√öLTIMAS
Carta a um dos √ļltimos gigantes
· 20 Dez 2010 · 10:40 ·
© Andy Freeberg
Capit√£o,

Merda para 2010. Levou-te, Don Van Vliet. Nesse diazinho de 17 disseste √† morte "She's too much for my mirror". Agora aos 69 anos e "Old fart at play", deixaste de ser pintor, com obra aclamada, abstracta-expressionista, neo-primitiva, que coloria na tela o que antes vociferava sobre o caos com palavras √°cidas. "Neon meate dream of a octafish", r√©plica de m√°scara de truta de Screamin' Jay Hawkins em corpo caucasiano branco que ainda n√£o adivinhava a esclerose futura, com cuja garganta libertavas a voz que irradiava o espectro mais hipn√≥tico e absurdo do final dos anos sessenta. Contin√™ncia Capit√£o, ouvi-te nas melhores horas e agora "The dust blows forward n' the dust blows back". Vai l√° ter com o Zappa, tua alma-g√©mea de g√©nio, "My human gets me blues", n√£o √©? Vai l√° Houdini da tua Magic Band, como conduziste o circo da m√°xima experimenta√ß√£o at√© ao seminalismo de discos atr√°s de discos ficar√° para a hist√≥ria. √Čs a persona por tr√°s de grande parte de Tom Waits, Nick Cave, entre tantos outros. O verdadeiro Capit√£o Am√©rica do free-blues, porque n√£o s√≥ o jazz foi free, super-her√≥i rouco, surreal poeta √≠mpar, o nosso "Zig Zag Wanderer". Meu caro "Ella Guru", foste, tiraram-nos a tua presen√ßa, roubaram-nos e a vida j√° n√£o √© doce como "Kandy Korn", mas a vida continuar√°, e tu Capit√£o, ser√°s eterno em vinil, CD, mp3, certamente agora mais do que nunca "Safe as Milk",

um abraço deste teu "Mirror Man"

Nuno Leal
nunleal@gmail.com

Parceiros