ETC.
LIVRO
Old Rare New - The Independent Record Shop
Emma Pettit
03 Set 2009 22:14
Old Rare New - The Independent Record Shop
Emma Pettit
2008
Black Dog Publishing
Old Rare New - The Independent Record Shop
Emma Pettit
2008
Black Dog Publishing
Viagem pelas lojas de vinil resistentes neste mundo é sonho para alguns, e realidade para este livro. Altamente aconselhável.
O propósito deste livro não podia ser mais claro. Procurar as lojas de discos independentes, nos Estados Unidos e no Reino Unido, que desafiam ainda as lógicas da evolução da indústria discográfica ao longo dos tempos e mostrar, por a + b, e apesar de uma crise inegável, porque é que alguns exemplares saudosistas da loja de discos de toda a vida se mantêm ainda de portas abertas. Na página 22 do mesmo livro, Emma Pettit, a autora conceptual do documento, explica aquilo que é evidente: que a diferença entre comprar um disco numa loja e fazer download do mesmo é o encontro das pessoas e das ideias, a partilha do conhecimento, a experiência e contacto que vai para além do comprar online e receber na caixa do correio uma semana depois.

Mas mais do que um documento saudosista e angustiado, Old Rare New - The Independent Record Shop é o equivalente a entrar por algumas das mais importantes lojas de vinil do mundo sem realmente lá estar, absorvendo-lhe os episódios mais caricatos, as personagens que gravitam ao redor delas, as raridades que por lá se vasculham. É o equivalente a sujar os dedos com os discos empoeirados que se encontram nos caixotes das casas de música mais bonitas que vimos até hoje. A muitos lembra o prazer de entrar numa de loja de discos sem saber o que se vai encontrar por lá nos caixotes e prateleiras marcadas pelo tempo; a outros, que não deviam mesmo ter vendido aqueles LPs velhos que estavam no sótão apenas porque alguém lhes disse que o CD era o último hype.

Os entrevistados no livro, donos de lojas e editoras, músicos e críticos, contam a sua própria experiência com os discos ou a de personagens que existem apenas de boca em boca; todos têm em comum a melomania da música. Para além do ensaio primoroso de Emma Pettit, Sean Bidder (Vinyl Factory), Bob Stanley (Saint Etienne) e Byron Coley (Ecstatic Yod) assinam também o seu retrato da evolução da música enquanto cultura, formato, testemunho histórico dos nossos tempos. Mini entrevistas com nomes como Will Oldham, Devendra Banhart, Chan Marshall, James Lavelle, Dave Keenan, Matt Valentine, Trevor Jackson, Simon Reynolds, permitem-nos entrar na colecção deles e perceber quais as suas motivações e estórias do baú – e até perceberam como entraram no vício.

A edição, como sempre na Black Dog Publishing, é irrepreensível, completa com scans fotográficos de algumas capas enigmáticas das décadas que nos precedem e com uma arrumação digna dos mais cuidados e atentos melómanos. Por tudo isto, e muito mais, Old Rare New - The Independent Record Shop é um documento obrigatório para quem é aficionado do vinil, mas sobretudo para quem acredita ainda que a música – e a compra de discos – é algo mais sensório e afectivo que adicionar produtos num carrinho de compras virtual e inserir o número do cartão de crédito logo a seguir. É um livro romântico, mas argumentado e histórico. Bem construído e ilustrado. É um testemunho dos nossos tempos; outros.
André Gomes
andregomes@bodyspace.net

Parceiros