DISCOS
Animal Collective
Water Curses EP
· 02 Mai 2008 · 08:00 ·
Animal Collective
Water Curses EP
2008
Domino / Edel


Sítios oficiais:
- Animal Collective
- Domino
Animal Collective
Water Curses EP
2008
Domino / Edel


Sítios oficiais:
- Animal Collective
- Domino
Grão-a-grão enche a galinha o papo, ou o saudável engordar do maravilhoso mundo do colectivo animal.
Se em Strawberry Jam os Animal Collective quiseram explorar as canções como quem gere uma companhia de compotas (com a aposta nos sabores tradicionais, neste caso a continuidade de Feels), no EP Water, aquela que é uma das bandas mais importantes da década, quis centrar-se numa temática concreta e a partir daí chegar a novas roupagens para continuar o seu caminho. Os Animal Collective tiveram sempre uma visível adoração por aquilo que pertence à natureza (o próprio nome o diz) e neste lançamento, resultado sobretudo de temas que não chegaram a ser incluídos no último álbum, não se cumpre excepção.

Como o próprio nome indica, em Water Curses, os Animal Collective, depois de colocadas as respectivas máscaras (de oxigénio, entenda-se), levaram toda a parafernália, todas as vozes e desejos, toda a criatividade para o fundo do oceano. Em menos de 20 minutos, os quatro construtores, montam o estaminé ao lado de umas conchas uma dúzia de cavalos-marinhos e trataram de criar 4 temas que os retiram por momentos do mundo partilhado por Feels e Water Curses. “Water Curses”, a mais luminosa e preenchida canção do disco, é maravilhosa tela subaquática a explodir em cores a cada canto. A estranheza de certos elementos é o lembrete que recorda (passe a redundância) porque é que os Animal Collective se tornaram motivo de felicidade para tantos. Há por aqui um órgão fugidio que se recusa a juntar ao rebanho – e ainda bem. É como um jogo animalesco sem soluções no final.

Em “Street Flash” os Beach Boys vão a banhos – mais profundos do que nunca. A pop chega aqui filtrada ao seu indispensável, a auto-suficiência é a forma de ataque e defesa. A doçura das vozes e das melodias fundem-se com os gritos e com o ruído e criam uma imprevisível banda-sonora do fundo dos mares. “Cobwebs”, gentil e suavemente celebratória, constrói-se lentamente até ao ponto de produzir e soltar uma dose de beleza em forma de bolhas de água que lentamente chegam à superfície. Aquela que não foi gravada durante as sessões de Strawberry Jam, “Seal Eyeing”, não ousou fugir ao tema e fecha este Water Curses com aquela que curiosamente é a menos recompensadora de todas as faixas. Independentemente disso os Animal Collective cumprem-se aquilo que se exigia depois do último disco: dar um passo em frente, curiosamente aos olhos de Strawberry Jam, mas de forma camuflada. Algo verdadeiramente típico vindo de quem vem.
André Gomes
andregomes@bodyspace.net
RELACIONADO / Animal Collective
ÚLTIMOS DISCOS
2 Chamadas Não Atendidas
2 Chamadas Não Atendidas
· POR Paulo Cecílio ·
'Tou sim?
ÚLTIMAS

Parceiros