DISCOS
Fail Better!
Zero Sum
· 14 Mai 2014 · 12:37 ·
Fail Better!
Zero Sum
2014
JACC Records


Sítios oficiais:
- Fail Better!
- JACC Records
Fail Better!
Zero Sum
2014
JACC Records


Sítios oficiais:
- Fail Better!
- JACC Records
Quinteto improvisador sem medo de falhar.
Em Agosto de 2012 aconteceu magia musical numa aldeia no centro de Portugal. Pedrógão Pequeno acolheu durante uma semana um workshop que reuniu dezassete improvisadores nacionais sob a direcção do gigante Evan Parker. Além do trabalho específico desenvolvido no workshop, o evento permitiu que vários músicos se conhecessem, convivessem e daí surgiram ideias de colaborações. Aí nasceram algumas parcerias musicais, em alguns casos esporádicas, noutros casos de carácter mais permanente.

Marcelo dos Reis (guitarra eléctrica), José Miguel Pereira (contrabaixo), Luís Vicente (trompete) e João Pais Filipe (percussão) participaram nesse workshop e desde então encetaram uma colaboração musical sólida. A eles juntou-se o saxofonista portuense João Guimarães, completando a formação deste quinteto. O nome do grupo foi obviamente surripiado a Beckett (“Ever tried. Ever failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better.”) e assenta que nem uma luva, uma vez que uma premissa da improvisação, o território natural desta música, é arriscar, sem medo de errar. Tal como se aplicaria também uma famosa citação de Miles Davis: “Do not fear mistakes. There are none.”

O quinteto nacional – que reúne músicos de Porto, Coimbra e Lisboa – trabalha uma música que tem na sua base a improvisação livre, mas o seu som acaba por evidenciar claras arestas jazzística, resultado natural tendo em conta a proveniência de alguns dos músicos (especialmente os sopradores Vicente e Guimarães). Esta música vive quase sempre numa toda lenta, contemplativa, com espaço para as intervenções suaves dos solistas, onde se destacam trompete e saxofone alto. Evolui com tranquilidade, fermentando múltiplas ideias, sem atropelos. Para o final do disco chega alguma turbulência, sobretudo por culpa da electricidade da guitarra de Marcelo dos Reis, e esse vírus da energia catártica vai-se espalhando pelo colectivo.

Editado pela JACC Records, naquele que será o volume mais atípico de uma discografia sobretudo associada a um jazz directo, este Zero Sum não faz jus ao título enganador. A soma das partes resulta numa soma que não é nula, que nem é mesmo quantificável. É simplesmente desafiante, insubordinada e recompensadora.
Nuno Catarino
nunocatarino@gmail.com
ÚLTIMOS DISCOS
Yves Tumor
Safe In The Hands of Love
· POR Rafael Santos ·
Um bicho-de-sete-cabeças.
ÚLTIMAS
AO VIVO
Midori Takada
Culturgest, Lisboa
26- Nov 2018
· POR Paulo Cecílio · 20 Nov 2018 · 23:28 ·
AO VIVO
Anna Calvi
Capitólio
20- Out 2018
· POR Paulo Cecílio · 20 Nov 2018 · 23:22 ·
AO VIVO
Semibreve Festival 2018
Braga
26-28 Nov 2018
· POR Paulo Cecílio · 20 Nov 2018 · 22:57 ·

Parceiros