√öLTIMAS
A pop de quarto também vive em Portugal: eis Dreams
· 18 Mar 2010 · 19:11 ·


Há dias, dizia, meio a exagerar, meio a sério, ao meu editor, André Gomes, a propósito de um artista que descobri saltando de Myspace em Myspace: "Ouvi 20 segundos. Mas foram bons 20 segundos".

S√≥ recupero esta frase porque ilustra uma parte do que √© ouvir m√ļsica em 2010. A malta tem tend√™ncia a destacar o lado negativo desta forma algo esquizofr√©nica de ouvir m√ļsica (aten√ß√£o, s√≥ fa√ßo isto de vez em quando; permane√ßo fiel aos √°lbuns). Mas h√° um lado positivo.

Num desses saltos, encontrei um Myspace: Dreams. Gostei do nome, gostei do Tumblr associado e gostei da m√ļsica, em particular de "Swimming in pink waters", que remete imediatamente para as √°guas quentes de Washed Out (h√° reverb em todo o lado, a mesma qualidade subaqu√°tica) - merece bem mais do que 20 segundos.

Gostei, sobretudo, de ver "Portugal" no perfil. "Quem é este tipo?", questionei-me. Enviei umas perguntas a Dreams. As respostas surgiram pouco depois:

Apresenta-te.

Chamo-me Jo√£o, tenho 21 anos e sou de Viseu, mas estou a estudar e a viver no Porto.

Quando e por que é que surge Dreams?

Em Dezembro de 2009, devido ao facto de querer produzir um estilo de m√ļsica mais independente, despreocupado, ligado por constru√ß√Ķes mel√≥dicas que proporcionassem nostalgia e sonho. Tive outros dois projectos desde 2008 muito ligados √† electr√≥nica e ao synth pop. Dreams surgiu, em boa parte, por querer desligar-me um pouco desses estilos e surgir com algo novo e diferente.

Depois de ouvir algumas bandas como Washed Out, Wavves, Toro y Moi, Small Black, Pictureplane, etc. e vasculhar no ba√ļ por temas mais nost√°lgicos, de Joy Division, Sonic Youth ou The Jesus and Mary Chain, o est√≠mulo come√ßou a surgir e o indie lo-fi come√ßou a transparecer em Dreams.

√Č a tua primeira experi√™ncia musical?

Tive outras. A primeira foi um projecto a solo com o nome de Anagramme e o outro, também a solo, com o nome First Love. Nunca tive nenhum projecto com mais pessoas, tenho pena.

Em alguns temas que tens no Myspace, sente-se muito a influência de artistas como Washed Out, da nova pop independente que remexe nos anos 80. Em "In Dreams", ouço ecos dos New Order, mais lentos e cheios de reverb. Como te situas face a estes universos pop?

Quanto a Washed Out, √© natural que se sintam influ√™ncias, porque ele √© provavelmente a minha influ√™ncia n√ļmero 1. No que toca a New Order, nunca tinha pensado nisso, mas √© bastante v√°lido porque grande parte do que eu comecei a ouvir na adolesc√™ncia anda por esses campos e inconscientemente vou l√° buscar elementos.
Pedro Rios
pedrosantosrios@gmail.com

Parceiros