DISCOS
Ducktails
Ducktails
· 23 Jun 2009 · 11:28 ·
Ducktails
Ducktails
2009
Not Not Fun


Sítios oficiais:
- Ducktails
- Not Not Fun
Ducktails
Ducktails
2009
Not Not Fun


Sítios oficiais:
- Ducktails
- Not Not Fun
Estreia em disco do projecto de Matt Mondaline é uma colecção de canções deliciosamente carcomidas pelo sol. A pop de Ducktails consolida-se como peça importante da psicadelia contemporânea.
Uma das imagens no primeiro longa duração dos Ducktails mostra uma palmeira de plástico. Conscientemente ou não, esta é uma perfeita metáfora do que Matt Mondanile, o senhor responsável pelo projecto, nos propõe: canções que emanam sol, praia e outras coisas quentes, sob o prisma de uma "produção" caseira, quase inexistente. Ducktails é, antes de mais, um disco escapista, de alguém que inventa sol, praia e outras coisas quentes a partir da sua casa, algures nuns subúrbios de Ridgewood, Nova Jérsia.

Ducktails junta novas canções a outras Mondanile já tinha revelado em alguns registos dispersos (cassetes e vinis de sete polegadas), aqui com maior fidelidade sonora, mas mantendo a aura lo-fi. No último grupo, cabem a brilhante "Beach Point Pleasant", com guitarra wah wah em deambulações ao redor de um loop e teclados vaporosos, e a melancólica e doce "Backyard", banda sonora para o fim das "férias grandes" de Verão de quando éramos miúdos. Ainda neste lote, "Surf’s Up" põe sintetizadores em camadas a debitar drones luminosos sem cair no new age – a palavra "extático" foi inventada para momentos destes.

As novidades mantêm a excelência: "Horizon" é dub em miniatura, com uma guitarra a passar por uma pedaleira barata, uma canção estupidamente simples e eficaz, "Daily Vacation" explora um riff de guitarra quase ingénuo, a brincar em cima do ritmo de um órgão de baixo custo (a economia de meios faz parte do charme da música de Mondanile), enquanto "Dancing with the one you love", com Matt numa rara aparição como vocalista, seria uma canção pop de pleno direito não estivesse corroída pela ruído (graças a Deus por isso).

Conceptualmente, Ducktails está perto do território dos Sun Araw e da evasão psicadélica de James Ferraro (aqui em versão benigna, menos poluída), mas ocupa um lugar só seu nas movimentações psicadélicas do fim da década. Sem nunca deixar de ser pop. Um dos gloriosos discos escondidos de 2009.
Pedro Rios
pedrosantosrios@gmail.com
RELACIONADO / Ducktails
Discos
III: Arcade Dynamics
2011
Entrevistas
A praia é um estado mental
04 Jan 2010
Ao Vivo
Out.Fest 09
22-23 Mai 2009: Barreiro
Big Troubles / Julian Lynch / Ducktails
16 Jun 2011: Galeria Zé Dos Bois, Lisboa
ÚLTIMOS DISCOS
Sound Of Lapland
Scapes
· POR Paulo Cecílio ·
Feliz Natal.
ÚLTIMAS

Parceiros