DISCOS
Wild Nothing
Nocturne
· 05 Dez 2012 · 11:00 ·
Wild Nothing
Nocturne
2012
Bella Union / COOP


Sítios oficiais:
- Wild Nothing
- Bella Union
Wild Nothing
Nocturne
2012
Bella Union / COOP


Sítios oficiais:
- Wild Nothing
- Bella Union
It's better to fake than to love her for real.
A frase é retirada de "Only Heather", uma das canções deste novo disco de Wild Nothing, o segundo na carreira de Jack Tatum, responsável máximo pelo output do projecto. E define o seu som na perfeição: mais do que criar uma experiência emocional através do sonho transcrito em música (i.e.: dream pop), o norte-americano finge a qualidade C86 através de um filtro excessivamente eighties sem que a canção - o principal de qualquer disco - ganhe o que seja.

Mesmo com tantos e tantos projectos a fazer actualmente deste género musical uma bandeira, Nocturne é assustadoramente insípido e sonolento. Melodias banais, ritmos aborrecidos e nem a guitarra ocasional e assaz Cocteau, como por exemplo em "Counting Days", safa aquilo que poderia ser uma bela cópia de uma cópia. Não, Nocturne é demasiado frontal na sua contrafacção, uma chinesise estupidamente perceptível e um disco que não é de todo péssimo: apenas altamente olvidável. Houvera algum ódio pelo mesmo e essa seria uma qualidade, já que o ódio pressupõe uma reacção.

Nocturne não merece mais comentário - já estamos a esticar demasiado, até. Se fosse uma onomatopeia, seria "zzzzzzzzzzzzzzzz". No campo da meteorologia ou da física, seria um zero na escala de Kelvin. Comparando-o a Twin Shadow seria o melhor disco desde que os Can entraram num estúdio para gravar Tago Mago, mas não entremos por aí. Seja como for, aplauda-se Wild Nothing por admitir ser esse mesmo vazio. De selvagem é que não tem nada.
Paulo Cecílio
pauloandrececilio@gmail.com
RELACIONADO / Wild Nothing
Discos
Empty Estate EP
2013
ÚLTIMOS DISCOS
Gabriel Ferrandini
Volúpias
· POR Nuno Catarino ·
Free condensado.
ÚLTIMAS

Parceiros