ÚLTIMAS
Brutalidade para todos nas Damas
· 13 Out 2017 · 17:53 ·


A declaração de intenções do Brutal Fest não podia ser mais clara. Este é um festival de “visão pura e honesta assente em afinidades electivas, amizade”. Uma ideia corroborada por Clara e Alexandra, as DAMAS (Lisboa) que pelo segundo ano consecutivo dão corpo e alma ao festival. “Ao longo destes dois anos e meio de família, o que é transversal é a vontade de se fazer uma boa noite, ter boas celebrações rodeadas de pessoas que gostamos e admiramos. O Brutal é sem dúvida uma celebração em "família" mas com a duração de uma semana”, dizem-nos por email.

Em 2016, o festival estreou-se numa versão ainda Mini – “uma primeira experiência”, admitem -, juntando neste círculo de afectos nomes como Putan Club, The Orm, Le Ton Mité ou The Legendary Tigerman. Este ano, o Brutal Fest estende-se de 17 a 22 de outubro e, por entre estreias e regressos, vai levar às Damas nomes como os libertários Caveira, o ritualista Serpente, os imprevisíveis Bugs and Rats, ou a agitação de Blacksea Não Maia, entre outros nomes que atuam sob a égide da mesma liberdade que tem pontuado a programação do Damas.

“O que queremos apresentar com o Brutal Fest é uma experiência de uma semana com super estreias (nacionais e internacionais) em conjunto com o que achamos que merece ser ouvido outra vez, não só pelo cariz emocional mas também pelo valor/qualidade que alguns projectos têm”, esclarem Clara e Alexandra. É o caso dos 3I30, do trio de bateristas liderado por Ricardo Martins, ou “The History of Love”, o espectáculo que McCloud Zicmuse vai apresentar no espaço lisboeta.

A estes juntam-se nomes sempre imperdíveis que já nos habituámos a ver por estes lados, como Clementine, Le Ton Mité, ou os dj-sets de Dj Nervoso, Candy Diaz, María P. ou DJ Cabeça de Cartaz. “É incrível receber propostas de projectos que te deixam boquiaberto e poderes conjugá-las com outras que te deixaram com a boca no chão antes”, concluem.

Tudo bons motivos para pensar em escalar a colina até à Graça e por lá ficar entre terça e sábado da próxima semana. Porque como as Damas dizem “cada um dos dias do festival é tão diferente e essas diferenças são todas muito interessantes para nós que não dá para escolher. Se não fossemos anfitriãs iríamos à Graça todos os dias na mesma”.

Cheguem cedo, peçam “uma cerveja artesanal com um medronho de vez em quando” – recomendação de quem sabe – e percam-se na liberdade deste festival em família. Já dissemos que a entrada é gratuita? O programa completo pode ser consultado ali em baixo.

 
Terça feira 17 de Outubro
3I30
Ricardo Martins
DJ Cabeça de Cartaz (djset)
 
Quarta feira 18 de Outubro
Clementine
MDME SPKR
María P. (djset)
 
Quinta feira 19 de Outubro
McCloud Zicmuse apresenta: "The history of love"
CAVEIRA
Candy Diaz (djset)
 
Sexta feira 20 de Outubro
Broshuda
Serpente
Blacksea Não Maya Official (djset)
 
Sábado 21 de Outubro
Le Ton Mité
Bugs and Rats
Dj Nervoso (djset)
António M. Silva
ant.matos.silva@gmail.com
ÚLTIMAS
AO VIVO
NOS Primavera Sound 2018
Porto
7-9 Jun 2018
· POR André Gomes · 24 Jun 2018 · 15:14 ·
AO VIVO
Animal Collective
Cineteatro Capitólio, Lisboa
21- Jun 2018
· POR Paulo Cecílio · 24 Jun 2018 · 15:02 ·

Parceiros