, que por mera obra do acaso se autodenominam LaGardère, a “serenata” “Bianca Dalí”.

Single de apresentação do segundo álbum dos LaGardére, não se lhe conhece o nome mas sabe-se que sairá lá para o fim do ano, “Bianca Dali” pisca o olho ao surrealismo (se piscasse os dois podia ser Tourette) e traz os “três mosqueteiros do indie-pop tropical” de novo para a ribalta depois de se terem estreado no ano passado com o LP No Lugar do Fim do Mundo.

O tema estreia hoje e amanhã há festa de lançamento no Ferroviário em Lisboa.

"L" é de "Love", certamente
· POR Paulo Cecílio · 21 Jun 2019 · 13:34 ·


Começa em breve mais uma edição do Concertos L, uma espécie de festival que entre Julho e Setembro voltará a levar até à Estalagem da Ponta do Sol, na Madeira, alguns daqueles nomes mesmo essenciais para quem gosta de música.

As hostilidades abrir-se-ão a 6 de Julho com a cantora inuíte Tanya Tagaq, que trará a Portugal os temas de Toothsayer, EP editado este ano, e continuarão com nomes como Luedji Luna, Mão Morta (<3), Elias Bender Rønnenfelt + Gabriel Ferrandini e Legendary Tigerman, entre outros. Podem saber mais sobre os Concertos L (sobretudo como os ver) aqui.

Ride em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 21 Jun 2019 · 13:24 ·


Os Ride irão regressar a Portugal em 2020, desta feita em nome próprio. A banda britânica de culto virá apresentar o seu novo álbum, This Is Not A Safe Place, a Lisboa e ao Porto.

Nome cimeiro da cena shoegaze britânica do início dos anos 90, os Ride reuniram-se em 2014 com a sua formação original, tendo editado desde então Weather Diaries (2017) e o supracitado This Is Not A Safe Place, que sairá em Agosto.

Os concertos terão lugar nos dias 10 e 11 de Fevereiro, no Lisboa Ao Vivo e no Hard Club respectivamente. Os bilhetes estão à venda pelo preço de 25€.

Ora aí está o melhor cartaz do ano
· POR Paulo Cecílio · 21 Jun 2019 · 13:18 ·
Dälek

O Out.Fest anunciou hoje os primeiros nomes para o cartaz da edição deste ano e, senhoras e senhores, já ganharam. Basta terem anunciado os enormes Dälek, que assim regressam a Portugal para apresentar Endangered Philosophies, o seu último álbum, editado em 2017 - um concerto que não será só imperdível, será absolutamente essencial.

Para além dos norte-americanos, destaque para um outro regresso: o de James Ferraro, "pai" da vaporwave, que também nos acarinhará com disco novo, Requiem For Recycled Earth. A egípcia Nadah El Shazly, o trompetista Peter Evans e o finlandês Ilpo Vaisanen, que ajudou a fundar os majestosos Pan Sonic, são outros dos destaques.

E não é tudo: pelo Out.Fest passarão também Raw Forest, Yeah You, Kali Malone, Brynje, Luar Domatrix e os Candura. O festival decorre de 3 a 5 de Outubro no Barreiro e os passes gerais já se encontram à venda em todos os locais habituais, pelo preço de 25€. Podem saber o resto aqui e começarem a preparar a viagens. É que foda-se!

Sou, Sou, Sou Quarteira
· POR Paulo Cecílio · 20 Jun 2019 · 13:27 ·


Tem lugar em Agosto a primeira edição do festival Sou Quarteira, que pretende dar a conhecer a cidade algarvia "na sua globalidade: geográfica, cultural, social e econômica, procurando mostrar a diversidade de experiências culturais e sociais que valorizem a cidade, para além da indústria do turismo balnear e da hotelaria".

O festival, organizado por quatro jovens locais - Dino D’Santiago, Inês Oliveira, Miguel Jacinto e Naomi Guerreiro - irá contar com a presença de nomes como Branko, Allen Halloween, Jimmy P, Eva Rap Diva, Plutónio e Mundo Segundo & Sam The Kid, entre muitos outros.

O festival realiza-se a 16 e 17 de Agosto, com os bilhetes a valer entre 10€ (diário) e 15€ (passe), existindo descontos para os residentes na Quarteira. Saibam mais aqui.

Vinho e Bryan Ferry sobre a mesa
· POR Paulo Cecílio · 20 Jun 2019 · 13:23 ·


O incomparável Bryan Ferry regressa a Portugal em Setembro, para uma actuação no festival Wine & Music Valley, que se realiza no Porto Comercial de Cambres, em Lamego, nos dias 14 e 15 desse mês.

O músico britânico irá subir ao palco no primeiro dia do festival, juntamente com Mariza, António Zambujo e Salvador Sobral. O mote do Wine & Music Valley é o de dar aos festivaleiros uma "experiência de fusão musical e gastronómica", teno como pano de fundo a Região Demarcada do Douro, "a mais antiga região vinícola do mundo".

Os bilhetes estão à venda e custam entre 25€ (diários) e 40€ (passe).

The Waterboys em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 20 Jun 2019 · 13:18 ·


Os Waterboys estão de regresso a Portugal. A banda de Mike Scott virá apresentar os temas do seu novo álbum, Where The Action Is, editado em Maio deste ano.

O reencontro dos britânicos com o público português dar-se-á no Campo Pequeno, em Lisboa, no dia 27 de Novembro. Os bilhetes já se encontram à venda a preços que vão dos 35€ aos 60€.

A nova caminhada sonora de Himalayha
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 17:51 ·


O músico portuense Himalayha está de regresso aos discos com II (Enough Records). Composto por alguns temas gravados ao primeiro take, II resulta de uma produção mais simples e directa e não foge da habitual essência cinemática das composições do autor que, para tal, fez amplo usufruto do piano, de instrumentos de cordas, de electrónica minimalista e de sons captados nos mais vários ambientes.

Produzido e gravado entre 2008 e 2019, o novo álbum do músico apresenta-se como uma “caminhada sonora acompanhada pela emoção, uma busca interior contida mas apaziguadora” que soa assim:

Metronomy foram possuídos pelo espírito Family Frost
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 17:29 ·


E têm para nos oferecer um “Salted Caramel Ice Cream” fresquinho. O tema ainda apresenta estalactites mas promete derreter os corações mais empedernidos com a sua história sobre a competição entre um mineiro e um adorável monstro azul. “Salted Caramel Ice Cream” é o segundo single, depois de “Lately”, a saltar do alinhamento do novo álbum de originais da banda britânica, Metronomy Forever (13 de Setembro 2019).

Relembre-se que os Metronomy estarão por cá no próximo dia 18 de Julho para um concerto no âmbito do Super Bock Super Rock 2019.

Olhó gelado fresquinho!



Não era bem isto, é mais isto:

Spoon vão lançar um best of
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 17:02 ·
© Oliver Halfin

Meio século de Spoon vai redundar no próximo dia 26 de Julho num best of. Os texanos acabam de anunciar o lançamento, via Matador Records, de uma colecção que reúne treze dos seus maiores êxitos intitulada Everything Hits at Once.

Um desses temas é o novo single, também hoje dado a conhecer, “No Bullets Spent”:



Alinhamento de Everything Hits at Once:

1 I Turn My Camera On
2 Do You
3 Don’t You Evah
4 Inside Out
5 The Way We Get By
6 The Underdog
7 Hot Thoughts
8 I Summon You
9 Rent I Pay
10 You Got Yr Cherry Bomb
11 Got Nuffin
12 Everything Hits at Once
13 No Bullets Spent
Kindness diz que é uma espécie de guerra
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 16:46 ·
© Michele Yong

Depois de em Março último nos brindar com um “mar de lágrimas” no tema “Cry Everything”, o cantor e produtor britânico Adam Bainbridge está de volta para anunciar que se vai meter numa espécie de guerra no próximo dia 6 de Setembro, data em que estreia o novo registo de originais Something Like A War. Aquele que será o terceiro álbum da carreira de Kindness apresenta-se como um repositório de trabalhos e reflexões compiladas durante os últimos quatro anos e conta com a colaboração de Robyn, Alexandria, Cosima, Bahamadia, Nadia Nair, Jazmine Sullivan e Sampha.

E é com estes dois últimos nomes que Kindness constrói “Hard to Believe”, single de apresentação de Something Like a War que vos deixamos para escuta:

Larissa Conforto lê-se ÀIYÉ
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 16:09 ·
© Filipa Aurélio

Depois do final da banda Ventre onde era baterista, a vida da brasileira Larissa Conforo deu muitas voltas. Foi-se o colectivo e veio a vontade de projectar e se projectar a nível individual e desse desiderato nasceu a sua nova faceta ÀIYÉ (“terra” na língua iorubá), alter-ego/homenagem ao sagrado-feminino que lhe levou a vida até à pátria de Camões onde, desde Maio, assentou os arraiais da sua existência.

E é desta ocidental praia lusitana que Larissa aka ÀIYÉ lança “Mulher”, single de apresentação (e releitura do homónimo tema dos Ventre) do EP de estreia do seu novo projecto que terá lançamento oficial este ano pela Balaclava Records e andará em digressão pela Europa.

A música nasce ao pôr-do-sol no Ferroviário
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 15:34 ·


Quando o sol se puser sobre o terraço do Ferroviário, Lisboa, estará dada a deixa para a música tome o comando das operações. Este será o pano de fundo para um novo ciclo mensal de concertos intimistas que o clube lisboeta vai levar às quartas-feiras e que terá em Rita Redshoes a primeira convidada.

A nossa “Dorothy” sobe ao palco no dia 26 de Junho pelas 21h30 num acto que será replicado nos meses seguintes (ainda sem datas) por, entre outros, Ana Bacalhau, Manel Cruz e Elisa Rodrigues. O concerto de Rita Redshoes terá o custo de 10 euros.

Ciclo de concertos Heineken Convida está de regresso
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 15:15 ·


O ciclo Heineken Convida está de regresso para a segunda edição de um ciclo de cinco concertos que “casará”, em palco, uma dupla de artistas nacionais.

O pontapé de saída será dado no próximo dia 28 de Junho no Titanic Sur Mer em Lisboa com os Capitão Severo (Capitão Fausto+Luís Severo) seguindo-se-lhes os TMB (HMB+Tiago Bettencourt) a 31 de Julho no Jardim na Villa em Vilamoura, Ridlly (Dj Ride+Holly) a 16 de Agosto no Danau Beach Bar do Baeal, novamente os TMB a 5 de Setembro, desta feita na Praia do Parque em Lisboa, e os Capitão Severo que fecham esta marcha matrimonial a 20 de Setembro no Plano B no Porto.



Programa:

28 de Junho
Capitão Severo (Capitão Fausto + Luís Severo) - Titanic Sur Mer, Lisboa, 10 euros (oferta de uma Heineken)
31 de Julho
TMB (HMB + Tiago Bettencourt) – Jardim na Villa, Vilamoura
16 de Agosto
Ridlly (Dj Ride + Holly) – Danau Beach Bar, Baleal
5 de Setembro
TMB (HMB + Tiago Bettencourt) – Praia do Parque, Lisboa
20 de Setembro
Capitão Severo (Capitão Fausto + Luís Severo) – Plano B, Porto 
Dois inéditos e passagem por Portugal na ementa de Steve Gunn
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jun 2019 · 14:39 ·
© Annabel Mehran

Nada se perde, tudo se transforma. O aforismo imortalizado por Lavoisier parece ter sido seguido à letra por Steve Gunn que foi ao baú das gravações do seu último The Unseen In Between (Janeiro de 2019) recuperar os temas “Be Still Moon” e “Shrunken Heads” que agora nos oferece numa bandeja bordejada com o anúncio da sua passagem por cá no próximo dia 4 de Setembro para um concerto na Galeria Zé dos Bois em Lisboa.

Ao contrário do que aconteceu nos discos anteriores, o processo de criação de The Unseen In Between centrou-se em histórias pessoais e densamente emocionais (das quais se desprendem estas “Be Still Moon” e “Shrunken Heads”) evocadoras de viagens, tempestades (literais e emocionais) e das mais variadas personagens que Gunn foi encontrando ao longo deste trajecto chamado vida.

Eis os dois novos temas:

Há violência em Chelsea Wolfe
· POR Paulo Cecílio · 18 Jun 2019 · 22:29 ·


...claro que quem acompanha a carreira da senhora desde o início já o sabia. Chelsea Wolfe irá editar um novo álbum este ano, Birth Of Violence, o sucessor do fabuloso Hiss Spun e o sexto da sua conta pessoal.

Birth Of Violence será editado no dia 13 de Setembro através da Sargent House e já há single, "The Mother Road", para ouvir - naquele que é um regresso às suas raízes mais folk, sempre góticas e metálicas. Aqui:

Frankie Cosmos, devagarinho
· POR Paulo Cecílio · 18 Jun 2019 · 22:25 ·


Depois de em Janeiro ter lançado Haunted Items, álbum em formato digital que foi sendo mostrado aos poucochinhos, Frankie Cosmos volta agora com um disco "à séria" - mas mantendo essa toada lenta.

O novo trabalho chama-se Close It Quietly e será editado pela Sub Pop no dia 6 de Setembro, sendo precedido por "Windows", canção nova que já teve direito a vídeo e a qual podem ouvir aqui:

Slift em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 18 Jun 2019 · 22:21 ·


A banda de Toulouse irá fazer uma nova mini-digressão por Portugal. Os Slift virão apresentar os temas de La Planète Inexplorée, álbum editado no final do ano passado.

Estão agendadas cinco datas de norte a sul do país, com os Slift a começar em Faro, já amanhã (Mar Motto Fest), seguindo-se Évora, na quinta-feira (Soir JAA), Lisboa, sexta (Sabotage), Leiria, sábado (festival A Porta) e Bragança, domingo (SpiritFest).

The Sound, também em Lisboa
· POR Paulo Cecílio · 18 Jun 2019 · 22:16 ·


Depois de uma apresentação no Porto, em Janeiro, o documentário Walking In The Opposite Direction - que conta a história de vida e obra do malogrado Adrian Borland, vocalista dos britânicos The Sound - será exibido também em Lisboa.

A sessão terá lugar no Mercado Time Out e conta também com um concerto dos In2theSound, banda de tributo que conta com o baterista Mike Dudley, antigo membro da banda, nas suas fileiras. Os bilhetes custam 20€. Mais aqui.

Taina Fest leva som e sabor ao Porto
· POR Paulo Cecílio · 18 Jun 2019 · 22:11 ·
© Kelav Slavoran

O Taina Fest está de regresso ao Circuito Católico de Operários do Porto (CCOP), para mais uma rodada de música e comida farta. O grande destaque sonoro da tarde será Mdou Moctar, que regressa ao país para apresentar os temas de Ilana (The Creator), o seu novo álbum.

Para além do músico tuaregue, passarão por ali DJ Fitz e The Mauskovic Dance Band. Os bilhetes já se encontram à venda pelo preço de 10€, 12€ se adquiridos no próprio dia. O Taina Fest realiza-se na próxima quinta-feira e podem saber mais aqui.

Hyperdub lança nova subeditora especializada em spoken-word
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 19:12 ·


A editora londrina especializada em música electrónica, com particular enfâse no dubstep, de onde saem nomes como Jessy Lanza, Burial ou Kode9 acaba de arrancar com uma nova subeditora de nome Flatlines que se dedicará à spoke-word.

Este projecto ainda mal abriu os olhos e já tem novidades para nos dar sob as figuras do professor e teórico cultural Martin Fisher (falecido em 2017) e do filósofo e artista sonoro Justin Barton em On Vanishing Land, áudio-ensaio cuja estreia está marcada para o dia 26 de Julho e que evoca um passeio pela angulosa, em todos os sentidos, linha costeira de Suffolk na Grã-Bretanha.
Devendra Banhart de colheita vintage: poesia, activismo e...novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 18:49 ·


Três anos depois de nos dar Ape in Pink Marble, Devendra Banhart anunciou o seu regresso aos discos no próximo dia 13 de Setembro com Ma numa prova de que 2019 será um ano de colheita vintage para o americano de ascendência venezuelana. Para além da confirmação de um novo álbum, o músico já nos tinha brindado em Fevereiro e Abril, respectivamente, com “Bright Future Ahead”, tema criado em conjunto com a californiana Kera para uma campanha de ajuda à comunidade trans, e o seu primeiro tomo de poesia intitulado “Weeping Gang Bliss Void Yab-Yum”.

Fiquem com “Kontari Ongaku” (música country em japonês), single de apresentação de Ma que presta tributo ao lendário músico e produtor japonês Haruomi Hosono e que, no vídeo que o acompanha, contém um apelo de Devendra Banhart à entrega de donativos à Love Venezuela, fundação que apoia o estabelecimento de organizações não-governamentais na pátria de Simón Bolívar.

Sabotage toda a noite, toda a noite
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 15:49 ·
© Vitória Galão

Uma noite toda de concertos é o que espera quem se deslocar ao Sabotage, Lisboa, no próximo dia 6 de Julho para mais uma edição do “Super Sónica”. Entre as 23 e as 6 horas da manhã, o clube lisboeta vai dar folga ao Dj e entregar a batuta da noite, por ordem de entrada em palco, aos Democrash, Cave Story, Wipeout Beat, O Gringo Sou Eu e Ghost Hunt.

O repasto custa 10 euros e vem com um fino de oferta. Fiquem com esta “Glows” dos Ghost Hunt, tema gravado na casa “lisboeta” de Jacco Gardner:

Miranda instrumentaliza a felicidade
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 15:29 ·
© João Belém

Miranda nasceu só e só irá morrer (como todos nós) mas, pelo meio, nada o impede de se partilhar a felicidade com o “outro”. E é exactamente isso que João Miranda se propõe fazer com o projecto Miranda.

Ele compõe as músicas, toca todos os instrumentos (guitarra, bateria, piano, etc.), faz todo o trabalho de estúdio e entrega o fruto da sua criação a convidados que lhe emprestam a voz como é o caso do seu single de estreia “Happiness”, tema que cresce feliz e despudoradamente com Liliana Bernardo.

A volta ao mundo em nove canções dos Car Seat Headrest: novo álbum ao vivo
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 15:12 ·


“Comeram” muito asfalto e milhas aéreas (provavelmente mais milhas aéreas) ao longo de um 2018 particularmente profícuo em matéria de concertos e o resultado acaba de chegar, não sob a forma de cheque oferta de viagens numa qualquer companhia aerotransportadora, mas como um álbum ao vivo que reúne os nove temas que mais “pica” deram aos muchachos de Will Toledo tocarem durante essa digressão.

O álbum leva o carimbo de Commit Yourself Completely e viaja, entre outros, pelo Pais de Gales com “Cosmic Hero”, pela Inglaterra com “Cute Thing” ou pela França com “Drugs With Friends”, esta última colocada em plano de destaque por Toledo dada a proximidade que a banda manteve com o público durante todo o concerto. De relembrar que os Car Seat Headrest são uma das bandas confirmadas no alinhamento do próximo Vodafone Paredes de Coura (dia 15 de Agosto).

Sem mais delongas, eis a volta ao mundo em nove canções dos Car Seat Headrest na íntegra:

Julien Baker oferece-nos um par de novas canções
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 14:53 ·


Apesar de ainda curta, a carreira de Julien Baker tem-se revelado particularmente profícua. Depois de dois álbuns a solo consecutivos (Sprained Ankle de 2015 e Turn Out The Lights de 2017), a guitarrista juntou-se em 2018 a Lucy Dacus e Phoebe Bridgers para darem corpo à banda boygenius e ao homónimo EP de estreia do projecto. Como parar é, aparentemente, morrer, Julien Baker acaba de nos presentear com duas faixas nunca antes editadas.

Tratam-se da exuberante “Red Door”, já tocada em concerto mas nunca editada, e da intimista e profunda “Conversation Piece” que serão alvo de atenção especial nos próximos concertos (onde se inclui a actuação de 15 de Agosto em Paredes de Coura) da artista. Para ouvir “Red Door” e “Conversation Piece”:

Greta Van Fleet: confirmada a estreia em Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 14:51 ·


A estreia da banda dos três irmãos Kiszka em palcos lusos é, a partir de hoje, um dado adquirido. Os americanos Greta Van Fleet vão actuar no próximo dia 12 de Julho no Passeio Marítimo de Algés no âmbito da edição 2019 do NOS Alive onde aproveitarão para apresentar ao público português o seu álbum de estreia Anthem of the Peaceful Army lançado em 2018.

Os Greta Van Fleet juntam-se, no dia 12 de Julho, aos já confirmadosVampire Weekend, Gossip, Cut Copy, Pip Blom, Tash Sultana, H.E.R., Ry X, Izal e Curadoria Bridgetown (Carlos Prata, Dillaz, Lè Vie, Saint Jhn, Plutonio, Nubai Soundsystem, Dj Dadda, Trace Nova).

Os bilhetes encontram-se à venda e variam entre os 60,98 euros (diário) e os 139,77 euros (passe três dias).

Insha'Allah-Las
· POR Paulo Cecílio · 18 Jun 2019 · 14:22 ·


Os Allah-Las estão de volta a Portugal. A banda norte-americana virá à sala Lisboa Ao Vivo em modo best of, para tocar as canções dos seus três álbuns de estúdio e mostrar porque é que se tornaram grandes dentro da nova vaga indie/psicadélica.

O concerto irá realizar-se no dia 25 de Setembro, estando os bilhetes à venda a partir de quinta-feira, pelo preço de 20€.

“Higher Ground”: a utopia segundo Momo
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 14:16 ·
© Amanda Raybaud

É um exercício deveras complicado imaginar um mundo pacífico e fraterno quando em cada esquina de Humanidade nasce um ditador de injustiça na mão. Regressado de um hiato de dois anos sem novos trabalhos,  Momo, compositor brasileiro radicado em Portugal, entregou-se de corpo de electrónica e alma de bossa nova a esse exercício com o utópico tema “Higher Ground”.

Apresentada como uma evolução natural de Voá (2017), o novo tema foi gravado em Los Angeles pelo conceituado produtor Tom Biller (Warpaint, Fiona Apple, Kanye West, etc) e traz-nos uma actualização do legado da bossa nova pela adição de timbres electrónicos e camadas de sintetizadores que favorecem a construção utópica que a letra propõe – "Want to reach higher ground/ In a spiritual world/ There can be no nation".

Lloyd Cole: novo trabalho chega em Julho
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jun 2019 · 14:14 ·


Lloyd Cole tem novo álbum no forno. O disco dará pelo nome de Guesswork, tem estreia marcada para dia 26 de Julho via earMusic, e junta Cole ao colaborador de longa data Fred Maher (baterista do músico em vários álbuns a solo e no último Standards) e aos ex-colegas nos The Commotions Neil Clark (guitarrista) e Blair Cowan (teclista).

Predominantemente electrónico, Guesswork foi inteiramente gravado no estúdio de Cole no Massachusetts (Estados Unidos) e é composto por oito temas, entre os quais o single de apresentação hoje conhecido “Violins”:

A entrega dos Corrosion Of Conformity
· POR Paulo Cecílio · 17 Jun 2019 · 13:08 ·


Os norte-americanos Corrosion Of Conformity têm encontro marcado com os fãs portugueses muito em breve. A banda de Raleigh virá celebrar os 25 anos de Deliverance, o seu quarto álbum de estúdio e o primeiro a contar com Pepper Keenan na voz.

A festa terá lugar no Hard Club, no Porto, no dia 24 de Junho, e contará ainda com os Mr. Mojo. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais pelo preço de 20€, 25€ se comprados no próprio dia.

A poucos dias dos Glassjaw
· POR Paulo Cecílio · 17 Jun 2019 · 12:59 ·


Falta menos de uma semana para a estreia dos Glassjaw em Portugal. A histórica banda norte-americana virá ao Porto e a Lisboa apresentar os temas que marcaram uma geração e uma cena, a do pós-hardcore, no início do milénio.

O primeiro embate dos Glassjaw com o público português dar-se-á no Hard Club, no próximo sábado, seguindo-se o Lisboa Ao Vivo, no domingo. No caso portuense, a primeira parte será assegurada pelos Redemptus e os Pledge, e no de Lisboa pelos Ash Is A Robot e Algumacena. Os bilhetes estão à venda por 20€.

Fennesz vai tão a Braga
· POR Paulo Cecílio · 17 Jun 2019 · 12:53 ·


Fennesz regressa esta semana a Portugal. O músico austríaco actua na black box do gnration, em Braga, na quarta-feira, tendo como mote a apresentação ao vivo dos temas que compõem o seu novo trabalho, Agora (editado em Março pela Touch).

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais e custam 7€. Coisa pouca.

Mas que mimo
· POR Paulo Cecílio · 14 Jun 2019 · 17:37 ·


O MIMO soma e segue e anunciou hoje mais nomes para o seu cartaz. O festival de Amarante, dedicado à música (ia meter "do mundo", mas toda a música é do mundo), irá acolher - para além dos nomes anteriormente anunciados - artistas como Seun Kuti, acompanhado pelos Egypt 80, o trio Violons Barbares, a parceria entre Stefano Bollani e Hamilton de Holanda e os brasileiros Bixiga 70, entre outros.

Para além do som, quem for ao MIMO terá também direito à imagem, através do Festival MIMO de Cinema que irá exibir, entre outros filmes, Miles Davis: Birth of the Cool, de Stanley Nelson. A programação fecha-se com o Fórum de Ideias, one irão falar Seun Kuti, Criolo e Salif Keita, e com o Programa Educativo, que conta com várias workshops, entre outras actividades.

O MIMO realiza-se em Amarante de 26 a 28 de Julho e, pasme-se, é inteiramente à borliú. Felda-se!

Retroalimentação sonora toma conta do Cais do Sodré
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jun 2019 · 17:36 ·


Retroalimentação sonora, também conhecida como feedback, é o destaque da primeira edição nacional do festival Feedback Fever – A Fuzz Club Festival in Lisbon que vai tomar conta das noites do Cais do Sodré nos dias 28 e 29 de Junho. A “alimentação” de toda esta retroalimentação está a cargo do Sabotage Club (local dos concertos) e da Fuzz Club, editora londrina que trará a Lisboa seis bandas do seu catálogo: 10 000 Russos, Pretty Lightning, SeRvo, Throw Down Bones, NONN e dreamweapon.

O preço dos bilhetes varia entre os 15 euros (diário) e os 25 euros (passe geral).

Fiquem com a dupla italiana Throw Down Bones e esta “Golovkin”:


Programa completo:

28 de Junho
Throw Down Bones (Itália)
NONN (Suécia)
dreamweapon
Dj’s Astral Elevator + Tiago Castro

29 de Junho
10 000 Russos
Pretty Lightning (Alemanha)
SeRvo (França)
Dj’s Reitor Pimenta + Nuno Rabino
Brunch Electronik está de volta e já há cartaz completo
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jun 2019 · 17:15 ·


Apesar de não constar de qualquer dicionário da língua portuguesa, de há três para cá o brunch mora no léxico do lisboeta domingueiro que prefere a os beats emanados da Tapada da Ajuda ao congestionamento da Costa da Caparica. Este ano não será diferente. O Brunch Electronik está de regresso à Lagoa Branca na Tapada da Ajuda, Lisboa, entre 28 de Julho e 22 de Setembro para com a ajuda de nomes como Jeff Mills, Maceo Plex ou Richie Hawtin refeições bem regadas a electrónica entre as 14 e as 22 horas.

O preço dos bilhetes (já disponíveis online) varia entre os 13 (diário) e os 69 euros (passe geral).



Programa das festas:

28 de Julho — Marco Carola, Johan, Kokeshi, Magazino
4 de Agosto — Luciano, Jean Pierre, Nox, Penelope
11 de Agosto — Jeff Mills, Ellen Allien, Waajeed DJ, Mashkov
18 de Agosto — Joseph Capriati, Francisca Urbano, Frank Maurel, Pixel82
25 de Agosto — Charlotte de Witte, Fjaak live, Amulador B2B Tiago Fragateiro, RoundHouse Kick live
1 de Setembro — Richie Hawtin, Gusta-vo, NA O MI, Zé Salvador B2B Serginho
8 de Setembro — Maceo Plex, Patrice Bäumel, Jennifer Cardini, Cardia
22 de Setembro — Amelie Lens, Farrago, Airod, Lee Jo Life
Giant Sand anunciam novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jun 2019 · 16:53 ·


A banda liderada pelo prolífico Howe Gelb está de regresso às edições um ano após o lançamento de Returns To Valley Of Rain. O novo disco chamar-se-á Recounting The Ballads Of The Thin Line Men e tem estreia prevista para o dia 20 de Setembro. O trabalho recupera as desérticas canções deixadas pelo álbum de 1986 Ballad Of A Thin Line Man e junta-as num novo engenho discográfico que recupera as tiradas truculentas e reacende a chama de uma angústia que nos anos 80 se manifestava de forma pungente.

Apesar de lavadas pelo génio de Howe Gelb, os temas que compõem este novo disco ainda não podem ser escutados restando-nos, apenas, deixar-vos a recordação de Ballad Of A Thin Line Men de 1986:

The Catenary Wires: Til the Morning em estreia
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jun 2019 · 16:32 ·
© Alison Wonderland

Rob Pursey  e Amelia Fletcher são os dois pontos fixos que unem esta catenária feita de melodias simples e cúmplices que hoje nos dá a conhecer o seu novo Til the Morning, álbum que inventa um ambiente de câmara a partir de uma instrumentação mínima que resgata a esperança, através das suas melodias esperançosas, a uma lírica preocupada e triste com o andamento do mundo contemporâneo.

Fiquem com os The Catenary Wires e o seu novo Til the Morning na íntegra:

Men On The Couch: e se eles morressem amanhã?
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jun 2019 · 15:53 ·


Se fosse esse o caso, o seu disco de estreia seria, igualmente, póstumo. Estas e outras questões mais ou menos escatológicas são-nos trazidas pelos Men On The Couch no single “Se Eu Morresse Amanhã” que serve de apresentação a Senso Comum, disco de estreia da banda madeirense que será editado no próximo mês de Outubro.

“Se Eu Morresse Amanhã”, para ouvir aqui em baixo.

Nérija desabrocham
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 16:40 ·


O colectivo jazz londrino Nérija vai finalmente lançar-se na edição de um LP no próximo dia 2 de Agosto via Domino Records. A estreia nos longa-duração deste septeto vai acontecer com Blume, trabalho que captura em disco a cumplicidade, a alegria e o espírito da sua relação na vida como no palco.

Os Nérija são Nubya Garcia (saxofone tenor), Sheila Maurice-Grey (trompete), Cassie Kinoshi (saxofone alto), Rosie Turton (trombone), Shirley Tetteh (guitarra), Lizy Exell (bateria) e Rio Kai (baixo) e este é “Riverfest”, tema de apresentação de Blume:

Whitney: segundo álbum a caminho
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 16:22 ·
© Olivia Bee

Em apenas dez dias, os Whitney passaram de uma banda com apenas um álbum no bucho para uma banda com novo disco agendado para 30 de Agosto e dois singles no ar. O seu segundo trabalho de originais dá pelo nome de Forever Turned Around, foi co-produzido por Bon Iver e Jonathan Rado (Father John Misty, Foxygen) e, segundo Julien Ehrlich (vocalista e baterista da banda) vai ultrapassar de forma inimaginável a expectativa dos fãs: “sempre que o ouço não consigo evitar pensar que, se adoraram Light Upon the Lake (álbum de estreia, 2016), as pessoas vão ficar extasiadas com isto”.

Pode parecer demasiado optimismo em relação a um álbum que ainda não viu a luz do dia mas Ehrlich contrapõe com o tempo de maturação e a preocupação com a criação de algo que eles próprios gostassem de ouvir: “Dedicamos muito do nosso tempo a isto (concepção do álbum), não nos limitamos a atirar com um álbum para cima da mesa. Acredito que criamos algo que gostaríamos realmente de ouvir e acho que as pessoas vão gostar também”.

Apresentado de braço dado com a faixa-título, Forever Turned Around acaba de nos mostrar uma nova face sob a forma de “Giving Up”:

Sons na Aldeia regressa em Agosto
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 15:46 ·


A CoopA – Associação Aldeia Cooperativa de Artes não tem mãos a medir. Depois de em Fevereiro último terem levantado a 5ª edição do Sons na Aldeia já se preparam para a 1 de Agosto regressarem à aldeia de Paio Pires com a sexta edição do evento.

Os convidados para esta edição são os Tranz-it (“medalhados de bronze” no 4.º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez Vous, em 1987) e os The Black Koi que tomarão conta do palco das Festas Populares da aldeia de Paio Pires a partir das 21h30 do próximo dia 1 de Agosto.

Fiquem com os The Black Koi e este “Insomnia”:

Why? vai lançar álbum visual
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 15:30 ·


Moniker do compositor Yoni Wolf, Why? vai lançar um álbum visual. Este “vai”, acaba por não ser inteiramente correcto, uma vez que AOKOHIO, assim se chama o disco, se trata de uma narrativa contínua dividida em seis movimentos (oscila entre duas, três ou quatro canções cada) que ganha forma a cada vídeo partilhado pelo autor. Assim foi há uns meses com o primeiro tomo “I. I may come out a broken yolk, I may come outo n saddle” e assim é agora com o lançamento do segundo movimento “II. I’ve been carving my elbows, I might just takeflight” que conta com a premiada actriz Tatiana Maslamy no “papel principal” e foi realizado por Miles Joris-Peyrafitte.

O álbum estreia no dia 9 de Agosto via Joyful Noise e tem nos temas da ansiedade e da nostalgia os seus pratos fortes.


Alinhamento de AOKOHIO:

I: I may come out a broken yolk, I may come out on saddle.
01 “Apogee”
02 “The Rash”
03 “Peel Free”
II: I’ve been carving my elbows, I might just take flight.
04 “Reason”
05 “Deleterio Motilis”
06 “Stained Glass Slipper”
III: Please take me home, I don’t belong here.
07 “The Launch”
08 “High Dive”
09 “Mr. Fifths’ Plea”
10 “Good Fire”
IV: The surgeon nervously goes on, he never claimed to be God.
11 “Narcissistic Lamentation”
12 “Krevin’”
13 “The Crippled Physician”
14 “Ustekinumab”
V: I want to live with conviction, in silence and diction.
15 “My Original”
16 “Rock Candy”
17 “Once Shy”
VI: Though I’m tired, I’m still trying.
18 “The Shame”
19 “Bloom Wither Bloom (for Mom)”
Drahla estreiam-se em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 13 Jun 2019 · 15:10 ·


O trio britânico Drahla irá actuar em Portugal no próximo mês de Setembro. Donos de uma sonoridade que tanto vai buscar aos Talking Heads e aos Gang Of Four como aos Wire e aos Cure, os Drahla virão apresentar os temas do seu álbum de estreia, Useless Coordinates, editado este ano pela Captured Tracks.

A banda composta por Rob Riggs, Luciel Brown e Mike Ainsley dará três concertos no país, dando início a esta mini-digressão com um espectáculo no Musicbox, a 10 de Setembro (12€), seguindo-se o Salão Brazil, a 11 (10€) e o Plano B, a 12 (12€). Piquem-nos aqui:

Fanfare Ciocarlia no Capitólio
· POR Paulo Cecílio · 13 Jun 2019 · 15:02 ·


Os Fanfare Ciocarlia estão de regresso a Portugal para um concerto no Capitólio, em Lisboa. A banda romena virá não só apresentar os temas do seu mais recente álbum, Onwards To Mars! (2017), como também celebrar os seus vinte anos de carreira.

O concerto está marcado para o dia 22 de Julho e os bilhetes já se encontram à venda em todos os locais habituais, pelo preço de 20€.

Novo álbum, Shura?
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 14:56 ·


Shuramos (que parvoíce). A cantora e compositora britânica Alexandra Lilah Denton aka Shura acaba de anunciar que Nothing Real, álbum de estreia editado em 2016, tem sucessor. O novo “rei” da discografia de Shura dá pelo nome de forevher e estará disponível na íntegra a partir de 16 de Agosto via Secretly Canadian.

Escrito com base na relação transatlântica de Shura com a sua namorada, forevher contou com a colaboração de Jono Ma (Jagwar Ma), TEED, Rosie Lowe, Kerry Leatham e Reva Gauntlett (Nimmo) e vem com este “religion (you can lay your hands on me) lá dentro:

Casa Amarela celebra o 5º aniversário
· POR Paulo Cecílio · 13 Jun 2019 · 14:51 ·


O Colectivo Casa Amarela irá celebrar o seu 5º ano de vida com uma festa em grande. O Desterro, em Lisboa, foi o local escolhido para acolher as celebrações, e por ali estarão não só os grandes nomes da editora, como Aires e Rui P. Andrade (em novo concerto conjunto), como também os amigos Bernardo Álvares, Sal Grosso, João Valinho, Mestre André (em formato quarteto) e Maria.

A festa ficará também marcada pelo lançamento de Island Fever, compilação que reúne reinterpretações de material antigo do Colectivo e ainda duas faixas novas. Cada uma das peças ali contidas foi alvo de uma composição visual da autoria da Mafalda Melim.

A festa terá lugar no dia 21 de Junho e podem saber mais aqui.

Metz continuam a facturar
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 14:42 ·


Há cerca de um mês demos-vos a notícia de que o trio punk rock de Toronto foi à arrecadação recuperar inéditos, lados B e raridades que transformaram no novo álbum Automat. O disco só sai a 12 de Julho e os Metz ainda pela arrecadação continuam.

Depois de nos terem dado o empoeirado “Pure Auto” como aperitivo para o que virá em Julho, chega a vez de limparem as teias de aranha a “Dry Up”, segundo tema a sair das entranhas de Automat:

Vanguart vestem a pele de Dylan
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 14:32 ·


Veteranos do indie-rock nado e criado em Cuiabá (estado do Mato Grosso), os Vanguart estão prestes a lançar um novo álbum em que fazem a releitura da obra de Bob Dylan. Vanguart Sings Bob Dylan estreia no dia 28 deste mês e é, de acordo com o vocalista Hélio Flanders, um disco de importância vital para os Vanguart porque, para além de celebrar a obra do decano compositor americano, “faz-nos compreender de onde viemos e, simultaneamente, mostra-nos que podemos ir muito além de bandeiras e géneros fincados dentro da música e seus limites”. “Enquanto os ventos seguirem soprando, a resposta continuará lá”, conclui Falnders.

Gravado em apenas cinco dias, Vanguart Sings Bob Dylan é composto por 16 canções com particular ênfase para os primeiros 15 anos da carreira do Nobel da Literatura 2016, cabendo ao tema “Make You Feel My Love” (1996) a única excepção a essa regra.

Enquanto o álbum não chega, fiquem com “Idiot Wind”, tema recriado pelos Vanguart durante um concerto no Sesc Santana em 2015:

Formação Profissional na área da música: Arda Academy abre novo curso na Campanhã
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 01:48 ·


A Arda Academy, estrutura de formação situada na Plataforma Campanhã (Porto), acaba de anunciar a abertura de um novo curso dedicado às áreas de curadoria, programação, produção e edição musical. O “Music Structures”, assim se chama o curso, arranca no próximo mês de Outubro, terá a duração de sete meses e contará com um elenco de formadores ligados a organizações como o Milhões de Festa, Tremor, Maus Hábitos, Hard Club, gnration, Ao Sul do Mundo ou AMAEI. O objectivo, afirma a Arda, é criar um “contexto para a troca de informação entre profissionais”, com um foco prático e em constante diálogo com o mercado de trabalho.

As inscrições já se encontram abertas e toda a informação relativa às mesmas e ao curso pode ser encontrada aqui.
O ano do ressurgimento de Bat for Lashes
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 01:04 ·
© Logan White

Três anos depois de The Bride (2016), o alter-ego da cantora e compositora britânica Natasha Khan volta a atacar com Kids in the Dark, álbum que marca a estreia de Bat for Lashes pela Kobalt e que terá edição a 6 de Setembro.

Inspirado por Los Angeles (cidade onde o disco foi gravado) e pelos anos 80 (deambulação teórica sobre o que foi crescer nessa década), Kids in the Dark é composto por dez faixas onde se pode encontrar o single de apresentação “Lost Girls”, tema com que vos deixamos por ora:

Toni Tornado volta aos escaparates
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jun 2019 · 00:41 ·


Conheceu o chão como engraxador, o céu como paraquedista do Exército brasileiro, o mundo enquanto integrante da banda Brasiliana e acabou a dar a sensualidade do canto em bôites. Depois destas venturas, em 1970 ganha o V Festival Internacional da Canção com “BR-3” (Antônio Adolfo/Tibério Gaspar), tema com que conhece a fama e cunha o seu disco de estreia um ano depois. É precisamente este BR-3 (1971) que faz Toni Tornado voltar aos escaparates 48 anos depois do debute através de uma reedição com a chancela “Clássicos do Vinil” da Polysom em parceria com a Universal Music.

Composto por 12 faixas de forte influência soul e funk, BR-3 é composto, para além do tema que lhe dá nome e que ajudou à consagração nacional de Toni Tornado, por sucessos como “Me Libertei” (Fraknye/Tony Bizarro) ou “O Jornaleiro” (Major/Toni Tornado). A produção deste álbum esteve a cargo de Milton Miranda e contou com as participações dos maestros Paulo Moura e Waltel Branco que contribuíram com orquestrações e arranjos.

Fiquem com a faixa que deu nome ao álbum de estreia de Toni Tornado, “BR-3” (gíria para injecção de heroína):

Joan Shelley foi descobrir calor no meio do frio - e tem novo single
· POR André Gomes · 12 Jun 2019 · 16:15 ·
© Ebru Yildiz

A norte-americana Joan Shelley foi ao frio da Islândia (é que mesmo em Agosto nem vos conto) e saiu de lá com um novo disco. E com aquele calor do costume.

"Coming Down For You" é fruto de mais uma colheita daquela folk de fino recorte a que Joan Shelley nos habitou nos últimos anos. Por agora é apenas um single mas o novo disco não deverá tardar. É estar atento.

Zé Pereira querem quebrar a monotonia
· POR Fernando Gonçalves · 12 Jun 2019 · 02:01 ·


Um nome próprio prenhe de colectivo, Zé Pereira é ventre de três músicos paulistas que acabam de lançar um manifesto anti-tédio chamado, ironicamente, “Monotonia”.

Este tema, sucessor do single “Quente” e segundo avanço para o novo EP dos Zé Pereira Tropical Concreto cujo nascimento acontecerá este mês, pretende quebrar com a rotina do desespero quotidiano através de uma batida de matriz pop-funk e poética de inspiração “caetaneada” que soa assim:

Neko Case, está quase
· POR Paulo Cecílio · 11 Jun 2019 · 21:15 ·


Faltam poucos dias para que Neko Case volte a Portugal, para um concerto que servirá para apresentar, ao vivo, os temas de Hell-On, o seu último álbum (2018).

A cantautora norte-americana dará um concerto único no Cinema São Jorg, em Lisboa, no dia 19 de junho, estando os bilhetes à venda a preços que vão dos 20€ aos 24€.

Oh, Joana
· POR Paulo Cecílio · 11 Jun 2019 · 21:09 ·


Abram alas para Joan As Police Woman, a única mulher-polícia que não nos faz querer bradar ACAB. A artista norte-americana irá apresentar-se esta sexta-feira no Auditório de Espinho, para um (há muito desejado) concerto a solo.

Para além de ter editado recentemente Joanthology, compilação que reúne alguns temas inéditos e raridades várias, Joan As Police Woman lançou um novo álbum, Damned Devotion, em 2018 e está a preparar mais um álbum de versões, o qual deverá ser conhecido em breve.

Os bilhetes para esta data única em Espinho estão à venda por 10€, com descontos para amigos. Mais aqui.

Suzanne Vega em Braga
· POR Paulo Cecílio · 11 Jun 2019 · 21:01 ·


Suzanne Vega irá regressar já esta quinta-feira a Portugal, para um concerto único no qual irá apresentar, ao vivo, aquelas canções clássicas que todos amamos mas temos medo de admitir (como 'Luka' ou 'Tom's Diner'). A artista norte-americana dará um concerto no Fórum Braga.

Os bilhetes estão disponíveis em todos os locais habituais, a preços que vão dos 25€ aos 35€.

Girl Band anunciam segundo LP da carreira: The Talkies
· POR Fernando Gonçalves · 11 Jun 2019 · 17:27 ·


Depois de se estrearem nos longa-duração em 2015 com Holding Hands With Jamie, a banda que ostenta o nome de Girl Band, mas onde não entram raparigas, está de volta com The Talkies. Nascido numa imponente casa alugada nos arredores de Dublin, The Talkies é descrito por Alan Duggan, guitarrista da banda irlandesa, como “uma representação áudio” dessa imensa moradia onde o segundo álbum dos Girl Band foi composto e gravado.

Entre as doze faixas que compõem o disco, edição a 27 de Setembro via Rough Trade Records, encontra-se esta “Shoulderblades”, single de avanço:

Efterklang anunciam novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 11 Jun 2019 · 17:10 ·


O rock experimental dos dinamarqueses vai voltar a ecoar em toda a sua plenitude no próximo dia 20 de Setembro, data que hoje os Efterklang dão como definitiva para o seu regresso aos álbuns com Altid Sammen.

A par do anúncio do novo disco vem o primeiro single “Vi er uendeling (We Are Infinite)”, com Helena Christensen no vídeo, e dois concertos em Portugal: 23 de Outubro no LAV em Lisboa e 24 de Outubro no Hard Club do Porto.

Eis um cheirinho do que podemos esperar de Altid Sammen:

Radiohead não aceitam ameaças e libertam 18 horas de material inédito
· POR Fernando Gonçalves · 11 Jun 2019 · 14:46 ·


"Na semana passada fomos pirateados. Alguém roubou o minidisc de arquivo do Thom do tempo de OK Computer e, alegadamente, exige 150 mil dólares [132 mil euros] ou ameaça divulgá-lo". Esta ameaça foi tornada pública pelo guitarrista Jonny Greenwood no Twitter e levou os Radiohead a responder com a libertação das 18 horas de gravações presentes no arquivo de Thom Yorke e que dizem respeito a um período de criação compreendido entre 1995 e 1998.

Apesar de catalogarem o material divulgado de “não muito interessante”, e da banda nunca ter sequer ponderado o seu lançamento, a ameaça decorrente de um ataque informático levou os Radiohead a tomar esta drástica decisão. Esta maratona de Radiohead estará disponível para audição gratuita nos próximos 18 dias na plataforma Bandcamp e inclui temas ao vivo, ensaios incompletos e outro material não editado. A partir de 11 de Julho, estas gravações serão vendidas por 18 libras (cerca de 20 euros) e as receitas reverterão para o movimento sociopolítico Extinction Rebellion.

Eis o minidisc hackeado de Thom Yorke:

Noites de Verão 2019 by Filho Único: programação completa
· POR Fernando Gonçalves · 11 Jun 2019 · 02:27 ·


A estação estival está à porta e com ela mais uma edição do ciclo de concertos “Noites de Verão”. Organizado pela Filho Único em colaboração com a EGEAC, as Galerias Municipais de Lisboa e o Museu de Arte Contemporânea do Chiado, a décima edição deste evento decorrerá nos meses de Julho (Jardim dos Coruchéus, Alvalade) e Agosto (Jardim das Esculturas do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado), sempre às sextas-feiras, e contará com a presença de Vado Más Ki Ás, Curl, HHY & The Macumbas, Sho Madjozi, Raw Forest, Maria Reis, Oren Ambarchi e Peter Evans. A entrada é gratuita.

Programação completa:

Julho – Jardim dos Coruchéus, Alvalade
Dia 5 – Vado Más Ki Ás (Cabo Verde/ Portugal)
Dia 12 – Curl (Reino Unido)
Dia 19 – HHY & The Macumbas
Dia 26 – Sho Madjozi (África do Sul)

Agosto – Jardim das Esculturas do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
Dia 2 – Raw Forest
Dia 9 – Maria Reis
Dia 16 – Oren Ambarchi (Austrália)
Dia 23 – Peter Evans (Estados Unidos)

Blueberries for Chemical partilham Under the Water
· POR Fernando Gonçalves · 11 Jun 2019 · 02:25 ·


Surfing on Earthquakes,
aquele que será o EP de estreia dos penafidelenses Blueberries for Chemical, acaba de partilhar o seu cartão-de-visita sob a forma de “Under Water”.

Síntese de seis anos de trabalho na sombra, entrecortado por pontuais concertos, Surfing on Earthquakes apresenta-se como um extended-play de matriz indie-rock que vai beber inspiração a nomes tão diversos como Radiohead, Sonic Youth ou QOTSA.

Se a edição do EP está para breve, “Under the Water” é para agora:

Catacombe deram à luz um novo álbum: Scintilla em stream integral
· POR Fernando Gonçalves · 10 Jun 2019 · 01:35 ·
© Jorge Matos

Cinco anos depois de nos terem dado Quidam, a banda de Vale de Cambra está de regresso aos álbuns com Scintilla. Seguir em frente implica, não raras vezes, parar. Os Catacombe pararam, reflectiram, mergulharam de cabeça no que foram, no que eram e no que queriam ser. Uma nova luz se acendeu nos seus espíritos.

Scintilla é a aurora dessa nova essência que se materializa numa centelha de post-rock desafiador que rompe o breu nas palavras sussurradas pela voz de Melissa Veras (papercutz:, (( ASA )) ) e que soa assim:



Concertos de apresentação de Scintilla:

14 de Junho
Porto - Understage do Teatro Rivoli, 23 horas

15 de Junho
Lisboa - Sabotage Club, 22h30
Tindersticks regressam a Portugal em 2020
· POR Fernando Gonçalves · 07 Jun 2019 · 15:44 ·
© Richard Dumas

Ausentes dos palcos nacionais desde 2016, os Tindersticks acabam de confirmar o regresso ao nosso país entre os dias 17 e 22 de Fevereiro do próximo ano para concertos em Coimbra, Lisboa, Porto e as estreias absolutas Faro e Leiria. Estes cinco concertos estarão inseridos na tournée mundial de apresentação do 11º álbum de estúdio da banda liderada por Stuart Staples, um trabalho, ainda sem nome, que se encontra na fase de final de gravações e sucederá a The Waiting Room de 2016.

Digressão Tindersticks por Portugal:

Bilhetes à venda a partir de dia 17 de Junho nos locais habituais.

17/2 – Faro, Teatro das Figuras
18/2 – Lisboa, Aula Magna
19/2 – Leiria, Teatro José Lúcio da Silva
20/2 – Coimbra, Convento de São Francisco
21/2 – Porto, Casa da Música

Fiquem com “Willow”, tema composto por Staples para a banda-sonora do filme “High Life (Claire Denis), executado pelos Tindersticks e cantado pelo actor Robert Pattinson:

Elza Soares: Deus é Mulher vai passar por Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 07 Jun 2019 · 15:42 ·
© Daryan Dornelles

A deusa brasileira Elza Soares regressa a Portugal no próximo dia 17 de Julho para apresentar ao público português o seu mais recente trabalho de originais Deus é Mulher (2018). O concerto, que se insere na tour “Deus é Mulher”, terá lugar no Capitólio em Lisboa. Os bilhetes têm um valor único de 25 euros.

Em Deus é Mulher, sucessor do consagrado A Mulher do Fim do Mundo, Elza Soares evoca Deus na figura das poderosas Orixás Oxum e Iemanjá dando-lhe o corpo e a expressão que podem apreciar a partir de agora:

The Cult em Vilar de Mouros
· POR Paulo Cecílio · 07 Jun 2019 · 14:04 ·


Os míticos The Cult são a nova confirmação para o festival EDP Vilar de Mouros. A banda britânica irá actuar no dia 22 de Agosto, juntamente com nomes como os Manic Street Preachers, Anna Calvi e Killing Joke.

O mote será a celebração dos 30 anos de Sonic Temple, o mais celebrado dos seus álbuns, "casa" para temas como "Fire Woman" ou "Sun King".

Para além da banda de Ian Astbury, foram também confirmados os Jarojupe e os Tape Junk. O EDP Vilar de Mouros regressa entre os dias 22 e 24 de Agosto, contando este ano com dois palcos e muitas outras novidades - as quais podem descobrir aqui. Os bilhetes estão à venda em todos os locais habituais a preços que vão dos 35€ (diário) aos 70€ (passe).

Cantu-Ledesma soma e segue
· POR Fernando Gonçalves · 06 Jun 2019 · 17:48 ·


Se o tema for músicos prolíferos, não podemos deixar de fora o multi-instrumentista americano Jefre Cantu-Ledesma e a sua épica colecção de discos editados. Às mais de três dezenas de álbuns soma-se, agora, mais um. Tracing Back The Radiance é o nome do seu mais recente trabalho, o terceiro pela Mexican Summer, e estreia no dia 12 de Julho.

Longe das melodias pop que caracterizaram anteriores trabalhos do músico, este novo álbum traz, sobretudo, uma lenta e delicada meditação ambient/drone que conta, entre outros, com as participações especiais de John Also Bennett, Marilu Donovan, Chuck Johnson, Gregg Kowalsky e Mary Lattimore nas vozes. Fiquem com “Joy”, single de apresentação de Tracing Back The Radiance:

Omiri foi à lenha
· POR Fernando Gonçalves · 06 Jun 2019 · 15:06 ·


A lenha neste caso é a recolha das tradições, das artes, do cante, de ofícios e rituais das gentes da zona de Évora que o músico, produtor e compositor Vasco Ribeiro Casais aka Omiri (fundador dos Dazkarieh e Seiva) casa com paisagens sonoras urbanos e ritmos electrónicos no seu novo trabalho Alentejo Vol. I: Évora, disco com estreia no próximo dia 12 de Julho.

Desta nova arquitectura do folk contemporâneo em que a viola braguesa ou o bouzouki português se misturam uma componente electrónica feita através da manipulação de recolhas da autoria do músico (projectadas em vídeo durante os concertos) sai este “Fui À Lenha”, single de apresentação de AlentejoVol. I: Évora:

Bernardo Bauer: Pássaro-Cão levanta hoje voo
· POR Fernando Gonçalves · 06 Jun 2019 · 14:40 ·
© Julia Baumfeld

Ao bater da meia-noite de hoje o Pássaro-Cão do cantor e compositor brasileiro Bernardo Bauer levantou voo. Gravado na Ilha do Corvo em Belo Horizonte, o segundo álbum a solo de Bauer nasce da necessidade do compositor de se exilar da caótica vida urbana e se entregar ao canto da simplicidade que acabou por encontrar num lugarejo perdido na Serra do Cipó, Minas Gerais. Tudo o que Bauer sentiu e o que nele se transformou nesse exílio vertem num álbum influenciado pela sonoridade de nomes tão diversos como Sigur Rós, Fleet Foxes ou Erasmos Carlos e que contou com a participação especial dos músicos Sara Não tem Nome, Luan Nobat, Mariana Cavanellas, Luca Noacco e Marina Sena.

Medo, coragem, amizade, saudade e, sobretudo, muita poesia para ouvir a partir de agora em Pássaro-Cão:

TTY choraram (e estão prestes a mamar, novamente)
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 16:33 ·


Depois de um primeiro EP que nunca chegou a sê-lo, dado os TTY terem estoirado com o orçamento em viagens ao Japão para fotos de imprensa que nunca chegaram a ver a luz do dia, os músicos que compõem o projecto TTY lá choraram um pouco com a reclusão a que estiveram sujeitos no estúdio da Young Turks mas, 18 meses depois, podem mamar os créditos do novo Cry, But Go, longa-duração que estreia na próxima sexta-feira via os “santos padroeiros” Young Turks.

Fiquem com os TTY, enquanto não estoiram o pouco que resta em malas Prada, e o novo tema “Buttercream”:

Lower Dens estão de regresso à competição
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 16:08 ·


A banda liderada por Jana Hunter está de regresso com um álbum onde a “competição” é o tema central. Quarto álbum da história discográfica dos Lower Dens, The Competition, estreia dia 6 de Setembro via Ribbon Music, baseia-se no mindset competitivo que a família de Jana lhe inculcou ferozmente desde tenra idade e que se veio a reflectir, para o bem ou para o mal, ao longo de toda a vida da artista. Se a “competição” era a parede, a música pop era a sua “espada”, espada a que Jana recorria quando queria encontrar um espaço mental são onde a beleza e o amor eram possíveis.

Assim nasce um álbum, simultaneamente irónico e catártico, onde a fria competição desde do seu pedestal arrastada pelo electro-pop. Fiquem com “Young Republicans”, tema de apresentação do novo The Competition:

Bill Ryder-Jones: Yawn reinventado e Portugal no caminho
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 15:34 ·


Depois de, em finais de 2018, nos ter brindado com Yawn, aclamado quarto disco de originais, o cantor e compositor inglês Bill Ryder-Jones regressou a esse álbum para reinventá-lo recorrendo, somente, a piano e voz.

O resultado é Yawny Town (levemente inspirado nos The Beach Boys) e tem estreia prevista para dia 26 de Julho. Se com Yawny Town ou a sua alma-mater Yawn, ou ambas, o certo é que Bill Ryder-Jones está a poucos dias de colocar os pés no nosso país para concertos no lisboeta Musicbox a 11 de Junho e no portuense Hard Club a 12 de Junho. Os bilhetes para estes dois concertos variam entre os 10 (se membro do Gig Club) e os 15 euros. Fiquem com “Don’t Be Scared, I Love You”, primeira amostra para o novo Yawny Town:

indignu [lat.] celebram 15 anos com concerto especial no Theatro Circo
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 15:13 ·


A banda de Barcelos está a celebrar 15 anos de existência e o momento terá comemoração especial com a estreia da banda no palco do bracarense Theatro Circo (Pequeno Auditório) no próximo dia 21 de Junho. Uma dupla celebração que é, no fim de contas, tripla porque passa um ano desde que o último trabalho dos indignu [lat.], Umbra, viu a luz do dia. O espectáculo começa às 23h39 e tem um custo de 10 euros.

Negro e penoso, Umbra foi inspirado nos devastadores incêndios do Verão de 2017 e descreve a penumbra em que vive um homem imerso no Apocalipse. Com colaboração de Manel Cruz e Ana Deus, eis Umbra:

CNJR: uma emotiva jornada que chega ao seu epílogo
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 14:47 ·


Depois de ter dado a conhecer os propósitos do seu longa-duração de estreia com a dupla de singles noir “ISV” e “MSS”, CNJR volta ao seu baú das misérias humanas chamado WSTLND, estreia dia 7 de Junho, para sacar mais um tomo de negritude distópica de nome “HRS”.

Jornada exploratória pelos meandros da experiência humana, WSTLND é uma jornada emotiva através da inquietação e alienação mental decorrente da assunção de CNJR enquanto Ser assumidamente queer. Eis a emotiva tapeçaria dark electro-analógica de CNJR e do seu WSTLND (Future Archive Records) na íntegra:



e o vídeo para “HRS”:

Temples anunciaram novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 14:43 ·


Está encontrado o sucessor de Sun Structures (2014) e de Volcano (2017). O terceiro registo de originais dos Temples chama-se Hot Motion e tem estreia prevista para dia 27 de Setembro via ATO Records, numa edição que marca a estreia da banda inglesa sob a égide da editora. Tido como mais complexo, profundo e sombrio do que as suas produções anteriores, Hot Motion acaba de deixar escapar da sua tapeçaria sonora à la David Lynch o single que dá nome ao álbum, uma música que versa sobre as tensões do desejo:

Bon Iver destapam dois novos temas
· POR Fernando Gonçalves · 05 Jun 2019 · 00:09 ·
© Daniel Jordhal

No último domingo, Justin Vernon e companhia limitada aproveitaram um concerto no festival londrino All Points East para fazerem o debute de dois novos temas. Após alguma algazarra, entre fãs, quanto à nomenclatura das coisas tocadas, lá veio a confirmação oficial de que se tratavam das canções “Hey Ma” e “U”. Para além da corrida aos títulos dos temas, a noite do passado domingo trouxe mais uma novidade em jeito de sítio online com os Bon Iver a apresentarem em palco o domínio do seu novo website, local arejado e arranjadinho a piscar o olho ao Tumblr onde os fãs podem encontrar uma série de informações relativas aos dois novos temas, tournées, etc.

Como nota de rodapé, refira-se que os Bon Iver estarão por cá no próximo dia 13 de Julho para um concerto inserido na programação do NOS Alive 2019.

Eis “Hey Ma” e “U”:



The National levam novo álbum ao Campo Pequeno
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 23:49 ·


Temos que ter cuidado ao andar na rua pois as probabilidades de podermos ser abalroados pelos The National é extremamente alta. Depois de confirmados no Vodafone Paredes de Coura (14 de Agosto), a banda liderada por Matt Berninger confirmou que Portugal faz parte da digressão mundial de apresentação do seu novo álbum I am Easy to Find (estreia dia 17 de Outubro). O concerto terá lugar no dia 12 de Dezembro no Campo Pequeno em Lisboa e os bilhetes, que começam a ser vendidos a partir de dia 8 de Junho, custam entre os 24 e os 36 euros.

Reflexão sobre o que significa ser humano no séc.XXI, I Am Easy To Find partiu de um projecto que uniu o realizador Mike Mills e Matt Berninger e do qual resultou uma média-metragem (“I Am Easy To Find”) e um álbum onde o habitual dramatismo dos The National é, de certo modo, diluído, e em que o feminino adquire preponderância. Prova deste desiderato é o tema “You Had Your Soul With You”, single em que os The National contam com os préstimos de Gail Ann Dorsey:

Prins Thomas de regresso
· POR Paulo Cecílio · 04 Jun 2019 · 21:12 ·


O DJ e produtor norueguês Prins Thomas está de regresso a Portugal, desta feita como convidado das Musicbox Heineken Series.

Thomas irá apresentar-se ao vivo na sala lisboeta no dia 5 de Julho e os bilhetes já estão à venda: custam 10€ e podem ser encontrados em todos os locais habituais.

Stellar: segunda epístola de Dela Marmy aos portugueses
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 16:08 ·


Depois de se ter apresentado com “Empty Place”, o projecto solo de Joana Sequeira Duarte (ex-The Happy Mess) traz-nos um novo tomo epistolar de dream pop com o tema “Stellar”. Procura e experimentação exaustiva no domínio da “coexistência da organicidade dos sons, da ingenuidade das texturas e da composição estruturada”, “Stellar” faz parte de uma série de singles que Dela Marmy tem previstos lançar ao longo do presente ano.

Eis “Stellar”, segunda epístola de Dela Marmy aos portugueses:

Kate Tempest foi à procura do grito primevo e encontrou Holy Elixir
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 15:45 ·
© India Cranks

Enquanto a imaginação a levava numa viagem psicadélica pelo quotidiano dos caçadores-recolectores, a razão entregava-se ao escrutínio minucioso da existência humana. O resultado desta “vivissecção das dores modernas” com auxílio ao mais ancestral dos passados é “Holy Elixir”, segundo single extraído ao seu novo The Book of Traps and Lessons cuja estreia está prevista para dia 14 de Junho.

Seis dias antes da edição do seu novo disco, Kate Tempest estará no Parque da Cidade do Porto para um concerto inserido na programação do NOS Primavera Sound 2019.

Eis o dionisíaco/apolíneo “Holy Elixir”: 

Pedro de Tróia estreia-se a solo
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 15:14 ·
© Sara Del Pereira

Homem de múltiplos expedientes, o músico Pedro de Tróia, antigo frontman d’ Os Capitães da Areia, deixou o Passado numa gaveta e decidiu construir um Futuro de artista a solo.

A primeira lança deste desiderato vem sob a capa de “Embaraçado”, tema que fará parte do seu álbum de estreia e do qual guarda os pormenores para um outro amanhã. Este e outros temas poderão ser ouvidos no próximo dia 8 de Junho no festival Rádio Faneca em Ílhavo, evento que marca a estreia de Pedro de Tróia ao vivo. Eis “Embaraçado”:

Metronomy: já cheira a novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 14:51 ·


O cheiro vem de “Lately”, single que se apresenta como o primeiro avanço daquele que será, no Outono, o sexto álbum de estúdio, ainda sem nome conhecido, dos Metronomy. Este tema que nos fala sobre crescimento quebra um hiato de três anos sem produtos discográficos made in Metronomy. O último título da banda remonta a 2016, ano em que lançou Summer 08.

Eis “Lately”, tema que fará parte do alinhamento do concerto que a banda fará no dia de abertura (18 de Julho) do Super Bock Super Rock 2019:

A Ultravida de Bearoid
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 14:27 ·


O oceano pop está em acentuada subida no país vizinho. Um dos mais recentes frutos deste paradigma é o músico valenciano Dani Berenguer aka Bearoid que acaba de nos dar o seu LP de estreia Ultravida. De matriz pop electrónica, Ultravida (via HelsinkiPro) apresenta-se como o estado absoluto de consciência de um músico, Dani Berenguer, que se sente na plenitude do seu processo criativo e experiencia, de uma só vez, toda a paleta de emoções possíveis e imaginárias e as verte em álbum.

Depois de nos ter dado a conhecer os singles “Comer” e “Por Dentro”, eis Bearoid e a sua Ultravida em todo o seu esplendor:

Tainá sonhou e agora nasceu para o mundo
· POR André Gomes · 04 Jun 2019 · 14:19 ·


"“Sonhos” foi escrita no meu quarto, já era tarde, eu me sentia vazia, com sede de descobrir o mundo, mas tinha medo. Ainda era apenas um desejo, quando comecei a dizer para mim mesma. “Pára de interromper intensidades, com medo de se arriscar” a letra é uma conversa da antiga Tainá tímida, que se encaixa no padrão da sociedade, mas está perdida de si, uma conversa com seu alter ego, traz junto com a atitude de mudança a coragem de ser quem é. Da música nasceu uma nova Tainá, cheia de sonhos e vontade de viver".

Tainá nasceu no Brasil e vive em Portugal. E a sua voz ameaça tornar-se grande. O primeiro single chama-se "Sonhos" e pode ser desde já ouvido aqui em baixo. Decorem este nome. Vai dar jeito no futuro.

L’Agosto para todos os gostos: programa completo
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 00:53 ·


Depois de no ano passado ter ocupado os jardins do Paço dos Duques, o vimaranense L’Agosto deu corda aos seus cinco pares de pernas e fez dos jardins do Museu Alberto Sampaio casa para a sua 3ª edição que se realizará entre os dias 1 e 3 de Agosto. Depois de vos termos dado os nomes que compõem a edição deste ano, chegou a vez de vos darmos o alinhamento dos nove concertos que tomarão conta do coração de Guimarães no mês de Agosto.

Os bilhetes já se encontram à venda e têm preços especiais até ao dia 30 de Junho: 10 euros os diários, 20 euros o passe. Mais aqui.



Programa:

1 de Agosto
JIBÓIA
Allen Halloween
Scúru Fitchádu

2 de Agosto
The KVB
The Psychotic Monks
TOY

3 de Agosto 
B Fachada
Sensible Soccers
The Field
Abriu a época de pesca à faneca
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jun 2019 · 00:33 ·
© Vera Marmelo

Se a sardinha é o prato predilecto dos foliões joaninos portugueses será a faneca a estar em destaque nos próximos dias 7, 8 e 9 de Junho na cidade de Ílhavo com mais uma edição do festival Rádio Faneca. Lançadas as redes, o batel da organização do 7º Rádio Faneca encheu-se com os nomes de Diabo na Cruz, Flak, Conan Osíris, Moonshiners, João Berhan, Lince, Pedro de Tróia, Bruno Pernadas, Joana Espadinha e Les Saint Armand, músicos que actuarão em quatro distintos espaços do centro histórico de Ílhavo.

Para além da música, o Rádio Faneca 2019 contará com teatro, emissões de rádio ao vivo, performance e uma série de outras actividades que poderá consultar aqui.

Resta dizer que tudo isto é de acesso completamente gratuito.



Programa musical:

7 de Junho
Palco Jardim: Diabo na Cruz; Flak

8 de Junho
Palco Jardim: Conan Osíris; Moonshiners
Concertso nos Becos: João Berhan; Lince; Pedro de Tróia

9 de Junho
Palco Jardim: Bruno Pernadas
Aquário dos Bacalhaus: Joana Espadinha
Concertos nos Becos: Les Saint Armand
Já não há como evitar: se isto é um disco, então ouve-se aqui
· POR Fernando Gonçalves · 03 Jun 2019 · 19:13 ·


Ouve-se aqui, ouve-se ali, ouve-se no carro, ouve-se na praia, ouve-se no casamento agora e para sempre. Se Isto É Um Disco, novo álbum dos Conjunto Evite! acaba de sair do forno e as suas oito faixas de sonhos passados e inquietações futuras soam assim, como podem ouvir ali em baixo.

Se Isto é um Disco será apresentado ao vivo no dia 12 de Junho no Sabotage Club, em Lisboa com primeira parte dos Travo.


Phosporescent em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 03 Jun 2019 · 11:20 ·


Matthew Houck, ou Phosphorescent, regressa esta semana a Portugal. O músico norte-americano virá apresentar os temas de C'est La Vie, o seu último álbum, editado em 2018.

O concerto terá lugar na sala Lisboa Ao Vivo, na próxima quinta-feira, e os bilhetes estão à venda em todos os locais habituais pelo preço de 25€.

Uma juventude underground no Musicbox
· POR Paulo Cecílio · 03 Jun 2019 · 11:16 ·


Os Underground Youth regressam esta semana a Portugal, para um concerto onde irão apresentar o seu novo álbum, Montage Images Of Lust & Fear, editado no final de Março.

A banda britânica subirá ao palco do Musicbox, em Lisboa, na quinta-feira, a partir das 22h30. Os bilhetes custam 8€ e estão à venda nos locais do costume.

Countdown para o Primavera Sound
· POR Paulo Cecílio · 03 Jun 2019 · 11:11 ·

J Balvin

Esta imagem irrita-vos, não irrita? Quer dizer: como ousa o Primavera, esse bastião internacional do indie, conspurcar as suas fronteiras contratando para o cartaz um nome tão odioso, tão obnóxio, tão mainstream quanto J Balvin, que é música para os pobres alienados abanarem os rabos?

A todos quanto pensam assim e / ou são só mongolóides das guitarras, fica a dica: a vossa morte será o nosso regozijo.

Continuando: o Primavera Sound está de volta ao Parque da Cidade do Porto, antes de sair da Península Ibérica, atravessar o Atlântico e assentar arraiais também na capital do glamour Hollywoodesco, Los Angeles (em parceria com a Live Nation, e se achavam J Balvin no Primavera mau, esperem até que os americanos dêem cabo disto tudo).

Para além do homem que ajudou a fazer do reggaeton grande outra vez, a edição deste ano (e há uma edição ainda este ano, contrariamente áquilo que os fãs de Pavement possam querer fazer parecer) contará ainda com históricos como os Stereolab, que regressaram este ano para umas quantas apresentações ao vivo, com os não menos históricos Built To Spill e Guided By Voices, com o cometa Rosalía, com o enorme JPEGMafia e com uma muito aguardada vinda de Liz Phair - que só peca por tocar à mesma hora que o colombiano, como se não se pudesse ser feminista e querer dançar ao mesmo tempo.

Destaque ainda para os Interpol, Courtney Barnett, James Blake, Low, Solange, Erykad Badu, Big Thief ou Neneh Cherry, entre muitos outros mais ou menos desconhecidos que certamente irão sair do Parque da Cidade com mais uns quantos fãs. Os bilhetes para o NOS Primavera Sound estão à venda em todos os locais habituais, a preços que vão dos 56€ (diário) aos 117€ (passe). Fiquem com a nossa playlist e vemo-nos quarta.

Built To Spill também na ZdB
· POR Paulo Cecílio · 03 Jun 2019 · 10:41 ·


Antes de actuarem no Primavera, os Built To Spill passarão também pela ZdB para apresentar os temas que encantaram várias gerações indie, de 1993 até hoje.

A acompanhá-los, estarão os brasileiros Oruã e o "supergrupo" Shaolin Soccer. Os bilhetes custam 15€ e estão à venda na Flur, Tabacaria Martins e na própria ZdB.

É um mistério
· POR Paulo Cecílio · 03 Jun 2019 · 10:37 ·


A Bulgária de Balakov, Kostadinov, Iordanov e outros -ov virá até Portugal para mostrar outra das suas grandes exportações culturais: o Coro Vocal Feminino da Televisão Estatal Búlgara, mais conhecido como O Mistério das Vozes Búlgaras, Le Mystère des Voix Bulgares, The Mystery Of The Bulgarian Voices ou qualquer coisa escrita com caracteres japoneses.

O Coro virá apresentar um novo álbum, BooCheeMish, editado em 2018 e no qual contaram com a participação especial da amável Lisa Gerrard, "voz" dos Dead Can Dance. Os concertos estão marcados para a Casa da Música, já nesta terça-feira (bilhetes de 32,85€ a 37,53€), para a Aula Magna, na quarta (28€ a 37,50€), e para o Theatro Circo, na quinta (12,50€ a 25€). Ah, e a Lisa também por cá estará. Siga?

Os Pavement vão reunir-se e vão tocar no Primavera (Porto e Barcelona) em 2020
· POR André Gomes · 01 Jun 2019 · 21:16 ·


É a notícia que muitos queriam ler: os históricos Pavement vão reunir-se para concertos exclusivos no Primavera Sound Barcelona e NOS Primavera em 2020, foi anunciado hoje no recinto do festival na cidade catalã. 

Os Pavement são então a primeira banda confirmada para o Primavera Sound Barcelona e para o NOS Primavera Sound, no Porto, em 2020, mesmo antes dos Shellac. Que luxo.

ARQUIVO

Parceiros