DISCOS
Forest Swords
Engravings
· 30 Out 2013 · 10:37 ·
Forest Swords
Engravings
2013
Tri-Angle


Sítios oficiais:
- Forest Swords
- Tri-Angle
Forest Swords
Engravings
2013
Tri-Angle


Sítios oficiais:
- Forest Swords
- Tri-Angle
Um disco com pessoas dentro.
A estreia de Matthew Barnes (nestas andanças assina como Forest Swords) nas longas durações é tao auspiciosa quanto sincera. Mais do que uma paisagem desfocada, Engravings funciona como um retrato vivo e vivaz de um sítio pejado de sentimentos. À cabeça chega a melancolia, própria de um ermo recôndito. A seguir vem a introspecção, retirado suavemente do ambiente que rodeia todo o disco.

Composto numa zona portuária perto de Liverpool, acabaria por ser masterizado ao ar livre – uma decisão que torna a música quase palpável. Talvez pela ausência física de um estúdio, Barnes eliminou todos os limites para expansão sonora que ouvimos em “Onward”, dando espaço para que as texturas cresçam e se tornem claras ao ponto de, por exemplo, “Anneka’s Battle” se transformar numa viagem levemente psicadélica.

Barnes consegue, acima de tudo, ser bem explícito na altura de transmitir emoções. Por aqui, sente-se a angústia e a solidão, intensas como só elas o conseguem ser, mas perpassadas pontualmente por harmonias que deixam antever uma réstia de luz esperançosa ao fundo do túnel - e esse propósito é clarividente em malhas como “Thor’s Stone”.

No final de contas, este é um feito em partes iguais por emoções e ambientes, com atmosferas nada rarefeitas. Um retrato de alguém, pintado de dentro para fora. Alguém que, pelo ritmo imprimido a “Irby Tremor” (tecida a dub) parece peregrinar lentamente pela vida.
António M. Silva
ant.matos.silva@gmail.com
RELACIONADO / Forest Swords
Discos
Dagger Paths
2010
Entrevistas
Da costa com amor
13 Nov 2013
Ao Vivo
Forest Swords
30- Nov 2017: Galeria Zé dos Bois, Lisboa
ÚLTIMOS DISCOS
Charlotte Gainsbourg
Rest
· POR Rafael Santos ·
A mulher que parou de temer a menina.
ÚLTIMAS

Parceiros