√öLTIMAS
Não é miragem, é o novo álbum de Digitalism
· 08 Mar 2016 · 15:24 ·


Esta estória não envolve três pastorinhos, uma virgem nem sequer uma peregrinação, mas sim música, diga-se, música nova. Não sabemos se os Digitalism são ou não crentes, mas o que é certo é que a banda escolheu o dia 13 de Maio como data oficial para o lançamento do concreto e já nada mirifico Mirage, terceiro álbum de originais do duo teutónico.

Formado por quinze músicas gravadas em apenas 6 meses, entre as quais “Utopia” que poderão ouvir mais abaixo, o novo disco é uma ode “às privações e às viagens”, como conta Isi (um dos Digitalism). Viagens que, depois dos aclamados Idealism de 2007 e I Love You Dude de 2011, os levaram aos quatro cantos do mundo e acabaram por inspirar o novo registo.

“É como se fosse abanda sonora do nosso próprio mundo, mas de uma forma vaga, de tal maneira que outras pessoas se possam identificar com ele ou fazerem a sua própria análise. Foi pensado para ser algo fantástico, belo mas, no entanto, frágil. Talvez semelhante a um universo paralelo em que entras e lá fiques preso”, explica Jence (o outro Digitalism) a respeito do novo álbum.

Álbum que segue a linha dos seus antecessores, mas que junta pitadas de maior coerência às vozes e maturidade na composição, pretendendo com isso “estimular a imaginação” de quem o ouve. Com “The Ism”, “Battlecry” e “Utopia” já a fazerem uma rodagem” simultânea, optamos por vos deixar com a última do trio. Façam a vossa análise e consultem o alinhamento logo depois.



1. Arena
2. Battlecry
3. Go Time
4. Utopia
5. Destination Breakdown
6. Power Station
7. Open Waters
8. Mirage [Part One]
9. Mirage [Part Two]
10. Indigo Skies
11. Dynamo
12. The Ism
13. Shangri-La
14. No Cash
15. Blink
Fernando Gonçalves
f.guimaraesgoncalves@gmail.com

Parceiros