bodyspace.net


Crocodiles Sleep Forever

2010
Fat Possum Records / Popstock


Os Crocodiles são um duo de San Diego que já foram um pouco mais barulhentos, mas que para este seu segundo disco decidiram polir um bocadinho o seu som (recrutando para isso o sr. James Ford, dos Simian Mobile Disco) e entregar-se de corpo e alma às melodias ofuscadas pela atitude lo-fi, ao aceno óbvio a bandas como os Spacemen 3 e à força de versos sado-maso como something in the way you crucify me makes me smile que abre o disco numa toada krautrock deliciosa e pujante.

Sleep Forever √© um √°lbum sobre a morte. N√£o √© um √°lbum deprimente. As can√ß√Ķes s√£o orelhudas, os refr√Ķes cantarol√°veis, as guitarras n√£o levam a malta a cortar os pulsos mas a levant√°-los em exalta√ß√£o. Ao ouvir o CD, contudo, n√£o podemos sen√£o pensar que a epicness de um refr√£o como o de "Hearts Of Love" resultar√° muito melhor ao vivo. Mas enquanto n√£o o podemos comprovar, aceitamos Sleep Forever como um bom ponto de entrada para que surja esse interesse.

O disco √© talvez demasiado curto, n√£o ultrapassando os 35 minutos. Por outro lado, permite que nenhuma das can√ß√Ķes que nele se encontram sejam fillers; destacando-se, para al√©m das supracitadas, "Girl In Black", que encontra Jason Pierce a sonhar na Calif√≥rnia, "Billy Speed", que mete os Crocodiles dentro de uma garagem a despejar rock n¬īroll e "All My Hate And My Hexes Are For You", o t√≠tulo emo que d√° por terminado o disco de forma suave. Como ali√°s se espera que a morte o seja.


Paulo Cecílio
pauloandrececilio@gmail.com
06/04/2011