The Weatherman
Fundação Serralves, Porto
04 Abr 2009
No início o palco do auditório da Fundação Serralves parecia demasiado pequeno para Alexandre Monteiro, mas com o avançar do tempo tornou-se evidente que o palco e a sala eram demasiado pequenos para um som tão cheio. Mais rock do que no próprio segundo disco (e isso foi notório desde o primeiro acorde), o celebratório Jamboree Park At The Milky Way, The Weatherman é agora ao vivo algo mais solto e afirmativo do que em estúdio: são guitarras acústicas e eléctricas, pianos e teclados vários, bateria, baixo, várias segundas vozes, trompetes e sobretudo uma atitude nova. É resultado evidente da satisfação do trabalho conseguido em Jamboree Park At The Milky Way - com data de saída para 20 de Abril – e de uma vontade de sair para o ar livre e celebrar.

The Weatherman © Angela Costa

E por momentos deu vontade que o concerto tivesse a acontecer no Ténis ou em qualquer outro espaço ao ar livre da Fundação Serralves, o que poderia ter contribuído para um aumento do público que foi escasso na tarde de sábado. As canções de Jamboree Park At The Milky Way, menos inocentes que em Cruisin’ Alaska, tem uma marca mais autoral e é bastante mais diverso e aberto do que a estreia. E ao vivo, esse maior leque de opções rende a favor de Weatherman. “Long Tong Girl”, provavelmente a melhor canção de Jamboree Park At The Milky Way, transmite ao vivo mesma energia da versão estúdio com atitude redobrada. O mesmo acontece com a luminosa “Summer Dream” ou a radiofónica “I Will Follow You Everywhere”, dois dos temas mais fortes deste segundo disco.

The Weatherman © Angela Costa

As canções de Cruisin’ Alaska, com novos arranjos, integram o set com elegância e permitem inclusive perceber a evolução de Alexandre Monteiro na escrita de canções e arranjos. A secção de metais, presente em grande parte das velhas e das novas canções, confere às canções de Weatherman uma profundidade notória. Mas é a coesão da banda – porque Weatherman já não é um one man show - no seu conjunto que deu ao concerto na Fundação Serralves um interesse que, esperamos, seja continuado na digressão Jamboree Park Tour que se avizinha. A matéria prima - Jamboree Park At The Milky Way - já existe, agora é só preciso dar-lhe a devida rodagem.
· 06 Abr 2009 · 00:15 ·
André Gomes
andregomes@bodyspace.net

Parceiros