DISCOS
Joana Guerra
Gralha
· 18 Abr 2013 · 09:44 ·
Joana Guerra
Gralha
2013
Ed. de Autor
Joana Guerra
Gralha
2013
Ed. de Autor
Voz, violoncelo e o mundo todo.
Ela canta em português, francês e inglês, toca violoncelo, escreve os versos, compõe as músicas todas. A Joana Guerra faz tudo e faz tudo bem. A Joana Guerra acaba de lançar um primeiro disco, assente sobre duas simples e frágeis estruturas: voz e violoncelo. Desengane-se quem pense que, pela aparente simplicidade, Gralha se deixa espalhar na sua ingenuidade.

Este disco é um excelente cartão de visita da cantora-violoncelista-compositora, com o violoncelo a alternar entre as toadas etéreas do arco e os momentos vibrantes do pizzicato. E há a voz, que atravessa diferentes registos, sempre elegante e controlada. Ora sussurrante, ora clara e límpida, a voz de Joana vai-se mostrando apropriada no acompanhamento dos registos do violoncelo, sempre coerente.

Torna-se difícil encaixotar Gralha com meia dúzia de clichés. Este disco reúne um conjunto de composições originais, que atravessam ambientes muito diversos. Há uma toada clássica quase permanente, mas também há momentos próximos da folk – e ouça-se a excelente “Heartcrash”, talvez o momento mais “pop” do disco.

A música de Joana não é convencional, mas não é difícil, é muito fácil de consumir até. Tal como o melhor chocolate se revela um pouco amargo, a música de Joana é assim inesperada, deliciosa e subtilmente arrojada. Autora, compositora, intérprete, Joana Guerra fez quase tudo neste disco. Contou com ajuda pontual de amigos: Ricardo Ribeiro no clarinete baixo e João Alegria Pécurto na produção. O trabalho foi quase todo de Joana Guerra. O mérito é todo de Joana Guerra.
Nuno Catarino
nunocatarino@gmail.com
RELACIONADO / Joana Guerra
Entrevistas
A Guerra é a Guerra
14 Mar 2012
ÚLTIMOS DISCOS
We Sea
Basbaque
· POR Paulo Cecílio ·
Pasmo.
ÚLTIMAS

Parceiros