DISCOS
Nick Drake
Five Leaves Left
· 01 Ago 2002 · 08:00 ·
Nick Drake
Five Leaves Left
1969
Hannibal


Sítios oficiais:
- Nick Drake
- Hannibal
Nick Drake
Five Leaves Left
1969
Hannibal


Sítios oficiais:
- Nick Drake
- Hannibal
Há a música que ouvimos diariamente na rádio e na têvê, desprovida de qualquer sensibilidade e conteúdo, que apenas existe porque há público para ela e que dura apenas o tempo que esse mesmo público tem para a descobrir, consumir e deitar fora. E há outra música, a de Nick Drake. Tão simples e tão intensa, cheia de uma sensibilidade que o próprio sempre transportou ao longo da sua curta carreira, que nos cativa, comove, e abençoa. Nick Drake era um génio, mas não era um génio por ser incrivelmente inteligente, nem por ser predestinado para uma certa área (foi uma excepção na música, mas podia ter sido no teatro, na pintura, ou em qualquer outra forma de expressão). Nick Drake era um génio porque, poucos como ele, tinham conseguido expressar-se com uma tal afectividade, precisão sentimental e sentido emocional de forma tão bela e intensa. De uma simplicidade desconcertante, as canções que este “Five Leaves Left” nos devolve revelam esse mesmo génio por causa dessa capacidade ímpar e única de expressão, que faz de Nick Drake um songwriter único.

Nick Drake tem uma das mais discretas carreiras da história da música, que foi quase por completo ignorada no seu tempo. Tem por isso uma discografia relativamente curta (tendo em conta que poderia ter sido muito maior), mas também com uma qualidade discográfica quase ímpar, sendo os três discos por si editados todos igualmente excepcionais. Estreou-se em 1969 com “Five Leaves Left”, lançando um ano depois “Bryter Layter” e em 1972 “Pink Moon”. Frequentemente comparado a Van Morrison, Nick Drake era um filho do circuito Folk britânico. Acabaria por sofrer uma depressão, resultante do facto de a sua música não ser reconhecida perante o público, que o levaria à morte em 1974.

“Five Leaves Left” apresenta um cantor que tinha uma voz incrivelmente bela, que conjugada com um nível de canções única, sublinhada por arranjos simples mas superiores, em canções de formato acústico, fazem deste álbum um clássico por excelência da Folk e mesmo de todo o Pop/Rock de finais de 60 e ínicios de 70.

Canções como “Time Has Told Me”, “River Man”, “Way to Blue” ou “The Thoughts of Mary Jane” são por isso peças únicas de um artista que merece ser, por todos os que ainda desconhecem a sua música, descoberto, elevado e venerado. Passadas mais de três décadas após a edição deste álbum, Nick Drake continua vivo (cada vez mais do que nunca) na memória de todos quanto já ouviram a sua música.
Tiago Gonçalves
tgoncalves@bodyspace.net
RELACIONADO / Nick Drake
Discos
Pink Moon
1972
ÚLTIMOS DISCOS
Gabriel Ferrandini
Volúpias
· POR Nuno Catarino ·
Free condensado.
ÚLTIMAS

Parceiros