The Weatherman
Left, Lisboa
18 Out 2006
Qual será o prazo de validade do pop/rock? Será a música pop tão descartável que se esvaneça em meia dúzia de meses? O caso The Weatherman é paradigmático. Aquando do lançamento do disco gerou-se um fenómeno de devoção imediata e de dimensão invulgar: exposição mediática, boas críticas, relativa aceitação de público, concertos com muita gente. Aclamado precocemente como “revelação da música pop portuguesa de 2006” ou epítetos similares, a cotação de The Weatherman abriu em alta. Estávamos em Fevereiro, por alturas do lançamento do disco Cruisin’ Alaska.

A 23 de Março Alexandre Monteiro, The Weatherman, apresenta-se ao vivo na Galeria Zé dos Bois em Lisboa. O fenómeno de popularidade estava a chegar ao seu pico muita gente acorreu à sala da Rua da Barroca para assistir à transposição das canções do disco para o palco. Com uma banda com pouca rodagem e experiência de palco, o concerto não terá sido perfeito e as canções não conseguiram alcançar a mesma grandeza do disco, resultando numa relativa desilusão.

The Weatherman © Dulce Cruz

Em 18 de Outubro The Weatherman volta a actuar Lisboa. Alguns meses volvidos depois da edição do álbum esperava-se que os fãs de primeira hora acorressem a este regresso. Com a particularidade de ser um espectáculo de entrada livre temia-se até que o espaço não fosse suficiente para acolher todos aqueles que se deixaram maravilhar pelo disco. Engano. O espaço (estreito e fashion) do bar LEFT até esteve bem composto, mas a maioria dos presentes estaria mais interessada numa festa de aniversário do que propriamente no concerto do “homem do tempo”.

Após um relativo atraso lá chegaram as “canções multicolores solarengas para gente feliz”, como sabiamente definiu o editor deste site. As músicas de Cruisin’ Alaska continuam a manter aquele travo de pop perfeita, algo entre The Beatles e Beach Boys, continuam a sobrar harmonias impecáveis e todas as músicas continuam, surpreendentemente, frescas. Ao vivo, canções como “About Harmony”, “Cosmic Life” ou “Keep Up The Good Vibes” continuam a ser pérolas pop magníficas e a banda vai conseguindo aproximar-se à perfeição do disco. E “One of Us Is the Observer” ainda continua candidata ao prémio “mais belo tema pop de 2006”.

The Weatherman © Dulce Cruz

Alexandre Monteiro é um compositor pop de grandes ambições e isso nota-se no modo como orquestra cada tema em refrões cantaroláveis e frases melódicas inesquecíveis. A música de Cruisin’ Alaska continua esplêndida e ao vivo funciona melhor do que nunca. O que leva então a este aparente desinteresse da comunidade melómana? Estamos a falar de música pop, sim, mas pop da melhor colheita. Esqueçam as regras pré-definidas, a música de Weatherman merece muito mais tempo de vida do que as banalidades que regularmente nos atormentam o éter.
· 18 Out 2006 · 08:00 ·
Nuno Catarino
nunocatarino@gmail.com

Parceiros