DISCOS
Zero 7
When It Falls
· 04 Mar 2004 · 08:00 ·
Zero 7
When It Falls
2004
Warner


Sítios oficiais:
- Zero 7
Zero 7
When It Falls
2004
Warner


Sítios oficiais:
- Zero 7
Corre desde há cerca de três anos um equívoco que reza qualquer coisa parecida com “os Zero 7 são os Air britânicos”. Pontos de contacto ocasionais à parte, estes afilhados de Gilles Peterson nunca estiveram - e ameaçam nunca vir a estar – em condições de alcançar um patamar próximo da excelência de uns Air. Além de ser indiscutível que frutos como o incontornável Moon Safari ou mesmo o recente Talkie Walkie - sem esquecer o incompreendido 10,000Hz Legend - trouxeram mais ao mundo que qualquer coisa que Henry Binns e Sam Hardaker já tenham feito ou dado mostras de serem capazes de fazer, é igualmente impossível de desmentir que onde os Air são sofisticados e provocadores, simultaneamente retro e futuristas no seu cativante híbrido homem-máquina, Binns e Hardaker são invariavelmente previsíveis e terrenos no seu abraço tranquilo à soul e à folk. Tentar empurrar estes duos para degraus ao mesmo nível é incorrer numa comparação preguiçosa - quase tão preguiçosa como este When It Falls.

Não é fácil dizer que When It Falls é um mau disco. Não será um mau disco, na verdade. Cai bem numa madrugada diante do processador de texto, por exemplo. Mas para mal dos seus pecados, arrisca o jogo em territórios tão “batidos” que o afasta do jogo das emoções e do despertar de sensações que entram sem pedir autorização.
Voltando atrás no tempo, Simple Things tinha tudo para dar certo, e deu mesmo. Um belo – “belo” é o adjectivo que mais lhe faz justiça – disco em que os piscares de olho à soul caem como sopa no mel, e os sinais electrónicos picam o ponto e levam os mais distraídos à tal associação com os “electronic performers”. Só que se em 2001 havia mercado para um punhado de canções mais ou menos embrenhadas num novelo chillout adornado orquestralmente, 2004 não devia apiedar-se de uma recauchutagem daquilo que de menos excitante era possível encontrar em Simple Things, se se desprezarem uma ou duas belíssimas canções como “Speed Dial No 2”. When It Falls, que até conta com praticamente o mesmo elenco que vocalizou o disco antecessor, soa a pouco mais que deja vu dos interlúdios que intercalavam simples mas deliciosos momentos como “I Have Seen” e “In The Waiting Line”, e chega a fazer duvidar de que seria mesmo necessário esperar mais de dois anos para conhecer um conjunto de faixas que só com alguma boa vontade se considerarão mais que mero refugo das suas predecessoras.

O ouvinte menos exigente não terá dificuldades em deixar-se cativar por When It Falls - é o típico disco pacato, relaxado, e confortável de tão familiar que se mostra a quem já ouviu Simple Things, mas deixa no ar que não passa pela cabeça dos Zero 7 comunicar connosco em comprimentos de onda mais arrojados. E, de facto, nem todos repudiam que se jogue para o empate.
Carlos Costa
RELACIONADO / Zero 7
Discos
Simple Things
2001
Yeah Ghost
2009
ÚLTIMOS DISCOS
We Sea
Basbaque
· POR Paulo Cecílio ·
Pasmo.
ÚLTIMAS

Parceiros