CAN«’ES
"Shape Of You"
Ed Sheeran
∑ 23 Jun 2017 ∑ 12:11 ∑


Há alguns anos, sob o olhar atento de um verdejante Rock In Rio, Ed Sheeran desceu ao planeta Portugal armado com as canções de x, álbum que foi responsável pela sua transformação numa estrela pop à escala mundial. Qualquer pessoa que tenha lá estado, de mente aberta e um pouco de conhecimento musical, sabe que o concerto de Sheeran foi uma das maiores poças de vómito que o grande Deus bulímico despejou sobre a nação - levando-nos a pensar, mas do que uma vez, se os ingleses e seu humor refinado não estariam certos em relação aos ruivos enquanto embaixadores de todo o mal na terra. Fast-forward: Ed Sheeran continua ruivo, continua a dar concertos e a fazer música de merda. Excepção feita a "Shape Of You". Nem mesmo o indiezeco mais empedernido será capaz de acreditar que daquela cabeça e rosto esmurráveis tenha saído uma canção tão boa, mas o facto é que aconteceu; "Shape Of You" é ao mesmo tempo delicada e dançável, dá ao mesmo tempo vontade de beber e de foder, convida-nos para uma temporada nas Baamas e outra nas discotecas mais badaladas de Nova Iorque, quiçá para dar dois beijinhos a Rihanna - para quem a canção foi originalmente criada, o que teria feito sentido, não só porque a letra é sexopop directo mas também pela sua ginga caribenha. Agora que a EDM já morreu (felizmente), os êxitos do hip-hop se tornam cada vez mais cliché (morre, Drake, morre), e uma onda latina ameaça cobrir o planeta com litros e litros de azeite não-virgem, "Shape Of You" soa a um delicioso contrabalançar do universo. A algo sobretudo diferente. E o vídeo também é hilariante. É já a segunda canção mais ouvida do Spotify; devia ser a mais ouvida do universo.

Paulo Cecílio
pauloandrececilio@gmail.com

Parceiros