bodyspace.net


Neil Young Live at the Cellar Door

2013
/ Warner


Em mais um episódio das muito felizes Archives Performance Series, Live at the Cellar Door leva-nos de volta até finais de Novembro e inícios de Dezembro de 1970 e aos concertos que Neil Young deu no referido clube de Washington. Gravado cinco meses depois da saída de After the Goldrush, Live at the Cellar Door é um misto de canções clássicas, estreias e clássicos de Buffalo Springfield.

Live at the Cellar Door tem duas particularidades que são ao mesmo tempo os seus granes trunfos. O facto de documentar um concerto a solo de Neil Young e o facto de este se dividir entre a guitarra e o piano, instrumento que, em conversa com o público, admite ter começado a tocar há pouco tempo. E uma grande vitória: apanha Neil Young num altíssimo momento de forma.

Para além de algumas interpretações inspiradas (“Old Man” e “See the sky about to rain”, entre outras), Live at the Cellar Door impressiona pelo seu intimismo. É, por esse motivo e por outros, muito mais do que um objecto de colecção. É uma oportunidade certeira (embora não única) de encarar Neil Young entregue a si mesmo e às suas canções – despidas, reduzidas ao mínimo, essenciais.


André Gomes
andregomes@bodyspace.net
17/12/2013