DISCOS
Dear Telephone
Taxi Ballad
· 21 Mai 2013 · 20:53 ·
Dear Telephone
Taxi Ballad
2013
PAD


Sítios oficiais:
- Dear Telephone
- PAD
Dear Telephone
Taxi Ballad
2013
PAD


Sítios oficiais:
- Dear Telephone
- PAD
O risco às vezes compensa.
O risco às vezes compensa. Primeiro: o disco de estreia dos Dear Telephone não é necessariamente uma continuidade do EP lançado há um par de anos. Segundo: Taxi Ballad não é um disco de consumo imediato, não é um disco de fácil absorção, está longe de ser um passeio pelo parque. Terceiro: as suas nove canções precisam de tempo, de espaço, dedicação; precisam de disponibilidade para compromisso. Esclarecidos que estão esses três pontos essenciais, urge dizer, e correndo o risco de estragar a surpresa, que Taxi Ballad é um sucesso. Depois de quebrada a barreira que prepararam propositadamente, os Dear Telephone mostram-se verdadeiros arquitectos de uma pop sofisticada mas nunca deslumbrada, “bem vestida” mas nunca fútil, informada e democrática. Canções como “O dearest knight in shining armour”, “That violin lesson sucks” ou “Revelator”, diferentes na abordagem mas iguais na inteligência da construção, são provas vivas que a beleza não tem de ser entregue em mãos para ser irrefutável. E o que dizer de “Fit and proper” com aquele pára-arranca a quebrar uma paisagem melódica perfeita? O que dizer de um disco que tem a coragem de fintar os lugares comuns da música pop e arriscar? Apenas isto: o risco às vezes compensa. E aqui compensou e de que maneira.
André Gomes
andregomes@bodyspace.net
RELACIONADO / Dear Telephone
Entrevistas
Balada mas cinematográfica
30 Mai 2013
Telefonofilia
02 Mai 2011
ÚLTIMOS DISCOS
We Sea
Basbaque
· POR Paulo Cecílio ·
Pasmo.
ÚLTIMAS

Parceiros