DISCOS
Dauwd
Theory Of Colours
· 11 Out 2017 · 11:46 ·
Dauwd
Theory Of Colours
2017
Technicolour


Sítios oficiais:
- Dauwd
- Technicolour
Dauwd
Theory Of Colours
2017
Technicolour


Sítios oficiais:
- Dauwd
- Technicolour
Ok, sério; e mais?
Dauwd Al Hilali nasceu nos Estados Unidos, cresceu em Gales e anda por estes dias em Berlim. O CV diz-nos que é engenheiro de som, é DJ (a solo ou como membro do consórcio African Acid Is The Future – because Africa is mother of beat) e também colecciona de sintetizadores vintage. Já agora, está nesta página porque é músico e produtor. A Ninja Tune, décadas de experiência, raramente desatenta, pela sua Technicolour, detectou o asneio deste artista de 'muitas coisas', e no que se pode transformar no futuro se acolhido e orientado.

Theory Of Colours, disco de estreia, arranca – e não à toa – com ”Macadam Theory”; a ‘macadamização’, ou seja, a pavimentação moderna das estradas por camadas, da terra batida, à brita e o assentar do alcatrão e alisamento. Que melhor forma de tentar perceber este disco, perfumado de nostalgia (as velhinhas na capa, e tudo), sons sedimentados, em camadas rígidas; um caminho estruturado para resistir às adversidades do tempo?

Ambient de 90, Kosmishe – sempre intemporal –, deep-house noctívaga, mas de sofá – pressente-se o espectro do alemão Move D pelos recantos a dar demãos de cor; há lounge, quando a coisa era meditativa em vez de mero papel de parede – à memória, pontualmente, brotam as volúpias dub de Fila Brazillia –, Theory Of Colours é assim, um tratamento honesto que assoma qualidades de outras gentes em outra Era.

Preocupado em criar obra sem vazios, Dauwd trata e retrata o antes, injecta-o de irrepreensível sobriedade para provar que há substância no seu pensamento, que o produto final – tal almeja – tem de ser tão válido agora como daqui a dez anos. O revés? O óbvio: não há rasgos de espontaneidade em Theory Of Colours. Contudo, e em boa verdade, também não há instantaneidades. Temos um disco seguro, sim, mas também demasiado concentrado em si, sem ambição de ser mais que um momento sério.
Rafael Santos
r_b_santos_world@hotmail.com
ÚLTIMOS DISCOS
Chinaskee & Os Camponeses
Malmequeres
· POR Paulo Cecílio ·
Bem-Me-Quer.
ÚLTIMAS

Parceiros