√öLTIMAS
TOPES ILUSTRES 2015 - Hélio Morais | PAUS / Linda Martini
· 17 Dez 2015 · 22:13 ·
© Bruno Simão

Aqui segue o meu apanhado do ano.
 
A tour de 1 mês com os PAUS e o parmesão que chegou a casa com o fim da mesma e que foi partilhado com a Leonor durante vários jantares, ao som do “Sound & Color” de Alabama Shakes.
 
Ter lido a notícia sobre a aprovação da adopção por casais do mesmo sexo, ao som do último de Unknown Mortal Orchestra - “Multi-Love”.
 
Ter visto o HAUS nascer e poder mudar a família toda para lá - PAUS & Linda Martini -, ao som de “To pimp a butterfly” de Kendrick Lamar.
 
A Cláudia Guerreiro ter sido mãe e estar a tocar, com Linda Martini, mais alto que o “Man it feels like space again” - Pond -, um mês depois.
 
O “#2”, dos Modernos, ter sido um prenúncio para o número de vezes que o senhor que já cá anda há tempo demais - na política - nomearia um governo, até nos vermos livres da PÀF.
 
A agência que tinha criado - Concertina - ter passado para o HAUS, ter passado a chamar-se HAUS agenciamento e ter recebido 3 novas bandas com 3 novos discos:
 
Chibazqui, “Planos para o futuro”
Savanna, “Dreams to be awake”
Basset Hounds, “Basset Hounds”
 
Ter conseguido tirar mais do que 5 dias de férias, pela primeira vez nos últimos 4/5 anos, e ter ido pela primeira vez ao Brasil, onde descobri umas edições muito fixes da Cosacnaify.
 
O concerto de Gala Drop, no Boiler Room.
Hélio Morais

Parceiros