DISCOS
P√£o
P√£o
· 25 Jun 2012 · 13:52 ·
P√£o
P√£o
2012
Shhpuma


Sítios oficiais:
- Shhpuma
P√£o
P√£o
2012
Shhpuma


Sítios oficiais:
- Shhpuma
P√£o, p√£o, queijo, queijo.
Não será segredo nenhum que por aqui gostamos muito de trocadilhos. Assim sendo, quando nos surge a oportunidade, servida numa bandeja de prata (ou numa rodela de acrílico) para tentar mais uma piada/analogia absurda, é óbvio que a aproveitaremos. Deste modo, o trio Pão - composto por Pedro Sousa no saxofone tenor, Tiago Sousa em teclados, harmónio e percussão, e Travassos em electrónica analógica - apresenta-nos no seu disco homónimo uma massa que vai fermentando e cozendo à medida que os temas fluem, e que termina numa calorosa e saborosa carcaça.

Vamos l√° ent√£o explicar: partindo de uma abordagem experimental, a m√ļsica do trio consiste sobretudo em longos momentos drone, sobre o qual o saxofone de Sousa vai impedindo que este se torne demasiado aborrecido ou sensabor√£o, e a percuss√£o e electr√≥nicas ambientais, o sal, lhe conferem um certo estatuto xam√Ęnico; aqui encontramos sobretudo m√ļsica de transe, onde o objectivo √©, mais do que ouvir, mergulhar nas paisagens, aterradoras por vezes, que s√£o aqui erguidas - ou arrancadas - do lado desconhecido, da aleatoriedade aliada √† improvisa√ß√£o.

Com isto, "Gods Wait Do Delight In You" √© o momento em que a massa √© colocada no forno, e ouvimos o fogo, o saxofone e a electr√≥nica, a crepitar baixinho; "Dyson Tree" polvilha-a com os condimentos necess√°rios, os primeiros momentos em que o harm√≥nio e a percuss√£o tomam lugares de destaque; e "It Was All Downhill After The Sling" √© o final do processo, em que o volume - da massa e da m√ļsica - aumenta exponencialmente e somos brindados com paredes de ru√≠do e tens√£o naquele que √© o melhor momento de P√£o (somos, contudo, suspeitos: temos uma paix√£o demasiado elevada por este tipo de agress√Ķes sonoras). Um disco de estreia que n√£o √©, contudo, para qualquer gastr√≥nomo. Os Bourdains adorar√£o, os Ramsays talvez prefiram algo menos ex√≥tico. Mas o que √© a vida sem exotismo?
Paulo Cecílio
pauloandrececilio@gmail.com
RELACIONADO / P√£o