Maio 2016
Silêncio! Que se vai realizar um Festival
· POR Fernando Gonçalves · 31 Mai 2016 · 16:09 ·


Sob o mote “A Festa da Palavra”, o Silêncio, festival que se propõe encetar o diálogo entre diferentes expressões e saberes numa celebração da palavra como unidade criativa: a palavra como ponto de partida para a criação, como objecto artístico e como veículo para chegar a novas narrativas está de regresso ao Cais do Sodré no dia 30 de Junho e, por lá ficará, até 3 de Julho.

Para além da novidade que é a integração de dois ciclos temáticos, pondo em destaque uma palavra e um autor, o evento envolverá, ao longo de quatro dias as ruas e os espaços comerciais e culturais do bairro em mais de uma centena de actividades multidisciplinares envolvendo música, performance, conferências e debates, cinema e artes plásticas. No caso específico da música, a organização levará ao Jardim D. Luís, palco principal da área musical, entre outros a anunciar brevemente, artistas como Samuel Úria, Aline Frazão, Sallim, Lavoisier, Old Jerusalem e Cachupa Psicadélica com o espectáculo “Moda do Poeta”, inspirado na poesia de diversos autores africanos.

Todos os espectáculos e conferências são totalmente gratuitos. Fiquem com a bela Sallim e o seu não menos belo “Deserto” retirado do magnífico álbum de estreia Isula.

Senhores, vem aí novo dos Plane Ticket
· POR Paulo Cecílio · 31 Mai 2016 · 16:08 ·


A banda de Torres Vedras irá lançar o seu terceiro álbum, Navigator, no próximo dia 27 de Junho. Para além de serem uns fixes e terem enviado promo, os Plane Ticket disponibilizaram igualmente "Motels & Highways", um dos primeiros singles, no YouTube - juntamente com um vídeo realizado por Joana Maria Sousa e direcção de fotografia de Rita Laranjeira.

O disco terá edição digital e física, e é de esperar que os Plane Ticket o apresentem ao vivo nos próximos tempos.

Amplifest: The Black Heart Rebellion e CHVE fecham a porta do cartaz
· POR Fernando Gonçalves · 31 Mai 2016 · 16:00 ·


Os projectos The Black Heart Rebellion e CHVE, integrados no colectivo belga Church of Ra, são os nomes que fecham o lineup do Amplifest deste ano. Enquanto os The Black Herat Rebellion chegam ao palco do Hard Club no dia 21 de Agosto com o seu mais recente People, when you see the smoke, do not think it is the fields they’re burning carregado de ambient, drones ritualísticos, percussão tribal e neofolk, CHVE aka Colin Van Eeckhout, também no dia 21, leva consigo RASA, imenso mar de voz, percussão ritualista e drones de uma viola de corda.

Fiquem com os The Black Heart Rebellion e single “Body Breakers” retirado de People, when you see the smoke, do not think it is the fields they’re burning. Alinhamento final ali em baixo.
 
 
Altarage;
Aluk Todolo;
Anna Von Hausswolff;
Caspian;
CHVE;
Downfall of Gaia;
Hexvessel;
Hope Drone;
Kayo Dot;
Kowloon Walled City;
Minsk;
MONO;
Neurosis;
Névoa;
Oathbreaker;
Prurient;
Redemptus;
Roly Porter;
SINISTRO;
Steve Von Till;
TESA;
The Black Heart Rebellion;
The Leaving;
Tiny Fingers.
Casa Independente: Já se "faz ouvir" a programação para Junho
· POR Fernando Gonçalves · 31 Mai 2016 · 15:52 ·


Junho chega amanhã a brincar como uma criança e com ele as agendas e programações das diversas casas de espectáculo por este país fora. Uma delas, a Casa Independente lisboeta, foi uma das que já libertou o que se poderá por lá ver e ouvir durante o mês mater do estio.

Assim, durante o mês de Junho, a Casa Independente apresenta um cardápio de concertos e dj sets onde se podem ler os nomes de Bárbara Eugênia, Andreia Dias (brasileiras que também passarão pelo portuense Café Au Lait no dia 7 de Junho para um concerto com a chancela de prestígio Bodyspace), Quim Albergaria, Fogo Fogo com Sylk ou os They’re Heading West com Sérgio Godinho. Fiquem com a brasileira Bárbara Eugênia e o novo single “Doppleganger Love”. Programação completa ali em baixo.
 
 
02 de Junho - 22h
Chão da Feira (concerto) - 5€
 
03 de Junho - 22h30
Bárbara Eugênia / Andreia Dias (concertos) - 5€
 
04 de Junho - 23h
MURAIS (dj set) - entrada livre
 
05 de Junho - 17h às 22h
Puro FUN apresenta Casa Abaixo: El Salvador, O Gringo Sou Eu, Los Nastys, Dj Quesadilla, Antoine Gilleron (concertos & dj sets) - 5€
 
07 de Junho - 21h
Noites de Poesia Clandestina (serões de Poesia) - entrada livre
 
09 de Junho - 23h
Jameson Jungle Fever - FOGO FOGO convidam Sylk (concerto) - 5€
 
10 de Junho - 23h
Lucky(Dj Set) - entrada livre
 
11 de Junho - 22h30
CASAL BOSS (Catarina Lee & Norberto Lobo) (dj set) - entrada livre
 
12 de Junho - 19h
TUDO ERRADO (Cláudia Guerreiro convida João Nogueira, Badalado & Rui Carvalho - sessão especial Santos Populares) (dj set)- entrada livre
 
17 de Junho - 23h
TUDO ERRADO A SOLO (Cláudia Guerreiro) (dj set)- entrada livre
 
18 de Junho - 23h
Donas são como divãs (dj set) - entrada livre
 
21 de Junho - 21h
Noites de Poesia Clandestina (serões de Poesia) - entrada livre
 
24 de Junho - 23h
Quim Albergaria (Dj Set) - entrada livre
 
25 de Junho - 23h
Serviço de Quarto (Pedro Ramos) (Dj Set) - entrada livre
 
26 de Junho - 19h
They're Heading West convidam Sérgio Godinho (concerto) - 5€
Um Desvio até à Parede
· POR Paulo Cecílio · 31 Mai 2016 · 15:37 ·
© Mariana Sabido

A SMUP (googlem) irá acolher, em associação com o Esporão, a reunião magna da Europe Jazz Network, associação que engloba 106 associações e que tem como missão a promoção desse género musical no continente. Tal encontro realizar-se-à esta semana, de 2 a 4 de Junho, e dentro do mesmo haverá um Desvio - um festival que contará com a presença de muitos e bons nomes do jazz e da música improvisada como o são os casos de Rodrigo Amado, Red Trio e Filipe Felizardo, entre outros.

Os passes de três dias encontram-se à venda por 40€ (30€ para sócios da SMUP) e os diários por 15€ (12€), sendo que haverá cinco concertos, no salão, que custarão apenas 5€: Hugo Carvalhais Nebulosa Trio, João Hasselberg, Lama, RED Trio e Ricardo Toscano. Conheçam o cartaz aqui em baixo.

2/06:
 
20:00 - Filipe Felizardo
20:45 - Hugo Carvalhais Nebulosa Trio
22:00 - Pedro Sousa / Miguel Mira / Afonso Simões
23:00 - Gabriel Ferrandini Trio
24:00 - Jam
 
3/06:
 
20:00 - Pedro Lopes Solo
20:45 - Bruno Parrinha / Luis Lopes / Ricardo Jacinto
22:00 - João Hasselberg
23:00 - Rodrigo Amado Motion Trio
24:00 - Jam
 
4/06:
 
17:00 - Luís Vicente / Jari Marjamäki
18:00 - Lama
19:00 - RED Trio
22:00 - Sei Miguel
23:00 - Ricardo Toscano Quarteto
24:00 - Jam
Maiorga Indie, no sábado
· POR Paulo Cecílio · 31 Mai 2016 · 15:33 ·


No dia 4 de Junho, sábado, realizar-se-à em Maiorga (a 4km de Alcobaça) a primeira edição do Maiorga Indie, festival que pretende mostrar alguns dos novos projectos da música alternativa nacional e que é organizado pelo Centro Bem Estar Social da freguesia.

Entre os nomes que irão actuar estão os The Twist Connection, Clementine, Riding Rhino e Songs Of Brothers, sendo que a entrada custa 3€ e os concertos começam às 22h. O Maiorga Indie terá lugar no Salão do CBES.

Eles Passarão, eu passarinho
· POR Paulo Cecílio · 31 Mai 2016 · 15:27 ·


O festival Passarão 2016, que ao contrário daquilo que pode dar a entender nada tem a ver com ornitologia, realizar-se-à no próximo dia 4 de Junho na aldeia de Chilreira, em Sintra, e contará com a presença dos GANSO, Them Flying Monkeys, Grand Sun, Paradoxo e Panado, sendo que a entrada custa 3€ e os concertos começam pelas 16h.

Se não sabem onde raio fica Chilreira, que agora que vejo deve ser a génese do nome do festival em jeito de trocadilho de génio ("chilrear", "Passarão", perceberam? Ahahahahah), consultem o Google Maps e mais informações sobre o evento aqui. Se não sabem quem são estas bandas, bem, aí o problema é todo vosso. Olhem só.

A Xita volta ao Sabotage
· POR Paulo Cecílio · 31 Mai 2016 · 15:13 ·
© Sara Alvarrão

A segunda noite da Xita Records no espaço CaisDoSodrense (não sei se existe, inventei agora, não quero saber), em Lisboa, irá realizar-se no próximo dia 2 de Junho (já esta quinta, portanto) e contará com a presença de Lucía Vives (sim, o acento é no "i" e vou parar agora com os parêntesis), Primeira Dama e das sempre gloriosas Pega Monstro.

Tudo num evento cuja entrada custa 5€ e que servirá para apresentar as canções da primeira, o álbum de estreia do segundo e o rock maravilhoso das terceiras. A festa começa pelas 22h e podem saber mais aqui.

Tomem lá mais nomes para o Milhões
· POR Paulo Cecílio · 31 Mai 2016 · 15:09 ·


O festival barcelense regressa este ano para mais uma edição cheia de sol, piscina e rock n' roll, tendo hoje anunciado mais uma mão cheia de nomes para o seu cartaz. Depois de El Guincho, The Bug ou Dan Deacon, entre outros, a cidade minhota acolherá os impronunciáveis Ho99o9, os incríveis (perguntem ao Miguel da Revolve) Marshstepper juntamente com os HHY, Eat the Turnbuckle, Cheryl e MADA TREKU, para quatro dias em grande. Os bilhetes custam 55€ até ao dia 18 de Julho e estão à venda em todos os locais habituais.

Para além do Milhões, haverá uma série de não-Milhões até ao início do festival, a 21 de Julho, realizando-se o primeiro já na próxima quinta-feira no Damas, em Lisboa, com a presença dos Orchestra Of Spheres e dos 10 000 Russos, e o segundo no domingo, no Aqui Base Tango (Coimbra), com Equations, Vive Les Cônes e Galo Cant’às Duas. É ir. Podendo.

Oumou Sangaré: “banda-sonora de Bamako” reeditada em LP e CD
· POR Fernando Gonçalves · 30 Mai 2016 · 23:59 ·

Editado em 1989, Moussolou, álbum gravado na Costa Do Marfim e registado em cassete com que a maliana Oumou Sangaré se lançou às feras e ao sucesso (no ano seguinte), acaba de ser reeditado pela World Circuit Records em LP e CD. 

Considerado como “a mais perfeita banda-sonora do quaotidiano de Bamako”, capital do Mali, Moussolou apresenta a melódica e telúrica voz de Oumou guiada por ritmos multifacetados encerados pelo doce som de um violino e que, de acordo com o comunicado da editora, “mergulham o ouvinte num delicado estado opiáceo”. Para ouvir “Ah Ndya”, aqui numa versão ao vivo na BBC.
 
Unknown Mortal Orchestra e"First World Problem": música nova
· POR Fernando Gonçalves · 30 Mai 2016 · 23:54 ·


“First World Problem” é o seu nome e é a primeira música a surgir depois do lançamento de “Multi-Love” no ano passado. Música nova que, como explica Ruban Nielson, vocalista e guitarrista dos UMO, versa sobre “o amor moderno dentro de um império decadente”, ou dito de outro modo, “aquele sentimento que surge quando constróis a tua vida e tentas alcançar aquilo a que te pretendes enquanto um mundo decadente se desmorona à tua volta”.

De referir que os Unkown Mortal Orchestra estarão em Portugal no próximo dia 17 de Agosto para um concerto no festival Paredes de Coura. Sem mais delongas, fiquem com os Unkown Mortal Orchestra e a sua nova “First World Problem”.

Indie Music Fest 2016: novas Confirmações
· POR Fernando Gonçalves · 30 Mai 2016 · 23:51 ·


Salto, Galgo, Jesse, Pussywhips e Pixel82 são as novas confirmações do lineup do Indie Music Fest 2016. Mas as novidades não pararam por aqui. O Indie Music Fest e a Cubo Records, editora que resulta de uma extensão discográfica do espaço “Cubo”, no Plano B, fizeram uma parceria de curadoria para a edição de 2016. A Cubo Records é, assim, a responsável pela programação da Fábrica Electrónica do Indie Music Fest na noite de 2 de setembro, sendo Pixel82 o primeiro artista confirmado para a data.

A estas novidades juntam-se, ainda, os Fora de Cena por terem vencido o concurso de bandas universitário Acorda Banda, do qual o Indie Music Fest foi apoiante. O Indie Music Fest 2016 realiza-se nos dias 1, 2 e 3 de Setembro com os bilhetes (direito a campismo) a custarem 25 euros. Fiquem com os Salto e as suas “Lagostas”.

Globaile: Festival de Electrónica Global by Buraka Som Sistema
· POR Fernando Gonçalves · 30 Mai 2016 · 23:47 ·


Os Buraka Som Sistema têm um festival. Podia ser só isto, mas não é. Dia 1 de Julho e, antes de entrar em banho Maria, o projecto Buraka Som Sistema, a celebrar 10 anos de existência, estará no Jardim da Torre de Belém para um concerto que servirá de inauguração ao festival Globaile, conglomerado de música “electrónica global” curado pelo colectivo português que reunirá, para além dos Buraka, cinco outros projectos "electrónicos" provenientes das mais variadas coordenadas geográficas.

Assim, aos Buraka Som Sistema juntam-se os peruanos Dengue, Dengue, Dengue, o brasileiro MC Bin Laden, os portugueses DJ Kking Kong e Dotorado Pro, bem como o colectivo sul-africano Batok. Artistas que se irão dividir por dois palcos com os sugestivos nomes de IC19 e Komba. A entrada é totalmente gratuita. Fiquem com “Hangover” dos Buraka Som Sistema - e com o alinhamento da coisa ali em baixo.

 
Palco IC19
 
17h – Kking Kong
18h – Batuk
19h – Dotorado Pro
 
Palco Komba
 
20h – Dengue Dengue Dengue
21h – MC Bin Laden
22h – Buraka Som Sistema
Jenny Hval com novo e “ensanguentado” disco para o Outono
· POR Fernando Gonçalves · 30 Mai 2016 · 23:23 ·
© Jenny Berger Myhre

Será a dia 30 de Setembro que Blood Bitch verá a luz do dia, novo disco da norueguesa Jenny Hval que terá o selo da Sacred Bones. Missal de sangue menstrual como a própria explica. “Blood Bitch é uma investigação sobre o sangue. Sangue vertido naturalmente. O mais puro, poderoso, no entanto trivial, e mais terrorífico sangue: Menstruação. O papel higiénico em torrente que une virgens, prostitutas, mães, bruxas, sonhadores e amantes.”

Deste Blood Bitch acaba de ser extraído um “ensanguentado” “Female Vampire” que, agora, vos damos a conhecer.

JFDR: Jófríður Ákadóttir mostra mais um pedaço do seu projecto a solo
· POR André Gomes · 30 Mai 2016 · 23:19 ·
© Rui Oliveira

A islandesa Jófríður Ákadóttir acaba de criar a sua página de Facebook para o seu projecto a solo JFDR. Mas ei, esta não é a notícia. A notícia é que com a chegada desta página, chegou também a divulgação de duas canções ao vivo gravadas em Reiquiavique em Abril deste ano. Nestes dois temas Jófríður conta com a colaboração de Tumi Árnason no saxofone e Shahzad Ismaily na bateria.

Podem ouvir "White Sun" e "Instant Patience". Fazem ambas parte do disco de estreia a solo que a islandesa tem já terminado e que deverá ser lançado ainda em 2016 ou no primeiro trimestre de 2017. Se bem se lembram a Videoteca Bodyspace carimbou o episódio 163 com a islandesa. Podem recordar ese momento aqui.

Moullinex: da Sétima Arte ao palco do SBSR com tributo a Prince
· POR Fernando Gonçalves · 30 Mai 2016 · 16:23 ·


Dupla notícia, aquela que sai da batedeira de Luís Clara Gomes aka Moullinex. À estreia de “Elsewhere: A Dream Journal”, documentário, realizado por Tiago Ribeiro, com o apoio da Red Bull que traça a digressão de Moullinex e do seu álbum Elsewhere um pouco por todo o mundo, junta-se a confirmação do músico, produtor e editor no palco Antena 3 do próximo Super Bock Super Rock para uma actuação, em tudo, especial.

Moullinex será, no próximo dia 16 de Julho, lá para os lados do Parque das Nações, o “maestro” de um espectáculo de tributo a Prince intitulado “A Purple Rain Experience” que contará, para além do multifacetado músico, com alguns convidados. Desta “A Purple Rain Experience” já se pode ver e ouvir um pequeno teaser que aqui deixamos. “Elsewhere: A Dream Journal” com legendas em português, aqui.

Johnny Cash vai ter festival em nome próprio
· POR Fernando Gonçalves · 27 Mai 2016 · 16:56 ·


O homem de “Ring Of Fire” não faz, ou melhor, os seus familiares não fazem, a coisa por menos e Johnny Cash terá um festival só dele. “Johnny Cash Heritage Festival” vai, de acordo com a informação avançada pelo seu sítio web, realizar-se entre os dias 19 e 21 de Outubro do próximo ano, pouco tempo depois de se completarem 14 anos sobre a sua morte.

Concebido e organizado pela Arkansas State University em parceria com a família do músico, o “Johnny Cash Heritage Festival” vem no seguimento da renovação da casa de infância do cantor e vai acolher um misto de nomes grandes do cenário musical (palco principal) e um misto de artistas locais (palcos secundários). Enquanto se aguardam as primeiras confirmações, fiquem com Johnny Cash e o seu “Ring Of Fire”:

Bat For Lashes: Sunday Love a caminho do altar
· POR Fernando Gonçalves · 27 Mai 2016 · 16:54 ·


The Bride
é o nome da criatura e tem data de nascimento marcado para dia 1 de Julho. Hoje, no entanto, o novo disco conheceu um segundo avanço. Depois de “In God’s House”, chegou a vez de “Sunday Love” se dar a conhecer.

Feito de tragédia, o mote do novo álbum é dado pela morte de um noivo num acidente de automóvel a caminho da igreja, The Bride segue a trajectória de luto, meditação, perda amor e celebração, encetado pela noiva viúva numa lua-de-mel solitária. Depois de The Haunting Man de 2012, eis The Bride e este novo “Sunday Love” a pender para o supernatural.

Fernando Temporão lança single eleito pelos amigos
· POR Matheus Maneschy · 26 Mai 2016 · 13:06 ·
© Rafael Silva

Foi num encontro na sua casa que Fernando mostrou as 11 canções do seu novo disco, e destas, tirou o single "Dança". O álbum tem o nome de Paraíso e foi lançado no dia 23 de Maio. O som transborda brasilidade, com aquela vontade clássica de ouvir mais e mais.

No dia 31 deste mês, Fernando Temporão apresenta-se no Rio de Janeiro, com participação especial de ninguém menos que Erasmos Carlos.

Em tons cósmicos
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:50 ·


Cosmic Tones For Mental Therapy são o sol e a lua. CTFMT é um acrónimo que podia ser mais giro porque lembra CYHSY. Cosmic Tones etc. são duas moças do Porto que pretendem promover a música que nos faz bem à alma (e possivelmente ao corpo) e que iniciarão esta sexta-feira a sua viagem rumo ao infinito universal com uma noite no Maus Hábitos, no Porto, tendo como DJ convidado o Sr. A Boy Named Sue.

Os tons cósmicos têm início pelas 23h30 e a entrada custa 3€. Mais coisas aqui, que é como quem diz na página oficial do evento.

Um domingo com William Burroughs
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:49 ·


William S. Burroughs, Bill para os amigos, morreu há "apenas" 19 anos, perdurando o seu legado em livros como Cidades Da Noite Vermelha ou Refeição Nua, este último soando muito melhor com o seu título original: Naked Lunch. É precisamente a partir deste que será editado um álbum póstumo com leituras de Burroughs, intitulado Let Me Hang You, e que se apresenta como "spoken word psicadélica".

A ideia original de Burroughs era juntar os seus textos à música de Bill Frisell, Wayne Horvitz e Eyvind Kang, uma ideia que deixou na gaveta; hoje, contará com colaborações dos The Frowning Clouds e de M. Lamar, sendo que o disco será editado pela label de King Khan, a Khannibalism. Let Me Hang You será editado a 15 de Julho em vinil, CD e formato digital e salvar-nos-à o verão, destruindo-o.

Rock Nordeste encerra cartaz
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:48 ·
© João Tamura

O festival de Vila Real anunciou esta semana os últimos nomes que farão parte de um cartaz livre, leve e solto como tem que ser. PAUS, Orelha Negra e DJ Ride juntam-se assim aos nomes anteriormente divulgados.

Todos eles de raça lusitana, todos eles dispostos a fazer a festa que vai de 1 a 2 de Julho no Parque Corgo e no Auditório Exterior do Teatro de Vila Real. A entrada é, como tem sido até agora, livre.

Mais nomes para o Amplifest
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:44 ·


Primeiro rimo-nos que nem javardos, depois anunciamos: os letões TESA virão apresentar a sua onda pós-metal ao Amplifest, eles que são uma de três últimas confirmações para o novo festival de verão da cidade do Porto - as outras duas são os portugueses Redemptus e os finlandeses Hexvessel, porque este é um festival multicultural.

Juntam-se assim os três aos anteriormente anunciados Mono, Neurosis, Kayo Doy e Caspian (entre outros), sendo que o Amplifest se realiza a 20 e 21 de Agosto, com concertos extra a 19 e a 22, no Cave 45 e no Passos Manuel respectivamente. Os bilhetes para o fim-de-semana de Amplifest custam 75€ e encontram-nos à venda em todos os locais habituais.

Plus Ultra e PZ em Viana
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:40 ·


A Festa da Primavera, em Viana, realiza-se já no próximo sábado, sendo organizada pelo VIBE. Plus Ultra, PZ e Big Red Panda serão os nomes mais sonantes de um evento que contará também com Çuta Kebab, Bleid, DJ Lynce e Lunigi, e que se realiza pelas 21h no Espaço Linha Norte.

A entrada é absolutamente gratuita e parte-se do princípio que só pagarão pelo álcool que consumirem.

Dinosaur Jr. com novo álbum
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:37 ·


Depois de subirem a um dos palcos do NOS Primavera Sound e deixarem dezenas de pessoas deprimidas por não conseguirem escolher entre eles e o Brian Wilson (resposta certa: ir jantar), os Dinosaur Jr. irão editar um novo álbum a 5 de Agosto. Give a Glimpse of What Yer Not será lançado pela Jagjaguwar e será o seu primeiro longa-duração em quatro anos, sucedendo assim a I Bet On Sky.

Não há ainda single de avanço, mas há um vídeo com o majestoso Henry Rollins a anunciar a sua vinda. Confiram-no aqui:

Le Guess Who? anuncia primeiros nomes
· POR Paulo Cecílio · 26 Mai 2016 · 12:34 ·


O festival holandês cumprirá este ano o seu décimo aniversário, tendo anunciado hoje os primeiros nomes que farão parte do cartaz. Para além de curadorias dos Wilco, Savages, Julia Holter e Suuns, que também actuarão no Le Guess Who?, Utrecht poderá contar com os Swans (naquele que será o seu último concerto em 2016), Dinosaur Jr., Digable Planets, Wooden Shjips, Raime, Cate Le Bon, The Comet Is Coming, Ryley Walker, Nadja, Stara Rezka e muito, muito mais.

O Le Guess Who? realiza-se de 10 a 13 de Novembro e os passes gerais já se encontram à venda por 105€ - mais barato que alguns festivais portugueses, e certamente melhor. Consultem mais informações aqui.

Neopop numa cidade perto de si
· POR Fernando Gonçalves · 26 Mai 2016 · 12:33 ·


Como forma de promover a sua edição de 2016, o Neopop sai à rua esta semana e por lá continuará durante as próximas semanas. Já hoje, com o alto patrocínio do festival vianense, Paco Osuna subirá à cabine do Pacha Ofir a partir das 23h59.

A viagem continua, desta feita com paragem na Covilhã no dia 27 de Maio, para o set do argentino Jonas Kopp no Companhia Clube, sul-americano que o Neopop também levará, no dia seguinte, ao Musicbox em Lisboa. De acordo com a organização do festival, nas próximas semanas, mais nomes e locais serão dados a conhecer.

De relembrar que o Neopop começa a 4 de Agosto e prolongar-se-á até 6 do mesmo mês com um cartaz que junta nomes como James Ruskin, Nina Kraviz ou John Digweed, apenas para frisar alguns. Fiquem com Jonas Kopp e “Alkitran”.

Tindersticks, Jay-Jay Johanson, The Legendary Tigerman no Curtas Vila do Conde
· POR Fernando Gonçalves · 25 Mai 2016 · 19:31 ·


Três nomes a que se juntam os The Greg Foat Group no alinhamento da secção Stereo da 24ª edição do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, festival que se realiza entre os dias 9 e 17 de Julho. Caberá aos Tindersticks e ao seu novo The Waiting Room abrir as hostilidades com um filme-concerto (22h30; bilhetes a 22 euros) que juntará a música nova com curtas-metragens ilustrativas. Na segunda parte do concerto, os britânicos aproveitaram a ocasião para revisitarem os temas que lhe granjearam a fama.

No dia 14 caberá aos The Greg Foat Group subirem ao palco (23h59; bilhetes a 7 euros), numa presença inédita por terras lusas, e em que o quinteto jazz liderado por Greg Foat nos trará o espectáculo “Visual Music”, um projecto que se pretende banda sonora de filmes experimentais da década de 20 do século passado.

15 de Julho é dia de The Legendary Tigerman. Presença já assídua no festival vila-condense, o músico português traz na bagagem “How To Become Nothing”, projecto que reúne o artista, a fotógrafa Rita Lino e o realizador Pedro Maia numa road trip pelo deserto da Califórnia. O resultado, em estreia absoluta no Curtas Vila do Conde, é um road movie, em formato de filme-concerto, com banda sonora ao vivo de The Legendary Tigerman e imagens manipuladas em tempo real por Pedro Maia. “How To Become Nothing” é um falso diário, com registos em fotografia, Super 8mm e textos de Paulo Furtado, fruto de três visões sobre a viagem de um homem que, mais do que desaparecer, procura chegar a nada, ser nada. Bilhetes a 10 euros (inicio do concerto marcado para as 23h59).

Quanto a Jay-Jay Johanson, o sueco da voz melancólica e o seu novo Opium subirão ao palco no dia 16 de Julho, para um concerto em que os temas serão acompanhado de imagens em movimento. Bilhetes a 15 euros (inicio do concerto marcado para as 23h59).

O free-pass para o 24º Curtas Vila do Conde, à venda no site do festival, pode ser adquirido até 31 de Maio ao preço promocional de 35 euros. Depois dessa data, passa a custar 40 euros, aumentando para 50 euros a partir de 1 de Julho. Este passe geral garante o acesso a todas as sessões de cinema, filmes-concerto (à excepção de Tindersticks), festas, Mercado da Curta Metragem e a um catálogo do festival. Tindersticks e “We are Dreamers!”, música retirada do novo The Waiting Room:

Orelha Negra libertam primeiro sigle do novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 25 Mai 2016 · 19:30 ·


“A Sombra”, single de avanço para o novo registo discográfico dos portugueses Orelha Negra já está cá fora.

Depois dos sucesso de Orelha Negra e Mixtape, o colectivo reuniu opiniões e novas sonoridades e vai voltar à carga brevemente com um disco a ser editado pela Meifumado e do qual sai este “A Sombra”, para ouvir aqui em baixo.

Um "grande panda vermelho" chegou com música nova
· POR Fernando Gonçalves · 25 Mai 2016 · 17:08 ·


Que é como quem diz que os Big Red Panda têm música nova na algibeira. “Arrival Pt. II” é o seu nome e, consubstancia-se, como sequela de “Arrival”, música que integrou o anterior EP dos limianos, Grand Orbiter.

Depois de, com os seus riffs progressivos e psicadélicos, terem viajado por festivais como o Vodafone Mexefest, Sons do Vez, SonicBlast Moledo ou o Indie Music Fest, a banda de Ponte de Lima encerrou-se em estúdio e de lá tirou “Arrival Pt. II”, música que os Big Red Panda vão levar aos próximos concertos na Festa da Primavera (VIBE), Viana do Castelo (com Plus Ultra, Pz) a 28 de Maio e no dia 2 de Julho no Cave 45, Porto (com Sun Mammuth). “Arrival Pt. II” aqui em baixo.

Jibóia e Máquina del Amor confirmados no Ponte Party People
· POR Fernando Gonçalves · 25 Mai 2016 · 17:07 ·


Depois das confirmações de peixe:avião, Toulouse e Gin Party Sound System o festival bracarense dos 3 pês e não, não é isso que estão a pensar, acaba de acertar agulhas com os “electrónicos” Jibóia e os “post-rockers” Máquina del Amor.

O festival decorre no Parque de São João da Ponte, Braga, durante todo o dia 2 de Julho e tem entrada gratuita. Fiquem aqui em baixo com Jibóia e a sua “Treta Tuga”:

Cass McCombs tem álbum novo com Porto no caminho
· POR Fernando Gonçalves · 25 Mai 2016 · 12:35 ·


Um caminho que verá o seu fim a 26 de Agosto, data em que Mangy Love chegará aos escaparates.

Oitavo disco de estúdio de Cass, Mangy Love vai beber aos problemas sociopolíticos que vêm marcando a actualidade consubstanciados pela voz insidiosa de McCombs sob um filtro estilístico que vai da Philly soul à New York paranóia passando pelo crivo de hip-hop e beat poetry mais acentuados do que nunca, como afirma a sua assessoria de imprensa.

Disco e discografia que Cass McCombs traz na bagagem quando, a partir do próximo mês de Junho, se meter à estrada para a sua tournée europeia que contemplará o Porto como paragem/abrigo quando no dia 10 de Junho o artista subir ao palco do NOS Primavera Sound.

Daquele oitavo disco que ainda não o é, já é, no entanto, possível ouvir o primeiro single. “Opposite House” é o seu nome e pode ouvido agora.

Sexta “dupla” de Leiria para o Hard Club
· POR Fernando Gonçalves · 24 Mai 2016 · 16:34 ·
Nice Weather For Ducks © Ricardo Graça

Duas bandas, dois álbuns novos, dois concertos, um espaço. Os Nice Weather For Ducks e os Twin Transistors vão, na próxima sexta-feira, tomar conta do palco da Sala 2 do Hard Club, no Porto a partir das 22h.

Os primeiros trazem Love is You and Me Under the Night Sky, segundo álbum da sua, ainda, curta carreira que será lançado no próximo dia 3 de Juho e do qual já se pode ouvir o single “Marigold” enquanto os segundos vêm acompanhados de Sun Of Wolfes, novo trabalho da banda leiriense. Em termos de preçário, o bilhete fica pelos modestos 5 euros. Fiquem com o primeiro single de Love is You and Me Under the Night Sky, “Marigold”.

The Veils apostam na depravação total
· POR Fernando Gonçalves · 24 Mai 2016 · 16:31 ·


Pois é, é verdade, a banda britânica perdeu as estribeiras e vai transformar-se num bando de depravados a 26 de Agosto. Mau não seria, cremos, mas a estória não bem essa. A informação oficial diz-nos que ao vigésimo sexto dia de Agosto os The Veils irão lançar o seu quinto LP Total Depravity.

Depravação que mete o Papa, Ingrid Bergman e um camionista psicótico em 12 faixas que variam entre a veracidade e a ilusão da história contada, como explica o vocalista Finn Andrews:

“As canções contam histórias de vários tipos: algumas experiências minhas, outras fabicadas pela minha mente. É a primeira vez que escrevo canções utilizando loops mutilados e sons como ponto de partida, se bem que, algumas das canções tenham começado ao piano e transformadas depois. Consultem o alinhamento do disco ali em baixo. Enquanto o primeiro single não chega, fiquem com “The Letter”.



1 Axolotl
2 A Bit on the Side
3 Low Lays the Devil
4 King of Chrome
5 Swimming With the Crocodiles
6 Here Come the Dead
7 In the Blood
8 Iodine & Iron
9 House of Spirits
10 Do Your Bones Glow at Night?
11 In the Nightfall
12 Total Depravity
Wild Beasts com novo álbum “entre a morte e o sexo” a caminho
· POR Fernando Gonçalves · 24 Mai 2016 · 16:18 ·


Boy King
, o pequeno selvagem tornado rei a 5 de Agosto ou a forma como os Wild Beasts atiram com novo álbum para a primeira semana do oitavo mês do ano.

Dois anos depois de Present Tense, a banda britânica regressa aos álbuns no próximo Agosto com o seu quinto LP Boy King, álbum em que a guitarra e a masculinidade “a la macho ibérico” parece ter uma palavra a dizer, como explica o vocalista e guitarrista Hayden Thorpe: “Tornou-se aparente que o carácter da guitarra apropriou-se das canções, aquele carácter fálico; o macho que tudo conquista. Deixei o meu Byron interior sair completamente”.

Deste Boy King “apocalíptico” que “nada no abismo” entre a “morte” e o “sexo” já saiu o primeiro rebento. Dá pelo nome de “Get My Bang” e pode ser ouvido e “visto” a partir de agora.

Álbum de estreia dos Ramones reeditado
· POR Fernando Gonçalves · 24 Mai 2016 · 16:13 ·


40 anos passaram desde que os Ramones decidiram ser Ramones em disco, isto é, celebra-se o quadragésimo aniversário do lançamento do primeiro e homónimo álbum Ramones.

Como forma de celebração, a Rhino pegou nos despojos deste registo dos idos de 76’ e vai reedita-lo a 29 de Julho numa edição deluxe que conterá três CDs e LP remasterizado em stereo, uma nova mix em mono criada pelo produtor original do álbum Craig Leon, demos várias, gravações ao vivo inéditas, faixas inéditas e fotografias de Roberta Bayley (fotografa responsável pela capa do álbum original) e muitas mais delicatessens a descobrir no final de Julho. Fiquem com “Blitzkrierg Bop”, primeiro single do primeiro álbum dos Ramones.

Fernando Motta vai “andando” a caminho do “Céu”
· POR Fernando Gonçalves · 24 Mai 2016 · 16:11 ·
© Jonathan Tadeu

Vem de Minas Gerais e integra a nouvelle vague de artistas mineiros conhecida por “Geração Perdida”. Perdido não estará porque vem aí o seu álbum de estreia Andando Sem Olhar pra Frente com debute marcada para a segunda semana de Junho.

Deste disco feito de “rock triste” saiu já uma primeira amostra. “Céu” assim se chama o single de avanço e foi escolhido pelo músico porque “é um pouco a síntese do álbum, tanto nas melodias, com voz e guitarras arrastadas, quanto no tema. Penso que o título do disco resume bem o que vem por aí”.

E é justamente com “Céu”, ligação “bizarra” entre filme e música que vai buscar inspiração à película “O Sétimo Selo” de Ingmar Bergman:

O primeiro álbum brasileiro lançado no governo Temer
· POR Matheus Maneschy · 24 Mai 2016 · 16:07 ·


Ao acompanhar a votação sobre o impeachment no Brasil, Nosso Querido Figueiredo deu vida ao EP Dragões. Resultou numa mistura interessante que vai desde samples de poesias até trechos de filmes. Claro, tudo isto fruto da indignada inspiração com actual situação política do Brasil.

Dragões é o segundo disco lançado este ano por Nosso Querido e, provavelmente, haverá outros a caminho. Podem ouvir as canções deste EP aqui em baixo.

Vem aí a 2ª edição do Guitarras ao Alto
· POR Rita Neves · 23 Mai 2016 · 22:23 ·
© Vera Marmelo

​Sediado em pleno Alentejo, com passagem pelas cidades por Beira-Marvão, Sousel e Évora, o Guitarras ao Alto volta a arrancar já nos dias 18, 19 e 23 de Junho. Sob o mote de celebrar o Alentejo, o vinho, a música e a gastronomia que por lá se fazem, o Guitarras ao Alto traz, já no final de Junho dois nomes sonantes e mestres da guitarra clássica: Norberto Lobo, que conta com vários trabalhos no seu CV e já dispensa apresentações e Luís Martins, que se encontra no espectro mais experimental.

A primeira edição, em 2014, contou com a presença de Tó Trips e de Filho da Mãe, nas cidades de Beja, Portalegre e de Campo Maior.

peixe:avião levam Peso Morto a passear
· POR Fernando Gonçalves · 23 Mai 2016 · 22:17 ·
© Liliana Mendes e Duarte Costa

Depois do lançamento do novel Peso Morto em Fevereiro passado e de três concertos de apresentação em Lisboa, Porto e Braga, o destino do novo disco joga-se, agora, no alcatrão.

O primeiro dos nove concertos já agendados está marcado par o próximo dia 26 de Maio no Porto, mais concretamente no auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, para depois seguir para Leiria, Loulé, Braga, Viseu, antes de entrar com os dois pés no festival Super Bock Super Rock. Fiquem com o single “Miragem” saído do ventre de Peso Morto, Datas ali em baixo.



26 Maio Auditório FEUP, Porto
17 Junho Teatro Miguel Franco, Leiria
18 Junho Cineteatro Louletano, Loulé
2 Julho Ponte Party People, Braga
9 Julho Jardins Efémeros, Viseu
14 Julho Super Bock Super Rock, Lisboa
30 Julho Walk&Talk, Ponta Delgada
6 Agosto Crocka’s Rock, Castelo de Paiva
3 Novembro TBA, Guarda
Jarvis Cocker com novo EP
· POR Fernando Gonçalves · 23 Mai 2016 · 16:28 ·


Likely Stories, assim se chama o novel álbum de Jarvis Cocker e tem lançamento marcado para dia 20 de Maio via Rough Trade Records. extended play que quebra com sete anos de silêncio discográfico por parte do músico.

Este álbum foi, originalmente, escrito e composto para a série de televisão “Likely Stories”, série à qual vai buscar o nome e que bebe inspiração em quatro contos passados em cafés all night long com bebidas marteladas e cirurgias ao barulho. Deste Likely Stories já se pode ouvir o single do mesmo nome, aqui.

Meninas e Meninos, eis Serralves em Festa
· POR Fernando Gonçalves · 20 Mai 2016 · 21:00 ·
© Julio Albarran

13ª edição, 40 horas non stop de intervenção artística nas suas mais variadas formas e feitios, eis Serralves em Festa. Entre as 8 da manhã de 4 de Junho (sábado) e a meia-noite de domingo (5 de Junho) Serralves que, sob o tema “Juntar Mundos”,vai ganhar nova vida e vida nova com a edição treze da maior festa da cultura contemporânea em Portugal e uma das maiores da Europa.

Como não podia deixar de ser, a Música desempenhará um papel relevante, assim como, o vosso, nosso Bodyspace. No alinhamento há a destacar os Natural Information Society & Guests de Joshua Abrams (18h no Prado), Interactive Ball, do australiano Jon Rose, apresentado no domingo às 19h30 na Clareira das Bétulas (neste projecto uma bola gigante irá gerar sons com a ajuda do público) ou o funk dos milaneses Calibro 45 (Prado, domingo, 20h15).

Continuando pelo Prado e detendo-nos na madrugada de sábado, a organização preparou um buffet musical com a presença de petiscos como os britânicos Powerplant, actuam pelas 3h da manhã e o norte-americano RP Boo que os antecedem no palco (1h30 da manhã). Mas, à semelhança de anos anteriores, a festa de Serralves salta os muros e desce à Baixa do Porto para três performances musicais que estarão a cargo de Wreck (mais um projecto de Jon Rose com inicio marcado para as 22h de 3 de Junho à frente da C.M. do Porto), Maria Donata D’Urso (2 e 3 de Junho no Terreiro da sé do Porto pelas 19h30) e Alex Mendizabal que apresentará uma instalação sonora performativa a partir de várias dezenas de balões numa loja da Avenida dos Aliados.

Uma última palavra para a curadoria do Bodyspace no Serralves em Festa deste ano. A melhor revista de música independente do mundo tirando todas as outras levará ao court de ténis de Serralves a espanhola Le Parody no dia 4 de Junho pelas 17 horas. Espanhola que traz o seu magnífico Hundo, álbum que inaugura o estilo techno-flamenco. E com Le Parody vos deixamos.

Tomorrows Tulips por cá
· POR Paulo Cecílio · 20 Mai 2016 · 12:10 ·


O trio californiano irá apresentar, na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, e no Café au Lait, no Porto, o seu último disco - When - editado pela Burger Records e contentor para um rock pujante e eléctrico como deve ser.

A acompanhá-los estarão os Mighty Sands, um dos novos nomes fortes das guitarradas feitas em Portugal, que também andam a mostrar trabalho recente. Os concertos estão marcados para a próxima quarta (Porto) e quinta-feira (Lisboa), 25 e 26 de Maio.

Alek Rein mostra disco
· POR Paulo Cecílio · 20 Mai 2016 · 12:06 ·
© Vera Marmelo

Alek Rein é o nome de código de Alexandre Rendeiro, exímio escritor de canções pop à guitarra que se prepara para lançar novo disco, Mirror Lane, gravado pelo majestoso Filipe Sambado, misturado por Eduardo Vinhas e masterizado por Setevn Berson.

O single de avanço, "River Of Doom", foi recentemente mostrado no Bandcamp, sendo que Rein e seus comparsas - Guilherme Canhão e Luís Barros - irão mostrá-lo ao vivo na ZdB, na próxima semana, quando fizerem a primeira parte dos White Fence, a 29 de Maio. Depois disso, Mirror Lane chegará ao Super Bock Super Bock, onde se mostrará ao mundo a 14 de Julho no Palco Antena 3. Para ouvir aqui em baixo.

Deerhoof fazem magia a 24 de Junho
· POR Fernando Gonçalves · 20 Mai 2016 · 12:04 ·


The Magic, novo álbum de originais dos norte-americanos Deerhoof que vem substituir o lugar deixado vago por La Isla Bonita de 2014. Álbum que, segundo o baterista Greg Saunier, vai beber inspiração à infância.

“Todas as canções deste disco evocam aquilo de que gostávamos quando éramos crianças – quando a música era mágica – antes de conheceres a indústria e de saberes que existiam regras”, explica. Depois do lançamento dos singles “Debut” e “Plastic Thrills”, a banda atira cá para fora um terceiro. “Criminals of the Dream” é o seu nome e já pode ser ouvido aqui em baixo.



1 The Devil And His Anarchic Surrealist Retinue
2 Kafe Mania! 
3 That Ain’t No Life To Me 
4 Life Is Suffering
5 Criminals Of The Dream
6 Model Behavior
7 Learning To Apologize Effectively
8 Dispossessor
9 I Don’t Want To Set The World On Fire
10 Acceptance Speech
11 Patrasche Come Back
12 Debut
13 Plastic Thrills
14 Little Hollywood 
15 Nurse Me
Mini Primavera Sound de regresso ao Parque da Cidade
· POR Fernando Gonçalves · 19 Mai 2016 · 18:00 ·


E não vem sozinho. Com ele traz três concertos gratuitos que desaguaram no Parque da Cidade do Porto no próximo dia 29 de Maio, domingo.

Os concertos ficam entregues a Benjamim, Luísa Sobral e They’re Heading West, mas os convidados não se ficam por aqui, uma vez que, os projectos Noiserv nas tuas Mãos, Crassh Babies, Os jornais de Gepeto, Kids Jam Sessions e OVIS marcarão presença em formato workshop. O Mini NOS Primavera Sound tem inicio pelas 14 horas. Fiquem com Benjamim e “Os teus Passos”.

Soirée, em Guimarães
· POR Paulo Cecílio · 19 Mai 2016 · 17:06 ·


Esta sexta-feira e sábado a Revolve regressa ao CAAA de Guimarães para mais uma Soirée, dividida entre música e cinema, sendo que da parte que nos toca interessa mais a música.

Se na sexta as hostilidades abrir-se-ão através da synthpop de Geneva Jacuzzi e de Prince Rama e Mvria, no dia seguinte quem até ali se deslocar poderá contar com actuações de Älforjs, Blood Sport e Lynce, duas noites que poderão consultar melhor <aqui. Os bilhetes diários custam 5 euros.

Jazz regressa ao Goethe Institut
· POR Nuno Catarino · 19 Mai 2016 · 17:04 ·


Com a aproximação ao verão, o Goethe Institut apresenta mais uma edição do seu festival de jazz. O Jazz im Goethe-Garten apresenta mais uma série de concertos, entre os dias 5 e 15 de Julho, no jardim do Goethe-Institut em Lisboa. Com programação de Rui Neves (também programador do Jazz em Agosto), o JIGG apresenta uma selecção das actuais tendências do jazz europeu.

O festival abre com o quarteto português Clocks and Clouds (Luís Vicente, Rodrigo Pinheiro, Hernâni Faustino e Marco Franco), apresentando ainda propostas oriundas da Alemanha, Áustria, Espanha, França, Itália, Luxemburgo e Suíça, onde se incluem músicos como Gianluca Petrella ou Samuel Rohrer. Os concertos têm lugar ao fim da tarde (sempre às 19h00) e os bilhetes têm o preço de 5€. Aqui fica a agenda completa de concertos.



05 Julho: Clocks and Clouds
06 Julho: Sputnik Trio 
07 Julho: Ambik
08 Julho: Hang em High
12 Julho: Journal Intime
13 Julho: Gianluca Petrella & Giovanni Guidi
14 Julho: Georg Ruby & Michel Pilz
15 Julho: Grid Mesh
Angrajazz apresenta programação
· POR Nuno Catarino · 19 Mai 2016 · 17:02 ·


Já foi anunciada a 18ª edição do Angrajazz, o festival de jazz de Angra do Heroísmo. O festival vai decorrer entre os dias 13 e 15 de Outubro e, como habitualmente, os concertos terão lugar no Centro Cultural e de Congressos. O festival abre com a actuação da Orquestra Angrajazz, com dois convidados especiais: Paulo Gaspar e Ricardo Toscano (que também tocou com a orquestra na edição do ano passado); na mesma noite actua também o Christian McBride Trio.

No dia 14 actuam o projecto “Subtractive Colors” do saxofonista Desidério Lázaro e o Baida Quartet de Ralph Alessi (com Gary Versace, Mark Ferber e Drew Gress). O festival fecha no dia 15, com as actuações da cantora Charenée Wade e dos The Cookers - mega-grupo que junta Eddie Henderson, David Weiss, Craig Handy, Donald Harrison, George Cables, Cecil McBee e Billy Hart. No Outono o jazz regressa aos Açores.

Volúpia das Cinzas toca Ondness
· POR Nuno Catarino · 19 Mai 2016 · 16:57 ·
© Vera Marmelo

No âmbito da sua residência na Galeria Zé dos Bois, intitulada "Volúpia das Cinzas", o baterista Gabriel Ferrandini vai apresentar no dia 9 de Junho uma proposta muito original: o seu trio irá interpretar a música de Ondness - pseudónimo electrónico de Bruno Silva, que vem apresentando uma incrível produção musical.

A acompanhar Ferrandini (bateria), estarão os cúmplices habituais: Pedro Sousa no saxofone e Hernâni Faustino contrabaixo. O concerto arranca, como habitualmente, às 22h00, e a entrada vale 4€ - livre para sócios.

Sensible Soccers em tour
· POR Paulo Cecílio · 19 Mai 2016 · 15:55 ·


Depois de subirem ao Palco Vodafone do Rock In Rio, os Sensible Soccers partirão em busca da felicidade em vários festivais e locais do país. As novas datas da digressão em torno de Villa Soledade, o seu novo álbum, foram hoje anunciadas, espalhando-se de Junho a Setembro, com concertos marcados de norte a sul - estando ainda um por anunciar. Fiquem a saber todas as datas aqui em baixo.



9/06 @ NOS Primavera Sound, Porto
2/07 @ Jardins Efémeros, Viseu
4/08 @ NeoPop, Viana do Castelo
12/08 @ Bons Sons, Cem Soldos
19/08 @ Festins, Alcains
27/08 @ TBA
10/09 @ Lisb-On, Lisboa
A Favela passa pelo Au Lait esta quinta
· POR Paulo Cecílio · 19 Mai 2016 · 15:49 ·


Enquanto uns milhares de pessoas estiverem a levar com o sol e com a falta de cerveja no Rock In Rio, outras tantas estarão coladas à TV para ver o Springsteen.

Mas com certeza haverá um grupo restrito de carolas (esperemos que não milhares, porque não cabem lá dentro) dispostos a ir até ao Au Lait esta quinta-feira, já que a Favela levará ao café portuense o exímio Tomba Lobos e ainda uma fusão entre Jonathan Saldanha, Tito Frito, João Sarnadas, David Ole, Dora Vieira, Nuno Loureiro e Henrique Apolinário, naquela que será uma noite para recordar. A entrada é, claro está, 6̶9̶€̶ livre.

Luz nova para Billy Bragg & Joe Henry
· POR Fernando Gonçalves · 19 Mai 2016 · 15:45 ·


A ponte Europa-América em formato disco. Shine a Light-– Field Recordings From The Great American Railroad, com lançamento previsto para dia 23 de Setembro, é a nova luz que ilumina e anima a dupla britânica-americana na exploração do espaço musical que antecede o advento do rock n’roll.

Shine a Light-– Field Recordings From The Great American Railroad que é uma colectânea de canções railway clássicas de nomes como Lead Belly, Hank Williams, Jimmie Rodgers ou Glen Campbell, apenas para frisar alguns, gravadas ao longo de uma viagem de 65 horas no Texas Eagle Railroad Service através dos Estados Unidos. Fiquem com o primeiro avanço “Midnight Special” pela dupla Billy Bragg & Joe Henry.

Pixx tem música nova
· POR Fernando Gonçalves · 19 Mai 2016 · 15:43 ·


E como Hannah Rodgers aka Pixx não é mesquinha partilhou. Chama-se “Baboo” e é uma espécie de homenagem a Alice, amiga de longa data da artista e que lhe deu a conhecer o que o mundo de melhor tem, musicalmente falando.

“Ela (Alice) mostrou-me o mundo numa amizade que preservo e nutro mais do que outra coisa qualquer”, explica Pixx. Um forte laço de amizade que pode ser verificado no vídeo que acompanha “Baboo”, single que marca o regresso à criação depois do EP de estreia Fall In lançado no ano passado. Pixx e a nova “Baboo”.

Uma mão cheia de nomes confirmados no Misty Fest 2016
· POR Fernando Gonçalves · 19 Mai 2016 · 15:10 ·


Wim Mertens, Daniel Melingo, José James, Enrico Rava e Carmen Souza. Cinco nomes, cinco novas confirmações para a 7ª edição do Misty Fest, cinco álbuns novos em folha prontos a estrear nos palcos de um festival que passará por Lisboa, Porto, Braga, Espinho, Coimbra, Figueira da Foz, e as novidades Leiria, Torres Novas e Évora entre os dias 1 e 13 de Novembro.

Figura de proa dos cinco nomes apresentados, Wim Mertens, trará a Portugal Dust Of Truths, momento final de uma trilogia que estreia a 21 de Outubro e cujos dois primeiros capítulos já tiveram honras de apresentação no Misty Fest do ano passado. Wim Mertens e o seu “Struggle For Pleasure”.

Killimanjaro estão de regresso
· POR Fernando Gonçalves · 19 Mai 2016 · 15:05 ·
© Ricardo Martins

José Roberto Gomes e seus muchachos estão de volta e trazem álbum novo na mochila. Shroud nascerá a 16 de Junho, via Lovers & Lollypops, mas já tem primogénito na calha. Seguindo a via aberta por Hook, que a espetou de gancho, a música dizemos, no sistema nervoso de milhares de seres por esse Portugal fora, a banda barcelense regressa com um disco que, de acordo coma editora, “dissipa, de uma vez por todas, as dúvidas sobre o condão songwriter” do trio.

Como referimos, Shroud já tem primogénito. Prefere ser tratado por “Hurry, Bury” e a acompanhá-lo está o vídeo que o retrata em formato imagem realizado pela dupla André Mendes e Diogo Lima. A terminar, destaque, ainda, para os primeiros concertos de apresentação de Shroud cujas datas e locais aqui deixamos: 16/06-Sabotage – Lisboa; 18/06-Capitão 350 - Leiria ; 19/06-Baixaria - Porto Jovens e menos jovens, eis “Hurry, Bury".

Bodyspace leva espanhola Le Parody ao Serralves em Festa 2016
· POR André Gomes · 19 Mai 2016 · 14:47 ·


Arborea, Victor Herrero, Blac Koyote, Black Bombaim, Filho da Mãe, Matt Elliott, Throes + The Shine, JIBÓIA, Evols, Sensible Soccers, Woodpecker Wooliams, Octa Push, LABOULE, Joan Shelley, Tom Kovacevic, Micah Blue Smaldone, Ginger And The Ghost e Ora Cogan. O que têm todos estes artistas em comum? Já os levamos a todos ao Serralves em Festa. E este ano voltamos a colocar o dedo na programação. Le Parody é o projecto musical de Sole Parody, cantora e compositora espanhola que combina nas suas canções pop obscuro, folclore e música electrónica. Chamou-lhe techno-flamenco. Sílabas tecnológicas, estruturas melodramáticas. Canções de amor e desamor, de bailes e de revoluções, feitas com instrumentos que cabem numa mala de mão (um ukelele, um sampler cheio de beats, glitches, pedaços de filmes, pedais). Rodeada de cabos, Le Parody avança com os seus loops, constrói ao vivo ambientes e melodias que arrastam o público da audição mais atenta até à dança. Do frio ao fogo, de casa ao desconhecido. Uma viagem alucinante.

alt-J lançam primeiro álbum ao vivo
· POR Fernando Gonçalves · 19 Mai 2016 · 12:10 ·


Live at Red Rocks
marca o debute dos alt-J nos registos discográficos ao vivo. Gravado no histórico Red Rocks Amphitheatre, Colorado, perante 6 mil pessoas no Verão de 2015 Live at Red Rocks estará cá fora no dia 24 de Junho via Infectious Music. Fiquem com 3 minutos e 3 segundos dos 75 minutos de gravação do novo álbum em “Left Hand Free”. Alinhamento ali em baixo.



1. Hunger Of The Pine
2. Fitzpleasure
3. Something Good
4. Left Hand Free
5. Dissolve Me
6. Matilda - Interlude 2
7. Bloodflood
8. Bloodflood Part II
9. Interlude 1
10. Tessellate
11. Every Other Freckle
12. Taro
13. Warm Foothills
14. The Gospel Of John Hurt
15. Lovely Day
16. Nara
17. Leaving Nara
18. Breeze Blocks
Puce Mary por cá
· POR Paulo Cecílio · 18 Mai 2016 · 16:57 ·


A dinamarquesa Frederikke Hoffmeier, que assina discos de cariz experimental e ruidoso com o nome Puce Mary, passará esta sexta-feira por Viseu e sábado pelo Teatro Rivoli, no Porto, para apresentar ao vivo o seu novo álbum, The Spiral, editado este ano pela Posh Isolation.

Da sua música, enraizada na power electronics, espera-se uma massa de som que parta a cara a muito boa gente - tal como os Whitehouse o fizeram antes, tal como Pharmakon o tem feito.

Já há bilhetes para o Rodellus
· POR Paulo Cecílio · 18 Mai 2016 · 16:37 ·


O festival para quem não tem medo do campo regressa este ano a Ruílhe, perto de Braga, e já tem bilhetes à venda: custam 12€ até ao dia 1 de Julho. Se não têm estado atentos, lembramos que pelo Rodellus passarão, este ano, nomes como Cave Story, Holy Nothing, Savanna, Equations, Solar Corona, Big Red Panda, Her Name Was Fire, Plus Ultra e The Vintage Caravan, estando ainda por confirmar muitos outros.

O Rodellus realiza-se a 29 e 30 de Julho e é uma iniciativa da associação com o mesmo nome, com o apoio de agentes locais. Para mais informações, é só clicar aqui.

Glass Animals mostram novo disco
· POR Paulo Cecílio · 18 Mai 2016 · 16:26 ·


Os Glass Animals passaram por baixo do radar de muita gente - o que é pena; "Gooey" é uma das grandes canções da década -, e estarão dispostos a colmatar essa falha com o seu segundo álbum, How To Be A Human Being, que não obstante ser um título um bocado merdoso sairá este verão.

O primeiro single foi apresentado esta semana e dá pelo nome de "Life Itself", soando estranhamente perto do Beck e apresentando-se muito mais electrónico que pop/rock. Julguem por vocês próprios: está no YouTube.

Floating Points com novo single
· POR Paulo Cecílio · 18 Mai 2016 · 16:21 ·


Sam Shepherd, mais conhecido como Floating Points, está de regresso com um novo single. Após editar Elaenia no ano passado, álbum que lhe valeu inúmeros elogios da crítica e dos fãs - bem como um bilhete para o NOS Primavera Sound, onde o poderemos ver em junho - o produtor volta à carga com "Kuiper", tema de 18 minutos que fará parte de um EP com o mesmo nome, a sair no próximo verão pela Luaka Bop.

Ritmos dubstep, ingerências pelo jazz e uma bela forma de se passar um bocado; tudo para ser ouvido aqui em baixo.

Kathleen Hanna como Springsteen
· POR Paulo Cecílio · 18 Mai 2016 · 16:13 ·


A riot grrl mais famosa da história faz parte do elenco de Maggie's Plan, filme recente da realizadora Rebecca Miller, mas a notícia não é essa. A notícia é fazer parte do elenco E ter interpretado (juntamente com o actor Tommy Buck) um dos grandes clássicos de Bruce Springsteen, "Dancing In The Dark", em formato não só acústico mas incrivelmente delicioso.

Como se tocado à fogueira por um grupo de campistas - ou por um Beirut incrivelmente alcoolizado. É genial. E podem ouvi-la aqui, já que faz parte da banda-sonora do filme - que sai a 20 de Maio.

Rock, rock, Rock In Rio
· POR Paulo Cecílio · 18 Mai 2016 · 16:01 ·


Tudo a postos para nova edição do Rock In Rio em Lisboa, a sétima no total, novamente no Parque da Bela Vista, que entre amanhã e a próxima semana abrirá as portas a milhares de fãs de Bruce Springsteen e a meia-dúzia de fãs de METZ e Real Estate (porque estes não têm poder de compra nem pachorra suficientes para dar 69€ para ver uma única banda). E começámos por aí porque serão estes três, juntamente com quase uma mão-cheia de outros, os pratos principais de um festival que, mais que a música, promove o espectáculo. E não há absolutamente mal nenhum nisso; quase todos os festivais o fazem.

Mesmo assim, os carolas que lá vão pela música existem - nós, a respeitável equipa Bodyspace, somos um exemplo disso. Dessa forma, eis as nossas escolhas melómanas para a edição de 2016 do Rock In Rio-Lisboa, juntamente com aqueles concertos que não queremos *mesmo* perder porque 1) somos uns nostálgicos inveterados, 2) as actuações em questão poderão constituir um genial desastre - o que é fixe para rasgar forte e feio - e 3) são bandas que, provavelmente, trarão bastantes miúdas giras ao recinto, sempre bom de se ver. O Rock In Rio realiza-se a 19, 20, 27, 28 e 29 de Maio e os bilhetes diários custam 69€, mas há sempre a candonga.

Bruce Springsteen

De regresso à autoproclamada Cidade do Rock, Bruce Springsteen traz desta feita na bagagem o solene The River, reeditado o ano passado sob forma de compilação e o qual tocou na íntegra durante a etapa norte-americana desta sua nova digressão. Portugal não irá ouvi-lo dessa forma, mas do alinhamento farão certamente parte inúmeras das canções ali presentes, como "Ramrod" ou "Independence Day". Mas o maior atractivo de Springsteen é sem dúvida o facto de andar a corresponder aos pedidos das suas audiências, pelo que podem esperar que um certo idiota esteja amanhã no Rock In Rio com um cartaz a pedir-lhe para tocar a "State Trooper", porque é uma malha do caralho. E há sempre aquelas intemporais: "Born To Run", "Dancing In The Dark", "Thunder Road"...

The Sunflowers e Black Lips

Os primeiros são um pedaço de bom rock surgido via Porto nos últimos tempos; os segundos são uma merda sobrevalorizada, mas considerando o seu historial e reputação, pode sempre acontecer que desatem à pancada ou insultem as famílias que passam duas horas para andar na roda gigante. Mas voltemos aos primeiros, que tiveram a ideia peregrina - e genial - de editar o seu novo single numa caixa de pizza, de imediato relembrando-nos de que à hora que se escreve este texto são exactamente horas de almoçar e temos fome.

Boogarins

Já disseram deles que são os Tame Impala brasileiros, e a forma como fazem rock psicadélico coloca-os bem perto das fronteiras australianas, mas os Boogarins são mais que uma comparação: são autores de um disco assaz agradável no ano passado - Manual, cuja "Auchma" é uma belíssima canção -, são uma das vozes da tropicália do século XXI, e são a banda que demorou sete meses para nos responder a uma mão cheia de perguntas de caca. Na sexta-feira tiramos as teimas.

Sensible Soccers

Ainda que o nosso Né deva estar bastante deprimido com nova conquista do campeonato por clubes mais a sul, os Sensible Soccers aterrarão no Rock In Rio para espalhar a alegria da dança, que com o novo Villa Soledade é mais do que muita. O mote é o novo disco, mas quase de certeza que a Bela Vista ouvirá ao fundo, em loop, essa malha magnífica que é "Sofrendo Por Você", da mesma forma que abanará o pézinho e chorará por ela, por ele, ou por elx. Já agora, os Sensible que nos paguem finos que na zona de imprensa não há.

Hollywood Vampires

Só porque queremos dizer ao Johnny Depp que o adorámos no Fear And Loathing In Las Vegas.

METZ e Real Estate

Uns têm ainda a pancadaria bruta de II - mas concretamente, de "Acetate" - a tilintar nos nossos cérebros; outros podem não ser tão interessantes quanto as cantigas do senhor Matt Mondanile a solo circa Arcade Dynamics, mas de certeza que levarão o cheio a água limpa e a mojito até ao Rock In Rio, virtude da sua pop alternativa fofinha e romântica q.b.

Nightmares On Wax

É um dos nomes clássicos da Warp e providenciará aquilo que raramente se consegue fazer no Rock In Rio: relaxar, por via do chill out fuma-parpalhos que tem vindo a fazer há quase trinta anos. Para além disso, não será certamente mais chato que o Hudson Mohawke, que é um estranho caso de agora já todos gostam.

Maroon 5

Porque a "Moves Like Jagger" é alta malha e não temos vergonha de o admitir.

B Fachada

É Deus.
Bons Sons 2016 fecha alinhamento
· POR Fernando Gonçalves · 18 Mai 2016 · 15:48 ·


Jorge Palma, Vera Mantero, Tiago Pereira, André Barros, Os Tunos, DJ Lilocox, Niagara, Puto Márcio, Rubi Tocha, Luis Antero e Quem és tu, Laura Santos? São os nomes que fecham o cartaz do 10º Bons Sons, festival que tem assolado a pequena aldeia de Cem Soldos, Tomar, na última década.

Para além dos supracitados nomes, o festival que decorre entre os dias 12 e 15 de Agosto deste ano, já tinha anunciado para esta edição de celebração os nomes de Danças Ocultas & Orquestra Filarmonia das Beiras, Cristina Branco, Carminho, Kumpania Algazarra, Deolinda, Fandango, Sopa de Pedra, Best Youth, LODO, Keep Razors Sharp, Les Crazy Coconuts, Sensible Soccers, Da Chick, White Haus, D'Alva, Pega Monstro, Grutera, Dear Telephone, Golden Slumbers, Birds Are Indie, Lavoisier, Isaura, Lula Pena, Cláudia Duarte, Branko + Dotorado Pro + Rastronaut TochaPestana, indignu [lat.], Few Fingers, Tim Tim por Tim Tum, Desbundixie, Alentejo Cantado, Adufeiras do Paúl, Flak, João e a Sombra, Madalena Palmeirim, Diego Armés, Bonecos e Campaniça e Joana Sá.

Bilhetes a 32 euros (passe com direito a campismo) até ao final de Junho. Em Julho e Agosto, o passe geral passa a custar 38 euros e começam a ser disponibilizados os bilhetes diários com um custo de 17 euros. Fiquem com os lisboetas Niagara e o seu “Beto”.

Happy Mondays, Echo & the Bunnymen, Tindersticks e mais no Vilar de Mouros
· POR André Gomes · 18 Mai 2016 · 00:47 ·


O site da revista Blitz acaba de dar a notícia. O histórico Vilar de Mouros confirmou dez nomes para o seu cartaz de 2016, depois de anunciada a presença dos Milky Chance há coisa de dias. Para um festival histórico, nomes históricos: Happy Mondays, Peter Hook (Joy Division, New Order), Echo & The Bunnymen e Tindersticks são os nomes maiores apontados para o festival que acontece no Minho entre os dias 25 e 27 de agosto.

Mas há mais. Nomes portugueses entenda-se. David Fonseca, António Zambujo, Blasted Mechanism, Linda Martini, Legendary Tigerman e Tiago Bettencourt. Mais novidades em breve.

Kayo Dot e The Leaving confirmados no Amplifest 2016
· POR Fernando Gonçalves · 18 Mai 2016 · 00:00 ·


Sete anos depois da última passagem por Portugal, os Kayo Dot estão de regresso ao nosso país para actuarem no Amplifest 2016, mas não vêm sozinhos. Frederyk Rotter e o seu projecto a solo The Leaving são as duas confirmações do dia para a edição do multifacetado festival portuense que se realiza nos dias 19 e 22 de Agosto.

Amplifest 2016 que terá o seu início a 19 no Cave45 com o concerto dos Aluko Todolo e fechará a 22, no Passos Manuel, com Steve von Till e The Leaving. Em relação aos bilhetes, a promoção “Extended Experience” (passe geral) ainda se encontra disponível por 89 euros mas limitada a 200 bilhetes. Fiquem com Kayo Dot e este “Library Subterranean”.

Sampha: o grito de “Timmy’s Prayer” que estilhaça o silêncio
· POR Fernando Gonçalves · 17 Mai 2016 · 23:58 ·


Chama-se “Timmy’s Prayer” e fez-se acompanhar, no lançamento, da mensagem “Hello. It’s been a while” numa alusão ao interregno de quase três anos desde que Sampha lançou o EP Dual.

Interlúdio silencioso que Sampha, na continuação da mensagem de boas-vindas ao novo tema explica: “Tive muito que processar durante estes últimos anos e é-me difícil explica-lo. Queria agradecer a todos os que me apoiaram. Estou pronto para voltar a partilhar a minha música convosco”. Aqui está a primeira partilha, “Timmy’s Prayer” atirada ao mundo.

Silver Pools faz o debute com Memoirs of an Oblong Sphere
· POR Fernando Gonçalves · 17 Mai 2016 · 23:05 ·
© Alex Kisilevich

Silver Pools é um projecto de Toronto, Canada, e está às portas de fazer a sua estreia discográfica com Memoirs of an Oblong Sphere. Ambient pop acompanhada por synths psicadélicos, electrónica cristalina, ritmos hipnotizantes e a voz barítono de Todd Macdonald (The Winks, Norvaiza).

É assim que soa Silver Pools que antes de 23 de Maio, data de lançamento de Memoirs of an Oblong Sphere, já deixaram escapar esta “Leap Year”. Música que podem ouvir a partir de agora.

David From Scotland estreia-se com “Neon Nymph”
· POR Fernando Gonçalves · 17 Mai 2016 · 22:58 ·
© Fausto Mendes Ferreira

É português, apesar do nome, e faz da electrónica e new retro wave cavalo de batalha. Um cavalo que acabou de ganhar a primeira batalha com o lançamento de "Neon Nymph", primeiro single da guerra por um álbum.

Inspirado pelo filme “Drive”, Neon Nymph foi produzido por João Losa e masterizado por Pedro Ferraz numa composição que “poderia ser a banda sonora mais explícita dos cantos mais obscuros da prisão de um homem perante uma mulher, bem como a banda sonora de um qualquer videojogo dos anos 80”. Fiquem com a debute de David From Scotland em “Neon Nymph”.

The Divine Comedy em Portugal para dois concertos
· POR Fernando Gonçalves · 17 Mai 2016 · 15:32 ·


3 e 4 de Fevereiro de 2017 são os dias; Braga (Theatro Circo) e Lisboa (Tivoli) são os palcos; The Divine Comedy a banda. O segundo mês do próximo ano marca o regresso dos irlandeses a Portugal. Na bagagem trarão o seu 11º álbum de originais Foreverland que será lançado a 2 de Setembro deste ano.

Foreverland que trará referências tão diversas como a Catarina, A Grande ou a Legião Estrangeira Francesa num registo que Neil Hannon define deste modo: “() é sobre conhecer a tua alma gémea e viver feliz para sempre…e então o que vem depois do felizes para sempre. Preparem-se para o hit mais historicamente impreciso do verão”. Os bilhetes para os dois espectáculos estarão disponíveis a partir de 20 de Maio e custarão entre 20 e 30 euros. Enquanto não há o” hit mais historicamente impreciso do Verão” fiquem com o mais definido “Something For The Weekend” retirado de Casanova (1996).

Dosol e Bananada: duas curadorias e (muita) nova música brasileira
· POR Fernando Gonçalves · 17 Mai 2016 · 11:25 ·


Duas das maiores editoras independentes brasileiras estão a caminho de Lisboa para um fim-de-semana com muita nova música brasileira no Musicbox. O evento irá realizar-se nos dias 26 e 27 de Abril (bilhetes a 6 euros) e assenta num modelo que aproximará os novos projectos de música independente brasileira com dois nomes consagrados dentro da mesma cena, mas do lado de cá do Atlântico.

Assim, ao lado dos brasileiros O Terno e Aldo e The Band estará Hélio Morais, dia 26, enquanto Inky e Water Rats, dia 27, terão Paulo Furtado aka Legendary Tiger Man como companhia, numa noite em que a editora Teach Me Tiger também se juntará à festa. Fiquem com Inky e o seu poderoso “Baião”.

Favoritos de Mark Kozelec em Streaming, na integra, para ouvir agora
· POR Fernando Gonçalves · 16 Mai 2016 · 17:01 ·


Ainda falta mais de uma semana para o lançamento de Mark Kozelec Sings Favorites, 27 de Maio, mas o artista não faz por menos e disponibilizou todo o álbum para escuta, em streaming, hoje.

Álbum “criado” a partir de piano e back vocals de convidados ilustres como Mike Patton, Minnie Driver, Will Oldham ou Rachel Goswell, Mark Kozelec Sings Favorites recria as músicas favoritas de Kozelec (“Win de David Bowie,” Waylon Jennings” de Amanda, “Something Stupid” de Frank & Nancy Sinatra’s ou a “Moon River” de Henry Mancini & Johnny Mercer como exemplos), com o Porto a servir de capa a todo o cenário. Mark Kozelec Sings Favorites para ouvir, na integra, a partir de 3,2,1…

Marvel Lima mandam segundo single cá para fora
· POR Fernando Gonçalves · 16 Mai 2016 · 17:00 ·
© Bruno Cantanhede

“Fever” é o seu nome e faz pandan com o nome do álbum a sair em Setembro deste ano com selo pontiaq. Oriundos de Beja, coração do Alentejo, os Marvel Lima recriam em Fever álbum e “Fever” single, “a ambiência distorcida de uma viagem temporal entre os anos originais do rock psicadélico e a música contemporânea de hoje, com um forte tempero mediterrâneo e assumida influência latina”.

É o que nos explica a sua assessoria de imprensa. “Fever” para ouvir aqui em baixo neste dia 16 de Maio a puxar a Verão.

NOS Primavera Sound: alterações no cartaz
· POR Fernando Gonçalves · 16 Mai 2016 · 16:41 ·


John Talabot & Friends, Red Axes e DJ Fra são os quatro novos nomes avançados pela organização do “nosso” Primavera Sound para a edição deste ano. Quatro confirmações que avançam directamente para o dia 9 de Junho, quinta-feira. No campo das alterações e depois do cancelamento do concerto dos Loop, a organização garantiu, para o lugar destes, a galesa Cate Le Bon. Artista que actuará no dia 11 de Junho, sábado.

Ainda neste campo é de registar, de igual modo, o cancelamento do concerto dos Bardo Pond, razões logísticas. Banda que encontrará substituta nos próximos dias. Fiquem com John Talabot e a sua “Sunshine”.

Minta & Brook Trout levam Slow pelos caminhos de Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 16 Mai 2016 · 16:20 ·
© Vera Marmelo

Eles vão “ver tanta coisa linda, um mundo sem igual” pelos caminhos de Portugal com o seu novo Slow na mala de cartão ou, dito de outra forma, os Minta & Brook Trout preparam-se para iniciar a digressão que levará o seu novo disco a várias cidades do país.

Uma tournée que se inicia no dia 20 de Maio com um concerto no Passos Manuel, Porto, e segue para o Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, no dia seguinte, acabando na Galeria Zé dos Bois, Lisboa, a 24 de Junho. Entrementes, a banda passará, ainda, por Ílhavo, Coimbra, Espinho e Parede. Fiquem com Minta & Brook Trout e o single “I Can’t Handle The Summer” retirado de Slow.



20 de Maio • Porto • Passos Manuel • 22h
21 de Maio • Guimarães • Centro Cultural Vila Flor • 24h
26 de Maio • Coimbra • Salão Brazil • 22h
27 de Maio • Espinho • Auditório de Espinho • 21h30
28 de Maio • Ílhavo • Festival Rádio Faneca
17 de Junho • Parede • Smup Parede • 22h30
24 de Junho • Lisboa • Galeria Zé dos Bois • 22h
Isaura liberta “8” das grilhetas
· POR Fernando Gonçalves · 16 Mai 2016 · 16:16 ·


Depois do sucesso alcançado com os temas “Useless” e “Change It”, este último a atingir o top em várias rádios portuguesas, Isaura liberta das grilhetas o novo single “8”. O lançamento deste single antecipa o início da digressão que a levará até aos palcos do Rock In Rio, NOS Alive, Bons Sons e MED em Loulé. “8 é uma música de fé, da convicção com que se dá cada passo, da paz com que se procura um caminho verdadeiro - não necessariamente sobre religião.

É uma canção que fala de corações cheios, realizados e de bem com as suas escolhas. 8 é fazer as pazes connosco, 8 é a paciência para esperar e a certeza que nos faz ter coragem para depositar a nossa vida nas mãos de uma energia maior. É não ter pressa de chegar, é querer viver cada minuto sem desfazer de um único segundo e repetir, baixinho, que nunca é tarde para palmilhar até onde se quer chegar”, assim o explica Isaura. Sem mais delongas, um belo “8” para escuta.

Autechre dão-nos música
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 16:15 ·


O duo de Rob Brown e Sean Booth está de regresso, três anos após a edição do EP L-Event e do longa-duração Exai.

Os Autechre mostraram este fim-de-semana, através da BBC Radio 6, um novo tema cujo título não está ainda bem definido - algumas fontes dizem "feed", outras dizem "feed1". Seja como for, os ritmos quebrados dos Autechre estão lá, ao longo de 12 gloriosos minutos. Para ouvir aqui em baixo.

Ponte Party People regressa a Braga
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 15:35 ·
© Liliana Mendes e Duarte Costa

O festão volta à cidade dos arcebispos no próximo mês de Julho, mais concretamente no dia 2, para seis horas ininterruptas de música entre a piscina e o palco principal. Entre as primeiras confirmações contam-se os peixe:avião, homens "da casa", que se farão acompanhar dos Toulouse e dos infames e infernais Gin Party Soundsystem.

O festival terá lugar no Parque da Ponte e a entrada é gratuita, sendo organizado pela Câmara Municipal de Braga, pela Lotação Variável e pela Lovers & Lollypops. Vamos tão?

Älforjs em tour
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 15:33 ·


A banda que se auto-descreve como voodoo noise lança este mês aquele que é o seu álbum de estreia, Jengi, e irá apresentá-lo por Portugal e Espanha.

O trio, composto por Mestre André (saxofone alto, electrónica, percussão e voz), Bernardo Álvares (contrabaixo, baixo, percussão e voz) e Raphael Soares (bateria, percussão) iniciará a apresentação de Jengi já na próxima quinta-feira, com um concerto no Salão Brazil, em Coimbra, daí seguindo para Barcelos e finalizando nas Caldas da Rainha. Conheçam aqui as datas e locais onde os poderão apanhar e ouçam o disco, em baixo.



19/5 @ Salão Brazil, Coimbra
20/5 @ Barcelos
21/5 @ CAAA, Guimarães 
22/5 @ Bô Bar Concerto, Bragança
23/5 @ UAW/MF, León
24/5 @ Bilbao
25/5 @ Lata de Zinc, Oviedo
26/5 @ Liceo Mutante, Pontevedra
27/5 @ Damas, Lisboa (c/ Dead Neanderthals, DAiKiRi e DJ Primo Kino) 
28/5 @ Maratona, Caldas da Rainha (c/ Dead Neanderthals)
Agalloch chegam ao fim
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 15:17 ·


Os norte-americanos Agalloch anunciaram esta semana no Facebook que a sua aventura, que já levava 21 anos, chegou ao fim. E se é triste quando uma banda acaba, é desolador quando uma banda que ajudou a alterar radicalmente o panorama metálico do século XXI coloca um ponto final numa carreira com cinco álbuns fenomenais (principalmente Ashes Against The Grain, magnum opus do pós-metal editado em 2006), uma mão cheia de EPs e o som da melancolia a entrar inverno adentro.

Fundiram folk, black metal, pós-rock, a neve e a saudade como nenhuma outra banda o conseguiu - e o seu fim só nos torna mais pobres. A decisão partiu do vocalista e guitarrista John Haughm, que disse "não conseguir continuar" com esta encarnação da banda - se isso significa que haverá substitutos, ainda está para se ver. Mas não há razões que nos valham nesta hora de sofrimento. Até sempre.

Acid Acid anuncia primeiro disco
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 15:14 ·
© Vera Marmelo

O projecto de Tiago Castro, que muitos conhecem da Radar e outros tantos de estar sempre a dar tudo, irá lançar o seu primeiro disco a 3 de Junho, após um EP gravado ao vivo no Sabotage, em 2015, que o Amílcar perdeu algures na cegueira de Coura.

Acid Acid será editado com o selo da Nariz Entupido e conterá: órgãos cósmicos, guitarras etéreas, drones, noise e percussões exóticas, que são razões mais que suficientes para lhe darmos uma espreitadela. Daqui a cinquenta anos, muito provavelmente fará parte de uma futura emissão da Floresta Encantada.

Os Mutantes de regresso
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 14:52 ·


A banda brasileira está de volta a Portugal após terem actuado no Armazém F e no Hard Club, no ano passado. Desta feita, Os Mutantes farão parte de mais uma Underground Session do Reverence Valada, que este mês levará os Mão Morta ao Sabotage e em Junho (dia 7) fará o mesmo com Sérgio Dias e companhia.

Mas não é tudo; para o dia 21 de Julho está marcada nova sessão nesse mesmo espaço, dessa feita com um trio composto pelos Spectral Haze, Sun Mammuth e Earth Drive - sendo que estes dois últimos também passarão pelo Cartaxo em Setembro. Confiram aqui agenda e preços das Sessions.



27 e 28 de Maio: Mão Morta (12,5€)
7 de Junho: Os Mutantes + A Boy Named Sue (18€)
21 de Julho: Spectral Haze + Sun Mammuth + Earth Drive (8€)
Mais confirmações para o Nordeste
· POR Paulo Cecílio · 16 Mai 2016 · 14:50 ·


O festival que não só é de Vila Real como também é português revelou recentemente três novos nomes para o seu cartaz, que se juntam aos anteriormente confirmados Linda Martini, Branko e Best Youth.

A nova colecta contém Sean Riley & The Slowriders, naquela que será mais uma oportunidade para mostrarem ao vivo as canções do seu novo disco, homónimo, e também Noiserv e B Fachada. O Rock Nordeste realiza-se a 1 e 2 de Julho e a entrada é livre.

Nice Weather For Ducks, isn’t it?
· POR Fernando Gonçalves · 13 Mai 2016 · 22:13 ·


Pelos vistos está mesmo, uma vez que a banda leiriense acaba de lançar “Marigold”, primeiro single do seu novo trabalho Love Is You and Me Under the Night Sky. Disco que chegará aos ouvidos de todos no próximo dia 3 de Junho via Omnichord.

Aproxima-se o Verão e os patos aproveitaram a ocasião para fazerem as malas de regresso a casa, depois de, como nos explica o sua assessoria de imprensa, terem viajado “de furgoneta e avião” pelas bandas de Punta Caña e lá terem deixado descendência, os Nice Weather For Ducks aterram com Love Is You and Me Under the Night Sky, álbum que apresentarão no Porto (Hard Club a 27 de Maio, com os Twin Transistors), Lisboa (CCB a 4 de Junho) e, para finalizar, no seu caseiro Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria a 27 de Junho. Chega de parole e vamos ao que interessa com “Marigold”, primeiro avanço de Love Is You and Me Under the Night Sky.


The Stone Roses estão de regresso: 1ª single em 20 anos
· POR Fernando Gonçalves · 13 Mai 2016 · 22:11 ·


“All For One” é o nome e marca o fim de vinte anos de silêncio, separaram-se em 1996, para os britânicos The Stone Roses.

Primeiro single de um novo álbum que há-de surgir lá mais adiante, os The Stone Roses decidiram reunir-se, este ano, para uma série de concertos pela Grã-Bretanha e Estados Unidos, mas embalados não fizeram por menos e atiraram-se para um novo registo de que “All For One” é prova. The Stone Roses e “All For One”.

Orchestra Of Spheres: streaming do novo álbum em exclusivo para Portugal, aqui e agora
· POR Fernando Gonçalves · 13 Mai 2016 · 22:06 ·


Aí estão os neozelandeses Orchestra Of Spheres e o seu acabado, literalmente, de estrear Brothers and Sisters of the Black Lagoon com streaming na integra aqui no Bodyspace. Depois de já termos sido passadeira vermelha para o primeiro single “Anklung Song” em Abril último, a banda vinda dos antípodas volta ao bom gosto a que nos habituou e dá-nos o privilégio de voltar à carga, desta feita, com o seu novel trabalho de originais que hoje vê a luz do dia.

Orchestra Of Spheres que, dia 2 e 3 de Junho, estarão por cá para dois concertos. Primeiro em Lisboa no Damas e no dia seguinte no Porto para uma actuação no Rivoli. Senhoras e Senhores, meninos e meninas, eis os Orchestra Of Spheres com o full lenght de Brothers and Sisters of the Black Lagoon em streaming.

Four Tet está “Alive” e recomenda-se
· POR Fernando Gonçalves · 13 Mai 2016 · 22:04 ·


O britânico Kieran Hebdan aka Four Tet está de regresso a Portugal para actuar no festival NOS Alive dia 9 de Junho.

Com uma carreira que já marca no contador oito álbuns de estúdio, Four Tet trará a Oeiras hip-hop, techno, grime, folk e jazz, este último mote do seu último trabalho discográfico em que se incluem, para além das improvisações com o baterista Steve Reid, duas colaborações com Bural e Thom Yorke. Fiquem com Four Tet e este “Evening Side” retirado de Morning/Evening.

Música na ilha com raízes no Atlântico
· POR Fernando Gonçalves · 13 Mai 2016 · 10:53 ·


Considerado “o mais antigo festival de World music português”, o Raízes do Atlântico estará de volta nos dias 9, 10 e 11 de Junho para a sua 17ª edição a ter lugar na “mestiça” Quinta Magnólia. De acordo com a informação cedida ao Bodyspace pela Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura da Região Autónoma da Madeira, a edição deste ano desvelará um festival “com um novo conceito de imagem e programação” que se pretende “ultrapassar a barreira tradicional do conceito “World Music” para uma fusão de géneros, no qual a lusofonia se destacará”.

Lusofonia que já se começa a destacar nos nomes avançados pela organização, se não vejamos. Dia 9 o festival contará com Elida Almeida de Cabo Verde e a “nossa” Lula Pena. Dia 10 será a vez do sul-africano Petit Noir provar poncha no backstage, enquanto para dia 11 estão reservados os concertos dos Sons Of Kemet do Reino Unido, Ivan Lins do Brasil e Ghalia Benali da Tunísia, artistas que partilharão o palco com os madeirenses Xarabanda. Fiquem com Petit Noir e o seu “Best”.

Rodrigo Amarante (a solo) por cá
· POR André Gomes · 13 Mai 2016 · 10:34 ·


Rodrigo Amarante vem até Portugal em Junho e Julho para cinco concertos em formato solo. O músico aterrará por cá para concertos em Lisboa, Aveiro, Braga, Leiria e Faro. Em cima do palco estarão ainda as fabulosas canções de Cavalo, o seu disco de estreia a solo.

As datas são aquelas que podem ver ali em baixo. Tudo depois daquele episódio da Videoteca Bodyspace que gravamos com o artista brasileiro na cidade do Porto.



28 Junho - Lisboa, Teatro Tivoli BBVA
29 Junho - Faro, Teatro das Figuras
30 Junho - Leiria, Teatro José Lúcio da Silva
1 Julho - Aveiro, Teatro Aveirense
2 Julho - Braga, Theatro Circo

Primeiras confirmações para o Magafest 2016
· POR Fernando Gonçalves · 12 Mai 2016 · 15:55 ·


Selma Uamusse e Norman são os primeiros nomes a serem avançados pela organização do Magafest, festival que celebra as MagaSessions, sessões musicais que decorrem, desde 2012, no Saldanha (Lisboa) e que, este ano, no dia 10 de Setembro, se transferem para o Palácio Sinel de Cordes (Lisboa).

Refira-se que, no ano passado, por lá passaram, pelo Megafest entenda-se, nomes como Norberto Lobo & Carlos Bica, Filho da Mãe, Lula Pena, Silence Is a Boy, Minta & The Brook Trout ou Jibóia. A “festa” começa pelas 18 horas e terminará às 2 da matina de dia 11 com os bilhetes a custarem 20 euros. Fiquem com Selma Uamusse e este “Mónica” gravado aquando da passagem pelas MagaSessions 2014.

Metronomy têm álbum novo a caminho e já há single
· POR Fernando Gonçalves · 12 Mai 2016 · 15:32 ·


Summer 08
é o seu nome e “Old Skool” o primeiro rebento. Enquanto o álbum só dará de caras com o mundo no dia 1 de Julho, o seu single de avanço, que conta com a participação do “beastie boy” Mixmaster Mike, já está em rodagem pelas grafonolas deste planeta.

Construído, maioritariamente, pela pena de Joseph Mount em apenas duas semanas, Summer 08 é, de acordo com o próprio, uma homenagem ao último Verão em que se sentiu “livre”. Sem mais delongas fiquem com o single de avanço “Old Skool”. Alinhamento de Summer 08 ali em baixo.



1 Back Together
2 Miami Logic
3 Old Skool [ft. Mixmaster Mike]
4 16 Beat
5 Hang Me Out To Dry [ft. Robyn]
6 Mick Slow
7 My House
8 Night Owl
9 Love’s Not an Obstacle
10 Summer Jam
Foi você que pediu uma reunião dos Misfits? (Sim, a sério!)
· POR Paulo Cecílio · 12 Mai 2016 · 15:26 ·


No campo das "reuniões improváveis", esta encontra-se apenas uns furos abaixo de uma hipotética reunião dos Smiths. O lineup clássico dos Misfits - sim, com o majestoso Glenn Danzig - irá reunir-se para um concerto no Riot Fest, 30 anos após a última vez, 30 anos de insultos, litígios e música de merda por parte de uma banda que foi rainha do punk rock naquele período fértil do final dos anos 70 e inícios dos 80s.

Chicago e Denver terão, em Setembro, a oportunidade de voltar a ouvir na perfeição clássicos como "Last Caress", "Hybrid Moments", "Bullet", "We Are 138", "Where Eagles Dare", "Skulls", "Death Comes Ripping", "Die, Die My Darling"... Porra, há aí alguém que nos safe uma viagem aos EUA?

“Bluesman” Tim Holehouse está em Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 12 Mai 2016 · 15:21 ·


Carrega na voz o peso da comparação a Tom Waits e na mala o folk e blues que lhe dá o pão que mete sobre a mesa. Ele é Tim Holehouse e já se encontra no nosso país para uma série de concertos que o levará aos quatro cantos deste rectângulo à beira-mar plantado. Série que ainda vai no adro.

Depois de no dia 10 ter estado no “Meu Mercedes” portuense e de, ontem, ter dado prova de vida no Club Vila Real na capital do distrito transmontano, Tim irá continuar, hoje, pelo interior do país, com um concerto na Guarda. Agenda cheia de uma digressão que só acabará no próximo dia 19 de Maio no belo Convento do Carmo em Braga. Fiquem com Tim Holehouse e este “Fighter”.



12 de Maio - Teatro, Guarda
14 de Maio - ACERT, Tondela
16 de Maio - Bragança
17 de Maio - Prisão, Izeda 
18 de Maio - Blues Fest, São Pedro do Sul
19 de Maio - Convento do Carmo, Braga
23ª edição do Festival Internacional de Guitarra de S. Tirso arranca sexta-feira
· POR Fernando Gonçalves · 11 Mai 2016 · 22:44 ·


Nascido da parceria entre a ARTAVE (Escola Profissional Artística do Vale do Ave) e da Câmara Municipal de Santo Tirso, o Festival Internacional de Guitarra caminha a passos largos para a sua 23ª edição. Sexta-feira, dia 13 de Maio, o palco do Auditório António Padre Vieira nas Caldas da Saúde – Santo Tirso, verá o chinês Xeufei Yang abrir as hostilidades, num concerto em que contará com a colaboração da Orquestra ARTAVE.

De premeio, o festival levará ao Vale do Ave nomes como o do croata Zoran Dukic ou o duo japonês Kazuhito e Kanahi Yamashita que encerrará o certame no dia 28 deste mês. Para além dos espectáculos, o festival mantém a vertente pedagógica, com particular destaque para a masterclass de guitarra clássica, lecionada por Xuefei Yang, e os dois workshops sobre técnicas de percussão na guitarra para o estilo jazz com Sandro Norton e técnicas de improvisação na guitarra para flamenco com Grisha Goryachev. Bilhetes a 7,5 euros, preço único, para todos os concertos. Consultem a programação aqui

Rita Redshoes grava disco com produtor de Nick Cave
· POR Fernando Gonçalves · 11 Mai 2016 · 22:35 ·


Rita Redshoes vai unir-se ao responsável pela produção do mítico Murder Ballads , Victor Van Vugt, cooperação da qual sairá o novo álbum da artista portuguesa a sair no último trimestre do ano.

Depois de, no passado mês de Abril, Rita Redshoes se ter encontrado com Victor Van Vugt em Nova Iorque para ultimar pormenores, cidade onde, em paralelo, ainda actuou no Joe’s Pub, os dois entrarão em estúdio no próximo mês de Junho. O novo rebento sairá, como referimos, no último trimestre do ano e sucederá a Life is a Second of Love de 2014 e do qual retiramos “Broken Bond”.

Não sentiram o mundo a vibrar?
· POR Paulo Cecílio · 11 Mai 2016 · 21:21 ·


Não, não foi um terramoto, nem foi da chuva torrencial que tem caído hoje, mas sim do bater acelerado de milhares de corações quando souberam que: os Slowdive estão prestes a lançar um novo álbum, 21 anos depois de Pygmalion, 23 anos depois do delicioso Souvlaki e dois anos depois de terem anunciado a sua reunião, agora que, finalmente, têm um público sedento por novidades suas (ao contrário do que tinham nos anos 90).

Segundo Rachel Goswell, o álbum estará terminado algures em Julho, não havendo para já qualquer título, alinhamento, ou noção daquilo a que soará - mas só pode ser bom, espera-se. Entretanto, a menina Goswell virá a Paredes de Coura com o "supergrupo" Minor Victories, o que também poderá ser especial. Mas nada é tão especial quanto a possibilidade de encontrar outra "Alison"...

Wolf Parade regressam ao activo
· POR Paulo Cecílio · 11 Mai 2016 · 21:15 ·


Cinco anos após terem anunciado uma pausa e seis anos após o lançamento de Expo 86, o seu terceiro e até agora último álbum, os canadianos Wolf Parade, que ajudaram a encantar o indie rock (seja lá o que isso for) na década passada, estão de volta. 2016 verá a banda regressar aos palcos e aos discos; no dia 17 de Maio, actuarão no Bowery Ballroom, em Nova Iorque, e terão logo aí um novo EP para apresentar, intitulado Wolf Parade, porque cinco anos de hiato não estimulam a criatividade.

Seja como for, o EP conterá quatro canções, será lançado pela sua própria editora e o vocalista Dan Boeckner compara-o aos primeiros discos dos Queen. O que significa: indie nunca mais?

01. Automatic
02. Mr. Startup
03. C’est La Vie Way
04. Floating World
Capicua e Dealema invadem o Rivoli
· POR Fernando Gonçalves · 11 Mai 2016 · 21:12 ·
Miguel Refresco/Curva Contra Curva

Inserido no ciclo “Porto Best Of”, o hip-hop vai tomar conta do Teatro Rivoli, Porto, na próxima quarta-feira dia 18 de Maio. Capicua e Dealema são os convidados de honra. Depois de uma primeira noite que juntou GNR e Lobo, chegou a vez destes dois artistas portuenses apresentarem as suas credenciais naquele emblemático espaço. Capicua trará consigo D-One, M7 e Virtus que, juntos, apresentarão o disco de remisturas “Medusa”, lançado em 2015, que revisita o seu repertório ao qual se somam, ainda, dois originais, no qual marcam presença alguns dos mais estimulantes projectos e MCs de hip-hop e da actual música urbana de raiz electrónica.

No caso dos Dealema a noite será ocasião de revisitação com a apresentação dos oito temas do seu primeiro trabalho, Dealema, lançado há 20 anos e que foi, recentemente, reeditado em cassete. As portas abrem às 21h30 com o bilhete, preço único, a custar 7,5 euros. Fiquem com Capicua e este “Medusa” com Valete e beats de Roger Plexico.

Primeira Dama, primeiro disco
· POR Paulo Cecílio · 11 Mai 2016 · 21:08 ·
© Sara Alvarrão

A Primeira Dama, que é na verdade o primeiro damo Manel Lourenço, acaba de lançar o seu álbum de estreia pela Xita Records - tem como título Histórias Por Contar e está disponível para escuta no Bandcamp - e irá apresentá-lo no próximo dia 14, que é como quem diz este sábado, no Estrela.

A entrada é, como de costume, livre; e, para além da Dama, também estarão presentes o colega de editora João Raposo e os DJs da Xita, prontíssimos para fazer a festa. Wue começa pelas 22h30. Já dissemos que é de borla?

Shift Imprint faz a festa no Musicbox
· POR Paulo Cecílio · 11 Mai 2016 · 21:03 ·


Porque no Bodyspace a música de dança electrónica é muito rara, apresentamo-vos a Shift Imprint, editora lisboeta que começa agora a dar os primeiros passos rumo ao estrelato. O primeiro EP do catálogo (que é sempre o melhor) será lançado em vinil após o próximo verão, cabendo ao português Audiopath (aliado ao "português" Jerry The Cat) as honras da casa.

Antes disso, a Shift Imprint ocupará o Musicbox, em Lisboa, numa festa de seu nome Cosmodrome que contará com a presença não só deste como também dos DJs AL e Robert Drewek. A dança está marcada para o dia 27 de Maio.

Olá! Ele é o Pedro e acabou de gravar um disco
· POR Fernando Gonçalves · 11 Mai 2016 · 20:57 ·


Aliás, ele é S. Pedro, que de santo não tem nada e acabou de gravar um primeiro disco que será o seu fim. Este S. Pedro avant garde tem telemóvel e computador onde grava músicas, músicas que lhe deram cabo da cabeça ao ponto de o levarem a estudar a possibilidade de as lançar para uma rodela chamada CD, CD a que chamou O Fim.

Dez músicas são conta certa nas contas de O Fim que, para além do português S. Pedro, contou, ainda, com os mais terrenos Tó Barbot e David Lacerda nos arranjos de um altar que já dá a conhecer algumas flores. Esse é o caso de “Será?” que no fim da notícia apresentamos. Tempo ainda para uma sucinta apresentação deste S. Pedro pela voz do próprio: “S. Pedro é real, S. Pedro é sincero, S. Pedro é um bife mal passado a fugir para o insosso”, ele assim o diz… S. Pedro, “Será?”.

Umberto ou a história de um álbum “alienado”
· POR Fernando Gonçalves · 11 Mai 2016 · 15:31 ·


Do Kansas chega-nos Umberto, aliás, Matt Hill que, armado de electrónica, cria música. Música perdida nas ondas que agora chega sob o formato de Alienation, novo álbum do norte-americano com estreia marcada para dia 10 de Junho via Not Not Fun.

Criado a partir da visão “de um homem que enfrenta uma série de situações alienantes”, como nos conta Umberto, Alienation surge como o mais atípico álbum do artista. Deste atipicidade surge, entretanto, “Awakenings”, primeiro single extraído desta obra “etérea e melancólica”. “Awakenings” para as massas em 3,2,1…

Ritmo africano de Hailu Mergia reeditado em vinil
· POR Matheus Maneschy · 10 Mai 2016 · 23:50 ·


Wede Harer Guzo
, o disco do icónico teclista Hailu Mergia com a Dahlak Band, vai ser relançado em vinil. O álbum veio a público pela primeira vez em 1978 e apenas em cassete. A primeira versão foi gravada no país de origem de Mergia, a Etiópia.

A reedição de Wede Harer Guzo já é uma das mais esperadas este ano e chega com nova roupagem no dia 17 de Junho, via Awesome Tapes From Africa. "Sintayehu", que podem ouvir aqui em baixo, é uma das músicas que fazem parte desse disco.


Tecla Tónica em digressão
· POR Nuno Catarino · 10 Mai 2016 · 23:37 ·


Estreado no festival Indielisboa, o fime Tecla Tónica, vai agora entrar numa digressão de âmbito nacional. O realizador Eduardo Morais - autor de Meio Metro de Pedra, Música em Pó e Uivo sobre António Sérgio - apresenta neste seu quarto trabalho um documentário focado na música electrónica em Portugal, desde as primeiras experiências electro-acústicas até à actualidade.

Aqui fica a agenda completa da digressão do filme. Algumas das apresentações do filme, assinaladas a asterisco (*), serão seguidas de concerto dos Ghost Hunt.

19 Maio - C.C.C., Caldas da Rainha *
21 Maio - Espaço Os Maiorais, Rio Maior
25 Maio - Casa do Povo, Ovar *
26 Maio - Carpe Diem, Santo Tirso *
27 Maio - Pouca Terra, Barreiro *
31 Maio - Praça 16, Bragança *
1 Junho - Passos Manuel, Porto *
2 Junho - Café - Galeria e Livraria Má Ideia, Aveiro
3 Junho - Dunas Bar / Vale de Pandora, Vale de Cambra
6 Junho - CAE, Portalegre 
7 Junho - Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco *
8 Junho - Teatro Miguel Franco, Leiria *
9 Junho - Teatro Clube de Alpedrinha *
11 Junho - SMUP, Parede
17 Junho - Apolo, Borba
30 Junho - Casa das Artes, Coimbra
8 Julho - Casa da Cultura, Setúbal
11 Agosto - Transforma Nave, Santa Cruz *
13 Agosto - GNRation, Braga
No Project no São Luiz (de borla!)
· POR Nuno Catarino · 10 Mai 2016 · 23:34 ·


O trio No Project vai apresentar-se ao vivo no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa. O concerto terá lugar no dia 17 de Maio, terça-feira, ao final da tarde (19h00).

O grupo de João Paulo Esteves da Silva (piano), Nélson Cascais (contrabaixo) e João Lencastre, que acaba de editar o disco Volume II pela editora inglesa FMR, vai aproveitar a ocasião para promover o seu novo trabalho, apresentando ao vivo a sua improvisação imprevisível e sempre original. Original será também o valor da entrada: este concerto terá entrada livre (limitada à lotação da sala).

Música de baixa qualidade e Glockenwise choverão sobre a Invicta
· POR Fernando Gonçalves · 10 Mai 2016 · 17:55 ·


Sexta e Sábado serão dias de festa pelas bandas da Invicta com o selo da Lovers & Lollypops. As festividades abrem na sexta, dia 13 com O Gringo Sou Eu e o lançamento da cassete MBQ: Música de Baixa Qualidade no Casarão da Rua do Almada e entram pelas entranhas de sábado com a apresentação oficial do novo álbum de Glockenwise Heat no Café au Lait.

Quanto a bilhetes, a apresentação de sexta ficar-se-á pelos 3 euros enquanto o lançamento de Heat salda-se por 9,99 euros com direito a CD. Fiquem com os Glockenwise e “Heat”.

Um “mimo” de festival chega a Portugal
· POR Fernando Gonçalves · 10 Mai 2016 · 16:47 ·


É verdade, a organização do MIMO Festival, acontecimento cultural com raízes no Brasil vai internacionalizar-se e Portugal foi a paragem escolhida. De 15 a 17 de Julho, Amarante vai receber a edição portuguesa do MIMO e já há nomes confirmados.

Pat Metheny & Ron Carter, Tom Zé e Vieux Farka Touré são os primeiros de uma lista de 33 concertos totalmente gratuitos que farão parelha com uma programação que englobará, ainda, filmes e encontros com artistas internacionais de renome. Fiquem com Tom Zé e este “Tropicália Lixo Lógico”.

Paredes de Coura: Confirmações de Portugal à Russia
· POR Fernando Gonçalves · 10 Mai 2016 · 14:55 ·


First Breath After Coma, Motorama, Psychic Ills e os The Last Internationale são as mais recentes confirmações para a 24ª edição do festival Vodafone Paredes de Coura que se realizará entre os dias 17 e 20 de Agosto deste ano.

Estes quatro nomes juntam-se, assim, aos já “alinhados” LCD Soundsystem, Chvrches, The Tallest Man On Earth, Unknown Mortal Orchestra, Sleaford Mods, Minor Victoires, Sharon Jones & The Dap-Kings, The Bohicas, Portugal.The Man, Ryley Walker, Cage The Elephant, Thee Oh Sees, Suuns, Kevin Morby, Cigarettes After Sex, Lust For Youth, Orelha Negra, King Gizzard & The Lizard Wizard, Joana Serrat, Filho da Mãe & Ricardo Martins e Capitão Fausto. Passes gerais a 90 euros. Fiquem com os russos Motorama e este, bem a propósito, “To The South”.

Roosevelt: vem aí o disco de estreia
· POR Matheus Maneschy · 10 Mai 2016 · 12:56 ·
© Tonje Thilesen

É a 19 de Agosto que chega o álbum de estreia de Marius Lauber AKA Roosevelt. O nome do álbum é o mesmo que o seu nome.  Serão doze músicas entrelaçadas por synthpop e psicadelismo, a também misturar influências como os New Order.

Para já, temos a primeira amostra do que virá em agosto, com o nome de "Colours and Moving On". O jovem de Colónia tem concerto marcado a 10 junho, no Primavera Sound, no Porto. Roosevelt será lançado via Greco-Roman / City Slang records. 

The Heat Death perguntam se isto é jazz
· POR Nuno Catarino · 10 Mai 2016 · 11:58 ·
Mats Äleklint © Kjell Oscarsson

A Culturgest apresenta no dia 19 de maio mais uma edição do ciclo "Isto é Jazz?". Programado por Pedro Costa, da Clean Feed, este ciclo apresenta desta vez o quinteto nórdico The Heat Death. Este grupo reúne dois saxofonistas de excepção, Kjetil Møster e Martin Küchen, com o extraordinário trombonista Mats Äleklint e uma sólida dupla rítmica: Ola Høyer (contrabaixo) e Dag Erik Knedal Andersen (bateria).

O quinteto escandinavo desenvolve uma música improvisada com aproximação ao jazz que poderá tentar resolver à questão que dá nome ao ciclo. O concerto terá lugar no Pequeno Auditório e a entrada vale 5 euros.

Moullinex junta-se a Lorenz Rhode e sai música nova da batedeira
· POR Fernando Gonçalves · 09 Mai 2016 · 16:21 ·
© Nian Canard

Quando um luso e um germânico juntam os trapinhos sai o quê? Nós respondemos. Sai “What U Do”, música nova carregada de psych pop luso e funk teutónico.

Construída a partir de harmonias “cheias de alma” misturadas com um groove audacioso e encerradas por vocalizações “à la Daft Punk”, “What U Do”, com o selo Discotexas, pode ser escutado a partir de 3, 2,1…

A Bazuuca faz anos e corta o bolo com 10 000 Russos
· POR Fernando Gonçalves · 09 Mai 2016 · 16:17 ·
© Betânia Liberato

Sim, cabem todos, podemos assegurar. A Bazuuca celebra um ano de existência e, para comemora-lo, pensou, que ninguém faz a festa como os russos, especialmente, se houver vodka ao barulho.

Vai daí, apropriou-se do espaço Sé La Vie em Braga e convidou não um mas 10 000 Russos todos em fuzz/psychadelic/space rock e demais etiquetas giras de se dizer em inglês para um concerto/festa a começar pelas 22h30 e que, após o seu término, dará lugar aos Bazuuca Soundsystem para ajudar a embalar o(s) fino(s). Montados num Lada, eis os 10 000 Russos mais herméticos da História e este “Spartak Hunger”.

Petter Carlsen lança reedição de You Go Bird
· POR Fernando Gonçalves · 09 Mai 2016 · 16:15 ·


Já nome grande na sua Noruega natal, Petter Carlsen leva já sete anos de carreira. Uma viagem inaugurada com You Go Bird em 2009 pela EMI. Carregando na mente a ideia de o fazer chegar a mais pessoas, Petter vai reeditar este disco/debute a 10 de Junho pela Function Records.

Norueguês de nascimento, Carlsen criou burburinho internacional ao gravar vozes para um álbum dos ingleses Anathema e ao dar, uma vez mais, a expressão audível do trabalhpo das suas cordas vocais e potência pulmonar aos post-rockers germânicos Lost Calling. Fiquem com Petter Carlsen e “You Go Bird”.

William Tyler entra no “reino de Jones” à procura da América perdida
· POR Fernando Gonçalves · 09 Mai 2016 · 14:54 ·


“Kingdom Of Jones”, assim se chama o novo single lançado hoje pelo cantor e compositor norte-americano William Tyler. O artista continua, assim, a exploração do seu próximo disco Modern Country, registo que verá a luz do dia a 3 de Junho.

Descrito pelo próprio William como “uma carta de amor a tudo o que estamos a perder na América, a tudo aquilo que já perdemos”, Modern Country integra, para além do óbvio William, uma plêiade de intrumentistas que vão do baixista Darin Gray dos Tweedy até ao percussionista Glenn Kotche dos Wilco passando, ainda, pelo multi-facetado Phil Cook (Hiss Golden Messenger, Blind Boys of Alabama).

Quanto a “Kingdom Of Jones”, a música é, nas palavras de Tyler uma homenagem às gentes de Jones County no Missouri, pequeno retiro de desertores das tropas confederadas na guerra civil norte-americana. Uma ode à realidade da Guerra para ouvir agora.

The Gotobeds: Blood //Sugar//Secs//Traffic tem novo rebento
· POR Fernando Gonçalves · 09 Mai 2016 · 14:51 ·
© Shawn Brackbill

“Brass Not Rash” torna-se, a partir de hoje, o segundo single de Blood//Sugar//Secs// Traffic, novo registo dos The Gotobeds que tem saída marcada para dia 10 de Junho pela Sub Pop.

Assente nos pilares do post-punk, “Brass Not Rash” metamorfoseia melodias num tom afirmativo e mental, descrição que ficará melhor com música e com que agora vos deixamos aqui em baixo.

A Moon Shaped Pool, e era só isto…
· POR Fernando Gonçalves · 09 Mai 2016 · 14:45 ·


E cinco anos depois fizeram A Moon Shaped Pool. Os Radiohead estão de volta com o seu nono álbum de originais, disco que se segue a um conjunto de declarações mais ou menos misteriosas de elementos da banda e da sua equipa técnica, mistérios que se foram adensando com o “apagão” de todas as suas redes sociais na semana passada.

No correr de uma semana frenética que começou na terça com o single “Burn The Witch” a que se seguiu, na sexta “Daydreaming”, a banda meteu a carne toda no assador para um belo repasto domingueiro chamado A Moon Shaped Pool. Fiquem bem, fiquem com “True Love Waits” (sim, esta pérola aparece no novo álbum), tal como podem confirmar no alinhamento ali em baixo.



1. Burn the Witch
2. Daydreaming
3. Decks Dark
4. Desert Island Disk
5. Ful Stop
6. Glass Eyes
7. Identikit
8. The Numbers
9. Present Tense
10. Tinker Tailer Soldier Sailor Rich Man Poor Man Beggar Man Thief
11. True Love Waits
Adeus, Johannes Bauer (1954–2016)
· POR Nuno Catarino · 09 Mai 2016 · 14:38 ·


O trombonista e improvisador Johannes Bauer morreu no dia 6 de Abril. O alemão foi figura de proa do free jazz e improvisação europeia, no activo desde a década de 1980. Músico com uma enorme imaginação e elasticidade, Bauer colaborou com músicos como Peter Brötzmann, Alan Silva, Manfred Schulze, Barry Guy ou Fred Van Hove, tendo ainda integrado a Globe Unity Orchestra, entre outros grupos e "big bands".

Mais recentemente colaborou na Territory Band de Ken Vandermark e os portugueses tiveram oportunidade de o ver ao vivo no Jazz em Agosto 2008, integrado no Chicago Tentet de Brötzmann, um concerto inesquecível. Obrigado por toda a música e descansa em paz, "Hannes".

Söndörgő na Culturgest
· POR Nuno Catarino · 09 Mai 2016 · 14:33 ·


A Culturgest apresenta no próximo dia 13 de Maio, sexta-feira, um concerto com a banda húngara Söndörgő. Formada por três irmãos, um primo e um amigo do tempo do liceu, o projeto nasceu numa pequena cidade perto de Budapeste, com uma longa tradição sérvia.

Os Söndörgő praticam a música tradicional dos eslavos do Sul, sérvios e croatas, que permanece viva em pequenas comunidades da Hungria. A entrada tem o preço de 18€; jovens até aos 30 anos e desempregados pagam apenas 5€.

Luís Lopes apresenta a sua nova "Love Song"
· POR Nuno Catarino · 09 Mai 2016 · 14:31 ·
© André Cepeda

O guitarrista Luís Lopes vai apresentar-se ao vivo no Teatro Maria Matos, no próximo dia 18 de Maio. Neste concerto será apresentado o seu novo álbum, Love Song - disco com edição Shhpuma Records. Em exclusivo para o Bodyspace, Luís Lopes apresenta-nos a sua canção de amor.

Como vai ser este concerto no Maria Matos? Será um típico solo de guitarra eléctrica, com "noise"?

Não, de todo! Isto é uma Love Song com guitarra limpa, embora semi-acústica, ligada a um amplificador. Uma construção melódica e metódica de notas. Pianíssimo!

Que material é este? Tem por base um tema/composição? Há improvisação, vai haver espaço para o "noise"?

Isto é uma canção de amor, uma história de amor limitada pelo seu início e fim, mas infinita no seu percurso. Uma peça de aproximadamente cinquenta minutos aos olhos do relógio convencional. Mas o amor, ou essa força misteriosa que chamamos de amor, não se mede ao segundo, aos dias ou aos anos. É eterno em si mesmo, onde tudo se funde, não se sabe onde um acaba e o outro começa. A Poesia. E a Poesia é isso mesmo, transcender os limites da pequenez da nossa fraca condição humana, neste mundo paradoxal de oportunidades perdidas. Sonhar. Imaginar. É possível! Mas, cada história de amor é um caso singular. Esta particular história é um jogo meio caótico entre improvisação e composição, intuição e organização, com imposição constante do fator casual e circunstancial. Uma cadência suspensa lenta, melancólica, de notas, escolhidas e interligadas sobre uma fórmula não convencional, uma rendição completa aos instintos mais primários do coração, o meu coração, a minha mente. Uma espécie de transe obscuro onde por vezes os momentos se podem desejar ou sentir uma eternidade, ou não… a felicidade… por vezes nos limites da loucura, e até do medo!

Onde se encaixa este teu novo trabalho, tendo em conta o teu material mais jazz (Humanization 4tet, Lisbon/Berlin Trio, etc.) e os solos "noise"?

Bem, antes de mais é um solo! Uma relação com a obscuridade da essência do meu mais profundo “Eu”, esse mistério. Os grupos têm que ver com a relação entre os membros da formação. E depois, ponto em comum, a forma como interagimos com tudo o resto que nos rodeia. Pelo menos na forma como eu assumo os meus grupos, em que sou “líder”. Ou seja, ter a completa consciência de que para construir aquilo que pretendo com os outros intervenientes depende totalmente das personalidades e características incontornáveis de cada um, que naturalmente escolho conforme o propósito pretendido. É esse o intuito de um grupo com liderança, o link. Pode ser tão importante e gratificante liderar ou servir, desde que se respeitem personalidades e integridades. Ou ter até a audácia um pouco perversa de nos tentarmos vergar à transcendência individual, coisa baseada num historial de confiança. E usar precisamente isso para a valorização da peça final, que é o que mais importa! Pensando exclusivamente nos solos, esta(s) Love Song(s) pode(m) conter a mais extrema violência, desespero, obscuridade, tristeza, solidão, loucura, etc, assim como o(s) “noise solo(s)” podem ser vistos de uma forma totalmente poética e bela. Tudo o que faz parte dessa abstração e mistério do meu interior. Pelo menos é assim que eu os sinto. A Arte contém todos os factores, incluindo a representação do “Mal” em si. Transcendência do(s) conceito(s) de beleza… e de todos os conceitos. Não é uma questão de música!
John Grvy: soul pós-moderna reinventada em single
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 16:46 ·


Nigeriano de origem, madrileno de coração, John Grvy faz da soul music e do r&b modo de vida e, hoje, essa vida, tem um novo capítulo na expressão de Faded Away.

“Faded Away é uma canção sobre ansiedade, sobre saber como as coisas são efémeras e que não vale a pena pensarmos muito sobre isso. Penso que é um passo adiante na evolução da minha sonoridade. Baseia-se nas jams de r&b dos anos 70 e 80 mas sob uma capa de modernidade”, explica o músico. Soul de Madrid com salero nigeriano pela voz e corpo de John Grvy em “Faeded Away”.

Joana Barra Vaz: novo single “A Demora”
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 16:37 ·


Depois de “Tanto Faz”, primeiro extracto da flor que desabrochará em Setembro e que de sua graça se chamará Mergulho em Loba, chegou a vez de “A Demora” se fazer ouvir.

Gravado entre o Estúdio Iá, Alvito “Road”, Estaminé e SMUP, conta com pré-produção e arranjos de David Pires, Joana Barra Vaz e da banda Flume, e foi produzido Pela artista em colaboração com Luís Nunes. “A Demora” sem demora aqui.

James Blake lança blitzkrieg total: novo álbum para ouvir na integra
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 16:22 ·


James Blake não esteve para meias-medidas e atirou com tudo o que tinha para dentro dos PC, ipods, mp3/mp4 de todo o mundo. Não, a ideia não é conquistar o planeta, mas sim dar a ouvir, na integra, o seu terceiro e novo LP The Colour In Anything.

Depois de, ontem, ter lançado três músicas novas num programa de rádio da BBC 1, James, atacou novamente na madrugada de hoje com uma blitzkrieg musical carregada com The Colour In Anything, disco que conta com a participação de Bon Iver e Frank Ocean. Sem mais delongas fiquem com o streaming de The Colour In Anything aqui.

Andy Stott no Semibreve 2016
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 16:19 ·


E não estará sozinho, porque a organização confirmou, de igual modo, a presença de Paul Jebanasam &Tarik Barri e Ron Morelli na sexta edição do festival que decorrerá em Braga entre os dias 28 e 30 de Outubro deste ano. Mas voltemos as agulhas para Andy Stott. O músico britânico apresentar-se-á na cidade dos arcebispos munido do púbere Too Many Voices, compêndio de dubstep intercalado de breakbeats lançado às feras no passado dia 22 de Abril.

Como referimos, Andy não está só nestas primeiras “semibreves” confirmações. Com ele estarão Paul Jebanasam & Tarik Barri e o seu Continuum estreado em Fevereiro, bem como, Ron Morelli e o, também recente, A Gathering Together, que o músico e homem do leme na editora L.I.E.S. apresentará pela primeira vez, em auditório, em Braga. Ron que voltará ao Semibreve para uma performance em formato DJ set. Os bilhetes para o festival organizado pela AUAUFEIOMAU com o apoio da Câmara Municipal de Braga e Fundação Bracara Augusta, já se encontram à venda sob a forma de passes gerais. Passes que, até ao final do mês de Junho, estarão à venda ao preço reduzido de 25 euros. Andy Stott em “Butterflies”, single extraído de Too Many Voices.

Mais uma canção nova de Radiohead; disco chega a 8 de Maio
· POR André Gomes · 06 Mai 2016 · 16:11 ·


Aí está. Depois de tanto mistério, os Radiohead começam a mostrar o seu novo disco. Com mais uma canção. Chama-se "Daydreaming" e tem um vídeo bem jeitoso realizado por Paul Thomas Anderson. Este segundo single acaba por ser bastante mais "inesperado" do que o anterior "Burn The Witch". Ficam no ar todas as dúvidas em relação ao caminho que o novo disco vai tomar.

Mas não vai ser preciso muito tempo para tirar essas teimas. O novo disco chega já no próximo dia 8 de Maio, que é como quem diz no próximo domingo. Nada mau, nada mau. Ouçam e vejam "Daydreaming" aqui em baixo.

Tom Adams: uma viagem na luz das estrelas
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 12:00 ·
© Zoe Spawton

Viajar na luz das estrelas, eis o que se propõe Tom Adams com novo registo Voyages By Starlight, EP que marca a debute de Tom Adams pela editora de “Sua Majestade” Kowloon Records e que estará, a partir de hoje, disponível para consumo.

Impregnado de synths, pop melódica e piano ambiente, este extended play faz balançar o seu minimalismo entre os elementos de cariz acústico e electrónico e dá continuidade ao aclamado The Constant Noise lançado em 2015. Fiquem com a bela “Seven Birds”, single extraído deste Voyages By Starlight

Clean Feed anuncia novo lote de edições
· POR Nuno Catarino · 06 Mai 2016 · 11:32 ·
RED Trio & John Butcher © Gulbenkian Música / Márcia Lessa

A editora Clean Feed acaba de anunciar um pacote de novos discos, que serão oficialmente editados no próximo dia 13 de Maio. A label lusa apresenta um conjunto diversificado de propostas e, entre nomes consagrados e novas propostas, destaca-se a quantidade de discos de músicos portugueses.

Assim, neste mês de Maio serão publicados quatro discos nacionais: (Five) Stories Untold de Sei Miguel; Garden do trio Bruno Parrinha / Luís Lopes / Ricardo Jacinto; Summer Skyshift do RED Trio com o convidado John Butcher (gravado ao vivo no Jazz em Agosto 2015); Xabregas 10 do LUME - Lisbon Underground Music Enseble (também gravado no festival da Gulbenkian, na edição de 2014). Além destes, a editora apresenta ainda novos discos de vários projectos internacionais: Incantations do grupo Paloma Recio de Tony Malaby; o disco homónimo dos Festen (Isak Hedtjärn, Lisa Ullén piano, Elsa Bergman e Erik Carlsson); A Zoology of the Future do Jonas Cambien Trio;Talking Trash do 7éme Continent de Pascal Niggenkemper (grupo que inclui a pianista Eve Risser); e Awosting Falls dos Starlite Motel (Kristoffer Berre Alberts, Jamie Saft, Ingebrigt Håker Flaten e Gard Nilssen) - edição em LP. A subsidiária Shhpuma tem também discos novos na calha: Disertion de Nick Millevoi e Lykke dos Ich B!n Nintendo (edição em CD e LP).

Message to Bears traz mensagem de novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 11:30 ·


Não é bem para ursos, dizemos nós, que eles são bichos complicados e turbulentos, mas o certo é que para Jerome Alexander, aliás, Message to Bears está aí com novo álbum. Dá pelo nome de Carved From Tides, quarto disco da carreira, e estará disponível lá mais para o Verão.

“É suposto, este álbum, reflectir um período transitório na vida de alguém: circunstâncias, decisões, relações. Estava numa fase desse tipo quando o escrevi e, penso, está foi a forma de o processar”. Entretanto, já se pode ouvir o single introdutório ao missal. “I’ll Lead You There” é uma peça feita de acústica e folk com interjeições de synths a caminho da serenidade e contou com a preciosa colaboração do britânico Will Samson.

Mundo Quesadilla: mais um dia, mais uma curadoria no Milhões
· POR Fernando Gonçalves · 06 Mai 2016 · 11:26 ·
© Antonio Curcetti

É Mundo Quesadilla quem tem a última palavra neste alinhamento. O DJ português escolheu e o Milhões acedeu. Depois da apresentação da curadoria de Riding Pânico, hoje, é a vez do dono dos pratos os pôr limpos com Extraperlo, Orchestra Elastique, My Expansive Awareness e Qer Dier. Quatro nomes, quatro confirmações que se juntam à do mestre-de-cerimónias Mundo Quesadilla.

Eis o que ele nos diz de cada um dos nomes apresentados. Se Extraperlo são “a minha banda favorita a seguir aos GNR”, os Orchestra Elastique são para o DJ “os globetrotters da improvisação, de festa dos braços no ar e ritmos quentes mas modernos”. Já os espanhóis My Expansive Awareness, carregados de psicadelismo, chegam com “rock de pandeireta e garajero”. E os “compadres” Qer Dier Quesadilla? Bom,“é tipo Swans mas melhor”, atira. Estão apresentados os quatro convidados que invadiram o festival barcelense que começa a 21 de Agosto e se prolonga até 24. Fiquem com os Orchestra Elastique ao vivo em Londres.

A nova vida de araabMUZIK
· POR Paulo Cecílio · 05 Mai 2016 · 16:58 ·


Meses depois de ter sido baleado e anos após ter lançado o sublime Electronic Dream, araabMUZIK está finalmente de regresso à música, para bem da nossa sanidade mental.

O produtor e rei da MPC irá editar Dream World no dia 5 de Julho e o primeiro single, "Chasing Pirates", pedaço de trap açucarado que conta com os préstimos de Raiche, já pode ser ouvido. Está aqui em baixo. Como os nossos sonhos.

Combustão Lenta episódio 4: Aires e FarWarmth no Desterro
· POR Fernando Gonçalves · 05 Mai 2016 · 16:07 ·
© Pedro Tavares

No próximo sábado, dia 7 de Maio, o Desterro em Lisboa será palco da quarta noite “Combustão Lenta”, ciclo acomodado pela editora Zigur Artists que serve de montra a artistas nacionais em ascensão. Desta feita, os convidados são Aires e FarWarmth, dois dos mais promissores nomes da noise e da música ambiente nacional.

O primeiro vem carregado com o seu mais recente Fantasma, enquanto o segundo traz consigo o primeiro LP Beneath the Pulse. Entradas a 3 euros, dinheiro que reverterá, inteiramente, para os artistas convidados.

Amplifest solidário leva Sun Kil Moon ao Hard Club
· POR Fernando Gonçalves · 05 Mai 2016 · 14:33 ·


Um festival também poderá ser solidário. Se assim o pensaram, melhor o executaram os organizadores do Amplifest. Vai daí e, em estreita colaboração com a instituição de solidariedade Liga Renascer, engendrou uma sessão solidária, com a receita de bilheteira a reverter totalmente para a Liga.

Essa sessão contará com a presença de Sun Kil Moon, Sumac e Mammifer no próximo dia 9 de Julho no Hard Club – Porto. Bilhetes a preço único de 20 euros. Fiquem com Sun Kil Moon de Mark Kozelec e este “Carissa”.

A estreia de Juniper V
· POR Paulo Cecílio · 05 Mai 2016 · 11:32 ·
© Joana Amil Peixoto

Juniper V é uma banda de "rock clássico do futuro", um quarteto formado por João David, Gonçalo Constanza, João Abelaira Nascimento e Sebastião Santos e uma coisinha boa que vos mostramos, aqui e agora.

Têm todas as referências certas - James Brown, David Bowie e Daft Punk - e lançam hoje aquele que é o seu single de estreia, "Top Notch Scum", disponível para escuta no seu Bandcamp, ali em baixo. É só seguir por aqui e dançar.

First Breath After Coma: 2º capítulo de Drifter aberto por Noiserv
· POR Fernando Gonçalves · 05 Mai 2016 · 11:29 ·


“Umbrae”, assim se chama o segundo single retirado do novo trabalho dos leirienses First Breath After Coma. Música e vídeo que vêm com Noiserv dentro.

Com debute marcada para este mês, data oficial à espera de confirmação, Drifter é o segundo álbum de originais dos First Breath After Coma e, como nos explicou Roberto Caetano, vocalista e guitarrista da banda, nasce da “constante procura de novas sonoridades”, numa viagem que faz dos First Breath After Coma “drifters para sempre”. Chega de parole pois chegou a hora de vos dar, quase de bandeja, a bela “Umbrae” com Noiserv.

Black Power reeditado; funk ressuscitado
· POR Fernando Gonçalves · 05 Mai 2016 · 11:28 ·


Foi em 1975, ano de luta e lutas, como a que se denominou “Black Power”, a luta pela dignidade que os negros norte-americanos empreenderam e, infelizmente, ainda se vêm obrigados a empreender com extensão ao resto do mundo e, em particular, África. África que viu nascer em 75, fruto desta tentativa de emancipação, os zambianos Peace e o único álbum da sua carreira: Black Power.

Carregado de funk e rock “à 70’s”, Black Power é um manifesto, ainda a digerir os efeitos do flower power, que traz consigo a luta dos negros pela emancipação numa África à beira da descolonização oficial mas, no entanto, bem longe da real. Ainda deambulando pela década de 70 chega-nos uma outra reedição, desta feita do álbum Marvin Whoremonger, peça de funk museológico dos The Mark III gravada em 1976 num só take e que, agora, vê novamente a luz do dia. Quer o vinil de Peace, quer o de The Mark III são reedições a cargo da Rappcats. Fiquem com os Peace e esta peça, rara, de rock/fink zambiano da década de 70, “Black Power”.

“Névoa sinistra” abate-se sobre o Amplifest
· POR Fernando Gonçalves · 05 Mai 2016 · 11:25 ·


Que é como quem diz que o black metal progressista dos Névoa e o doom melancólico dos Sinistro estão confirmados na edição deste ano do Amplifest. Os primeiros estão prestes a chegar a vias de facto com o seu segundo álbum. De nome Re Un, este segundo longa-duração mete ao barulho black metal, psicadelismo e música tradicional e será estreado no Amplifest.

Quanto aos Sinistro, estes trazem na bagagem o seu mais recente Semente, álbum já rodado em palcos internacionais e recebido com boas críticas. O Amplifest decorre entre os dias 19 e 22 de Agosto no Porto. Fiquem com esta “Reliquia” retirada da Semente dos Sinistro.

Young Moon com álbum novo a caminho
· POR Fernando Gonçalves · 04 Mai 2016 · 22:29 ·


Será no dia 3 de Junho que Colt​, o novo álbum de originais dos norte-americanos Young Moon, chegará aos escaparates via Western Vynil. Inspirado pelas ideias de auto-aceitação e transformação provenientes da mente de Trevor Montgomery, líder e mentor dos Young Moon,Colt é redenção, inspiração e esperançoso na sua génese, como nos explica a assessoria da banda.

Para já, esta Colt faz-se acompanhar, no coldre, de “Fell On My Face”, primeiro “tiro” do novo álbum e que poderão ouvir a partir de agora.



1. Deep Breath
2. Love is a Light
3. Fell on My Face
4. Colt
5. Compassion
6. Summer ’09
7. Krishna
8. Let’s Take a Walk
9. Perfect
10. Silver Ripples
11. Thousand Lifetime Love
Milhões de Festa: novas confirmações com muita Galiza à mistura
· POR Fernando Gonçalves · 04 Mai 2016 · 22:26 ·


Entrar em grande, assim se poderia escrever sobre a presença dos Riding Pânico em Barcelos. Para além da actuação, a banda desempenhará, simultaneamente, o papel de curadora. Neste último âmbito, os Riding Pânico acabam de convidar, sob a capa de “Riding Pânico e satélite do amor apresentam” Marvel Lima e os Quelle Dead Gazelle. Esta é apenas uma da série de quatro “curadorias” apadrinhadas pelo festival e que serão dadas a conhecer na sua totalidade durante esta semana.

Mas há mais novidades, incluindo a influência no cartaz de um certo peso galego. Dito de outro modo: Malandrómeda, Vozzyow e Uppercut. Três bandas galegas numa mistura de estilos que vão da psicadelia dos primeiros ao post-hardcore dos terceiros sem esquecer o punk dos segundos. Três nomes apontados pela Desconcierto Cultural. Fiquem com Riding Pânico e o seu “Dance Hall”.

Minor Victories e Capitão Fausto confirmados em Coura
· POR Fernando Gonçalves · 04 Mai 2016 · 17:29 ·


Um supergrupo e um que se quer super. Falamos das duas novas confirmações para a edição deste ano do festival Vodafone Paredes de Coura: Minor Victories e Capitão Fausto. Os primeiros, mescla de elementos dos Editors, Mogwai, Slowdive e Hand Held Cine Club, estreiam-se com o álbum A Hundred Ropes, a sair no dia 3 de Junho e do qual já se pode ouvir o primeiro single do mesmo nome.

Quanto aos segundos, também em estreia mas não debute, “têm os dias contados”, isto é, o álbum chama-se Capitão Fausto Têm Os Dias Contados e já se pode ouvir por aí e por aqui no Bodyspace. Capitão Fausto Têm Os Dias Contados e o seu filhote mais pequeno “Amanhã Estou Melhor”.

Primeiras confirmações para o Nordeste
· POR Paulo Cecílio · 04 Mai 2016 · 15:10 ·


Linda Martini, Best Youth e Branko: são estas as primeiras confirmações do Rock Nordeste, festival que se realiza em Vila Real no dia 1 e 2 de Julho. A entrada é livre, como tem sido até agora, sendo que o evento se divide entre o Parque Corgo, na margem esquerda do rio Corgo, e o Auditório Exterior do Teatro de Vila Real.

Para já são apenas três - mas nas próximas semanas surgirão muitos outros nomes dispostos a celebrar o nordeste. Saibam mais informações aqui.

Rock In Rio fecha palco Vodafone
· POR Paulo Cecílio · 04 Mai 2016 · 12:33 ·


Foram hoje anunciados os últimos nomes que actuarão no Palco Vodafone do Rock In Rio. Isaura, Cave Story, Pista, The Sunflowers e Mighty Sands completam assim um cartaz que já contava com nomes fortes como os Black Lips, Boogarins e Metz.

Estes são os nomes que farão as delícias que todos os indies que se atrevam a meter os pés no Parque da Bela Vista só para ver um par de bandas (e o Bruce Springsteen). Os bilhetes estão à venda pelo preço de 69 euros.

Favela anuncia programação
· POR Paulo Cecílio · 04 Mai 2016 · 12:28 ·


O mês de Maio será novamente mês de Favela no Café Au Lait, no Porto. A editora levará àquele espaço, já esta quinta-feira, Alex Hungtai (que conhecerão melhor como Dirty Beaches), que tocará na companhia de David Maranha e Gabriel Ferrandini, num evento completamente de borla e que ainda contará com os préstimos dos galegos Vozzyow e sets de Innit Bruvv e DJ Challenjah.

Ao longo do mês, também passarão pelo Au Lait Lucifer’s Ensemble, Xamano, Afonso Macedo, Tomba Lobos, HHY & Favela, Disco Transistor, Daikiri, Favela Live System e GVERN/KA, numa série de eventos onde a música será boa e a bebedeira ainda melhor. Acompanhem tudo aqui.

Xasthur regressa com novo tema
· POR Paulo Cecílio · 04 Mai 2016 · 12:24 ·


Neste preciso momento, a comunidade metálica nacional encontra-se demasiado ocupada a enviar mensagens e e-mails de ódio a um qualquer idiota que escreve no Bodyspace, por isso são capazes de ter falhado esta notícia. Xasthur, nome com o qual Scott Conner (ou Malefic) se tornou conhecido dentro do círculo black metal, está de regresso; mas abandonou por completo o género.

Depois de formar o projecto acústico Nocturnal Poisoning em 2010, colocando de parte Xasthur, Connor ressuscita agora este último moniker mas mantém a toada acústica. "Parole Fearing" é o primeiro tema de um novo álbum que sairá, provavelmente, esta semana e que é intitulado Subject To Change. A mudança é boa, é progresso, é evolução. E isto é folk. Ouçam o tema aqui.

Bob Dylan, Rolling Stones e Roger Waters juntos no mesmo festival
· POR Fernando Gonçalves · 04 Mai 2016 · 12:16 ·


De seu nome Desert Trip, o festival acomodará, para além dos titulados, os nomes de Neil Young, Paul McCartney e os The Who repartidos por três dias, com os concertos a terem lugar no Empire Polo Clube em Indio, na Califórnia.

Concertos que terão o “modesto” custo de 172 euros (diário) ou 345 euros (geral) e estarão à venda a partir de segunda-feira. Fiquem com Bob Dylan e este “Melancholy Mood” extraído do seu novo álbum Fallen Angels.

ALTO! Já se pode ouvir como soam os Radiohead em 2016
· POR André Gomes · 03 Mai 2016 · 16:07 ·


A expectativa era muita. Teasers, notícias, gente a perder a saúda por causa disto. Não é todos os dias que os Radiohead lançam um novo disco por isso hoje é dia grande. O novo single, "Burn the Witch", acaba de ser partilhado na página da banda britânica, depois de algumas ameaças no instagram.

Podem ouvir a canção - e ver o respectivo vídeo - ali em baixo. Enquanto não chegarem mais notícias acerca do novo disco (capa, título, data, formato, planeta?), vão-se contentando com isto - que já não é pouco. Senhoras e senhores, os Radiohead estão de regresso.

Casa da Música abre as portas à Primavera com jazz
· POR Fernando Gonçalves · 03 Mai 2016 · 16:02 ·


De 6 a 8 de Maio a Casa da Música será palco do festival Spring On!, certame dedicado às novas tendências do jazz com especial enfoque nos talentos emergentes deste estilo musical. Os primeiros a colher daisys na sala portuense são os portugueses The Rite Of Trio que, com a combinação de rock instrumental e progressivo de mão dada com o jazz, a que o grupo chama “jambacore”, abrem hostilidades ao lado dos luxemburgueses Pol Belardi’s Force a partir das 22h na Sala 2. Virando a agulha mais a norte, dia 7 (22h) será a vez dos suecos Circadia e da sua psych-impro-folk experimental invadir a casa virada para a Praça Mouzinho de Albuquerque (vulgo rotunda da Boavista), mas não virão sozinhos.

O palco da Sala 2 será dividido com os beirões Slow Is Possible, que trazem ao Porto “jazz de câmara” impregnado de pop melódica e rock progressivo. Last but not the least, 8 de Maio (19h), mais uma parelha com lusos à mistura. Com os franceses Chromb! e o seu jazz de câmara para “adultos emotivos e crianças selvagens” ,estarão os portugueses Hitchpop com o seu baú de canções e improvisos. Passe geral a 25 euros e bilhete diário a 11 sujeito a desconto. Fiquem com os portugueses The Rite Of Trio e este “Symbols” gravado ao vivo durante o festival Porta-Jazz 2014.

The Weatherman aka Santo António dá concerto/sermão aos macacos
· POR Fernando Gonçalves · 03 Mai 2016 · 11:30 ·


Literalmente. O músico irá actuar perante uma plateia de macacos no próximo dia 16 de Maio pelas 16 horas no Jardim Zoológico da Maia e com transmissão em directo via canal oficial “The Weatherman” no YouTube. Com Eyeglasses For The Masses, quarto disco do músico, já por aí a fazer estragos (saiu dia 29 de Abril), The Weatherman não faz por menos e leva este álbum/manifesto/lista negra dos erros da Humanidade até aos animais do zoo, neste caso, macacos.

Todo este mise en scene parte de “Calling All Monkeys”, primeiro single do seu novo trabalho. Depois dos macacos na Maia chegará a vez dos Humanos portuenses com o concerto de apresentação de Eyeglasses For The Masses a ter lugar dia 21 deste mês no Passos Manuel. Fiquem com a versão moderna e revista do sermão de Santo António aos peixes pela voz e de The Weatherman e seus macacos em “Calling All Monkeys”.

Nuno Costa leva "Detox" ao CCB
· POR Nuno Catarino · 03 Mai 2016 · 11:26 ·


O guitarrista Nuno Costa vai actuar no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, no próximo dia 12 de Maio. O concerto terá início às 21h00 no Pequeno Auditório e o guitarrista irá contar com o apoio de João Moreira (trompete), Óscar M. Graça (piano), Bernardo Moreira (contrabaixo) e André Sousa Machado (bateria).

Costa irá levar na bagagem o seu mais recente álbum Detox, editado recentemente mas, além do material desse disco, este concerto vai contar com música dos discos anteriores. Nuno Costa compôs ainda uma peça de abertura original, que será também apresentada ao vivo no CCB.

"Sonita" vence prémio IndieMusic
· POR Nuno Catarino · 03 Mai 2016 · 11:23 ·


O filme Sonita venceu o Prémio IndieMusic Schweppes, do IndieLisboa 2016 - Festival Internacional de Cinema Independente. O filme, da autoria de Rokhsareh G. Maghami, relata a hstória de uma inesperada rapper oriunda do Afeganistão.

O festival premiou ainda: Jia / The Family, de Shumin Liu, com o Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa; Nueva Vida, de Kiro Russo, com o Grande Prémio de Curta Metragem; Treblinka, de Sérgio Tréfaut, com o Prémio Allianz – Melhor Longa Metragem Portuguesa; e The Hunchback, de Gabriel Abrantes e Ben Rivers, com o prémio Nescafé Dolce Gusto – Melhor Curta Metragem Portuguesa. Acabou-se o Indielisboa, acabaram-se os filmes IndieMusic, acabaram-se as festas e os concertos Indie By Night. Para o ano há mais.

Miss Lava: single e destroços sónicos no caminho para o novo álbum
· POR Fernando Gonçalves · 02 Mai 2016 · 14:47 ·


Sonic Debris estreia mundialmente no dia 6 de Maio mas, desse rio de lava que há-de levar alguma coisa à frente, já há sinais de fumo, mais concretamente, o single “The Silent Ghost of Doom”, hoje em estreia. Terceiro LP da banda, Sonic Debris representa para os Miss Lava, de acordo com a informação recolhida, uma abertura a novos cenários sonoros, mais abrangentes e diversificados, naquilo que se pode designar de “uma viagem sónica” através de paisagens nunca antes percorridas.

Em relação ao single “The Silent Ghost of Doom”, a música conta com a participação de Rui Guerra dos The Quartet of Woah!, a quem coube a intro da canção. Eis os Miss Lava e este “The Silent Ghost of Doom”.

Os novos dias dos Solar Corona
· POR Paulo Cecílio · 02 Mai 2016 · 14:39 ·


Os senhores de Barcelos, dois anos após o lançamento de Outerspace, voltaram à carga esta semana. Specimen Days é um conjunto de duas faixas - "Rebound" e "Gold Ray" - colocadas sem apelo nem agravo na sua própria página de Bandcamp, duas faixas a transbordar rock por todos os poros (o melhor é mesmo ouvir).

Para além destes há outros sinais de vida: em Julho, tocarão no maravilhoso Rodellus, porque não têm medo do campo. Certo, siga.

Uns Elle Belga “eufóricos” lançam-se ao Povo
· POR Fernando Gonçalves · 02 Mai 2016 · 11:24 ·


Tudo eufemismo para: os espanhóis Elle Belga lançam o seu novo trabalho Euforia a 6 de Maio e “El Pueblo”, primeiro single extraído do álbum, já se pode consumir com os olhos a partir de agora.

Fany Álvarez e José Luis García são os Elle Belga e carregam em Euforia, editado pela Grand Derby Records, a melancolia e serenidade de letras compostas a filigrana e debruadas a melodias inquietantes ou, como os próprios o definem: “Euforia é a banda sonora da nossa guerra de trincheiras”. Para já, “El Pueblo”.

Parceiros