DISCOS
Animal Collective
Spirit They’re Gone, Spirit They’ve Vanished / Danse Manatee
· 05 Nov 2003 · 08:00 ·
Animal Collective
Spirit They’re Gone, Spirit They’ve Vanished / Danse Manatee
2003
FatCat


Sítios oficiais:
- FatCat
Animal Collective
Spirit They’re Gone, Spirit They’ve Vanished / Danse Manatee
2003
FatCat


Sítios oficiais:
- FatCat
Animal Collective, ou a tradição como linha fronteiriça, susceptível de ser galgada em audições contínuas. O epíteto serve "Spirit They’re Gone, Spirit They’ve Vanished" (2000) do ponto de vista formal. Serve também “Danse Manatee” (2001), o capítulo segundo. A transcendência na articulação de fragmentos, pedaços de nada que contêm tudo, presenteia o trabalho de conteúdo perfurado por apupos de estilo. Como um tufo de independência a desvincular Avey Tare, Panda Bear, Deaken e Geologist das tendências mais colegiais de fazer e acontecer música.

O livro abre-se para deixar à mostra os resíduos das páginas amarelas, um disco duplo que liberta folhas de Outono com nervuras a descoberto. Música do mundo que tresanda a desnorte, de incompatibilidades orgânicas, famigeradas, radicada nos partos inorgânicos de profundidade para lá da demarcação telúrica. Um techno minimal a provocar amuos nas pistas de dança pelo infanticídio do groove. Já no ano passado, os Sparks, excêntricos da pop, saqueavam o ritmo e cantavam oh no, where did the groove go? em “Lil’ Beethoven”.

Em Animal Collective, há uma circularidade psicadélico-individualista a morder o rabo das canções, afiliadas que estão à corrente do naufrágio turvo, com o anzol lançado a algumas milhas do porto. São traços cálidos a desferir as directrizes de cânticos naturais, guturais, odes sinfónicas a um punhado de terra. O afago do piano atravessa os filamentos do discurso das guitarras, coloca na estrutura uma densidade justaposta, irreverente. Se os Godspeed You! Black Emperor são o entroncamento do esqueleto político com o silêncio plasmático, Animal Collective é o barro que cola as partes e as sacode numa divagação migratória.

São carantonhas étnicas, coloridas, fantasmas ciganos, visões espectrais do futuro da pop. Anjos despidos, assexuados e magros abrindo asas múltiplas e deixando um rasto de cometa contra um firmamento cintilante. São arranhões, escoriações na voz e na instrumentação o que se ouve na edição da FatCat dos dois primeiros tomos do colectivo. Uma recuperação que vem remediar a pouco expansiva distribuição, nos respectivos anos de lançamento, fora dos Estados Unidos. A bestialidade humana em sagas luminosas numa Alegoria da Caverna acidental. O caminho dos visionários faz-se depois de colher os frutos das trevas, os rebentos da penumbra. A libertação dos grilhões da ignorância na ascensão que leva à argúcia e à construção de tronos de pó de uma realeza mortiça.

Apontar segmentos desta narrativa diletante equivale a rasgar páginas de um romance e jurar ter extraído à obra as passagens mais importantes. Escutar é um exercício de redundância, dispensa facilitismos pedantes e obtusos. A contundente compartimentação de sons em saquetas-expresso, de rápida degustação, é uma obstrução vulgar e grosseira no trabalho crítico. Querem saber um segredo? O espírito foi-se mas continua a assombrar os auditores do quarteto de Brooklyn. O animal jaz no subsolo, enfezado e baço, a lenda está escrita em disco compacto.
Hélder Gomes
hefgomes@gmail.com
RELACIONADO / Animal Collective
Discos
Sung Tongs
2004
Feels
2005
Water Curses EP
2008
Merriweather Post Pavilion
2009
Painting With
2016
Entrevistas
Ondas de Paixão
23 Fev 2009
Sentir sem sentenciar
17 Out 2005
Ao Vivo
Animal Collective
20 Out 2005: Ginjal, Almada
Animal Collective
19 Out 2005: Casa da Música, Porto
Animal Collective / Atlas Sound
28 Mai 2008: Lux, Lisboa
All Points West Music & Arts Festival
8-10 Ago 2008: Liberty State Park, New Jersey
Animal Collective, "ODDSAC"
02 Jun 2010: Auditório da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Lisboa
Animal Collective
25 Jul 2011: Centro Cultural de Belém, Lisboa
Animal Collective
21- Jun 2018: Cineteatro Capitólio, Lisboa
ÚLTIMOS DISCOS
Cass McCombs
Tip Of The Sphere
· POR Paulo Cecílio ·
Um vulcão adormecido.
ÚLTIMAS

Parceiros