√öLTIMAS
Meu querido mês de Agosto: a humanidade
· 01 Ago 2016 · 15:27 ·


Seria bastante redutor referirmo-nos ao Boom como "o festival das drogas", não só porque isso é mentira - há droga em todos os festivais, sejam eles em Cascais ou em Idanha-a-Nova -, mas também porque o Boom é muito mais que as notícias bianuais de apreensões maciças de substâncias psicotrópicas à sua porta; é uma oportunidade para conferir o que a humanidade tem de melhor, que é a comunhão saudável, a vontade de mudar por um mundo melhor, e a ideia de que podes fazer tudo aquilo que quiseres desde que não chateies ninguém.

O Boom regressa este ano para mais uma semana movida sobretudo a electrónica, sendo que a organização, desta feita, nem sequer liberou o cartaz completo; sabe-se apenas que haverá psytrance a rodos. Mas o Boom, conforme explicou a organização através de um comunicado, «não é apenas um evento musical nem se baseia num line up (...) é um estado de espírito».

Os bilhetes há muito que se encontram esgotados, sendo que a única oportunidade que poderão ter neste momento é contactar um embaixador do festival.
Paulo Cecílio
pauloandrececilio@gmail.com

Parceiros