bodyspace.net


Los Fancy Free Nevergreens Vol. 1

2008
Silicon Carne


Gravadas em 2006, o conjunto de canções que compõem Nevergreens é um exercício de garage psicadélico marcado por uma globalização singular – as dos hippies bagpackers. Os pais de Martin Thulin, o loiro sueco mentor e vocalista, viviam numa comunidade mennonita (algo similar aos amish), algures no norte do México e foi aí que Martin nasceu. Pelo meio, quando o miúdo tinha 10 anos, os pais fartaram-se da vida espartana e da dieta cogumélica da comunidade e voltaram para a Suécia. Contudo, mais tarde, o já crescido Thulin regressou à Cidade do México onde encontrou os seus companheiros de psico-folia.

E de repente temos umas músicas em espanhol, outras num inglês perfeito, tudo na linha de comboio entre a mesma New Wave de onde beberam os Strokes, as experimentações “garage” de sessentas (que o México tem grande tradição, viva Los Rockin Devils!) e os Flamin’ Groovies que tanto influenciam The Hives, por exemplo.

Apesar das boas referências, e de alguns pormenores mais space-electrónicos sobre o rock, as 9 músicas alucinam mas não totalmente, rockam mas não totalmente, convencem mas não totalmente, ouvem-se mas não frequentemente. A culpa é da produção, limpinha demais, que suavizou as óptimas composições da banda. Ao vivo porventura serão imperdíveis, e é ao vivo que têm também granjeado mais fãs fora do México ou da Suécia, tendo actuado em palcos míticos de Detroit, Londres e Berlim.
Para finalizar, destaque à capa. Provoca uma gargalhada de 4.5 numa escala Man or Astroman? de 0 a 5.


Nuno Leal
nunleal@gmail.com
23/02/2009