√öLTIMAS
ZDB vislumbra o mundo cósmico de Daniel Higgs
· 11 Nov 2010 · 16:01 ·
Nome incompar√°vel e fundamental de toda e qualquer express√£o art√≠stica dos √ļltimos 25 anos, Daniel Higgs √© um daqueles casos que desafiam qualquer classifica√ß√£o. Inicialmente reconhecido como vocalistas do seminais Lungfish (banda √ļnica no seio da Dischord, que fez do punk um mantra irresoluto), tem vindo a construir uma obra dispersa pelo desenho, a poesia e naturalmente a m√ļsica, sempre imbu√≠da numa espiritualidade sem paralelo no pensamento epistemol√≥gico contempor√Ęneo. Say God, editado este ano pela norte-americana Thrill Jockey, √© mais um passo fascinante em direc√ß√£o a um absoluto c√≥smico sem espa√ßo nem tempo, em pe√ßas longas onde o banjo e o manafon s√£o meio para uma voz em auto-hipnose, suspensa numa dimens√£o quase ancestral. √Č nesta fase de grande prolifera√ß√£o art√≠stica que a Galeria Z√© dos Bois recebe no pr√≥ximo s√°bado (dia 13) este senhor dono de uma das barbas mais ilustres de que h√° mem√≥ria. Na primeira parte destaque para um encontro imprevis√≠vel entre duas gera√ß√Ķes da m√ļsica mais explorat√≥ria em Portugal. De um lado toda a sapi√™ncia reconhecida de David Maranha no √≥rg√£o Hammond, do outro o fervor do jovem Gabriel Ferrandini, baterista incans√°vel do qual temos vindo a assistir a um crescimento fulgurante, num di√°logo que ir√°, certamente, deixar de lado quaisquer pre-concep√ß√Ķes geracionais. Uma noite obrigat√≥ria, com in√≠cio marcado para as 23 horas e bilhetes a oito euros.

Bruno Silva
celasdeathsquad@gmail.com

Parceiros