DISCOS
SAUR
SAUR EP
· 03 Mai 2011 · 14:03 ·
SAUR
SAUR EP
2011
Ed. de autor


Sítios oficiais:
- SAUR
SAUR
SAUR EP
2011
Ed. de autor


Sítios oficiais:
- SAUR
Que a cidade miserável de onde provêm não seja entrave ao seu crescimento.
Antes de lançarem ao mundo algo de palpável, os Bringing The Day Home decidiram mudar o nome para SAUR. Escolha acertada? Bem, ainda é cedo para se saber se o nome trará ou trouxe maior ou menor sorte ao quarteto, após alguns anos com apenas concertos na biografia e canções num myspace que já ninguém usa. Para já ficam os temas: também são quatro. Pós-rock com alguns laivos stoner, pesado e meditativo q.b., cerca de vinte minutos. Vinte, divisível por quatro. Eh.

E fale-se então dos temas; da bomba-relógio que é "Alien Dinosaur Explosion" (repetimo-nos: que título brutal), que começa leve, levezinha para depois rebentar nas guitarras - sem desprimor, claro está, para o baixo e a bateria que as acompanham. O riff é, naturalmente, o arqueólogo que nos guia através destas escavações (não podíamos deixar de fazer uma piada com dinossauros) em busca do esqueleto de canção perfeito, através das salinas e dos montes que rodeiam o espaço da pequena cidade Ribatejana.

Não o encontrámos ainda, até porque a procura ainda recentemente começou e existem aqui e ali alguns buracos sem ossadas (vá lá, duas), como a ainda assim boa "It Depends". Damos no entanto de caras com outros tesouros: "Mr. Veerappan", toda ela headbanging e cornos no ar, toda ela à espera de que a possamos ver ao vivo rapidamente. E o final com "Black Is White, Left Is Right", que soa quase como uns PAUS menos dançáveis até lermos que foi o excelso Makoto Yagyu quem masterizou o disco. O veredicto: bom, muito bom. A esperança: que venha a tornar-se ainda melhor. O presente: ouvir, reouvir, rugir (pronto, três).
Paulo Cecílio
pauloandrececilio@gmail.com
RELACIONADO / SAUR
Entrevistas
GRRRRRRRRRAAAAUUUUURRR
01 Jun 2011
ÚLTIMOS DISCOS
Gabriel Ferrandini
Volúpias
· POR Nuno Catarino ·
Free condensado.
ÚLTIMAS

Parceiros