DISCOS
Marc Leclair
Musique Pour 3 Femmes Enceintes
· 04 Ago 2005 · 08:00 ·
Marc Leclair
Musique Pour 3 Femmes Enceintes
2005
Mutek / Flur


Sítios oficiais:
- Mutek
- Flur
Marc Leclair
Musique Pour 3 Femmes Enceintes
2005
Mutek / Flur


Sítios oficiais:
- Mutek
- Flur
Há músicos de quem se tem expectativas demasiado elevadas. O trabalho de Marc Leclair enquanto Akufen tornou-se de tal modo significativo que passou a ser considerado um marco na manipulação electrónica dos anos recentes. O disco constituído por ruído de sintonização de rádio, conseguiu ao mesmo tempo ser inovador e agradar a uma grande massa, trilhando um novo conceito. Através da manipulação do som interrompido das ondas hertzianas fez-se techno, construído em microsampling, gerou-se um álbum inesperadamente fluído. O disco My Way (2002) é uma referência essencial na produção discográfica criativa dos anos ‘00 e partindo deste princípio percebemos que o que se esperava a seguir deste músico não era pouco.

Leclair afirmou, em entrevista recente, que não lhe interessa a recriação, a viagem simples ao passado para fazer retratamentos; mostrou-se antes a favor da criação original e autêntica. Ora bem, alguém para quem o conceito de criação é tão caro, é essencial estar permanentemente em génese de ideias novas, tanto ao nível dos materiais utilizados como dos resultados obtidos. Não se tornava tarefa fácil a tarefa de produzir “o álbum seguinte”.

Musique Pour 3 Femmes Enceintes é o tal “álbum seguinte”. E consegue, com relativo à vontade, superar o peso da responsabilidade que se antevia. A música deste disco é fresca. Retomando a óbvia comparação com Akufen, esta música é mais orgânica, quase líquida. Mas sente-se também que não tem o mesmo fulgor e intensidade, de certo modo este disco está mais próximo da “normalidade”. Tendo como base o tema da maternidade, este disco conceptual desenvolve-se todo em redor desta ideia central.

Estamos a falar de música ambiental. Onde dantes havia ritmo constante, agora há uma paisagem constante que se vai transformando, delicadamente, sem choques abruptos. Mas apesar da leveza não se pense que a arte foi descurada. Há uma imensa atenção ao detalhe, um refinado sentido de ritmo. E ao longo de todo o disco vão surgindo novos elementos que não param de surpreender. Atenção, isto é música bucólica urbana: por vezes frágil como um feto a nadar no útero, outras vezes atrevida, como se desse pontapés na barriga grande da mãe. Marc Leclair não defrauda as expectativas, esta música tem vida.
Nuno Catarino
nunocatarino@gmail.com
ÚLTIMOS DISCOS
Gabriel Ferrandini
Volúpias
· POR Nuno Catarino ·
Free condensado.
ÚLTIMAS

Parceiros