Fevereiro 2017
Foxygen em Coura
· POR André Gomes · 20 Fev 2017 · 19:03 ·
© Cara Robbins

O duo americano traz o seu mais recente álbum Hang à 25ª edição do Vodafone Paredes de Coura, que se realiza de 16 a 19 de Agosto, na praia fluvial do Taboão. Será de esperar uma dose bastante simpática de loucura em palco, tal como aconteceu no NOS Preimavera Sound.

Os passes gerais para a 25ª edição do festival podem ser adquiridos no site oficial do festival e ainda em BOL.pt, Ticketea, Festicket e locais habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés, Worten,...) pelo preço de 90 euros. Siga que se faz tarde.

Benjamim:novo álbum a duas línguas
· POR Fernando Gonçalves · 20 Fev 2017 · 18:01 ·
© Vera Marmelo

O português Benjamim juntou-se ao britânico Barnaby Keen para criar o álbum 1986 (sai antes do Verão), disco bilingue cujo nome faz referência ao ano de nascimento de ambos.

Conheceram-se num cinema de Brixton (Londres), fizeram amizade pelo amor que ambos nutriam a um dos discos de Chico Buarque e decidiram concretizar-se em álbum que repercutisse os diferentes universos musicais e linguísticos de cada um na cidade de Lisboa. Assim nasce 1986, disco-partilha em as canções foram escritas e são interpretadas nas duas línguas (português e inglês) e do qual hoje é dado a conhecer o primeiro single “Warm Blood”.

Stone Dead sobem aos céus a 13 de Março
· POR Fernando Gonçalves · 20 Fev 2017 · 17:17 ·


Bíblico é o tom do press da Lovers & Lollypops e, bíblico é, de igual modo, o dia em que os Stone Dead atingem o apogeu da sua existência com o lançamento do seu primeiro longa-duração Good Boys. Se as “good girls” vão para o céu e as “bad” vão a todo o lado, os alcobacenses Stone Dead e o seu novo rebento Good Boys sobem ao céu a 13 de Março, já depois de passarem pelo Évora Metal Fest a 3 do mesmo mês, e descem a palcos mais profanos a 16 para começarem uma digressão que os vai levar a Lisboa, Rio Maior, Porto, Coimbra, Monção e ao Barroselas MetalFest.

Tudo isto e mais uma passagem pela “restante” Europa de mão dada com os Killimanjaro. Rock gingão com pós de psicadelismo, assim se assume Good Boys. Álbum que vem com esta “Moonchild” lá dentro, primeiro anjo caído na tentação mundana. Avé, Avé, Avé e tal e coisa, fiquem com “Moonchild”. Datas da digressão ali em baixo.


 
3.03 - Évora Metal Fest - Évora
16.03 - Sabotage Club - Lisboa
17.03 - Maiorais - Rio Maior
18.03 - Cineteatro D’Oliva Monteiro - Alcobaça
23.03 - Coimbra, TBA
24.03 - Woodstock 69 - Porto
25.03 - Porta Onze – Monção
30.04 - Milhões de Festa @ SWR - Barroselas
Luca Argel e a nova “bandeira da falsa simplicidade do samba”
· POR Fernando Gonçalves · 20 Fev 2017 · 16:43 ·


Carioca de gema mas a viver no Porto desde 2012, Luca Argel (vocalista dos Samba Sem Fronteiras) está prestes a lançar-se nos braços de um novo disco. Bandeira é o seu nome e tem estreia marcada para dia 1 de Março.

Com o samba como premissa base das dez canções do álbum, o cantautor e advogado das coisas simples Luca Agel, transporta para Bandeira a “falsa simplicidade do samba” prestando, simultaneamente, “tributo à ourivesaria dos seus compositores mais brilhantes: Noel, Nelson, Paulinho”. Com o primeiro samba registado da história a completar 100 anos, fiquem com o primeiro samba da estória Bandeira de Argel, “”Estar o Ó”.

Lana del Rey está de regresso com “Love”
· POR Fernando Gonçalves · 20 Fev 2017 · 16:39 ·


Dois anos depois do lançamento de Honeymoon Lana del Rey está de volta aos singles e aos discos. Ainda sem nome, mas com a garantia de que ainda este ano verá a luz do dia, o quinto álbum de originais da nova-iorquina já dá notícias de si através de “Love”, primeiro single a sair da caixa.

Produzido por Rick Nowels, Benny Blanco e Emile Hanie, o single “Love” fará parte de um disco que assinala um corte com a filosofia dos quatro anteriores como explica Lana del Rey: “Fiz os meus primeiros quatro álbuns para mim, mas este é para os meus fãs e sobre o caminho que espero que estejamos todos a seguir.” Sem mais delongas, fiquem com “Love”.

Clark com novo disco
· POR Paulo Cecílio · 20 Fev 2017 · 16:25 ·
© Tim Saccenti

Clark não tem parado quieto - e ainda bem. Um dos grandes da Warp (e não se esqueçam nunca, se é Warp, é bom) irá editar um novo álbum no próximo mês de Abril, bem a tempo de o trazer ao Forte uns quatro meses depois.

Death Peak é o sucessor natural de The Last Panthers, editado o ano passado, e tem data de edição marcada para o dia 7 de Abril. O disco conterá nove faixas e o primeiro single, "Peak Magnetic", está já disponível para escuta no Soundcloud.

É carnaval: Espetacular Charanga do ​Thiago França
· POR André Gomes · 20 Fev 2017 · 16:21 ·


"Atacando malandramente nesse carnaval", diz o próprio, a Espetacular Charanga do ​Thiago França lança hoje o EP Chão Molhado da Roça. O registo mostra quatro instrumentais que foram gravadas na mesma sessão do Último Carnaval... com a formação nuclear da banda, isto é, Amilcar Rodrigues, Allan Abbadia, Anderson Quevedo, Filipe Nader, Welington Moreira Pimpa e Sam Samba.

Podem ouvir os quatro temas aqui em baixo e agradecer pelo calor que se faz sentir em Portugal e que causa um pouco menos de inveja por não estar a tempratura que neste momento se faz sentir em grande parte do território brasileiro. Siga a festa.

Não sei de onde Veenho
· POR Paulo Cecílio · 20 Fev 2017 · 15:36 ·


...Mas sei que vou por aí, dizem eles ao garage rock. Os Veenho são um grupo lisboeta que lançou há bem pouquinho tempo o seu EP de estreia, homónimo, através da Maternidade. Contam com «influências do lo-fi tuga e brasileiro e da cena da west coast americana» e se estou a citar a descrição deles no Facebook é porque ainda não ouvi. Mas diz que é fixe.

Os Veenho irão estar no próximo dia 4 de Março na Casa Independente, na companhia de Lucía Vives e Migas, também eles com cenas novas, para apresentar este trabalho, com bilhete a 5€ e festa a partir das 22h. Consultem tudo aqui e piquem aí em baixo.

MEDEIROS/LUCAS levam amigos ao Musicbox
· POR Paulo Cecílio · 20 Fev 2017 · 15:33 ·
© Nuno Carvalho

A nossa banda açoriana favorita irá, uma vez mais, pisar o palco do Musicbox, desta feita levando consigo alguns amigos.

A dupla MEDEIROS/LUCAS levará os temas de Mar Aberto e Terra Do Corpo à sala lisboeta para um espectáculo especial, no qual se farão acompanhar por Mitó Mendes, Jibóia e Ricardo Martins, que darão certamente outra roupagem às canções que já amamos. O concerto terá lugar a 8 de Março e os bilhetes custam 8 euros.

Montemor voltará a ser Forte
· POR Paulo Cecílio · 20 Fev 2017 · 15:28 ·


Já são conhecidos os primeiros nomes para aquela que será a quarta edição do Festival Forte, que se volta a realizar no Castelo de Montemor-o-Velho no próximo mês de Agosto, de 24 a 26. Dessas confirmações, o destaque vai para o histórico Jeff Mills (na foto), nome indispensável na história do techno e autor do (ainda hoje) magnífico "The Bells". Mills regressa a Portugal com álbum novo na bagagem, Free Fall Galaxy, para além da banda-sonora que fez para Le Voyage Dans La Lune, editada este ano.

Juntamente com Mills virá Nathan Fake, também com disco novo (Providence será editado, em breve, pela Ninja Tune), Clark, Blawan, Ninos du Brazil, Peder Mannerfelt e Kangding Ray, entre outros. Os bilhetes já se encontram à venda em todos os locais habituais, ao preço de 85€ (passe).

Bodyspace leva as islandesas Pascal Pinon à Casa Independente (Lisboa) em Março
· POR André Gomes · 20 Fev 2017 · 11:07 ·
© Sofia Miranda

Bodyspace em Casa:
Pascal Pinon
 
Casa Independente, Lisboa
11 de Março, sábado
22h30
 
5 euros
 
As islandesas Pascal Pinon têm vindo a fascinar plateias por todo o mundo. Ásthildur e Jófríður Ákadóttir fundaram a dupla em 2009 e lançaram o primeiro disco quando ambas tinham apenas 14 anos. Paulatinamente, foram construindo um percurso muito próprio, criando um espaço de infinita beleza e criatividade. O novo disco, Sundur, é o documento mais cru e diverso que lançaram até hoje, explorando uma influência folk e um som minimalista com o inconfundível toque islandês. Sem surpresas, o registo foi presença assídua nas mais diversas listas dos melhores discos de 2016. Com o passar do tempo, as islandesas são cada vez menos o segredo bem guardado de uns poucos para se transformarem numa das maiores certezas da música da actualidade. Algo perfeitamente inevitável. No momento mais certeiro, as Pascal Pinon actuam em Lisboa numa das duas datas que marcam a sua estreia absoluta em Portugal. Imperdível é dizer pouco.
Parov Stelar: disco na mão e dois singles a voar
· POR Fernando Gonçalves · 17 Fev 2017 · 17:13 ·
© Jan Kohlrusch

Ao anuncio do novo álbum The Burning Spider para Abril próximo (21 de Abril), Parov Stelar não faz a coisa por menos e aproveita a ocasião para lançar não uma, mas duas músicas novas de uma assentada: "The Burning Spider" ft. Lightnin’ Hopkins e "Step Two" ft. Lilja Bloom”.

Historiógrafo da Música, Parov Stelar junta, neste novo disco, elementos de jazz e blues à já sua vasta e intercruzada base de samples trazendo, de igual modo, à cena músicos como Muddy Waters, Lightnin’ Hopkins, Lilja Bloom ou Anduze. Álbum e samples que o público poderá degustar ao vivo no próximo dia 7 de Julho, data em que o austríaco Parov Stelar sobe ao palco Heineken do festival NOS Alive. Fiquem com, respectivamente, “"The Burning Spider" ft. Lightnin’ Hopkins e "Step Two" ft. Lilja”.



aYia: mais um vulcão islandês que entra em erupção
· POR Fernando Gonçalves · 17 Fev 2017 · 17:07 ·


Com uma quantidade assinalável de bandas e músicos a entrarem-nos pela porta da frente, a Islândia é, actualmente, um dos maiores produtores de qualidade musical no panorama da música contemporânea. O trio aYia é um dos mais recentes e acaba de dar ao mundo o single “Ruins”.

Melodias minimais trabalhadas a partir de synths e a voz da poetisa Ásta Fanney Sigurðardóttir fazem o trabalho num tema que retrata, segundo a própria Ásta, “ a brutal e abstracta verdade sobre a nossa surreal existência”. Fiquem com “Ruins” pelo trio abstracto-electro-pop aYia.

Timber Timbre: quarto e negro álbum a caminho
· POR Fernando Gonçalves · 17 Fev 2017 · 16:58 ·
© Caroline Desilets

O trio canadiano tem álbum novo, o quarto da sua discografia, a caminho. Chama-se Sincerely, Future Pollution, com estreia marcada para dia 7 de Abril, e tem por mote a degeneração desta geração consubstanciada num egoísmo obsessivo do qual resultará, seguindo o enredo do disco, um futuro negro dominado por máquinas.

Deste Sincerely, Future Pollution, gravado em Paris com o auxilio de sintetizadores “barrocos”, acaba de ser lançado ao mundo o single “Velvet Gloves & Spit”, segundo tema a emergir das catacumbas deste novo álbum.
 
Daniel Brandt tem álbum novo com muito mundo lá dentro
· POR Fernando Gonçalves · 17 Fev 2017 · 16:56 ·
© Andreas Waldschuetz

Eternal Something é o novo menino dos olhos de Daniel Brandt, co-fundador do ensemble electroacústico alemão Brandt Brauer Frick, e tem edição marcada para o próximo dia 24 de Março.

Partindo da ideia de que os lugares mudam a forma como as músicas “respiram”, Brandt andou por meio mundo, desde a cabana do seu pai na Alemanha rural até ao Parque Natural de Joshua Tree nos E.U.A. passando bela buliçosa Londres onde também vive, o músico alemão criou e recriou as experiências recolhidas num envaso a que chamou Eternal Something, álbum em que, salvo raras excepções, foi a força motriz por detrás da maior parte dos instrumentos utilizados. Desta jornada feita álbum acaba de ser dado a conhecer o segundo single “Chaparral Mesa”, tema para ouvir a partir de agora.

m o k r o ï é: Eneida electro/trip-hop com Pullitzer à mistura
· POR Fernando Gonçalves · 17 Fev 2017 · 15:51 ·
© Jérôme Sevrette

Descrito pelo seu criador Francesco Virgilio como “uma entidade viva ou aventura espiritual aberta a todas as formas de expressão artística”, m o k r o ï é combina as composições “electrónicas” de Virgilio e a voz de Carol Aplogan à fotografia, vídeo, spoken-word, poesia e performance ao vivo num só projecto que acaba de adicionar um novo capitulo à sua história.

Global-System-Error, sai dia 3 de Março, é o seu nome e explora a tendência atávica do mundo para a autodestruição através de quatro faixas (duas electrónicas e as suas respectivas contrapartes acústicas) numa experiência multimédia que contou com a colaboração do cantor Allonymous, do percussionista Atef, do baterista Collingwood e de Serguey Ponomarev, fotojornalista russo galardoado com um “Pullitzer” que está por detrás das fotografias que ilustram os três vídeos de que se fará acompanhar o novo álbum de m o k r o ï é.

Desta verdadeira Eneida guiada pelas mãos de Virgilio é hoje dado a conhecer o primeiro single, e respectivo vídeo, “So They Walked”, tema que acompanha a, não raras vezes, trágica epopeia dos milhares de refugiados que procuram uma vida melhor na Europa.

E que tal um novo EP de Blonde Redhead?
· POR André Gomes · 16 Fev 2017 · 16:25 ·
© Julien Bourgeois

Coisas são são boas notícias: um novo EP dos Blonde Redhead. Sem dúvidas.  A banda prepara-se por estes dias para lançar 3 O’Clock, um registo com quatro temas. E nós temos aqui em baixo o tema que dá nome à coisa.

A banda produziu as quatro canções do EP em várias localizações do estado de Nova Iorque. O registo conta com uma variedade arranjos de cordas e instrumentos de sopro que foram compostos Eyvind Kang e interpretados por inúmeros músicos incluindo o American Contemporary Music Ensemble: ACME. 

Pixx: a “ânsia” de chegar para não chegar tarde
· POR Fernando Gonçalves · 16 Fev 2017 · 15:14 ·


Uma ansiedade justificada por se tratar da estreia da londrina Pixx nos longa-duração, mas não só. Convenientemente chamado de The Age Of Anxiety, sai dia 2 de Junho, o álbum tenta retratar, pelos olhos da “cientista social” Pixx (Hannah Rodgers), os dramas de uma geração esmagada por uma nova ordem socioeconómica que a isola de si mesma e dos outros e pela pressão das redes sociais que os desumaniza gradualmente.

A dar cor a estas premissas está o folk laminado de Pixx que se encontra plasmado em “I Bow Down”, primeiro single extraído a The Age Of Anxiety que podem ouvir a partir de agora.

London Grammar estreiam-se em Portugal via SBSR
· POR Fernando Gonçalves · 16 Fev 2017 · 15:04 ·


Uma estreia marcada para dia 14 de Julho no palco do Super Bock Super Rock. Depois de um estrondoso primeiro álbum (If You Wait, 2013), a banda britânica encontra-se a preparar um novo disco, ainda sem nome mas cuja debute acontecerá este ano, do qual já extraiu os singles “Big Picture” e “Rooting For You”, temas que marcarão o alinhamento do concerto lisboeta.

Para além dos London Grammar, o cartaz do SBSR já conta com as confirmações de nomes como Red Hot Chili Peppers, Deftones, Kevin Morby, Foster The People, Boogarins, Seu Jorge, Bruno Pernadas e Tyler, The Creator, este último com concerto marcado para o dia de London Grammar. A 23ª edição do SBSR realiza-se de 13 a 15 de Julho no Parque das Nações com o preço dos bilhetes a custarem entre os 55 (diário) e os 109 euros (passe geral). Fiquem com os London Grammar e o seu mais recente single “Big Picture”.

Colin Stetson regressa em busca da “Glória”
· POR Fernando Gonçalves · 16 Fev 2017 · 11:07 ·


Uma tentativa que se sintetiza no regresso do saxofonista aos álbuns com All This I Do For Glory, disco com estreia marcada para dia 28 de Abril e que vem carregado de referências à electrónica dos anos 90 como Aphex Twin ou Autechre.

Gravado “directo”, sem recorrer a loops ou overdubs, All This I Do For Glory será, apenas, a primeira parte de uma história de amor trágico, modelada pelas tragédias gregas, em que a ambição, o legado e o pós-vida são os tópicos dominantes. Desta estóica caminhada pelas catacumbas de uma tragédia helénica em dois atos, já é possível ouvir o primeiro single “Spindrift”, tema que deixamos para escuta.

Mais uma “colherada” para o line-up NOS Alive
· POR Fernando Gonçalves · 16 Fev 2017 · 10:31 ·


As confirmações para a 11ª edição do NOS Alive sucedem-se em catadupa. Desta feita, a colherada vem de Austin, Texas, e dá pelo nome de Spoon, banda que se apresentará no palco Heineken a 8 de Julho.

No dia em que também subirão a palco os Cage The Elephant, o colectivo constituído por Britt Daniel (voz e guitarra), Jim Eno (bateria), Rob Pope (baixo, guitarra, teclados e voz) e Alex Fischel (teclados e guitarra) vem a Oeiras apresentar Hot Thoughts, novo álbum dos Spoon que será editado a 17 de Março via Matador Records. O preço dos bilhetes para o NOS Alive 2017 variam entre os 59 (diário) e os 129 euros (passe três dias). Fiquem com o single (primeiro) que dá nome ao novo álbum, “Hot Thoughts”.

Giovani Cidreira: Brasil, abençoado Brasil
· POR André Gomes · 15 Fev 2017 · 15:40 ·
© Liz Riscado

A cada dia que passa, a cada hora que passa, chegam-nos boas novas vindas do Brasil. Pois bem. Giovani Cidreira. Decorem este nome. Mesmo. Porque o seu disco de estreia chega muito em breve e a coisa promete. 

“Vai chover” é o primeiro single desse registo debutante e pode ser desde já ouvido - e visto - ali em baixo. O disco do músico baiano vai ser editado numa parceria entre a Balaclava Records e o programa Natura Musical. Sem demoras, ouçam este "Vai chover".

Riding Pânico deixam crescer Rabo de Cavalo
· POR Fernando Gonçalves · 15 Fev 2017 · 14:43 ·


Um Rabo de Cavalo que estará suficientemente crescido para amarrar na segunda quinzena de Março e representará a terceira aventura discográfica dos portugueses Riding Pânico.

Gravado, misturado e masterizado nos estúdios HAUS, Rabo de Cavalo constrói-se em torno de oito temas em fúria rock pós qualquer coisa e já tem concerto de apresentação marcado para o dia 16 de Março no Musicbox, Lisboa. Ainda sem single que se possa ouvir, embora nós já saibamos qual será, fiquem com “Monge Mau”.



1. Mats Magnusson
2. Café del Mar
3. Rosa Mota
4. Louva-a-deus 
5. Taxi Mágico 
6. Pop Santeiro
7. Modelo e Detective
8. Terreiro do Espaço
Za! e a ciência do lol no Rivoli
· POR Fernando Gonçalves · 15 Fev 2017 · 14:30 ·


Os catalães Za! e o seu mais recente álbum de originais Loloismo estão a caminho do Porto para um concerto no Subpalco do Teatro Rivoli na próxima sexta-feira.

Esta actuação, com a chancela Lovers & Lollypops, está inserida no projecto Understage e trará ao Rivoli a “post-world-music” do duo catalão, já passaram pelo Milhões de Festa e Tremor, que sem geografia definida abraça com a mesma comoção o rock abrasivo e a electrónica mais dançável. O concerto começa às 23h com os bilhetes a custarem 5 euros. Fiquem com os Za! e esta “Badulake” retirada a Loloismo.

Oba, álbum novo de Sun Kil Moon
· POR Paulo Cecílio · 15 Fev 2017 · 14:28 ·


Está visto que Mark Kozelek não quer parar quieto. Desde Benji que dele temos escutado pelo menos um disco por ano, e 2017 não será excepção; no dia 17 de Fevereiro - que é como quem diz, já esta sexta-feira - o nosso Grinch preferido irá editar, pela Rough Trade, o sucessor de Universal Themes e daquela palermice com Jesu, Common As Light And Love Are Red Valleys of Blood (experimentem dizer isto três vezes muito depressa).

O álbum, que será duplo, contém um tema intitulado "I Love Portugal", pelo que podem começar a puxar das bandeirinhas e fingirem-se muito nacionalistas. Podem ouvir o disco em streaming aqui. Alinhamento em baixo.



CD 1
 
God Bless Ohio
Chili Lemon Peanuts
Philadelphia Cop
The Highway Song
Lone Star
Window Sash Weights
Sarah Lawrence College Song
Butch Lullaby
 
CD 2
 
Stranger Than Paradise
Early June Blues
Bergen To Trondheim
I Love Portugal
Bastille Day
Vague Rock Song
Seventies TV Show Theme Song
I Love You Forever And Beyond Eternity
A Póvoa quer acordar
· POR Paulo Cecílio · 15 Fev 2017 · 14:23 ·


Um grupo de quatro amigos decidiu juntar-se e dar alguma vida a um concelho moribundo. Daí surgiu o Wake Up Póvoa, na Póvoa de Santa Iria, que irá realizar, esta sexta-feira, o seu primeiro concerto, em tons rock:.

Assim, os 800 Gondomar e os Fugly passarão pelo Grémio Dramático Povoense, bem pertinho da estação de comboios, para - havendo a possibilidade de - rebentar com tudo num raio de 10/15 km. Os bilhetes custam 5€ com direito a uma bebida e podem saber mais informações aqui.

Brasileiros Figueroas querem salvar o mundo com a dança
· POR André Gomes · 14 Fev 2017 · 20:09 ·


O novo disco da dupla brasileira Figueroas, Swing Veneno, com selo da Deck, está aí. O sucessor do disco de estreia dos alagoanos, actualmente radicados em São Paulo, foi gravado por Givly Simons (vozes) e Dinho Zampier (orgão e sintetizador) em São Paulo, no Red Bull Studios, por Rodrigo Funai Costa, também responsável pelas misturas.

O objectivo da dupla neste disco foi o de aproximar o som de Figueroas a outras vertentes musicais ligadas a lambada, como o carimbó, a cumbia e o brega-raiz. Ouçam ali em baixo "Boneca Selvagem". Givly Simons & Dinho Zampier, se estão a ler isto, façam sinais de fumo ou algo parecido que nós queremos ter-vos por cá para dançar isto como deve ser.

Musicbox Heineken Series abrem com “estreantes” Marvin & Guy
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 16:31 ·


A série patrocinada pela cerveja holandesa que se propõe levar ao palco do Musicbox projectos emergentes no panorama da música electrónica internacional já tem convidados para a primeira sessão deste ano que terá lugar a 24 deste mês.

Aos portugueses Pista vai juntar-se a dupla italiana de “groovy tecno” Marvin & Guy (Alessandro Parlatore e Marcello Giordani), que vai estrear-se em palcos lusos com o seu mais recente disco Music For Race (2016), com a noite a acabar com um set a cargo de DJ Black. Os bilhetes custam oito euros. Fiquem com Marvin & Guy e esta “Targa ft Sebastien Bouchet”.

Little Cub saem da toca
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 16:23 ·
© Holly Whitaker

Os britânicos Little Cub aprestam-se para fazer a sua estreia discográfica. Este marco de carreira será atingido no próximo dia 28 de Abril, altura em que o trio londrino lançará o disco-debute Still Life.

Em Still Life, manifesto contra a futilidade da música pop actual, Dominic Gore, Duncan Tootill e Adrian Acolatse movem-se entre os universos da house, do tecno e do ambiente envolvendo-os num embrulho debruado a jazz e indie de que o novo e “cínico” single “Too Much Love”, terceiro a sair do disco, é um fiel exemplo.

Greenberg, Corsano e Jones: uma ideia foi tudo
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 16:19 ·


Amigos de longa data e profícuos momentos, David Greenberger, Chris Corsano e Glenn Jones decidiram concretizar um projecto que jazia há anos nas suas mentes e assim surge An Idea In Everything, a consumação da ideia em álbum.

Vinte e oito temas gravados na sala de estar da casa de Greenberger, em que à improvisação de Corsano na bateria se juntaram as novas composições para banjo de Jones e a voz do dono da casa escalando poemas e contos recolhidos para o seu “Duplex Planet” (textos sobre envelhecimento, perda de memória, etc). Desta sessão que Glenn Jones caracterizou como “divertida e entusiasmante” saiu An Idea In Everything que podemos ouvir, na integra, a partir de agora.

LOT com novo single e abertura para Thievery Corporation
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 16:08 ·


Mother Board, álbum de estreia dos lisboetas LOT (deve ler-se elotee) só chega em Março mas a corrida aos singles já vai na terceira etapa. Depois dos lançamentos de “Mary Jane” e “Staying In Tonight” chegou a vez de “Take A Look” ver a luz do dia, single que vem acoplado ao anúncio de que os LOT irão abrir o concerto dos Thievery Corporation amanhã no Coliseu de Lisboa.

Influenciados por bandas como os Alt-J ou os Radiohead, os LOT (Pedro Sacchetti, José Evangelista e Rui Rodrigues) projectam em Mother Board as “histórias de um alter ego e de femmes fatales em noites de Lux” embalsamadas por uma electrónica de batidas fortes e melodias cantadas de que “Take A Look” é o mais recente exemplo.

“L mantra” de uma estreia que se faz anunciar
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 16:06 ·


Vêm de Lisboa ao par (João Teotónio e Madalena Palmeirim) e fazem-se anunciar, por estes dias, com a sua estreia discográfica no homónimo L mantra.

Nove temas cantados em inglês em que a voz de João Teotónio (ÖLGA e Yu John) se junta aos teclados e voz de Madalena Palmeirim para construírem uma indie-folk de traços intimistas de um take só. Deste L mantra saltou já o primeiro single “Indian Girl”, tema para ouvir a partir de agora. Alinhamento logo depois.



1. The lake
2. Stop all the clocks
3. Black Boat
4. Ask Him
5. Brooklyn Bridge
6. The Drone
7. She Knows
8. Sun King
9. Indian Girl
Porto e Lisboa na rota dos Wovenhand
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 15:56 ·


A banda liderada por David Eugene Edwards está de regresso a Portugal, desta feita, para dois concertos. O primeiro será em pleno Hard Club portuense no dia 4 de Maio ficando guardada, para a noite seguinte, a aparição do colectivo por terras alfacinhas para um concerto no RCA Club.

Na bagagem, os Wovenhand, trazem o seu último álbum de originais Star Treatment, disco que se move entre a dupla dicotomia luz/trevas-redenção/condenação, e que será o prato principal a ser servido aos fãs portugueses nos dois concertos agendados. Os bilhetes têm um preço unitário de 22 euros (bilhetes promocionais a 17 euros para as primeiras 100 vendas online). Fiquem com o tema “Come Brave”.

Novo EP para os Animal Collective
· POR Fernando Gonçalves · 14 Fev 2017 · 15:39 ·


Vai-se chamar The Painters EP e estará disponível a partir de dia 17 deste mês. Este extended-play surge como acto comemorativo do primeiro aniversário do seu décimo álbum de estúdio Painting With.

E foi precisamente ao tempo em que foi gravado Painting With que os Animal Collective foram buscar três dos temas, originais, que compõem o novo The Painters EP sendo que a quarta e última faixa do EP é uma cover da música “Jimmy Mack” celebrizada por Martha & The Vandellas. Fiquem com os Animal Collective e o primeiro tema a ser retirado do novo EP, “Kinda Bonkers”. Alinhamento logo depois.



1. Kinda Bonkers
2. Peacemaker
3. Goalkeeper
4. Jimmy Mack
Plaitum fazem-se anunciar com Constraint
· POR Fernando Gonçalves · 13 Fev 2017 · 16:27 ·


Uma relação vista sobre diferentes perspectivas, doze no caso, contadas num só “livro” a que os Plaitum chamaram de Constraint, disco com que o duo britânico (Abigail Dersiley e Matt Canham) se vai estrear a 7 de Abril.

Deste disco, feito sobretudo à base de electro-pop, acaba de saltar o tema “Ovation”, música que, a fazer fé no duo, é uma mescla de Salem com FKA twigs e Sky Ferreira em que o sexo é quem mais ordena.

Lee Southall estreia-se a solo com Iron in the Fire
· POR Fernando Gonçalves · 13 Fev 2017 · 16:26 ·


O ex-guitarrista dos The Coral está prestes a estrear-se a solo com o álbum Iron in the Fire, disco com debute marcada para dia 21 de Abril.

A mudança de morada para terras mais “pedregosas” (Hebden Bridge) e um “Inverno” muito pessoal estiveram na base da criação deste Iron in the Fire, disco intimista e transformista que surge como marca d’água de um novo Southall a solo. Fiquem com “Shade Of Blue”, primeiro avanço para Iron in the Fire.

Agnes Obel estreia-se em Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 13 Fev 2017 · 15:59 ·


Uma estreia que acontecerá no próximo dia 25 de Junho no Teatro Tivoli BBVA e que assentará, sobretudo, no último trabalho de originais da compositora dinamarquesa Citizen Of Glass lançado em Outubro do ano passado.

Os bilhetes para este concerto, integrado na tournée europeia de Agnes Obel, custam entre 20 e 35 euros. Fiquem com o single “Familiar”, tema extraído a Citizen Of Glass.

NOS Alive foi “pescar” a Oxford
· POR Fernando Gonçalves · 13 Fev 2017 · 15:57 ·


Uma pescaria que lhes trouxe na rede os Glass Animals e o seu novo álbum How To Be A Human Being, “peixe” a ser cozinhado e degustado pelo público no próximo dia 6 de Julho no palco Heineken.

A banda de Dave Bayley (voz e guitarra), Drew MacFarlane (guitarra, teclados e voz), Edmund Irwin-Singer (baixo, teclados e voz) e Joe Seaward (bateria) irá dividir as despesas do dia com os já confirmados The Weeknd, The xx, Alt-J, Phoenix, Ryan Adams, Blossoms e Rhye. O festival realiza-se de 6 a 8 de Julho no Passeio Marítimo de Algés, com o preço dos bilhetes a variar entre os 59 (diário) e os 129 euros (passe geral). Fiquem com “Youth”, tema retirado a How To Be A Human Being.

Mallu Magalhães: novo disco a caminho
· POR Fernando Gonçalves · 13 Fev 2017 · 15:54 ·


Seis anos depois do lançamento de Pitanga, Mallu Magalhães voltou a estúdio para acabar aquele que, ainda no primeiro semestre deste ano, se consagrará como o quarto álbum da cantora e compositora paulista.

Produzido por Marcelo Camelo, o novo disco, em fase de acabamentos, de Mallu está a ser gravado entre Lisboa, São Paulo e Rio de Janeiro e já conta com uma música acabada e pronta a degustar, “Casa Pronta”. Ainda em 2017, o público português terá direito a ver e ouvir Mallu e este novo álbum estando, contudo, por acertar, as datas e locais. Fiquem com “Casa Pronta”, primeiro avanço para quarto disco de estúdio de Mallu Magalhães.

Jazz'Aqui leva jazz português a Berlim
· POR Nuno Catarino · 13 Fev 2017 · 12:02 ·


Entre os dias 23 e 25 de Março realiza-se em Berlim a primeira edição do festival Jazz'Aqui. O festival terá lugar no clube de jazz Kunstfabrik Schlot e será o primeira edição de uma série de festivais que irão decorrer anualmente, sempre em diferentes países, com o objectivo de promover a internacionalização do jazz português. No dia 23 de Março, quinta-feira, actua o trio de Marco Santos, com Diogo Duque e João Frade.

No dia seguinte, sexta 24, há dois concertos: Rui Faustino (solo de bateria) e sexteto Slow Is Possible. O festival fecha no dia 25, sábado, com mais dois concertos: o trio Cat In a Bag e o grupo de Mané Fernandes. Além dos concertos, no dia 25 há ainda uma conferência sobre o tema “The Portuguese Jazz: What, who and where it goes?”, com a participação de Rui Eduardo Paes e José Dias. Os bilhetes diários custam 12€ (10€ para estudantes), o passe para todos os concertos vale 25€ (20€ para estudantes).

Vaarwell anunciam primeiro LP
· POR Fernando Gonçalves · 10 Fev 2017 · 22:39 ·
© Lisa Mota

Dois anos depois de se terem mostrado a Portugal com o EP Love and Forgiveness, a banda de Margarida Falcão (voz, guitarras, teclados e sintetizadores), Ricardo Nagy (guitarras e teclados) e Luís Monteiro (baixo e sintetizadores) regressa à música no próximo dia 10 de Março com uma estreia nos longa-duração, Homebound 456.

Já com concertos de apresentação marcados para os dias 16 e 17 de Março, no Centro Cultural de Belém e Salão Brazil (Coimbra) respectivamente, os Vaarwell acabam de dar a conhecer o primeiro single retirado ao novo Homebound 456. A música chama-se “You” e pode ser ouvida a partir de agora.

Alice Caymmi está “louca”
· POR Fernando Gonçalves · 10 Fev 2017 · 22:34 ·


Depois de ser Rainha dos Raio no seu segundo álbum de originais recentemente lançado, a cantora brasileira Alice Caymmi está modo “Louca”.

O novo single recria o sucesso “Loca”, tema originalmente criado pela cantora e actriz mexicana Talia e que contou com a produção de João Brasil. Fiquem aqui em baixo com a “Louca” de Alice Caymmi.

Paradise Bangkok: de clube a compilação
· POR Fernando Gonçalves · 10 Fev 2017 · 15:43 ·


Paradise Bangkok começou por ser apenas mais um clube nocturno em Banguecoque, Tailândia, pelo menos, até que os DJ Chris Menist e Maft Sai tomaram conta da cabine e começaram a fazer sets que passavam pela exploração da música caribenha, africana e asiática. Dos sets à criação de uma editora e, com ela, o lançamento de compilações foi um passinho.

Depois de um primeiro 21st Century Molam estreado em 2014, a editora Paradise Bangkok atirou com mais seis álbuns para o mundo, entre os quais este novo Paradise Bangkok The Album: Vol 2. Fiquem com esta “Lae Pattana Baan Meuang” pela mão de Dao Bandon.

Porter Ray rappa mais um álbum
· POR Fernando Gonçalves · 10 Fev 2017 · 15:25 ·
© Jay Scroggins

Neste caso o sétimo da carreira do rapper de Seattle iniciada em 2013 com o disco BLK GLD. Watercolor é seu nome e tem estreia marcada para dia 10 de Março.

Enquanto esse dia não chega Ray vai-se entretendo a lançar singles como é o caso de “Arithmetic”, tema que contou com a colaboração de Infinite e Stas Thee Boss das THEESatisfaction. Para ouvir aqui em baixo, evidentemente.

Yoga sobre o Porto abre ciclo de solos
· POR Fernando Gonçalves · 10 Fev 2017 · 15:15 ·
© Peter Gannushkin

O espaço Yoga sobre o Porto (Rua das Carmelitas, Porto) abre, hoje, o ciclo de concertos a solo intitulado “Solilóquios”, com periodicidade mensal, e em que a música improvisada é rainha.

O primeiro a subir a palco é o premiado saxofonista portuense João Guimarães, actuação que terá o seu início a partir das 21h30 de hoje com a entrada a custar 7 euros. Em Março, dia 8, o “Solilóquios” terá nova aparição, desta feita com o concerto do trompetista norte-americano Peter Evans (15 euros) fechando-se o ciclo, para já, no dia 9 de Abril (10 euros) com o baixista/guitarrista irlandês Simon Jermyn. Fiquem com um solo do trompetista Peter Evans.

O Rescaldo na voz do programador
· POR Nuno Catarino · 10 Fev 2017 · 11:36 ·
© Vera Marmelo

Arranca hoje em Lisboa mais uma edição do Festival Rescaldo, que acontece na Culturgest (pequeno auditório e garagem) e, este ano pela primeira vez, no Panteão Nacional. Estivemos à conversa com o programador, Travassos, que aqui apresenta o festival na primeira pessoa.

Quais são os destaques da programação de 2017?

A 10ª edição do Rescaldo está recheada de destaques. A começar pelo primeiro dia com dois casos inéditos que são o carismático baterista Marco Franco a aventurar-se num solo de piano e também o fulgurante Bruno Pernadas, que se apresenta com um novo quarteto, onde a partir das suas composições vai explorar espaços de improvisação. Destaque também para o projecto Bruta de Ana Deus, que nos continua a surpreender a cada passo. Os maravilhosos Live Low e a sua placidez melódica a reinventar uma certa ideia de "portugalidade" salpicada por um post-rock inteligente. O desafio feito ao Paal Nilssen-Love a sair da sua zona de conforto e entrar em dialogo com o histórico David Maranha. E os Älforjs que são uma das mais originais bandas nacionais a praticar um género de xamanismo urbano, purga ritualista que tanto vai beber ao Kraut como aos sons primitivos africanos. E como não podia deixar de ser ênfase absoluto para a primeira incursão do festival no monumental Panteão Nacional, espaço com características acústicas extraordinárias onde a Susana Santos Silva nos vai presentear com um concerto único num duelo entre a sua sensibilidade e riqueza técnica e um monstro chamado Panteão. A Amália vai gostar de ouvir... o Eusebio já não tenho tanta certeza.

Este ano, além da Culturgest (pequeno auditório e garagem), o Rescaldo também vai ao Panteão Nacional. Porquê a escolha deste espaço?

Tinha na mira incitar a Susana Santos Silva a fazer um solo no Rescaldo. Quando se vislumbrou a hipótese de fazer qualquer coisa no panteão o clique foi imediato. É o espaço perfeito para isso acontecer - tanto pela sua imponência e monumentalidade como, sobretudo, pela sua magnitude acústica. É um verdadeiro privilégio. De qualquer maneira convém relembrar que é um espaço que tem vindo a ser experimentado nomeadamente através de uma serie de concertos intitulados "Escuta Profunda", e também por intermédio da iniciativa de concertos fora de portas do Maria Matos onde realizaram concertos do pianista austríaco Simon James Phillips e do trompetista norte-americano Peter Evans, um dos gigantes do seu instrumento. Não é portanto uma escolha inédita ou aleatória.

No ano passado apresentaste no Rescaldo os portugueses Black Bombaim com o histórico saxofonista Peter Brötzmann, uma parceria que resultou bem não só ao vivo, como deu também origem a um disco elogiado editado pela Shhpuma. Vês este como um ponto alto da história do festival? Quais foram outros momentos marcantes?

Este é sem dúvida um momento alto do festival do qual tenho muito orgulho. Principalmente porque foi um plano elaborado durante anos que resultou numa bonita parceria com a Lovers & Lollypops e num tremendo disco que recebeu todos os possíveis elogios e figurou em inúmeras listas de melhor do ano. Creio que se produziu história. É claro que existiram tantos outros momentos marcantes da história deste festival, mas o mais importante foi principalmente a assimilação do Rescaldo por parte da Culturgest - isso agigantou toda a sua capacidade de afirmação.

Chegas agora à organização da 10ª edição do Rescaldo, és um espectador privilegiado. Como vês a evolução do panorama da música portuguesa, passada esta década?

Sinto um fervilhar bom principalmente com a revigorante abundância de bandas e até o aparecimento de colectivos que se unem por filosofias comuns na forma como abordam a música tais como a Cafetra ou a Xita, caso que já não existia de forma tão eloquente desde os saudosos tempos da Ama Romanta. Consequentemente multiplicaram-se também os espaços que programam música fora da caixa, e cresceram novos públicos. Uma mudança fundamental foi o prosperar do apoio logístico com o aparecimento de novas editoras e outras estruturas com meios capazes de apoiar os músicos de forma muito mais coordenada e profissional, tirando todo o partido das atuais ferramentas disponíveis. Portugal é hoje um formigueiro em ebulição de música interessante de elevado nível.
“Trio Odemira” da world-music lança novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 23:01 ·


O escocês James Yorkston, o inglês da ilha de Wight Jon Thorne e o indiano Suhail Yusuf Khan juntaram-se no ano passado para criarem o aclamado Everything Sacred, álbum em que este “Trio Odemira” proveniente do falecido Império Britânico reunia elementos musicais de raiz muito distinta. Um ano depois da experiência o trio voltou a reunir-se e acaba de anunciar o lançamento de um novo disco para dia 7 de Abril.

Neuk Wight Delhi All-Stars é o nome de uma verdadeira enciclopédia sonora que se sustenta no sarangi do Norte da Índia, no jazz, no blues de Elizabeth Cotton e no folk “Mississipi” do esscocês Dick Gaughan, enciclopédia da qual se extraiu o single “False True Piya”, primeiro avanço para o novo trabalho discográfico do trio.

Paul Haslinger de regresso com banda-sonora
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 22:57 ·


O aclamado compositor austríaco e ex-membro da banda Tangerine Dream, Paul Haslinger, está de volta aos discos. Desta feita, o comeback dá-se com o banda-sonora original da quarta e última temporada da série da AMC “Halt and Catch Fire”, uma OST que estará disponível a partir de dia 30 de Junho deste ano.

Partindo da temática revivalista da série (retrata o advento do PC e a revolução tecnológica dos anos 80) Haslinger foi ao fundo do baú buscar pedaços da sua experiência musical, nomeadamente a electrónica primitiva e os synths despojados, nos Tangerine Dream para criar um retrato nostálgico, embora envolto numa capa de contemporaneidade, da década de 80. Fiquem com o tema “Western Arrivals”.

Soulwax: From Deewee de uma só assentada
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 22:54 ·


Sem merdices ou paninhos quentes os Soulwax meteram-se no estúdio Deewee em Gent, Bélgica, e só de lá saíram com um álbum de um take só. Este novo disco, From Deewee de seu nome, tem estreia marcada para dia 24 de Março.

Com Deewee no nome em jeito de homenagem ao local onde foi gravado, From Deewee contou com a colaboração de Stephen e David Dewaele, Stefaan Van Leuven, Igor Cavalera, Victoria Smith, Blake Davies e Laima Leyton e conta na sua setlist com esta “Transient Program For Drums And Machinery”.

Bearbug: metade “mito” metade canção
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 22:51 ·


Vem do Porto e, ao que conste, nada têm de mitológico (apesar de termos esticado a corda ao utilizarmos a palavra “mito”, não consta da mitologia que tal tenha existido) mas no que toca a canções a história conta-se de forma diferente.

“Mt. Orchid” é o nome do tema com que este Bearbug (urso-insecto) se estreia no panorama musical português, um single que, de acordo com o próprio, “é um lugar, e dizem as gentes que esse tal lugar não tem sítio e que podemos lá chegar sem o encontrarmos”. Com esta explicação o Bearbug começam aquilo que dizem ser a viagem do “regresso a casa”. Ainda sem álbum no horizonte fiquem com a estreia de Bearbug com “Mt. Orchid”.

E esses novos nomes para Coura?
· POR André Gomes · 09 Fev 2017 · 22:21 ·


Beak >, H09909, Moon Duo, Sunflower Bean e Manel Cruz no Vodafone Paredes de Coura. É a notícia que chega assim de noite, depois do jantar, quando já não esperavamos mais desta noite para aém de um bocado de televisão, sofá e, com sorte, um pouco de conchinha. Assim é a vida.

Isto pode dar-vos jeito. Os passes gerais para a 25ª edição do festival podem ser adquiridos no site oficial do festival e ainda em BOL.pt, Ticketea, Festicket e locais habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés, Worten,...) pelo preço de 90 euros.

Rodrigo Amado com a Europa a seus pés
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 11:29 ·
© Vera Marmelo

Sem exércitos ou embargos, apenas quatro homens liderados por saxofonista que vão partir à conquista da Europa no final do mês de Fevereiro.

Qual embaixador do saxofone, tido como um dos cinco melhores saxofonistas tenor em actividade pela El Intruso International Critics Poll, Rodrigo Amado vai liderar um quarteto em que se incluem os nomes de Joe McPhee, Kent Kessler e Chris Corsano que viajará pela Noruega, Eslovénia, Dinamarca, Holanda, Bélgica, Inglaterra e Alemanha, com um “reabastecimento” na Guarda e Lisboa (regresso ao CCB), com o seu novo e premonitório álbum Desire & Freedom. Fiquem com Rodrigo Amado e o seu quarteto com esta “This Is Our Language”. Datas ali em baixo.



Fev 28 - Cafe Mir - Blow Out! Series - Oslo
Mar 01 - De Singer - Rijkevorsel
Mar 02 - Jazzhouse - Copenhaga
Mar 03 - Teatro Municipal - Guarda
Mar 04 - CCB - Lisboa
Mar 06 - Cafe Oto - Londres
Mar 07 - Cankarjev Dom - Liubliana
Mar 08 - Bim Huis - Amesterdão
Mar 09 - Kulturspeicher - Leer
Rhye juntam-se ao cardápio Alive 2017
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 11:26 ·


Se do menu já constavam nomes como os de Cage The Elephant, The xx ou Depeche Mode, apenas para frisar algumas das iguarias, hoje a ementa para a 11ª edição do NOS Alive passa a contar com mais um prato: o duo canadiano-dinamarquês Rhye.

O “sensual” projecto do vocalista canadiano Mike Malosh e do produtor dinamarquês Robin Hannibal irá actuar no palco Heineken em pleno dia 6 de Julho, data em que dividirá as atenções com os The Weeknd, Phoenix, alt-J, Ryan Adams, Blossoms e os já referidos The xx. Fiquem com os Rhye e esta “The Fall”.

FMM Sines 2017 começa a escrever-se no feminino
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 10:53 ·


Tal como uma vida, a edição de 2017 do Festival de Músicas do Mundo de Sines começa no feminino. São dez as cantoras, compositoras e instrumentistas que abrem o cartaz para a edição do festival vicentino e que vistas à lupa se dão pelo nome de Cristina Branco (Portugal), Fatoumata Diawara & Hindi Zahra (Mali / Marrocos), Gaye Su Akyol (Turquia), Leyla McCalla (EUA / Haiti), Lura (Cabo Verde), Mercedes Peón (Galiza - Espanha), Oumou Sangaré (Mali), Savina Yannatou & Primavera en Salonico (Grécia) e Tulipa Ruiz (Brasil).

Estes dez nomes darão forma a um festival que se desenrolará entre os dias 21 e 29 de Julho deste ano e se dividirá, à semelhança de anos anteriores, por Sines e Porto Covo não havendo, para já, informação relativa ao custo e modalidades dos bilhetes. Fiquem com a diva maliana Oumou Sangaré.

Primeiras confirmações para o Milhões de Festa 2017
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 10:48 ·


São três e dão pelos nomes de The Gaslamp Killer, Sarathy Korwar e Sex Swing, esta última sob a batuta da já habitual curadoria britânica Baba Yaga Hut. Com este triplo empurrão estão abertas as hostilidades daquela que será a 10ª edição do festival barcelense, evento que se realizará entre os dias 20 e 23 de Julho.

A primeira remessa de bilhetes, à venda por 45 euros, encontra-se esgotada, fixando-se o preço dos ingressos gerais nos 50 euros até ao dia 16 de Abril, sendo que de 17 em diante os bilhetes passarão a custar 55 euros. No dia 3 de Julho atingirão o preço final de 60 euros. Fiquem com os “orientais” The Gaslamp Killer e este “In The Dark”.

A Síntese Radiante dos Tropa Macaca
· POR Paulo Cecílio · 09 Fev 2017 · 10:44 ·


Os Tropa Macaca irão ocupar o Passos Manuel, no Porto, a partir do próximo sábado. O mote é "Síntese Radiante", trabalho que «reune várias e diferentes unidades», e novamente citamos: «esta escolha e combinação não aleatória de objectos tem por base a radiação de cada um, seja a sala de cinema do Passos Manuel, a iluminação da sala, a música gravada difundida no PA ou as pinturas no palco».

Durante quatro noites - 11, 15, 16 e 17 de Fevereiro -, pelas 22h15 e 23h15, o público poderá fruir desta experiência, com entrada livre. Mais informações aqui.

Ded Rabbit: novo single e tour ibérica em caminho
· POR Fernando Gonçalves · 09 Fev 2017 · 10:21 ·


Os escoceses Ded Rabbit e o seu indie rock acabam de libertar o segundo single “Figurine”, tema que caberá num novo EP a lançar ainda este ano e que passará por Portugal no próximo mês de Março.

Assim, este novo “Figurine” poderá ser degustado ao vivo por cá em quatro datas, duas em Lisboa (Musicbox e Fnac Almada, 15 e 18 de Março respectivamente ) e duas no Porto (Fnac Santa Catarina e Plano B dia 17 de Março). Fiquem com este “Figurine”.



15.03 | Musicbox, Lisboa, 22h30
17.03 | FNAC Santa Catarina, Porto, 18h
17.03 | Plano B, Porto, 23h
18.03 | FNAC Almada, Lisboa, 17h
São FAVX contadas
· POR Paulo Cecílio · 09 Fev 2017 · 08:48 ·


Os FAVX são um grupo madrileno cujo lema é WE POP OUR WAY - assim mesmo, tudo maiúscula - e cujo single de estreia, "Born In The 90's" / "Soup" foi editado o ano passado. Esperem: influências do grunge, rock misturado com pop marota e um grau mínimo de punk para partir isto tudo.

Oriundos da mesma cena que os The Parrots e as Hinds, os FAVX estão a preparar o seu primeiro EP, Welfare, e têm andado em digressão por Espanha e França. O que significa que, mais cedo ou mais tarde, alguém de cá pegará neles. Ouçam aqui:

ZdB desvenda programação
· POR Paulo Cecílio · 09 Fev 2017 · 08:47 ·
 
Como de costume, a Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, preparou um cardápio em grande para os meses de fome que se avizinham. Começa já hoje, com a vinda dos Xiu Xiu.

Mas, nos próximos meses, serão muitos os bons motivos para irmos até ao Bairro Alto: Night Lovell a 23 deste mês, Norberto Lobo a 4 de Março (com Marco Franco e Ricardo Jacinto), o encontro entre Alex Hungtai, David Maranha e Gabriel Ferrandini a 11, os grandes Wolf Eyes a 23, a dupla DRINKS (Cate Le Bon e Tim Presley) a 10 de Abril, Ryley Walker a 12 e Moor Mother a 20. E, upa, isto não é tudo. Saibam mais através deste link.

Shiko Shiko em Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 08 Fev 2017 · 23:37 ·


A francófona mistura de punk, noise e electrónica dos Shiko Shiko está a caminho de Portugal para um triplex de concertos que se iniciará em Vila Real com um concerto no Club (produção Dedos Biónicos) que ostenta o mesmo nome da cidade que lhe dá guarida, seguindo na quinta para Barcelos e o seu CCOB e terminando, sábado, no Cave Avenida de Viana de Castelo.

Na bagagem os franceses trarão o seu mais recente álbum de originais Maké Maké, mescla de ritmos abrasivos com riffs arrojados de guitarra e melodias pop e no qual se encontra este “Weimar 1900”.



9 de Fevereiro, 22 horas – Club Vila Real, 5 euros
10 de Fevereiro, 22 horas – CCOB (Barcelos), 3,5 euros
11 de Fevereiro, 22h30 – Cave Avenida, 2 euros
Douglas Dare perde a “virgindade” no Theatro Circo
· POR Fernando Gonçalves · 08 Fev 2017 · 23:24 ·
© Ozge Cone

Não, não é bem esse tipo de virgindade. A virgindade a que nos referimos está no pisar de um palco português, uma espera que no próximo dia 12 de Maio terá o seu fim com um concerto no bracarense Theatro Circo. Este debute portuguesa acontecerá três anos depois do músico britânico se ter estreado nas lides discográficas com o EP Seven Hours a que se seguiu o primeiro longa-duração Whelm que lhe valeu uma digressão com o mestre Nils Frahm.

Entretanto, e já depois de ter partilhado o palco com Fin e Ólafur Arnolds, Dare vê-se com um segundo obscuro e introspectivo LP em braços de seu nome Aforger. Álbum editado em Outubro do ano passado e do qual faz parte “Nile”, música para ouvir depois de vos dizermos que os bilhetes para este concerto custa 10 euros (portadores do cartão Quadrilátero podem adquiri-lo por apenas 5 euros).

Olá PZ, tudo bem?
· POR Fernando Gonçalves · 08 Fev 2017 · 12:36 ·


Como somos bem-educados respondemos à cordialidade de PZ na mesma moeda (aprendam, nós não duramos para sempre). Este “Olá” é, para além de simpatia, o nome do single que serve de apresentação ao novo álbum do músico intitulado Império Auto-Mano, um disco que em breve partirá com o seu “exército de maninhos” à conquista de alguma coisa aparentada com o mundo e já há datas.

O primeiro território a ver e ouvir este “exército” será o Plano B, Porto, no próximo dia 17 de Fevereiro, seguindo-se-lhe a Casa das Artes de V.N. Famalicão a 18, o Salão Brazil em Coimbra a 24 e o Musicbox no dia 25 de Fevereiro a fechar o conjunto de datas já confirmadas. Olá PZ, tudo bem?

Trêsporcento pisam “território desconhecido”
· POR Fernando Gonçalves · 08 Fev 2017 · 11:19 ·


Um EP, dois LP e um álbum ao vivo depois os Trêsporcento estão de regresso aos discos com Território Desconhecido, álbum com edição a 7 de Abril.

No meio desta já vasta discografia, a banda acabou por lançar dois singles (“Homem Novo” e “Aguentem-se os Fracos”) que viriam a ser o ponto de partida para a criação deste Território Desconhecido, disco produzido e gravado por Flak e que tem em “Sonho” o seu tema de apresentação ao mundo.

Mark Lanegan volta ao ataque com Gargoyle
· POR Fernando Gonçalves · 08 Fev 2017 · 11:16 ·


O senhor da voz rouca está de volta aos álbuns. Depois de um período de meditação e decorrente criação, Mark Lanegan apresta-se para lançar Gargoyle no próximo dia 28 de Abril via Heavenly Recordings.

Desta via sacra criativa e prazerosa, nas palavras de Lanegan, envolvendo meses de produção e nomes de peso da cena musical como Josh Homme, Greg Dulli e Duke Garwood chamada Gargoyle já se pode ouvir o primeiro single “Nocturne”, tema de avanço para este novo álbum.

SWR fecha cartaz
· POR Paulo Cecílio · 08 Fev 2017 · 11:13 ·


Está finalmente encerrado o cartaz daquela que será a 20ª edição do SWR Barroselas Metalfest. Aos gigantes anteriormente anunciados, juntam-se agora os Test (na foto), de regresso a Portugal após pancadaria da grossa há dois anos, Analepsy, Vircator, My Master The Sun, Legacy Of Brutality e Vai-te Foder, entre muitos outros, que levarão até ao Minho aquilo que têm de melhor: peso.

Os passes gerais para o festival - que se realiza de 28 a 30 de Abril - estão à venda em tudo o que é sítio, a 65€, com os diários a valer 35€. Saibam tudo aqui.

Cage The Elephant no Alive
· POR Fernando Gonçalves · 08 Fev 2017 · 11:10 ·


Depois de encherem e encantarem o Coliseu do Porto ontem à noite, os norte-americanos acabam de ser confirmados na 11ª edição do NOS Alive.

A banda de Nashville, radicada em Londres desde 2008, vai actuar no dia 8 de Julho, altura em que partilhará as despesas do palco Heineken com os Depeche Mode, Kodaline e Imagine Dragons. Os bilhetes para o festival oeirense custam entre os 59 e os 129 euros. Fiquem com “Shake Me Down”, single extraído a Thank You, Happy Birthday, álbum datado de 2011.

Xiu Xiu já esta semana
· POR Paulo Cecílio · 08 Fev 2017 · 11:07 ·
© Jeremy Lange

O projecto de Jamie Stewart passará por Portugal não para apresentar FORGET, álbum editado este ano, mas sim para musicar Under The Blossoming Cherry Trees, filme da autoria do realizador japonês Shinoda Masahiro, «uma obra-prima recheada de violência surreal, loucura, manipulação sexual animalesca e, apesar desta ou de outras razões, notavelmente belo» - ou, por outras palavras, exactamente igual à música de Xiu Xiu.

O primeiro espaço a acolhê-los será o Gnration, em Braga, hoje (7€), seguindo-se a Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, amanhã (12€).

Foque you too
· POR Paulo Cecílio · 08 Fev 2017 · 10:12 ·


Luís Leitão é um músico portuense que assina enquanto f o q u e, no sentido de «focar tudo numa só coisa», e não no outro que vale uns trocadilhos palermas.

Recentemente, f o q u e lançou aquele que é o seu primeiro single, "Pressinto", tema downtempo que serve de aperitivo ao seu EP de estreia, CABUM, com data de edição marcada para o próximo dia 6 de Março. Ouçam-no em baixo e vão acompanhando o projecto aqui.

Super Bock Super Rock: Tyler, The Creator convocado
· POR André Gomes · 07 Fev 2017 · 10:59 ·


Nova confirmação fresquinha para o Super Bock Super Rock. Isso mesmo. Tyler, The Creator. Pela primeira vez em Portugal. A 14 de Julho, no Palco EDP.

Mas há muito mais nos dias 13, 14 e 15 de Julho no Parque das Nações, em Lisboa. Red Hot Chili Peppers, Capitão Fausto, Kevin Morby, Boogarins, Deftones, Foster the People, Seu Jorge “The Life Aquatic”: Tributo a David Bowie, James Vincent McMorrow, Bruno Pernadas.

Nick Murphy (Chet Faker) em Coura
· POR André Gomes · 06 Fev 2017 · 22:54 ·


Chet Faker agora é apenas Nick Murphy. Assim, em nome próprio. E é o mais recente artista confirmado para a edição de 2017 do Paredes de Coura. O australiano virá a Portugal apresentar o seu novo disco, que deverá ser desvendado ainda este ano.

A 25ª edição do festival está de regresso às margens da Praia Fluvial do Taboão, de 16 a 19 de Agosto. Lá estarão os já confirmados Foals, At the Drive-In, Future Islands, Beach House, Benjamin Clementine, BadBadNotGood, Ty Segall, !!! (Chk Chk Chk) e Car Seat Headrest. Os passes gerais para a festival custam 90 euros.

D’Alva directos ao ouvinte
· POR Fernando Gonçalves · 06 Fev 2017 · 17:25 ·


Duas semanas a compor, livestream do processo e um single. Simples, pop e directo a quem consome música. Foi assim que os D’Alva (Ben e Alex) concretizaram “Amor Missão” (ft Sir Scratch), novo single do duo que envolveu entrevistas em directo (como referimos, todo o processo criativo foi transmitido em livestream), a visita de muitos amigos e músicos e feedback em tempo real.

“Num esforço para estreitar a distância entre quem faz a música e quem a recebe, propusemo-nos ao seguinte: compor e gravar um single pop em directo, em livestream, durante duas semanas. Recebemos várias visitas de amigos, outros músicos, demos entrevistas, recebemos feedback em tempo real”, explicam os D’Alva. Fiquem com “Amor Missão (ft Sir Scratch)”.

Cheap Wine estreiam-se em Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 06 Fev 2017 · 17:19 ·
© Aurélien Buttin

O quinteto francês Cheap Wine acaba de confirmar a sua estreia em palcos portugueses já neste mês de Fevereiro. A debute ocorrerá no próximo dia 17 com um concerto único marcado para o palco do Cave Avenida em Viana do Castelo.

Este concerto servirá, para além de apresentação da banda ao público português, de promoção ao mais recente álbum dos Cheap Wine Sad Queen. A primeira parte estará a cargo dos portugueses Solar Corona. Bilhetes a 5 euros. Fiquem com “Sad Queen”, tema que empresta o nome ao último disco dos Cheap Wine.

Karol Conka: novo single põe mais farofa no prato
· POR André Gomes · 06 Fev 2017 · 15:58 ·


Estreou recentemente “Farofei”, o novo single da brasileira Karol Conka, produzido por Tropkillaz com co-produção e co-autoria de Boss in Drama. Podem ouvir o tema e ver o vídeo (filmado no Japão) ali em baixo. “Farofei” é faz parte do novo álbum de Karol Conka, Ambulante, produzido pelo duo Tropkillaz, que será lançado ainda nesse semestre. 

"Essa música surgiu porque muitos fãs pediam no Twitter pra gente fazer mais alguma 'farofa' pro disco da Karol, por causa do sucesso das músicas voltadas pra pista que já lançamos (“Toda Doida” e “Lista VIP”). Eu achava essa associação divertida e pensei que a música podia falar sobre a experiência que vivi junto com a Karol, por ela ser uma artista feminina de rap no Brasil, ter uma autonomia musical e hoje ser muito respeitada”, disse Boss in Drama.

Luís Severo vai à escola
· POR Paulo Cecílio · 06 Fev 2017 · 15:49 ·


O nosso ex-cão favorito está quase a editar um novo disco, e até já há single de avanço. "Escola" é a primeira canção conhecida do álbum que Luís Severo editará pela Cuca Monga, disponível a partir do dia 10 de Março.

Foi gravado e produzido em Alvalade por entre os outbursts de Bruno de Carvalho e será apresentado ao vivo no Teatro Ibérico, em Xabregas, a 29 de Março. Podendo, é ouvir aqui em baixo.

Oumou Sangaré regressa com Mogoya
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 18:22 ·


A diva maliana Oumou Sangaré está de regresso aos álbuns. Mogoya é o seu nome, tem estreia prevista para dia 19 de Maio, e hoje dá-se a conhecer através do single “Yere Faga”, tema que conta com o lendário percussionista Tony Allen.

Tema que, como Sangaré confidenciou à revista The Fader, foi escrito como encorajamento para que todos, independentemente das dificuldades do dia-a-dia, se mantenham fortes. Fiquem com “Yere Faga” aqui e bom fim-de-semana.

Moullinex: “Open House” serve de aperitivo a novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 18:12 ·
© Nian Canard

Luís Clara Gomes aka Moullinex acaba de lançar o single “Open House”, tema “amigo” das pistas dança e do funk que serve de aperitivo a um novo álbum do músico que será editado ainda este ano.

Este tema conta com a participação de Tee Flowers e é definido pela Universal (editora de Moullinex) como “a banda sonora de um clube imaginado criado por George Clinton e Colonel Abrams no Rio de Janeiro em 1981”. Para ouvir a partir de agora.

Depeche Mode lançam "Where's The Revolution?"
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 17:51 ·


Quatro anos sem originais acabam de chegar ao fim. “Where’s The Revolution?” é a pergunta que destrói o status quo (afinal, também é assim que nascem as revoluções) e lança, de vez, os Depeche Mode no caminho do novo Spirit, disco com estreia prevista para dia 17 de Março via Columbia Records.

Esta pergunta em formato single, assim como Spirit, estarão presentes no concerto de dia 8 de Julho no palco do festival NOS Alive. Fiquem com “Where’s The Revolution?”.



1. Going Backwards
2. Where's the Revolution
3. The Worst Crime 
4. Scum
5. You Move 
6. Cover Me
7. Eternal 
8. Poison Heart
9. So Much Love
10. Poorman
11. No More (This is the Last Time)
12. Fail
Marco Franco: Mudra chega em Março
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 17:36 ·


Com um passado ligado ao jazz e ao indie (Mikado Lab, Memória de Peixe), o autodidacta Marco Franco está prestes a lançar o seu primeiro álbum a solo ao piano. Mudra é o seu nome e tem estreia prevista para dia 7 de Março.

Porém, hoje, em forma de antecipação ao lançamento do disco, o músico cortou amarras a três dos temas que compõem e narram a busca do amor universal de Mudra: "Pole Position", "Serpents and Cascades" e "Emnut Derra". De referir que o novo Mudra poderá ser apreciado já no próximo dia 10 de Fevereiro na Culturgest, um concerto inserido no Festival Rescaldo. Fiquem com a santíssima trindade de Marco Franco.

CHANCES estreiam-se com “Shine”
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 17:17 ·
© Etienne Dufresne

Vêm de Montreal, Canadá, e têm pouco mais do que um par de meses como banda, ainda assim, isso não impediu os CHANCES (Chloé Lacasse, Geneviève Toupin e Vincent Carré) de se lançarem sobre os seus instrumentos e de lá sacarem o tema “Shine”, música com que se dão, agora, a conhecer ao mundo.

Pop, electro, raga e world music são os pilares onde assenta esta “Shine”, tema que, de acordo com a banda, se assemelha a uma espécie de cerimonial, um espaço etéreo onde as diferentes texturas sonoras flutuam dentro de si harmoniosamente. Fiquem com “Shine” e não digam que vão daqui.

Savages confirmadas no NOS Alive
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 17:08 ·


Depois de uma banda norte-americana escrita no feminino, as Warpaint, eis que, hoje, a organização do NOS Alive confirma a presença das quatro britânicas Savages no line-up da 11ª edição do festival. As Savages chegam a Lisboa para promoverem o seu segundo álbum de originais Adore Life, disco editado em Janeiro de 2016 que contou com a produção de Johnny Hostile e mistura de Trentemøller, num concerto agendado para dia 7 de Julho no palco Heineken.

Estas britânicas juntam-se aos já confirmados The xx, Depeche Mode, Foo Fighters, Warpaint, The Kills, The Weeknd, Ryan Adams, Kodaline, Imagine Dragons, Wild Beasts, Parov Stelar, Blossoms e Alt-J. Os bilhetes para o festival que se realiza de 6 a 8 de Julho no Passeio Marítimo de Algés variam entre os 59 (diário) e os 129 euros (passe geral). Fiquem com as Savages e o single “Adore”, tema extraído a Adore Life.

Acabou-se o capim, zebra negra a caminho
· POR Fernando Gonçalves · 03 Fev 2017 · 17:04 ·


Pois é, a savana já não lhes dá o que comer. Com fome de mundo, os The Black Zebra arrumaram as suas coisas e meteram os patas ao caminho com o seu primeiro longa-duração Nonsquare no dorso. Demorou a confirmação, as montanhas são altas e os vales profundos, mas o disco chegará à “civilização” no próximo dia 18 de Fevereiro via Cultura Fnac e logo para subir ao palco do Centro Cultural de Vila das Aves, inserido no Ciclo “Sonoridades”, onde se apresentará aos amantes da Natureza forjada em post-rock e quejandos.

Para além do concerto avense, o duo (Hugo e Nuno Machado) já tem marcados mais sete concertos de que abaixo vos daremos nota. Fiquem com o single “Children”, primeiro tema a saltar deste Nonsquare. Datas da digressão logo depois.



18 de Fevereiro – CC de Vila das Aves, Ciclo Sonoridades
11 de Março – Espaço Cru, Famalicão
18 de Março – SMED, Trofa
7 de Abril – Club de Vila Real
8 de Abril – Espaço A, Freamunde
22 de Abril – Mercado Negro, Aveiro
29 de Abril – Sé La Vie, Braga
5 de Maio – Will’s Rock Club, Lousada
Lisbon Psych Fest fecha cartaz
· POR Paulo Cecílio · 03 Fev 2017 · 12:00 ·


O Lisbon Psych Fest anunciou hoje o cartaz completo daquela que será a sua terceira edição. Aos nomes anteriormente anunciados, o festival junta agora os dos Camera (na foto), K-X-P, Sugar Candy Mountain, The Japanese Girl, Miami Flu, Qer Dier e Hércules, que assim passarão pelo Teatro do Bairro nos dias 7 e 8 de Abril para duas sessões de psicadelia bruta.

Os bilhetes para o festival já se encontram à venda, ao preço de 28€ no caso do passe, e o aquecimento para o mesmo será feito no Damas, a 18 de Março, com um concerto dos holandeses The Wild Raspberries. Mais aqui.

Pumba, Orbital de regresso
· POR Paulo Cecílio · 03 Fev 2017 · 11:57 ·


A dupla que providenciou a banda-sonora para inúmeras viagens de Ponte de Lima para qualquer lado está de volta ao activo, dois anos após ter anunciado, novamente, o seu fim.

Os Orbital irão reunir-se este ano com tudo: vai haver música nova e, claro está, uma série de concertos por aí fora, sendo que já estamos a rezar para que aterrem cá. Como prova de que este regresso é para manter os Orbital lançaram, esta semana, "Kinetic", um novo single, que pode ser ouvido no Soundcloud.

Nathan Fake com novo álbum
· POR Paulo Cecílio · 03 Fev 2017 · 11:54 ·


Nathan Fake está de volta com um novo disco, cinco anos após a edição de Steam Days. O britânico irá lançar Providence no próximo dia 10 de Março, através da Ninja Tune, álbum que contará com a participação especial de Prurient e de Raphaelle Standell-Preston, dos Braids.

Providence surge após três anos de bloqueio criativo, segundo explica, e é um disco «profundamente emocional». O primeiro single, "Degreelessness", com Prurient, já está disponível para escuta no Soundcloud.

Fat Out Fest 2017 abre portas à Lovers & Lollypops
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:42 ·


O festival britânico Fat Out Fest, que se realiza entre 14 e 16 de Abril em Manchester, vai abrir, este ano, as suas portas à editora Lovers & Lollypops e alguns dos seus agenciados.

A curadoria Lovers & Lollypops está reservada para o último dia do Fat Out Fest, altura em que subirão a palco Filho da Mãe, Jibóia, Black Bombaim (com David Clean), Ricardo Martins ficando reservado para o final da noite um Dj set de Lynce.

Para além da armada lusa, o Fat Out Fest deste ano, festival dedicado aos valores emergentes no Reino Unido, vai contar com as presenças de The Bug vs. Dylan Carlson, Part Chimp, Trans Am e Sarathy Korowar. Se alguém andar pelos lados da industrial Manchester e quiser assistir ao Fat Out Fest fiquem a saber que os bilhetes custam 25 libras, cerca de 30 euros.

Fiquem com Black Bombaim e esta “IV” retirada ao seu último disco de originais Black Bombaim & Peter Brötzmann.

Jarvis Cocker e Chilly Gonzalez juntos em álbum
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:40 ·
© Alexandre Isard

De um lado o cantor letrista britânico Jarvis Cocker, do outro o compositor e pianista canadiano Chilly Gonzales, no seu meio Room 29, disco colaborativo com o selo Deutsche Grammophone e edição prevista para dia 17 de Março.

Room 29 que nasce da estadia de Cocker no mítico Hotel Chateau Marmont, Hollywood, mais concretamente no quarto 29, o que o levou à escrita de canções que evocassem as vidas de algumas das personagens que passaram por aquele quarto de hotel tais como Jean Harlow, Clara (filha de Mark Twain), e o gangster de Los Angeles Meyer Choen, também conhecido como Mickey the Haberdasher.

Chilly Gonzalez alinhou no desafio de musicar estas histórias e assim nasceu Room 29, álbum que vem com esta “Tearjerker” lá dentro.

Sé la Vie lança as missas de Fevereiro
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:38 ·
Gobi Bear

O Sé La Vie (Rua Dom Paio Mendes 37), espaço dedicado à cultura e boémia bracarense, já tem as “missas” de Fevereiro encomendadas. Entre os clérigos, os crentes poderão encontrar Gobi Bear, Lotus Fever e Bazuuca, editora que leva a Braga Nooj, Fugly e uma sessão de djiing a cargo dos Bazuuca ss.

A primeira destas missas cantadas estará a cargo do cura avant-garde Dream Weapon e dos Electra Soundsystem já hoje a partir das 22h30, enquanto a última terá como cicerones a editora Bazzuca no dia 25. Fiquem com os Fugly e esta “Morning After”, tema que dá nome ao mais recente álbum da banda. Programação ali em baixo.



Dia 3- Dream Weapon + Electra Soundsystem (dj)
Dia 10- Aníbal (dj)
Dia 11- Gobi Bear + Rum on the rocks (dj)
Dia 17- Lotus Fever
Dia 18- Tatsumaki (dj)
Dia 24- Them flying monkeys
Dia 25- Nooj + Fugly + Bazuuca ss (dj)
Cassandra Jenkins estreia-se com Play Till You Win
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:33 ·


A cantora e compositora norte-americana está prestes a estrear-se nos discos. O debute vai acontecer no próximo dia 7 de Abril com o LP Play Till You Win, álbum encerado por quentes notas de guitarra e pela voz quente e delicada de Jenkins.

Características que se fazem valer no single “Candy Crane”, primeiro tema a ser extraído de Play Till You Win.

The Legendary Tigerman: do deserto para Braga
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:29 ·


Uma viagem movida a How To Became Nothing, disco magicado durante uma road-trip encetada por Paulo Furtado aka The Legendary Tigerman, pela fotografa Rita Lino e pelo realizador Pedro Maia pelo deserto californiano. Desse momento resultou este filme musicado denominado How To Become Nothing que chega dia 4 deste mês a Braga e ao seu espaço gnration.

Para além do filme musicado, a viagem desta trindade terrena pelo Death Valley também resultou em exposição, ma mostra assente nas “chapas” batidas por Rita Lino. Os bilhetes para este filme-concerto, terão o preço unitário de sete euros. Fiquem com o trailer deste filme-musicado How To Become Nothing.

indignu [lat.] levam Ophelia em passeio
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:26 ·


Hamlet já era, príncipe que foi ao ar e perdeu o lugar para os barcelenses indignu [lat.] que a conquistaram à força de muita criatividade e post-rock. Talvez não seja bem assim, mas o certo é que Ophelia, terceiro registo da banda, vai andar pelos caminhos de Portugal este mês de Fevereiro.

A viagem desta “odisseia pela natureza humana” chamada Ophelia começa no dia 9 no Teatro GrETUA em Aveiro e terminará a 18 na casa-mãe Barcelos, para um concerto no palco do Teatro Gil Vicente, pelo meio os indignu [lat.] andarão por Santarém, Évora e Leiria. Fiquem com o tema “Mar do Norte”, faixa retirada ao lado A de Ophelia.



Aveiro, dia 9 de Fevereiro, Teatro GrETUA
Santarém, dia 10 de Fevereiro, Associação A9
Évora, dia 11 de Fevereiro, Teatro Garcia de Resende (programação Guitarras Ao Alto)
Leiria, dia 12 de Fevereiro, Teatro O Nariz
Barcelos, dia 18 de Fevereiro, Teatro Gil Vicente
Bob Dylan: 1, 2, 3 diga lá outra vez
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:22 ·


Depois do Nobel, o prémio de Miss Universo e a beatificação pelo Papa (esqueçam estas duas últimas ou talvez não…) Bob Dylan está com a pica toda. Desta feita, Bob Dylan apostou na tripla, que é como quem diz, álbum triplo recheado de covers de músicas marcantes na história da música norte-americana. Triplicate é o seu nome e estará disponível a partir do próximo dia 31 de Março.

Dentro deste “totobola musical” estarão versões de Charles Strouse, Lee Adams, Cy Coleman, Harold Hupfield, Carolyn Leigh e Frank Sinatra, entre outros. É precisamente a Frank Sinatra que Dylan foi buscar o primeiro single desta triple entente, a música “I Could Have Had You”.

Father John Misty continua a afinfar em Pure Comedy
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:15 ·


Depois de abrir o capitulo Pure Comedy com o single do mesmo nome, Father John Misty volta a afinfar-lhe com força e gosto, no disco dizemos, com “Ballad Of The Dying Man”.

Este segundo excerto daquilo que, a 7 de Abril, será o novo álbum de Misty segue na peugada de “Pure Comedy”, tendo como base inspiracional os universos da tecnologia, fama, política, ambiente e da natureza humana fazendo da força delicada da voz de Josh Tillman aka Father John Misty o seu ponto referencial. Fiquem com “Ballad Of The Dying Man”.

Seu Jorge traz Bowie ao Super Bock Super Rock
· POR Fernando Gonçalves · 02 Fev 2017 · 23:12 ·


O multifacetado Seu Jorge acaba de ser confirmado na próxima edição do SBSR 2017. Seu Jorge não virá só, com ele trará Bowie reencarnado no espectáculo “The Life Aquatic: Tributo a David Bowie que, como o nome indica, se presta à recriação de originais do “camaleão” mas em língua portuguesa.

Este concerto está marcado para dia 15 de Julho no palco EDP e incluirá as eternas “Ziggy Stardust”, “Changes” e “Let’s Dance”. Os bilhetes para a 23ª edição do SBSR já estão à venda e o seu preço varia entre os 55 e os 109 euros. Fiquem com Seu Jorge e a sua versão de “Changes”.

Blondie mostra primeiro single do novo disco
· POR André Gomes · 01 Fev 2017 · 17:43 ·


Ah, pois. Vem aí novo disco de Blondie. E com uma lista de convidados verdadeiramente surpreendente: Blood Orange, Johnny Marr, Charli XCX, Laurie Anderson, Joan Jett e Sia. O novo disco chama-se Pollinator e será lançado 

O primeiro single chama-se "Fun" e releva um disco - assim mesmo, o género - e pode ser ouvido aqui em baixo. Sim, Blondie em 2017. Vamos lá, siga a festa.

Perc anuncia novo álbum
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 16:45 ·


Três anos após The Power And The Glory, Perc está de volta com o seu terceiro álbum de estúdio. Bitter Music será lançado no próximo dia 28 de Abril através da própria editora do produtor, a Perc Trax, e a aura do disco é influenciada «pelas mudanças políticas ocorridas no Reino Unido e por todo o mundo», conforme explica o press release.

Bitter Music contará, ainda, com uma colaboração entre Perc e Gazelle Twin. Confiram o alinhamento do disco ali em baixo.



01. Exit
02. Unelected
03. Wax Apple
04. Chatter
05. I Just Can’t Win
06. The Thought That Counts
07. Spit
08. Rat Run
09. Look What Your Love Has Done To Me
10. After Ball
Lisboa Dance Festival fecha cartaz
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 16:35 ·


O cartaz da segunda edição do Lisboa Dance Festival já se encontra encerrado. A juntar aos nomes anteriormente anunciados - Tokimonsta, Hercules And Love Affair, Mount Kimbie, George FitzGerald... -, foram acrescentados os de Moullinex (na foto), que fará um DJ set contínuo de oito horas com alguns convidados naquela que é uma «carta de amor à club culture», Branko e, ainda mais quatro nomes para a sala B2B: Davide Pinheiro vs. Vítor Belanciano e Pedro Ramos vs. Mr. Mitsuhirato.

O Lisboa Dance Festival realiza-se a 10 e 11 de Março e os passes gerais estão à venda pelo preço de 45€ até ao final do mês.

Woods em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 16:16 ·


Atenção: os Woods irão voltar a Portugal. A banda que, no ano passado, editou o belíssimo City Sun Eater In The River Of Light irá partir em digressão pela Europa durante a primavera, tendo encontro marcado connosco na última das datas, 9 de Abril.

O local escolhido foi o Musicbox, em Lisboa, não se sabendo ainda quaisquer informações acerca de preços - mas isso deverá estar para breve. Entretanto, fiquem com este malhão.

Afinal também há Elza Soares em Lisboa
· POR André Gomes · 01 Fev 2017 · 11:29 ·


Afinal não é só o Porto e o NOS Primavera Sound que poderão rever Elza Soares. Acaba de ser anunciado o regresso da cantora brasileira a Lisboa, onde actuará no dia 3 de Junho. O concerto acontece no Coliseu dos Recreios.

Em cima do palco estará ainda o álbum que "revitalizou" Elza Soares, o incrível A Mulher do Fim do Mundo, editado originalmente em 2015 (eque só por isso não figurou nas nossas listas de melhores discos do ano passado). 

Lena d'Água reeditada na Nova Zelândia? Podem crer que sim
· POR André Gomes · 01 Fev 2017 · 10:58 ·


Foi a própria Lena d'Água que o anunciou na sua página de Facebook e o Discogs não nos deixa mentir. A editora nova-zelandesa Strangelove Music prepara-se para lançar um 12'' com o incrível single "Jardim Zoológico", que terá como Lado B a canção "Tao", que faz parte de Terra Prometida, de 1986. 

Aparentemente, este registo é a primeira edição da editora. E aparentemente é o sonho concretizado de Ben Stevens, que sempre quis lançar alguma da música que ia encontrando nas suas viagens. Não sabemos quando foi, mas ainda bem que deu de caras com um disco de Lena d'Água.



Wait Until Dark apresentam álbum de estreia
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 00:18 ·


Os lisboetas Wait Until Dark - formados por André Ferreira, Gustavo Liberdade e David Ventura a cargo dos visuais - irão apresentar na próxima semana aquele que será o seu álbum de estreia, Heart x Cortex, onde a electrónica negra se une ao rock da mesma cor para uma fusão que, à falta de melhor, chamemos "industrial".

O álbum já pode ser ouvido ali em baixo e, ao vivo, os Wait Until Dark podem ser ouvidos no Cave 45 (Porto) a 9 de Fevereiro e no Incógnito (Lisboa) no dia seguinte. Conheçam-nos aqui.

Plano B desvenda programação
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 00:13 ·


O espaço portuense revelou, esta semana, alguns dos nomes que por ali passarão durante o mês de Fevereiro. Destaque para os Fogo-Fogo (na foto), banda de funaná que assim regressa ao Porto para, uma vez mais, fazer toda a gente dançar como se estivéssemos prestes a enfrentar uma nova Guerra Mundial (e estamos), e que actuarão no Plano B a 10 de Fevereiro.

Para além deles, também Youandewan ali estará, na mesma noite, um dia depois de ocupar a mesa do Lux. A 17 de Fevereiro, PZ apresenta o seu novo álbum, Império Auto-Mano, na companhia dos X-Press 2, e a 24 será a vez de Rompante se aliar a DJ Honesty para uma noite M.A.D.. Cliquem aqui para obter mais informações.

A$AP Ant em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 00:12 ·


Um dos membros da crew popularizada por A$AP Rocky estará por Portugal este mês. A$AP Ant tem encontro marcado connosco nos dias 8 e 9 de Fevereiro, em Lisboa e Porto respectivamente, para sessões duras de hip-hop ácido que serão construídas através dos muitos temas que tem vindo a lançar - ele que ainda não tem um EP ou LP no currículo, mas que estará muito perto disso.

A capital acolhê-lo-à no Titanic Sur Mer e a Invicta no Hard Club (bilhetes em ambos casos: 15€), e a acompanhá-l estarão Chyna 1542 + Fumaxa Beatz (em Lisboa) e Mike El Nite (nas duas noites). Mais aqui.

O ataque ao vivo dos Russos
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 00:10 ·
© Betânia Liberato

Os soviéticos mais poderosos de Santarém para cima estão de volta com um novo álbum, gravado ao vivo num estúdio de Londres Sul em Abril passado. Esta sessão para a Fuzz Club Records contém temas antigos e outros que, à altura, eram novos, e é descrita desta forma (em inglês, porque sim): «swathes of celestial noise and howling feedback underpinned by driving, monolithic Neu!-esque rhythms, hypnotic droning guitars a la Spacemen 3 and atonal, reverb-soaked vocals bringing to mind Mark E Smith on a ton of acid».

Todas as bandas que interessam, portanto. Este álbum pode ser picado através do YouTube e antecipa um novo disco de originais, a sair em Abril pela mesma editora, antes dos Russos se fazerem à estrada. Olhem só esta "Karl Burns":

A divina comédia estará ente nós
· POR Paulo Cecílio · 01 Fev 2017 · 00:09 ·


À GLÓRIA de quem tudo, aos seus acenos,
Move, o mundo penetra e resplandece,
Em umas partes mais em outras menos.

No céu onde sua luz mais aparece,
Portentos vi que referir, tornando,
Não sabe ou pode quem à terra desce;

Pois, ao excelso desejo se acercando,
A mente humana se aprofunda tanto
Que a memória se esvai, lembrar tentando.

Os tesouros, porém, do reino santo,
Que arrecadar-me pôde o entendimento,
Serão matéria agora de meu canto.


Divine Comedy em Portugal: primeiro em Braga (Theatro Circo, 3 de Fevereiro, 20€-30€), depois em Lisboa (Tivoli, 4 de Fevereiro, esgotado).

Atenção às mulheres e crianças, vem aí mais DeMarco
· POR Fernando Gonçalves · 01 Fev 2017 · 00:07 ·


O homem com a falha nos dentes mais famosa do indie irá regressar aos discos este ano. This Old Dog será o título do terceiro LP de Mac DeMarco, sucessor de Salad Days, de 2014, e para deixar já água na boca de todos os fãs o músico canadiano partilhou dois dos temas que dele farão parte.

"My Old Man" e "This Old Dog" podem ser ouvidas através do Soundcloud e o alinhamento do álbum também já é conhecido - tudo aí em baixo. This Old Dog sairá pela Captured Tracks a 5 de Maio.





01 My Old Man
02 This Old Dog
03 Baby You’re Out
04 For the First Time
05 One Another
06 Still Beating
07 Sister
08 Dreams From Yesterday
09 A Wolf Who Wears Sheeps Clothes
10 One More Love Song
11 On the Level
12 Moonlight on the River
13 Watching Him Fade Away
Sevdaliza: música sem green visa
· POR Fernando Gonçalves · 01 Fev 2017 · 00:05 ·


Sem visto de entrada nos Estados Unidos da América por tempo indefinido. Sevdaliza, amálgama do nome Sevda Alizadeh, é uma cantora/compositora iraniana a viver na Holanda que, fruto da sua nacionalidade e religião se verá, como muitos milhares de outras pessoas, impedida de pisar solo norte-americano nos tempos mais próximos. Contudo, como a música não precisa de visto, e em forma de protesto contra mais esta medida Trump, Sevdaliza criou “Bebin”.

Apesar de poder ser dada como privilegiada dada a sua vida estável e segura na Holanda, Sevdaliza decidiu solidarizar-se com quem procura refúgio do outro lado do Atlântico e criou o tema “Bebin”, canção inteiramente escrita em farsi que serve, simultaneamente, de protesto contra o racismo e a intolerância e de fonte de esperança para todos os que sofrem com esses males. Fiquem com “Bebin”.

Parceiros