Janeiro 2016
Cate Le Bon anuncia novo álbum para Abril.
· POR Matheus Maneschy · 29 Jan 2016 · 22:43 ·


No próximo dia 15 de Abril, a galesa Cate Le Bon vai revelar o seu novo disco, intitulado Crab Day. Será este o sucessor do seu anterior trabalho, Mug Museum (Turnstile, 2013).

A cantora também anunciou algumas datas para a tour na Europa e América do Norte. Para já, Portugal não faz dos planos para Cate Le Bon. Então, fiquemos nós a espreitar o belíssimo trailer divulgado para o lançamento do álbum. Acontece tudo (e não é pouco) aqui em baixo.

David Thomas e dois rapazes pálidos assinam contrato
· POR Fernando Gonçalves · 29 Jan 2016 · 17:04 ·


De uma só penada, David e os seus anémicos parceiros, assinam contracto coma editora Fire Records e lançam o vídeo “I Am The Conscience Of The Music Industry”, pequena reflexão sobre a indústria musical tal como a David a vê e vive, que circunda o lançamento a 18 de Março da nova box de Pere Ubu, lendária banda de avant-rock criada por David Thomas que marcou o percurso de inúmeros músicos, Architecture Of Language 1979-1982.

Para além de “acompanhar” o lançamento deste colectânea de Pere Ubu, o vídeo de David Thomas, cabeça dos David Thomas and Two Pail Boys, avant-garde folk do futuro, poderá, de acordo com a sua novel editora, antecipar o lançamento de um novo disco de originais. Para já, e de forma nada egocêntrica, fiquem com “I Am The Conscience Of The Music Industry”:

“Baby Blue”, primeiro bebé do novo disco de Mount Moriah
· POR Fernando Gonçalves · 29 Jan 2016 · 16:50 ·


Nados e criados na Carolina do Norte, os Mount Moriah aprestam-se para lançar o novíssimo How to Dance no próximo dia 4 de Março (a 26 de Fevereiro nos States), mas enquanto esta full lesson de dança não chega, eles deixam-nos uma dica com o primeiro single “Baby Blue”.

De acordo com a banda, o tema pretende marcar uma ruptura com a habitual percepção e sonoridade do rock proveniente do Sul dos Estados Unidos, uma ruptura que também se estende a How to Dance, um álbum-homenagem à luz cósmica, “movendo-se em direcção a ela, tornando-se nela”. Sem mais demoras ou misticismos, eis “Baby Blue”.

Anya Marina voa num novo Paper Plane à procura do amor
· POR Fernando Gonçalves · 29 Jan 2016 · 16:42 ·


Inteiramente escrito e produzido por Anya Marina, Paper Plane, quarto álbum de originais da artista, acaba de chegar aos escaparates. Depois de iniciar a sua carreira discográfica em 2005 com o disco Miss Halfway, e com mais dois álbuns nos interstícios, Paper Plane representa um marco histórico na carreira da artista, uma vez que, este, é o primeiro a ser lançado de forma completamente independente.

Doze canções compõem o alinhamento do novo rebento de Anya, doze músicas que, de acordo com a autora, se assemelham a cartas de amor pré-relação. “Quis entrar na cabeça de quem está prestes a entrar numa relação. O momento imediatamente anterior à entrada num relacionamento é muito importante; ou te atiras de cabeça ou, como acontece frequentemente comigo, foges”. Sem saber, ainda, se nos apaixonamos ou não, deixamos-vos com o também ele acabdo de lançar, single “Gimme Resurrection”.

Carlos Martins apresenta disco novo
· POR Nuno Catarino · 29 Jan 2016 · 14:30 ·


O saxofonista Carlos Martins prepara-se para apresentar um novo disco. Tendo editado o seu último registo, Absence, no final de 2014, o saxofonista vai editar agora um disco homónimo. Carlos Martins será lançado a 12 de Fevereiro, dia em que é apresentado ao vivo no Grande Auditório da Culturgest, às 21h30. Martins irá contar com a companhia de Mário Delgado (guitarra), Carlos Barretto (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria).

Os bilhetes custam 18€ (5€ para menores de 30 anos) e estão à venda nos locais habituais. Aqui fica uma amostra do novo disco, "Sinos de Lisboa" - tema composto a partir de uma audição de sinos de uma capela perto da Graça.

Iggy Pop e Alva Noto? Sim, vai acontecer
· POR Paulo Cecílio · 29 Jan 2016 · 14:28 ·


Enquanto o mundo continua ansiosamente à espera do disco que Iggy Pop fez em colaboração com Josh Homme e outros acólitos, sabe-se agora que o pai do punk irá colaborar com Carsten Nicolai num álbum de homenagem a Walt Whitman.

Leaves Of Grass é o título de um EP que Alva Noto, o duo Tarwater e Iggy irão editar em Fevereiro, sendo que não existirá versão digital e as cópias físicas serão limitadas a 500 exemplares. Alguns trechos já podem ser ouvidos aqui.

Like Rats: novo disco em Março pela Southern Lord
· POR Vitor Bruno Pereira · 29 Jan 2016 · 12:15 ·


O mercado de Janeiro só fecha a 31, mas ainda assim a Southern Lord não perdeu tempo e confirmou a contratação dos Like Rats, que se transferem da A389Recordings. Futebol à parte, o novo disco do quinteto de Chicago chama-se II - e, adivinhem, é o segundo álbum da banda! - e é lançado a 25 de Março pela todo-poderosa Southern Lord.

A banda junta elementos dos Weekend Nachos a malta dos Pagan Youth e chafurda alegremente entre o death metal clássico, sludge e hardcore. Enquanto não chega o novo disco, fiquem com o anterior, ainda dos tempos da A389.

Manuel Göttsching em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 28 Jan 2016 · 23:27 ·


Pára tudo: vem cá um dos grandes. Manuel Göttsching, Deus nos Ash Ra Tempel, Ashra e autor do magnífico E2-E4 estrear-se-à em Portugal este ano para apresentar, na íntegra, a sua obra máxima - essa mesmo, a do título roubado ao xadrez.

Göttsching irá subir ao palco do Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, no dia 4 de Março, numa data única que servirá para celebrar os 30 anos da Rádio Universidade de Coimbra. A primeira parte estará a cargo de Landforms, o projecto de Luís Fernandes (também conhecido como The Astroboy).

Rats On Rafts regressam com um “Some Velvet Morning” revisitado
· POR Fernando Gonçalves · 28 Jan 2016 · 23:14 ·


A banda holandesa de pós-punk holandesa Rats On Rafts está de regresso. Depois de em Outubro passado terem lançado o seu segundo álbum de nome Top Hiss, o colectivo agrupou forças e prepara-se, agora, para lançar o CD single Some Velvet Morning/Last Day On Earth, peça que poderá deixar entrever um novo disco para breve.

Para já, foram apenas libertadas a música “Some Velvet Morning”, cover da canção imortalizada por Lee Hazlewood e Nancy Sinatra, de que deixámos registo áudio e vídeo mais abaixo, e a data de lançamento deste cd: 4 de Março. Como prometido, “Some Velvet Morning”.

Jagwar Ma confirmados no NOS Alive
· POR Paulo Cecílio · 28 Jan 2016 · 16:39 ·


E a catadupa de nomes com lugar garantido na próxima edição do NOS Alive continua sem dó nem piedade. Desta feita, a organização do festival oeirense acaba de confirmar a presença dos australianos Jagwar Ma no dia 8 de Julho.

A presença destes aussies em Portugal insere-se na tour europeia da banda, que farão em conjunto com os Tame Impala, e onde será apresentado o seu primeiro longa duração Howlin. Fiquem com “ Come Save Me”, um dos singles de Howlin.

Colin Stetson atira-se à Sinfonia nº 3 de Gorecki - e vocês vão querer ouvir isto
· POR André Gomes · 28 Jan 2016 · 16:32 ·


Colin Stetson só pode ser um tipo com bom gosto. Explicamos: depois de no ano passado ter lançado um disco colaborativo com Sarah Neufeld (violinista dos Arcade Fire), lança-se agora num desafio hercúleo de "mexer" numa das mais belas sinfonias algumas vez escritas (quem é que estamos a enganar, um dos "pedaços" de música mais perfeitos alguma vez escritos), a Sinfonia nº 3 de Gorecki. Têm dúvidas? Tirem-nas aqui.

O disco em questão chama-se SORROW e retira o seu nome certamente do subtítulo da própria sinfonia, ​"Sorrowful Songs", uma obra dedicada às vítimas do Holocausto. E que actual que tudo isto está nos dias que correm. O seu primeiro disco a solo desde New History Warfare Vol. 3: To See More Light já tem trailer e um excerto. Podem ouvir e ver ambos aqui em baixo. Chega tudo em Abril - e nós não podíamos estar mais entusiasmados com isso.



LAmA, para ouvir
· POR Paulo Cecílio · 28 Jan 2016 · 16:21 ·


"Agostinho"/"Canhoto" é o nome do novo single de Shela, que tem assinado como LAmA as suas experiências ambientais a solo. O mesmo surge após o lançamento de Sono, primeiro trabalho do experiente músico, e tem o selo da Revolve, que é quem disponibilizou ambas canções para escuta no seu Soundcloud.

Considerando que LAmA actuará no próximo sábado, no Maus Hábitos, na maior festa de aniversário do país, este é o melhor dos aperitivos. Confiram aqui.

Kraftwerk “transformam-se” em acervo de museu
· POR Fernando Gonçalves · 28 Jan 2016 · 16:15 ·


Bom, são uns dos percussores da electrónica mas ainda estão longe de se transformarem em peça de museu, ou quase. Depois de no ano passado terem actuado na Tate Modern em Londres e no MoMA de Nova Iorque os alemães Kraftwerk acabam de confirmar oito concertos, cada um correspondente a um dos seus oito principais álbuns, no emblemático Guggenheim de Bilbao.

Os concertos decorrerão entre os dias 7 e 14 de Outubro deste ano e, à semelhança do que já fizeram em actuações semelhantes, cada pessoa só poderá adquirir bilhete (70 euros a peça a partir de 6 de Fevereiro) para um dos concertos, com a lotação para esta “instalação sonora viva” a cifrar-se nos 800 espectadores. O primeiro álbum a saltar para o museu será o emblemático Autobahn, seguindo-se-lhe respectivamente Radio Activity, Trans Europe Express, The Man Machine, Computer World, Tecno Pop, The Mix para acabar em grande com Tour de France no dia 14. Para quem fizer a viagem até Bilbao, eis um pequeno relance sobre o que poderá encontrar.

Melvins com Mike Kunka: disco a 1 de Abril
· POR Vitor Bruno Pereira · 28 Jan 2016 · 11:09 ·


Podia ser peta, tendo em conta que as gravações do disco começaram em 1999 e só foram retomadas no ano passado, mas é mesmo verdade: Three Men and a Baby chega a 1 de Abril, pela Sub Pop. O disco que junta Mike Kunka (ex- godheadSilo) a King Buzzo e companhia vai ser lançado sob o nome Mike & The Melvins e já podem ouvir “Chicken 'n' Dump“ ali em abaixo. Mais vale tarde que nunca, não é?

Anywho,o press-release diz que o disco cobre tudo desde “cough-syrup blues to deconstructed black metal”. É esperar para ouvir...

Aline Frazão percorre o país com
· POR Rita Neves · 27 Jan 2016 · 20:55 ·
© Dinis Santos

É já esta semana que a angolana Aline Frazão inicia um ciclo de concertos em território nacional para apresentar o seu mais recente e aclamado trabalho, Insular. Este ciclo tem início no Porto, já na sexta-feira, no Passos Manuel e depois seguirá para Coimbra, no São Brazil, no dia seguinte, 30 de Janeiro.

Depois, passa por Lisboa no dia 5 de Fevereiro, pela Casa Independente. A este ciclo segue-se uma digressão internacional. Podem ouvir aqui em baixo o single "Insular".
 
Golden Slumbers com álbum a caminho
· POR Rita Neves · 27 Jan 2016 · 20:45 ·


As irmãs Golden Slumbers estão de volta em meados de Fevereiro, no dia 15, com um novo trabalho The New Messiah. Uma edição da NOS Discos, este álbum é o segundo capítulo das Golden Slumbers, depois de terem lançado I Found The Key em 2014.

O single que partilharam, que já pode ser ouvido em baixo, é sobre os vários estados psíquicos que acompanham a vida de uma alcoólica. Chama-se "New Messiah" e tem já também videoclipe.

Boas novas de África pela mão dos Imarhan
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jan 2016 · 18:30 ·


Argelinos de nascimento mas tuaregues de alma e coração, os Imarhan chegam da vastidão para dar música, mais concretamente, para nos darem um novo single, “Assossamagh”, do seu primeiro álbum de originais Imarhan, disco com estreia planetária marcada para dia 29 de Abril.

Herdeiros, musical e familiarmente, dos incontornáveis Tinariwen, os Imarhan, “aqueles que amamos”, em tradução livre do tuaregue, apresentam um som que é exactamente isso, uma memória de todos aqueles que perpetuaram o reportório musical tuaregue mas que, simultaneamente, pretende acrescentar vivências e novas roupagens aos seus antecessores. Sem mais delongas, para ouvir “Assossamagh”:

Marching Church com novo single
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jan 2016 · 15:14 ·

Takayuki Okada

“Coming Down” chega, hoje, aos ouvidos dos melómanos mais fervorosos. Falamos do novo single dos Marching Church, banda dinamarquesa, formada em 2014 aquando das gravações daquele que seria o seu primeiro EP Sacred Bones, que faz do experimentalismo o seu campo de batalha. O novo single faz jus a esse experimentalismo, misturando free-jazz, post-punk e soul para sete minutos de música “fugidia”. “Coming Don” insere-se no primeiro longa duração da banda intitulado “Coming Down: Sessions in April”, um álbum que é uma história em si mesmo como nos conta Elias Bender Rønnenfelt, líder dos Marching Church.

“A ideia original consistia em libertar a gravação sob um alter ego e ninguém saber que éramos nós. Tinha escrito uma estória sobre um tipo colombiano que vivia num bairro de lata e estava ligado a um cartel de droga; basicamente contava a estória da sua ascensão e queda no negócio.”, começa por explicar Elias. Porém o conto não fica por aqui: “Nos seus velhos tempos ele tinha tentado, embora com pouco talento para a coisa, o jazz, mais concretamente o jazz tocado ao piano”.

Este alter ego colombiano não “enganou” ninguém e a banda acabou por produzir Coming Down: Sessions in April sob o seu próprio nome. O que não engana é o dia em que este verá a luz. Nesse dia o calendário assinalará 19 de Fevereiro e na capa do disco estará a marca da editora Sacred Bones Records. Como nota de rodapé, é de frisar que Marching Church e o seu, então, recém-nascido Coming Down: Sessions in April estarão em Portugal para dose dupla de concertos. Primeiro dia 27 de Fevereiro no Maus Hábitos do Porto e no dia seguinte na Galeria Zé Dos Bois em Lisboa. Fiquem com “Coming Down” dos Marching Church.

Mad Cool, um novo festival (com cartaz de luxo) que é mais do que um festival
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jan 2016 · 12:24 ·


De Espanha nem bom vento nem bom casamento lá diz o dito popular mas, desta feita, o popular enganou-se. Do país vizinho vem a notícia de que entre os dias 16 e 18 de Junho deste ano nascerá o Mad Cool, um novo festival que é mais do que um festival.

Com alinhamento em avançado estado de composição, onde podemos ver nomes como Neil Young, The Prodigy, Two Door Cinema Club, Django Django, Kings of Convenience, Caribou ou Bando of Horses, apenas para frisar alguns dos artistas convocados para se apresentarem na Caja Mágica de Madrid, o Mad Cool vai, porém, muita além da música. Fotografia, Cinema, Moda e Gastronomia juntam-se à “fiesta” embrulhados num conceito que tem a sustentabilidade como nota capital, tal como se pode ler na nota da organização: “Um festival que nasce do conceito de regeneração convertendo-se numa alternativa de conteúdo e forma; uma proposta para uma sociedade que evoluiu em prol da inovação, da qualidade e da eficiência; um novo conceito que vai além do festival tal e qual o conhecemos, propondo-se elevar a ideia de lazer partilhado a partir de uma base em que cidade e meio ambiente sejam aliados.”

Em relação a bilhetes, a organização do Mad Cool tem, a partir de 1 de Fevereiro, algumas surpresas. Os cinco mil primeiros a comprarem o seu passe de 3 dias poderão fazê-lo por 79 euros mais gastos de envio e receberão a sua pulseira em casa. Mais informações aqui. Com tal cartaz torna-se difícil escolher, percebendo isso, escolhemos nós por vós e aqui vai Kings Of Convenience com “Me in You”.

B Boys atacam estreia com No Worry No Mind
· POR Fernando Gonçalves · 27 Jan 2016 · 11:26 ·


Estupidamente generalizando, os americanos são estranhos. Dito isto, os B Boys, que não fazem b-boying, ainda são mais e estão aí com o seu EP de estreia No Worry No Mind, com lançamento marcado para 18 de Março pela mão da Captured Tracks.

Também em fase de arranque está “Get A Grip”, single que fugiu do EP e que hoje saiu à rua. Canção e álbum que, de acordo com a banda, vai beber a sua inspiração ao movimento Dada. Convosco, B Boys e o dadaísta “Get a Grip”.

Caandides vêem OVNIs em novo álbum
· POR Rita Neves · 27 Jan 2016 · 11:13 ·


É a 5 de Fevereiro que os franceses Caandides lançam, através da Cracki Records, um novo trabalho, intimamente inspirado por movimentos interplanetários e espaciais. Depois de Before The Art de 2012 e Half a Beat 2 de 2013, a banda está de volta com o novo disco, intitulado de 20 º 20' S 29º 20' W cujo nome corresponde, nada mais, nada menos, do que às coordenadas onde foi avistado um OVNI, em Janeiro de 1958, em Trinidad.

Este trabalho apresenta-se, assim, como uma expedição e uma mudança gradual do estilo da banda. Já pode ser ouvido o single "Black Mass" em baixo.

O amor cósmico de Mayer Hawthorne
· POR Rita Neves · 26 Jan 2016 · 22:55 ·


O norte-americano Mayer Hawthorne promete lançar um álbum novo ainda esta Primavera com o selo da editora Vagrant. O multi-instrumentalista, que já colaborou com Kendrick Lamar e outros nomes sonantes do mundo do hip-hop, sob o nome de Haircut ou Tuxedo, volta às raízes do soul depois do trabalho lançado em 2013, Where Does This Door Go

Hawthorne dá-nos um cheirinho do que está para vir com o novo single "Cosmic Love", que já pode ser ouvido em baixo.

Brasileiro Matheus Brant lança segundo álbum
· POR André Gomes · 26 Jan 2016 · 18:33 ·
© Daniel Iglesias

O brasileiro Matheus Brant lança segundo álbum por estes dias. Influenciado pelo Carnaval, o cantor e compositor quis gravar este novo disco juntamente com alguns dos mais reconhecidos músicos da nova geração. Arrocha, axé, pagode e marchinha são as principais referências de Assume que Gosta - é assim o título do disco.

Para este disco Matheus recrutou o Lenis Rino (baterista e percussionista de Fernanda Takai) e os guitarristas Dustan Gallas (Cidadão Instigado) e João Erbetta (da banda de Marcelo Jeneci). As sessões de gravação decorreram no Estúdio Doze Dólares em Junho e Setembro de 2015. A produção é da dupla Fábio Pinczowski e Mauro Motoki. O disco teve edição própria. Podem fazer download gratuito do mesmo aqui.

Forte 2016 confirma nomes grandes
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jan 2016 · 17:58 ·


O castelo de Montemor-o-Velho será, entre os dias 25 e 27 de Agosto, casa do Forte, festival dedicado à música electrónica e às artes visuais contemporâneas, que cumpre, em 2016, o seu terceiro ano de vida, e que vida poderíamos dizer, a fazer fé nos nomes agora confirmados pela organização: Ben Frost, Ben Klock e Apparat.

Se o primeiro é um “arquitecto paisagista musical”, talvez devido ao facto de se ter encantado com a Islândia ao ponto de ter ido para lá viver, com uma electrónica vincadamente exploratória, Bem Klock, por seu turno, é considerado por muitos como um dos nomes mais fortes da tecno alemã. Em terceiro nesta lista, que ainda compreende nomes como RØDHÅD ou Michael Mayer, encontramos Apparat, um nome em ascensão na cena electrónica mais dançante.

Quanto aos bilhetes gerais, os mesmos já se encontram á venda através da Bilheteira Online (bilhete geral com edição limitada) por 55 euros e nos pontos aderentes a 60 euros (FNAC, WORTEN, CTT, etc) e garantem acesso aos três dias de festival e a parque de campismo. Para mais informações consultem aqui. Como as muralhas daquele emblemático e misterioso castelo poderão ser pequenas para tanta gente, fiquem, para já, por aqui com Ben Frost e esta bem islandesa “AURORA".

Os Mass Gothic têm um single novo
· POR António M. Silva · 26 Jan 2016 · 17:22 ·


É exactamente o que diz o título. Os norte-americanos Mass Gothic revelaram há dias um novo single, que por sua vez tem direito a um vídeo muito catita que podem ver ali em baixo.

“Every Night You’ve Got to Save Me” é o tema escolhido por Noel Heroux e Jessica Zambri para servir de apresentação a Mass Gothic, disco de estreia parcialmente composto em casa e que a partir de 5 de fevereiro está nas ruas com selo da Sup Pop. 2016 trata-nos bem.

Fatima Al Qadiri com novo disco na Hyperdub
· POR António M. Silva · 26 Jan 2016 · 17:17 ·


Fatima Al Qadiri, senegalesa residente em Brooklyn e uma das estrelinhas da Hyperdub, já tem sucessor para Asiatisch. Chama-se Brute e a julgar pela amostra disponibilizada pela editora, podemos esperar um trabalho mais cru e pesado que os anteriores – o que faz algum sentido, já que de acordo com a produtora este disco é uma espécie de protesto anti-policia.

Conceitos e inspirações à parte, Brute chega às lojas a partir de 4 de março via Hyperdub. O primeiro single chama-se “Battery” e pode ouvir-se ali em baixo.

The Evertides: da Irlanda, com amor
· POR André Gomes · 26 Jan 2016 · 17:14 ·


Chamam-se The Evertides e são um trio no feminino formado por Ruth McGill, Alma Kelliher e Ruth Smith. Caso ainda não tenham percebido, são irlandesas. E fizeram um juramento de dedicação à música folk que agora começa a dar os primeiros frutos.

Depois de alguns concertos em 2014 e 2015, preparam-se agora para lançar o seu EP de estreia. Gravado nos Westland Studios, o registo é lançado por estes dias e já é possível ouvir as suas quatro canções no Bandcamp do trio. Que é como quem diz aqui em baixo.

Starwalker encontra Starwalker a caminho das estrelas
· POR Fernando Gonçalves · 26 Jan 2016 · 16:07 ·


Jean-Benôit Dunckel e Barði Johansson, respectivamente, membros dos Air e dos Bang Gang uniram esforços e criaram os Starwalker, banda que acaba de anunciar o lançamento do seu longa duração de estreia Starwalker, assim, sem grandes engulhos ou rasteiras estéticas, para o dia 1 de Abril.

Composto por dez faixas e já disponível para pré-compra no iTunes, o anuncio do lançamento de Starwalker não vem sozinho, uma vez que, a banda decidiu, também hoje, libertar o primeiro single do álbum, uma canção que dá pelo nome de “Everybody’s Got Their Own Way”, música que se assemelha à sonoridade que quer Jean quer Barði imprimem nas suas bandas. De referir, ainda, que este Starwalker segue-se a Losers Can Win, EP com que a banda se lançou às feras em 2014. Para uma primeira audição aqui fica “Everybody’s Got Their Own Way”.

Alförjs na Casa Independente esta quinta-feira
· POR António M. Silva · 26 Jan 2016 · 11:36 ·


Não é segredo nenhum que somos fãs dos Alförjs, trio que reúne Bernardo Álvares, Raphael Soares e Mestre André e é responsável por alguma da música mais excitante que ouvimos em 2015 – basta lembrar que, mesmo com uma quebra de energia, o trio abafou literalmente a concorrência durante o último Out.Fest. Motivos mais que suficientes para nos deslocarmos até à Casa Independente, em Lisboa, no próximo dia 28 (quinta-feira), onde os Alförjs actuam a partir das 22.00. Os bilhetes valem três euros.

Prometida está também a apresentação de música nova. É que além de Jengi - o 12’’ de estreia a ser lançado em breve pela Silent Water e a Burrodiscos –, os Alförjs vão também debruçar-se sobre o recém-gravado Demons, que deverá ver a luz do dia em meados deste ano. Podendo, é ir.

Bruma com novo EP
· POR Paulo Cecílio · 26 Jan 2016 · 11:00 ·


Os bracarenses voltam à carga após uma mui gostosa maqueta disponibilizada na Internet, há dois anos. Pesadelo é o primeiro EP da banda sem-rótulo, tem cinco temas e está já disponível através do Bandcamp da banda, para escuta e download gratuito.

A produção e masterização do disco, que contém cinco faixas, esteve a cargo de Bernardo Barbosa (Ermo / Leviatã) e a capa (ali em cima) é de Marta Regadas. Ouçam-no aqui em baixo na totalidade.

C De Crochê, no Bandcamp
· POR Paulo Cecílio · 26 Jan 2016 · 10:58 ·
© João Gambino

Depois de dele termos conhecido o primeiro single, Thug Life está já disponível para escuta através do Bandcamp do início ao fim. O disco de C De Crochê contém oito faixas (três delas remisturas) e, para além do tema-título, tem uma bonita quase-versão de "Go West", dos Pet Shop Boys.

O disco foi produzido e misturado por Filipe da Graça e a edição está a cargo da FlorCaveira. Ouçam-no aí em baixo na íntegra.

Há Macumba em Braga
· POR Paulo Cecílio · 26 Jan 2016 · 10:34 ·


Os HHY & The Macumbas, cujo disco Throat Permission Cut ainda bate forte, estarão esta sexta-feira no gnration, em Braga, para um concerto em que irão apresentar material novo e resultante de uma residência artística que ali tiveram.

Esse mesmo material fará parte, como podem supor, do próximo disco da banda, ainda sem lançamento certo. Os bilhetes custam 5 euros e o concerto começa por volta das 22h30.

Chris Corsano apresenta mini-tour em duo com Joe McPhee
· POR Nuno Catarino · 26 Jan 2016 · 10:07 ·
© Vera Marmelo

Músicos de gerações e origens distintas, Joe McPhee (multi-instrumentista, saxofones e trompete de bolso) e Chris Corsano (bateria, percussão) têm sedimentado a fama de serem dos improvisadores mais activos e versáteis do nosso tempo. McPhee e Corsano vêm trabalhando há vários anos em duo e vão percorrer Portugal no início do mês de Fevereiro, apresentando concertos nesse formato em várias cidades nacionais. Actuam no Teatro Viriato, em Viseu, a 10 de Fevereiro; na Galeria ZDB, em Lisboa, no dia 11; no gnration, em Braga, a 12; e encerram a mini-tour portuguesa no Velvet / Be Jazz Café, no Barreiro, no dia 13. Já tínhamos entrevistado Corsano em 2006, quando se começou a fazer notar, tendo na altura o baterista feito a sua apresentação e falando sobre as suas referências. Agora, passados dez anos, e antecipando a “mini-tour” por Portugal, Chris Corsano fala-nos sobre o duo com o veterano americano.

Porque começou a tocar em duo com Joe McPhee?

Porque o Joe é fantástico! Separadamente, já ambos tínhamos tocado com o [saxofonista] Paul Flaherty e, em 2005, juntámo-nos os três para tocar em trio, pela primeira vez. Em 2006 o Joe e eu tocámos como duo no festival Subcurrent, em Glasgow. Depois, uns quatro anos mais tarde, o Pedro Gomes e o Nélson Gomes contactaram-me e perguntaram se estava interessado em fazer uma tour europeia com o Joe, que eu aceitei logo, imediatamente!

O Chris e o Joe McPhee vêem de gerações diferentes, de universos sonoros distintos. Quais são os terrenos que partilham em comum, ao tocarem em duo?

O mundo seria terrível se só pudéssemos tocar com músicos parecidos connosco! E que melhor maneira de criar um terreno comum do que através da música, especialmente a improvisar! Penso que o Joe e eu partilhamos um amor profundo pela música de Albert Ayler, Ornette Coleman, Pauline Oliveros, Cecil Taylor, Billie Holiday, Charles Mingus e muitos outros. Ambos temos o desejo de construir a nossa própria música através da improvisação livre sobre aquilo que já foi criado por esses grandes artistas.

© Vera Marmelo

O que tem aprendido ao tocar com Joe McPhee, que é quase uma figura história do jazz e da improvisação?

O Joe tem um incrível sentido de “timing”, sabe exactamente fazer a coisa perfeita naquele momento perfeito! Ele tem a capacidade de ver as coisas de uma forma alargada, quer seja na música ou na vida, mantendo-se no momento – o que é muito inspirador. E ele é um dos improvisadores mais generosos e graciosos que já conheci, mas também não perde a oportunidade de “partir tudo” quando chega a altura certa.

Em duo vocês já publicaram dois discos, Under a double moon (2011) e Scraps and Shadows (2013). Poderemos esperar um novo álbum para breve?

Temos algumas gravações de actuações ao vivo que gostaríamos de ver editadas. De momento não há nada previsto no imediato, mas esperamos que surja algo, num futuro não muito distante…

Ambos tocaram no disco This is our Language do Rodrigo Amado, editado no ano passado. Como correu essa experiência? O facto de o Chris e o Joe McPhee já tocarem juntos em duo facilitou o trabalho com o quarteto?

Provavelmente sim… Mas, para ser honesto, eu senti logo uma ligação imediata com o maneira de tocar do Rodrigo e do Kent [Kessler, contrabaixista do quarteto], por isso foi uma alegria pura tocar neste grupo.

O que poderemos esperar destes concertos do duo com o Joe McPhee em Portugal?

Uma das muitas coisas boas do Joe é que, independentemente de quantas vezes o tenha visto tocar, ele nunca deixa de me surpreender com a sua capacidade de trazer algo completamente novo e inesperado. Poderá ser um cliché dizer “esperem o inesperado” mas, no caso do Joe, é mesmo verdade. E se há coisa que ele não é, definitivamente, é um cliché!
Arcade Fire confirmados no Alive
· POR André Gomes · 26 Jan 2016 · 08:22 ·


Têm sido dias intensos, estes, no que toca a confirmações para festivais. E não parece querer abrandar tão cedo. Os Arcade Fire são a mais recente confirmação para o NOS Alive. A banda canadiana acua no dia 9 de Julho. Em cima do palco estará ainda o quarto álbum de estúdio dos Arcade Fire, Reflektor, lançado em Outubro de 2013.

O NOS Alive tem o seguinte cartaz por enquanto: Arcade Fire, Courtney Barnett, Father John Misty, Foals, Hot Chip, John Grant, José González, M83, Paus, Pixies, Radiohead, Robert Plant, Tame Impala, The 1975, The Chemical Brothers, Wolf Alice e Years & Years.

Wavves mostram novo tema
· POR André Gomes · 25 Jan 2016 · 23:07 ·


Os Wavves acabam de partilhar "Dreams of Grandeur," uma nova canção e a primeira amostra do serviço de subscrição Ghost Ramp Monthly, uma rubrica inventada pela editora de Nathan Williams, a Ghost Ramp. Podem ouvir a referida canção ali em baixo.

O lançamento é um split single. No lado B está uma versão de "Dumb", dos Nirvana, assinada por Best Coast. Mas esse lado ainda está no segredo dos deuses.

O novo disco de Iggy Pop já tem dois singles
· POR André Gomes · 25 Jan 2016 · 22:08 ·


Anunciamos aqui recentemente que Iggy Pop deu as mãos a Josh Homme dos Queens of the Stone Age (e ainda Matt Helders, dos Arctic Monkeys, na bateria, e Dean Fertita, dos Queens of the Stone Agee The Dead Weather) para aquele que é o novo disco do líder eterno dos Stooges, Post Pop Depression. Primeiro ouvimos "Gardenia" e agora é altura de conhecer "Break Into Your Heart," o segundo single deste novo registo.

O disco enquanto tal chega a 18 de Março. Aqui em baixo podem ouvir as duas referidas canções em toda a sua glória. Parece que vem aí um disco cheio de alma; parece a melhor coisa que Iggy Pop gravou em muitos anos. Tirem as vossas dúvidas.




Bruce Springsteen regressa a Lisboa
· POR André Gomes · 25 Jan 2016 · 21:49 ·


É oficialmente um dia de loucos nas confirmações para os festivais portugueses. O Rock in Rio Lisboa acaba de confirmar a presença do enorme Bruce Springsteen. O norte-americano e sua The E-Street Band sobem ao Palco Mundo do referido festival no dia 19 de Maio.

Bruce Springsteen é de tal forma o boss que a organização do festival procedeu à alteração de uma das datas, substituindo o 21 de Maio pelo 19 de Maio. Assim, a 7.ª edição do Rock in Rio-Lisboa passa a realizar-se nos dias 19, 20, 26, 27 e 28 de maio de 2016. Quem é boss é assim.

Monster Jinx dá hip-hop “fino” ao povo
· POR Fernando Gonçalves · 25 Jan 2016 · 19:19 ·


A editora portuguesa - portuense, para ser mais exacto - não para e para o provar aí está a mais adição ao seu portfólio. ROXO 02, segundo volume da série ROXO acaba de ver a luz do dia, uma “mistura fina” entre o hip-hop e a electrónica.

Com o roxo como pano de fundo, o álbum acolhe nomes como DarkSunn, pretochines, Roger Plexico, entre muitos outros músicos portugueses para 13 faixas com coração português mas com um olho no mundo. Para ouvir ou fazer o download, eis ROXO 02.

Vem aí o Mini Brutal Fest
· POR Paulo Cecílio · 25 Jan 2016 · 17:28 ·


O Mini Brutal Fest é um evento que tem "mini" no nome e "gigante" tatuado nas suas confirmações. Ora vejamos: Walter Gross, The Orm, Putan Club, Le Ton Mité, Gipsy Rufina e The Legendary Tigerman são só alguns dos nomes que passarão pelo Damas, em Lisboa.

O evento durará de quinta a sábado e a entrada é, pasme-se, livre - mas sempre limitada à capacidade da sala. Saibam mais informações aqui, cortesia da ATR, do Damas e do Quesadilla.

Boris + Merzbow voltam aos discos
· POR Vitor Bruno Pereira · 25 Jan 2016 · 16:58 ·


Boris e Merzbow, o conjunto de músicos mais prolífero do Japão e quiçá do Universo, voltaram a juntar-se para Gensho, mais um lançamento colaborativo - o sétimo entre o padrinho dojapanoise e o trio de Tóquio. O lançamento do disco está agendado para 18 de Março, em dois formatos, 2xCD e 4xLP, ambos pela Relapse.

As faixas de Boris são versões de clássicos da banda, despidas de percussão , enquanto Masami Akita lança aqui material inédito. A ideia, segundo o press-release, é que ambos os discos sejam ouvidos ao mesmo tempo, mas ninguém se chateia se preferirem separar a coisa e ouvir um de cada vez. Gensho surge a partir do concerto de ambos para o Boiler Room TV, em 2014. Enquanto Março não chega, há “Huge”.

D. David Vassalotti e “Ines De Castro”
· POR Vitor Bruno Pereira · 25 Jan 2016 · 16:43 ·


Foi estranho abrir os sites do costume e ver que anda a circular uma faixa nova de David Vassalotti chamada “Ines de Castro”. Ines, e não Inês, que isto do circunflexo morre do outro lado do Atlântico. Neste primeiro tema de avanço de Broken Rope , o guitarrista dos Merchandise inspira-se no romance trágico entre Inês de Castro e D. Pedro I para compor um espécie de balada encharcada em reverb que começa melancólica para logo se conformar, quase optimista. Como se todos os erros significassem sempre um novo começo.

Broken Rope foi totalmente composto, gravado e produzido por Vassalotti, que tratou ainda do artwork. O disco é lançado a 12 de Fevereiro pela nova-iorquina Wharf Cat Records. Que a letra é inspirada por esse episódio da história parece óbvio, agora... É só impressão minha ou há aqui uma vibe mais ou menos tuga no meio destes synths, chorus e bateria programada? Não? Ok.

James Blake e Flume confirmados no Sónar 2016
· POR Fernando Gonçalves · 25 Jan 2016 · 15:35 ·


O festival catalão acaba de anunciar mais nomes ao seu line-up. Desta feita, aos já anunciados New Order e Antony and the Johnsons, a organização juntou James Blake, Flume, Kelela, Roots Manuva e o emblemático Jean-Michel Jarre, para além dos DJ sets de Four Tet e Laurent Garnier.

Este festival, que mistura a arte multimédia com a música independente, abrirá as suas portas no dia 16 de Junho e prolongar-se-á até dia 18 com os bilhetes já disponíveis a variar entre os 180 (passe integral) e os 125 euros (passe de duas noites) não existindo, até à data, informação sobre o valor do bilhete diário. Podem consultar a programação confirmada até ao momento aqui.

O Porto também vai ouvir Pet Sounds por Brian Wilson
· POR André Gomes · 25 Jan 2016 · 14:49 ·
© Mark Seliger

É o jornal Público que chama a atenção. Brian Wilson também vai apresentar no Nos Primavera Sound Porto o mais-do-que-clássico dos Beach Boys, Pet Sounds, que aí será interpretado na íntegra. O norte-americano actuará no dia 4 de Junho.

O nome de Brian Wilson junta-se ao dos Air no cartaz portuense do Primavera Sound. O festival deve anunciar mais novidades em breve. De acordo com o Público isso deverá mesmo acontecer na próxima semana. Os Radiohead estão fora e os LCD Soundsystem, soube-se hoje, também.

As boas vindas ao novo single dos AlunaGeorge
· POR Matheus Maneschy · 25 Jan 2016 · 12:36 ·


A dupla formada por Aluna Francis e George Reid lançou um novo single nesta semana - e com a participação especial do cantor Popcaan. A rádio BBC lançou a música com exclusividade. Podem ouvi-la ali em baixo.

O álbum, que ainda não tem data de lançamento, será produzido por alguns grandes nomes da música, um deles é Flume. Para já, o disco deve vir com menos produções electrónicas que o habitual. Mas de certeza coisas boas vão aparecer nos próximos meses.

A excentricidade de Geneva Jacuzzi voltou
· POR Matheus Maneschy · 25 Jan 2016 · 12:21 ·


A norte-americana Geneva Jacuzzi lançou uma nova canção e um novo vídeo sem poupar na ousadia. O tema tem nome de "Cannibal Babies", só pelo nome já nos deixa algumas questões, mas nada que assuste os fãs da cantora.

O novo álbum tem nome de tem nome de Technophelia, terá selo da Medical Records e a estreia está marcada para o próximo mês. O produtor Chris Coady (Beach House, Yeah Yeah Yeahs) é quem vai assinar o projecto.

DIIV lançam novo álbum e single
· POR Fernando Gonçalves · 25 Jan 2016 · 11:56 ·


A banda nascida em 2011 “nas ruas de Brooklyn” volta a atacar. Desta feita, as notícias apontam o alvo ao lançamento do seu segundo álbum de originais Is the is Are, lançamento que não vem só, uma vez que, ao colo, trás uma nova canção, originalidade das originalidades, também nomeada de “Is the is Are”.

Gravado pela Captured Tracks, Is the is Are estará nas lojas a 5 de Fevereiro. Até lá fiquem com, e não é piada, “Is the is Are”, aqui em baixo. Podem consultar o alinhamento disco ali em baixo.



1. Out of Mind
2. Under the Sun
3. Bent (Roi's Song)
4. Dopamine
5. Blue Boredom (with Sky Ferreira)
6. Valentine
7. Yr Not Far
8. Take Your Time
9. Is The Is Are
10. Mire (Grant's Song)
11. Incarnate Devil
12. (Fuck)
13. Healthy Moon
14. Loose Ends
15. (Napa)
16. Dust
17. Waste of Breath
Robert Plant vai ao Alive 2016
· POR André Gomes · 25 Jan 2016 · 09:59 ·


Vai ser um Verão quente, é tudo o que podemos dizer. Robert Plant, a incontornável voz dos Led Zeppelin, é a mais recente confirmação do NOS Alive’16. O músico vai subir ao Palco NOS no dia 7 de julho, para o qual também já estão confirmados The Chemical Brothers, Pixies, The 1975, Wolf Alice e John Grant.

Têm dúvidas que Robert Plant esteja ainda dentro de forma? Vejam o vídeo ao vivo de "Rainbow" aqui em baixo. O NOS Alive acontece no Passeio Marítimo de Algés entre os dias 7 e 9 de Julho. Os bilhetes para o festival já se encontram à venda e custam 119 euros (passe para os três dias) e 56 euros (para um dia apenas).

LCD Soundsystem confirmados em Paredes de Coura
· POR André Gomes · 25 Jan 2016 · 09:49 ·


É verdade. 2016 tem sido um ano impróprios para cardíacos em muitos aspectos. E os festivais não são excepção. A organização do Vodafone Paredes de Coura acaba de anunciar os LCD Sounsystem como o primeiro nome para o seu cartaz deste ano. Sem mais, apenas com o texto que James Murphy publicou para confirmar o regresso da banda.

OS LCD Soundsystem voltam assim ao palco onde se estrearam por território nacional, há uma porrada de anos atrás. O Vodafone Paredes de Coura acontece no sítio do costume entre os dias 17 e 20 de Agosto. E agora não há como não estar lá.

PAUS e o seu Mitra confirmados no NOS Alive
· POR Fernando Gonçalves · 22 Jan 2016 · 22:09 ·


Hélio Morais, Joaquim Albergaria e companhia Ltd, vulgo PAUS e as baterias siamesas, guitarras, teclados e vozes em uníssono estão confirmados no festival NOS Alive 2016. As novidades, porém, não se ficam por aí. À presença no dia 9 de Julho em Oeiras, a banda irá juntar a apresentação do seu novo disco de originais Mitra num formato “diferente”, um “diferente” do qual o pouco que se sabe aponta para uma presença em palco totalmente renovada.

Gravado no HAUS, covil e estúdio da banda, Mitra já tem em rodagem os singles “Pela Boca”, lançado em Dezembro, e o mais recente “Mo People”, músicas que se juntarão às restantes sete do álbum, álbum que sairá para o mercado a 12 de Fevereiro. Enquanto Julho vem e não vem fiquem com água na boca pela boca dos PAUS.

Jozef Van Wissem em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 22 Jan 2016 · 19:04 ·


O músico holandês regressará ao país em Março para apresentar os temas de When Shall This Bright Day Begin, álbum que editará no dia 17 desse mês pela Consouling Sounds (podem ver e ouvir o trailer ali em baixo). Mestre do alaúde, Wissem apresentar-se-à no Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha no dia 4 de Março, subindo depois até ao Porto para um espectáculo no Passos Manuel, no dia seguinte.

Para este último não há ainda informação sobre o preço dos bilhetes, mas nas Caldas a entrada vale 5euros (com um pack de duas entradas à venda por 8 euros).

Alma Forrer: a francesa que veio de Paris ao Porto para gravar um EP
· POR André Gomes · 22 Jan 2016 · 18:20 ·


É verdade que saiu já em Outubro mas com estas coisas dos melhores do ano e coiso e tal foi ficando para trás. E muito injustamente. O segundo EP da francesa mais-do-que-promessa Alma Forrer já pode ser ouvido no Bandcamp da artista. O registo foi gravado nos Estúdios Sá da Bandeira, no Porto, em Abril de 2015.

Podem ouvir as seis belíssimas canções deste EP ali em baixo. Agora é esperar que a francesa volte a pisar território nacional para ver como soam em cima de um palco. A francesa tem mais do que bons motivos para voltar, como fica bem provado neste belíssimo vídeo.

É magia: Tweet está de volta
· POR André Gomes · 22 Jan 2016 · 17:36 ·


A princesa do R&B Tweet está de volta em 2016 com um novo disco. Depois de "Won't hurt me", a norte-americana acaba de revelar mais um single incluído em Charlene, o disco que chegará até nós com todo o mel a 26 de Fevereiro de 2016.

O tal novo single chama-se "Magic" - agora entendem o título desta notícia? - e pode ser ser já ouvido aqui em baixo. Vídeo ainda não há mas vocês já conseguem certamente imaginar qualquer coisinha. Ponham esse imaginação a funcionar. O novo disco de Charlene Keys - é esse o nome que consta no seu BI - é o seu primeiro desde 2005. Imaginem.

Adam Green aka Aladino liberta “Never Lift a Finger”
· POR Fernando Gonçalves · 22 Jan 2016 · 16:45 ·
© Aaron Stern

“Aladdin” é uma filme independente de Adam Green às portas da estreia nos cinemas aliás, todo este filme é Adam Green, incluindo a banda sonora. Hoje, os desejos deste Aladino dos sete instrumentos tornaram-se realidade e aí está Adam Green com “Never Lift a Finger”, single de avanço do, também hoje lançado, Aladdin OST.

Através da desconstrução e recolocação do universo clássico deste conto, Adam Green, aqui músico, argumentista, realizador e actor, leva este Aladino pós-moderno num tapete voador que paira sobre temas tão inesperados como a repressão governamental ou a tecnologia. Desconstrução e surrealidade que são, de igual modo, transportados para a música do filme. Faltam dois desejos, fiquem com o concretizado “Never Lift a Finger”.

TOPES ILUSTRES 2015 - Kevin Morby
· POR Kevin Morby · 22 Jan 2016 · 15:24 ·


Ten favorite things from 2015 in no specific order 
 
1) Under Major Domo Minor by Patrick Dewitt
 
2) The Replacements at Porto Primavera Sound
 
3) Recording with Sam Cohen in Woodstock, NY
 
4) Recording at Stinson Beach, CA
 
5) Taos, New Mexico
 
6) Maui, Hawaii
 
7) Snorkeling for the first time
 
8)  Papaya with Lemon
 
9) Lee Ronaldo live at Storm King 
 
10) Touring with Jessica Pratt
 
ALBUMS
 
1) Little Wings - Explains
 
2) Kendrick Lamar - To Pimp A Butterfly
 
3) Jessica Pratt - On Your Own Love Again
 
4) Simon Joyner - Grass, Branch and Bone
 
5) Kurt Vile - Blieve I'm Goin Down
Queres fazer parte dos Massive Attack? Agora já podes
· POR Fernando Gonçalves · 22 Jan 2016 · 15:09 ·


Se és fã de Massive Attack ou até achas que a música deles poderia ser melhor, Fantom é a tua cara. Esta aplicação hoje lançada pela banda de Bristol permite ao usuário remisturar e reconstruir novas canções dos Massive Attack utilizando a localização, o movimento, a hora do dia, o batimento cardíaco ou a hora do dia como variáveis na produção do som final.

Para além de “membro” dos Massive Attack, o utilizador tem, ainda, a possibilidade de criar e gravar pequenos trechos vídeo que, posteriormente, poderão ser guardados e partilhados nas suas redes sociais, SMS ou canais peer-to-peer. Se isto é a tua cara ou a tua música, Fantom já se encontra disponível na App Store do iTunes de forma totalmente gratuita. Se numa outra altura diríamos que mexer seria estragar, agora deixamos-vos com a “Teardrop” e…façam melhor…se conseguirem.

Há Feira Morta no final do mês
· POR Paulo Cecílio · 22 Jan 2016 · 12:37 ·
© Filipe Felizardo

O e-mail demorou praí duas horas a abrir não sei porquê, mas quem espera sempre alcança. O e-mail a anunciar a nova Feira Morta, isto é. Realizar-se-à nos dias 30 e 31 de Janeiro e terá, como é seu apanágio, muita música: Far Warmth, Ostraliana, Verme, Bleandant, Jejuno e brynje 1og2, um par de bros canadianos sendo que um deles é saxofonista do gigante Dean Blunt.

As festividades desenrolam-se no SMUP (Parede) e a entrada custa entre 1€ e 3€ - dependendo de quanto querem dar. Podendo, é ir.

Whitney: vem aí o disco de estreia
· POR André Gomes · 22 Jan 2016 · 12:28 ·
© Sandy Kim

Não falamos de Whitney Houston, naturalmente, nem nada que se pareça. Falamos dos Whitney, uma banda de Chicago que se prepara para lançar o seu disco de estreia com os elo da sempre recomendável Secretly Canadian.

O single de estreia, "No Woman”, maravilha acústica a remeter para o universo dos Beirut, pode ser já ouvido e visto ali em baixo e promete fazer dos Whitney uma das bandas mais faladas de 2016. O disco propriamente dito deverá chegar ainda no decorrer de 2016.

Night Moves em direcção ao dia com novos álbum e single
· POR Fernando Gonçalves · 22 Jan 2016 · 11:43 ·


E quem diz dia diz novo álbum. Pennied Days assim se chama o novo disco de originais dos Night Moves, álbum com lançamento previsto para o dia 25 de Março com a chancela Domino. Com o anúncio da data vem também um pequeno rebuçado mascarado de single.

“Denise, Don’t Wanna See You Cry” é o primeiro avanço do registo e já se encontra audível e visível para todo o auditório. E porque eles não nos querem ver a Denise a chorar, fica o single.

Luís Fernandes era Astroboy; agora é Landforms
· POR André Gomes · 22 Jan 2016 · 11:07 ·
© Eduardo Brito

Decay é o título do primeiro trabalho discográfico de Landforms, o mais recente projeto de Luís Fernandes, membro dos peixe : avião, The Astroboy, entre outros muitos projectos. Este registo resulta de um processo de gravação, e posterior edição, levado a cabo durante o ano de 2015, um trabalho "baseado em trabalho exploratório com sintetizadores modulares, processamento electrónico de sinal e na vontade de explorar conceptualmente as noções de espaço acústico, textura e topografia".

Pedimos a Luís Fernandes que nos dissesse mais sobre este projecto e isto foi o que ele nos quis dizer: "desde meados de 2013 comecei a acumular gravações originadas por experiências com sintetizadores modulares, as quais sempre assumi como mero output exploratório do instrumento. Contudo, ao fim de um considerável número de gravações, senti que tinha material que poderia originar algo mais sério. Senti também que esta nova música devia ser assumida também por uma entidade nova, daí a razão para o surgimento deste projeto, que chamei de Landforms. Decay é o primeiro conjunto de temas."

O disco chega até nós a 29 de Janeiro com o selo da Easy Pieces, parte da bracarense PAD. O recomendadíssimo site Ritmos e Batidas estreou o primeiro tema (podem ouvir aqui) e nós agora estreamos o segundo, "Scatter". Para ouvir em exclusivo ali em baixo.

Tremor? Este ano ninguém está seguro nos Açores
· POR André Gomes · 21 Jan 2016 · 19:05 ·


Bitchin Bajas & Bonnie Prince Billy, Dan Deacon, PAUS, Filho da Mãe, Za! + Escola de Música de Rabo de Peixe, Sara Fontán, HHY & The Macumbas, Spank Lord, Rafael Carvalho, Rapeciâz Trio, Clinic e LostTapes DJ7 presented by Liverpool International Festival Of Psychedelia. Um palco para o ‪‎hip hop açoriano‬ com Fred Cabral, DJ RushRap, DML Oficial e Swift Triigga.

São os novos nomes do Tremor. Fora de brincadeiras. De 15 a 19 de Março acontece tudo isto em Ponta Delgada. E ainda mais. Cuidado e alto com isto.

Josh Homme e Iggy Pop, o segredo acabou hoje
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jan 2016 · 18:16 ·


"Dizem que conversas que são de dois não são para três. Parece que esta pérola da sabedoria popular chegou aos ouvidos de Josh Homme e Iggy Pop e, vai daí, arrumaram as suas trouxas e rumaram ao estúdio mais próximo. Tudo isto aconteceu em Janeiro de 2015 e daquele secreto encontro, sabe-se agora, saiu um álbum, mais concretamente e porque é de bom tom tratar as criaturas pelo nome, saiu Post Pop Depression."

Saiu que é como quem diz, porque a data de lançamento oficial também ainda é segredo, pelo menos o dia, porque num sussurro saiu o mês de Março disparado por um dos dois. Sem single a que nos agarrar atiramos com a mítica e, neste caso, rara “Passenger”, desta feita numa colaboração com David Bowie.

Porra, a Elizabeth Fraser está de volta!
· POR Paulo Cecílio · 21 Jan 2016 · 17:25 ·


No Reverence 2015, pedi ao Nick, assim como quem não quer a coisa, uma reuniãozita de Cocteau Twins. Algo quase impossível, como todos sabemos, mas disseram o mesmo do fim de Roma. Isto é quase, quase a mesma coisa.

A querida Liz está de regresso ao mundo da música com uma banda-sonora composta em parceria com o seu marido, Damon Reece, para a série de televisão Nightmare Worlds of H.G. Wells, que se estreia no próximo dia 28 de Janeiro. E, melhor ainda, já se pode ouvir um excerto daqui que nos espera. Tudo aí em baixo.

PJ Harvey parte tudo com o novo “The Wheel”
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jan 2016 · 17:15 ·


Foi no glamour apologeticamente imperialista da BBC que PJ Harvey apresentou o single de avanço do seu novel disco de originais The Hope Six Demolitions Project, com saída prevista para dia 15 de Abril, e o primeiro single dele extraído: “The Wheel”.

Criado e executado numa sessão pública no âmbito de uma exposição de um museu londrino, The Hope Six Demolitions Project, é uma das faces visíveis de uma série de viagens que a cantora encetou por países tão diversos como o Kosovo e o Afeganistão. Agora, ao que interessa, fiquem com “The Wheel”.

Youthless entregam-se às feras com This Glorius No Age
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jan 2016 · 16:54 ·


Fazendo juz ao nome, a banda norte-americana Youthless, a viver mais ou menos em Portugal, ameaça e concretiza o lançamento do seu primeiro LP This Glorious No Age já no próximo dia 7 de Março. Com a chancela Nosdiscos, o novo álbum é o clímax de uma carreira iniciada em 2009 com o EP Telemachy , então um registo que mostrava a inclinação da banda pelo noisy garage, mas que, agora, com o novo disco se lança de cabeça sobre o rock, nomeadamente sobre a sua história, e o psy-folk sob um pano de fundo mais intimista e pessoal.

Quem estiver interessado em conhecer um pouco mais os Youthless e, em particular, o seu This Glorious No Age poderá fazê-lo no dia 11 de Março no Music Box lisboeta a que se seguirá uma tour por várias cidades de Portugal continental, entre as quais o Porto, num concerto agendado para o dia 12 de Março no Maus Hábitos. Para já fica o single de avanço deste This Glorious No Age, “Attention”.

Novo de Cass McCombs já tem data de lançamento
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jan 2016 · 15:26 ·


Desta feita, em colectivo, com os Skiffle Players, o novo álbum do músico norte-americano Cass McCombs já tem data de lançamento marcada para 12 de Fevereiro. Skifflin’, assim se chama a criatura, terá a chancela editorial da “independente” Spiritual Pajamas e já conta com o single de apresentação “Omie Wise”.

Californiano de nascença, a música de Cass passeia-se por entre bairros habitados por coisas tão diversas como o rock, o folk, o punk ou o alt country, num percurso de 15 anos que já conta oito álbuns na algibeira. Para já, “Omie Wise”.

Naðra estreiam-se nos discos amanhã
· POR Vitor Bruno Pereira · 21 Jan 2016 · 15:07 ·


Os impronunciáveis Naðra (Nadra? Nathra? Naóra?) preparam-se para deitar cá para fora Allir vegir til glötuna, qualquer coisa como “todos os caminhos para a ruína”, diz-me o tradutor do google. Um bom presságio, portanto.

É o primeiro disco a sério do grupo que junta membros dos Carpe Noctem, Misþyrming e Mannveira. Allir vegir til glötuna é lançado amanhã em CD pela portuguesa Signal Rex e terá já em Fevereiro edições em cassete e vinil, pela Vánagandr e Fallen Empire Records, respectivamente. Se a demo já apontava numa direcção, o disco confirma : esta malta domina o black metal antiquado, com um toque de melodia.

Burnt Friedman & Jaki Liebezeit de regresso a Lisboa
· POR Nuno Catarino · 21 Jan 2016 · 14:54 ·


A dupla constituída por Burnt Friedman (Nu Dub Players, Flanger, etc.) e Jaki Liebezeit (o lendário baterista e fundador dos Can) está de regresso a Lisboa. Depois de ter passado pelo Maria Matos em 2009, a dupla que tem colaborado desde 2001, gravando a série de álbuns Secret Rhythms, volta à capital portuguesa, actuando desta vez no Musicbox, no dia 6 de Fevereiro.

Além de Friedman & Liebezeit, actuam na mesma noite ainda SwitchSt(d)ance (live) e Rompante (clubbing). Os bilhetes custam 12 euros e estão à venda na bilheteira online e locais habituais.

Reverence Festival Valada 2016 confirma The Damned e 5 outros nomes
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jan 2016 · 12:29 ·


A terceira edição do festival Reverence irá contar com a presença dos Damned, banda que após 40 anos de carreira se irá estrear nos palcos portugueses. A confirmação chegou-nos pela mão da organização do festival realizado em Valada, Cartaxo, que, para além da banda britânica, também assegurou a presença dos portugueses Mécanosphère de Adolfo Lúxuria Canibal, dos LSD & The Search For God, Dead Meadow, The Cult Of Dom Keller e Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs.

Estes nomes irão juntar-se às doze confirmações anunciadas em Dezembro último, entre as quais e à cabeça estarão os Killing Joke. Como se referiu, a confirmação de Damned trás muito mais do que um concerto a Valada. Os decanos do punk rock britânico estão a celebrar quatro décadas do lançamento do seu primeiro single “New Rose”. Celebrações que atingirão o ponto alto em Maio com a apresentação do seu novo álbum de originais Damned Damned Damned em Londres, álbum e banda que o público português poderá agora assistir pela primeira vez em Setembro.

O festival irá desenrolar-se entre os dias 8 e 10 de Setembro e os bilhetes, entre os quais os passes para os três dias de concertos, já se encontram disponíveis nos pontos de venda habituais (FNAC, Bilheteira online, etc). Em jeito de recordação, fiquem com “New Rose”:

Bombino, do deserto com novo Azel tuareggae
· POR Fernando Gonçalves · 21 Jan 2016 · 12:00 ·


Nascido e criado nos confins nigerinos do deserto do Sahara, Bombino acaba de anunciar a data de lançamento da sua nova “rosa do deserto”. Azel, registo de originais que vem substituir o aclamado Nomad, disco que contou, então, com a produção de Dan Auerbach dos Black Keys, estará disponível a partir do dia 1 de Abril e do qual já se pode ouvir o primeiro single “Inar”,também ele ainda a cheirar a novo.

Desta feita, o quinto álbum de originais deste tuaregue acolheu a colaboração dos nova- iorquinos Dirty Projectors de David Longstreht e as diferenças para os anteriores discos do nigerino fazem-se notar, de acordo com Bombino, de modo imediato, a começar pelo nascimento de um novo estilo musical: o tuareggae.

“Isto (taureggae) é algo que ando a introduzir nos meus espectáculos ao vivo nos últimos dois ou três anos e, esta, foi a minha oportunidade de o introduzir num álbum. Adoro esta mistura de música tuaregue com os ritmos do reggae”, confidencia Bombino em entrevista à Rolling Stone. Bombino e o seu tuareggae em “Inar”.

Air confirmados no NOS Primavera Sound Porto
· POR André Gomes · 21 Jan 2016 · 11:31 ·


Foi anunciada uma avalanche de nomes para a edição-mãe do Primavera Sound, em Barcelona e nós tivemos direito a... um nome. O duo francês Air é a primeira confirmação para a quinta edição do NOS Primavera Sound, que volta ao Parque da Cidade, no Porto, nos dias 9, 10 e 11 de Junho de 2016.

Informações úteis? O passe geral para o NOS Primavera Sound 2016 está à venda pelo preço de 90€ e pode ser adquirido em bol.pt, Atrápalo, Seetickets, Ticketscript, Masqueticket, Ticketea, Portal NOS Primavera Sound e nos locais habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés, Worten, …).

Primavera Sound Barcelona: os nomes
· POR André Gomes · 21 Jan 2016 · 10:20 ·


Sabemos como a programação do Primavera Sound Barcelona pode ser excitante. Sabemos porque é um dos melhores festivais do mundo. E sabemos porque uma boa parte dos nomes transita diariamente para o cartaz do irmão portuense do evento. E aqui estão eles. São muitos. São mais do que as mães. E podem ser consultados aqui.

Mas nós resumimos aqui alguns deles: Radiohead, LCD Soundsystem, PJ Harvey, Tame Impala, Sigur Rós, Suede, Air, Explosions in the Skjy, The Last Shadow Puppets, Brian Wilson, ó, pá, porra não dão. São demasiados. Vão ali ao link e vejam por vocês mesmos. Façam as vossas escolhas para o cartaz do Porto. E boa sorte.

Radiohead no Alive? Podem acreditar que sim
· POR André Gomes · 21 Jan 2016 · 10:12 ·


A notícia pela qual muitos esperam há anos acaba de chegar. Os Radiohead acabam de confirmar presença na 10.ª edição do NOS Alive. A banda de Thom Yorke sobe ao Palco NOS a 8 de Julho, dia em que estão igualmente confirmados Tame Impala, Foals, Years & Years, Hot Chip, Father John Misty e Courtney Barnett.

E agora detalhes: o NOS Alive acontece no Passeio Marítimo de Algés entre os dias 7 e 9 de Julho. Os bilhetes para o festival já se encontram à venda e custam 119 euros (passe para os três dias) e 56 euros (para um dia apenas).

Laura Gibson regressa aos discos
· POR André Gomes · 20 Jan 2016 · 18:53 ·


Depois de quatro anos de silêncio, Laura Gibson prepara-se para lançar o sucessor de La Grande (2012, Barsuk). O novo disco da cantautora norte-americana chama-se Empire Builder e terá o selo da Barsuk Records (EUA) e City Slang Records (Reino Unido e Europa). Chegará a todos nós no dia 1 de ABril.

A artista anuncia as melhores canções que já escreveu, tocadas com as suas pessoas favoritas no planeta. Já é possível ouvir a belíssima primeira canção deste novo registo, "The Cause". É aqui em baixo, é aqui em baixo.

Yan-Gant Y-Tan, no Lounge
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 18:23 ·


A primeira sessão da Filho Único no Lounge neste ano de 2016 contará com a presença de Yan-Gant Y-Tan, guitarrista extraordinaire que levará a este espaço lisboeta os temas do seu EP homónimo, acabadinho de lançar no Bandcamp (o mesmo estará por lá à venda, numa edição em CD limitada).

A acompanhá-lo estarão Hipster Pimba - o nome diz tudo - e o Clube da Nova Manhã, colectivo conduzido pelos dinamarqueses Holger e Asger Hartvig, que detêm de momento uma residência artística no Barreiro. A fechar a noite, DJ set de Music e Sar. Entrada gratuita, ora pois.

Autolux com novo álbum
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 15:31 ·


Para quem não sabe, Future Perfect é um dos melhores tesourinhos perdidos da década passada, álbum de estreia onde os Autolux pareciam destinados a coisas bonitas, tendo-se perdido um pouco pelo caminho. De 2004 até hoje passaram muitos anos e alguns trabalhos, tempo suficiente para que a banda voltasse a encontrar o seu rumo.

Os Autolux editarão um novo álbum este ano, intitulado Pussy's Dead, que marca o seu regresso aos discos após Transit Transit, de 2010. O álbum sai a 1 de Abril, tendo sido produzido por BOOTS, e já é possível escutar "Soft Scene", o primeiro single

M. Ward com novo single
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 15:26 ·


O cantautor norte-americano voltará aos discos em Março com a edição de More Rain, primeiro álbum em quatro anos. O disco, que como o título poderá indicar é descrito pelo músico como «indicado para épocas de chuva», será editado no dia 4 de Março com o selo da Merge e já é possível escutar outra das canções que dele farão parte, "Confession", segundo single a ser conhecido após "Girl From Conejo Valley".

No disco caberá ainda gente como Peter Buck, Neko Case e k.d. lang, entre outros, sendo que podem consultar a tracklist - e o single - aí em baixo.


 
01. More Rain
02. Pirate Dial
03. Time Won’t Wait
04. Confession
05. I’m Listening (Child’s Theme)
06. Girl From Conejo Valley
07. Slow Driving Man
08. You’re So Good To Me
09. Temptation
10. Phenomenon
11. Little Baby
12. I’m Going Higher
Nova de Underworld, para ouvir
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 14:52 ·


Depois de um concertão do caralho no Primavera Sound virá, espera-se, um álbum do caralho. Os Underworld voltarão aos discos em Março com o sucessor de Barking, editado em 2010, e intitulado Barbara Barbara, we face a shining future, um título bonito que espelhará, com sorte, a música.

Para já nem por isso: "I Exhale", primeiro single de avanço, não é tão brilhante quanto o futuro mas enevoada, como o pós-punk na qual se parece ter inspirado. Ouçam-na em baixo. O disco sai a 18 de Março pela Caroline.

Primeiros nomes para o NeoPop
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 14:38 ·


O festival minhoto dedicado à electrónica anunciou hoje os primeiros nomes que farão parte do seu cartaz para 2016. Destaque desde logo para o veterano Carl Cox, que assim regressa a Portugal - e ao festival -, seguido de Ben Sims e James Ruskin, Matador e Unforeseen Alliance.

Com o techno em altas, salientar que os passes estão à venda nos locais habituais e valem 65€. O NeoPop realiza-se junto ao Forte de Santiago da Barra nos dias 4, 5 e 6 de Agosto.

Xita faz a festa dia 30
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 12:41 ·


A Xita Records celebrará pela primeira vez a sua existência no próximo dia 30 de Janeiro no EKA Palace, em Lisboa. Dito por miúdos, é a primeira Noite Xita, uma mostra daquilo que a label tem para oferecer e um encontro entre amigos e colegas.

Na festa, será lançada em CD-R uma compilação da Xita intitulada Um EP Xita Records (que também estará disponível no Bandcamp a partir de dia 24), com temas de gente da casa como Primeira Dama, Ninaz, Grand Sun, ØRTOS e João Raposo, que também irão actuar; e, com eles, estarão convidados especiais como Filipe Sambado, Mighty Sands, C de Croché, Sallim e DJ Sar e ainda uma surpresa, que não sei se posso anunciar mas vão por mim, é altamente. A festa começa pelas 16h e a entrada vale 5€. Conheçam melhor a Xita, aqui.

Luís Severo em tour contínua
· POR Paulo Cecílio · 20 Jan 2016 · 12:13 ·


O ex-Cão mais bonito de todos irá andar pelo país a bordo da Maternidade, com uma série de concertos de norte a sul onde continuará a apresentar ao vivo as canções de Cara D'Anjo, o seu disco mais recente. Em Janeiro e Fevereiro, o ex-Cão/o Severo/o Gravito andará por Lisboa, Rio Maior, Coimbra, Santarém, Monção, Braga e Vila Real, ficando só a faltar mesmo as ilhas - mas no futuro, quem sabe. Vejam as datas em baixo.



21/01, Lisboa @ The Decadente - 21h30
23/01, Rio Maior @ Anacronista - 18h00
24/01, Coimbra @ Aqui Base Tango - 17h00
11/02, Santarém @ Teatro Sá da Bandeira - 21h30
12/02, Monção @ Cine-Teatro João Verde - 21h30
13/02, Braga @ Sé Lá Vie - 23h00
27/02, Vila Real @ Festival Boreal - 21h30
Matthew e Natalie juntos em nova música
· POR Fernando Gonçalves · 20 Jan 2016 · 11:51 ·
© Wendy Lynch Redfern

“Cool Out” é o nome do bebé acabado de nascer da mente de Matthew E. White e Natalie Prass, esta última, convidada do primeiro para a concretização da fertilização.

Para além de Natalie Prass, “Cool Out” contou, ainda, com a colaboração de DJ Harrison, mas como na “cama” já não cabia mais ninguém, este “ficou-se” pela produção. “Cool Out” já anda por aí e pode ser ouvida ali em baixo. 

Madrilena Lucía Scansetti lança EP Dimensions of Dialogue
· POR André Gomes · 20 Jan 2016 · 11:35 ·


A madrilena Lucía Scansetti lançou recentemente o EP Dimensions of Dialogue, um disco tornado possível graças às maravilhas do crowfunding. Ambientes etéreos, alguma electrónica, uma voz límpida e pura. "Dare", uma das canções deste novo registo, pode ser ouvida ali em baixo.

O disco foi gravado por Iván González e Antonio Pérez nos Subsonic Estudios em Março de 2015. Foi misturado por Iván González e Charlie Bautista. 

Bloc Party tentam de novo a 29 de Janeiro
· POR Fernando Gonçalves · 20 Jan 2016 · 10:21 ·
© Rachael Wright

Já vão longe os sucessos de Silent Alarm ou de A Weekend in the City mas os britânicos Bloc Party estão aí para tentarem de novo a 29 de Janeiro com o ainda quente HYMNS. Refira-se que, há uma semana, a banda lançou “Virtue”, terceiro single extraído do novo álbum que substituiu os anteriores “The Good News” e “The Love Whitin”.

Três singles que, com pouca margem de erro, farão parte do alinhamento do concerto que a banda fará em Lisboa por ocasião do festival Super Bock Super Rock. Fiquem com “Virtue”.

Four Tet e as mães que saem do ventre
· POR Fernando Gonçalves · 20 Jan 2016 · 09:41 ·


Da colaboração entre o britânico Four Tet e o produtor australiano Designer acaba de nascer o novo single “Mothers”. Este single encabeçará o alinhamento do álbum 12, disco, no entanto, sem data oficial de lançamento.

Relembre-se que esta parceria já rendeu os seus frutos no ano passado, altura em que a dupla libertou o single “Dark”. Para uma primeira audição fiquem com “Mothers”.

Bonnie Prince Billy com álbum a caminho
· POR Rita Neves · 20 Jan 2016 · 09:33 ·


Das falecidas Peel Sessions, que ficaram para trás depois da morte do seu mentor, John Peel, nasce o novo álbum de Bonnie Prince Billy. Além de incluir três das músicas interpretadas por Bonnie nestas sessões, o disco lançado no dia 22 inclui covers e até canções originais.

O álbum vai incluir êxitos como "(I Was Drunk At The) Pulpit", "Death to Everyone" e "The Cross" de Prince, reinterpretada por Bonnie. O álbum já está disponível em pré-encomenda. Esta é "Rich Wife Full of Happiness", que constará do álbum.

Charles “Mestre da soul” Bradley regressa com Changes
· POR Fernando Gonçalves · 20 Jan 2016 · 00:52 ·


E aí está. Charles Bradley tem novo disco na calha. O “bicho” dá pelo nome de Changes e tem estreia prevista para 1 de Abril pela mão da editora Dunham Records.

O “animal” de palco, nomeado pela revista Paste como “Melhor actuação ao vivo de 2015”, enfrenta, com este novo álbum e depois de passagens por festivais tão emblemáticos como Coachella, Glastonbury ou o muito português Paredes de Coura (2015), as feras e as esferas discográficas pela terceira vez e sem medo, como o primeiro e homónimo single deixa entrever.

“Changes”, o single, nasce de uma “sentida” reinterpretação do clássico com o mesmo nome dos Black Sabbath e o resultado é, no mínimo, extraordinário. Apesar de “curta duração” no que aos álbuns diz respeito, este é apenas o terceiro registo do músico nascido em Gainsville, Flórida, a carreira deste homem, que começa com uma comparação fisionómica com James Brown, é tudo menos simples.

Depois de décadas de actuações em bares obscuros, bandas falhadas e trabalhos que nada fariam antecipar uma carreira na música, Charles Bradley é “descoberto” em 2002 pela Daptone Records, a mesma editora que, nove depois, lhe edita o primeiro e fulgurante álbum No Time For Dreaming a que se segue Victim Of Love, disco com que conquistou, finalmente, a América e o mundo. Fiquem com a poderosa “Changes” pela voz de Charles “Mestre da soul” Bradley.

Reedição de Steve Werner a 22 de janeiro
· POR Vitor Bruno Pereira · 19 Jan 2016 · 17:12 ·


O ano de 2016 ainda mal começou mas a londrina Earth Recordings já se prepara para desenterrar o disco homónimo de Steve Werner, lançado inicialmente em 1979. O disco, que foi gravado ao longo de três anos, foi o único lançamento de Warner, que assumiu ainda a produção e mistura. O resultado é uma folk que tanto é delicada num momento como psicadélica logo a seguir, aparentemente inspirada em sonhos mudos e abstractos sobre... música.

Em suma, é mais uma redescoberta interessante por parte da Earth. O disco vai estar disponível nos formatos do costume e “Untitled” já pode ser ouvida aqui.

Cuidado aí: vem aí novo disco de Kevin Morby
· POR André Gomes · 19 Jan 2016 · 15:50 ·


O nosso muito querido Kevin Morby (já nem é preciso dizer que é ex-Woods, pois não?) acaba de anunciar o seu novo disco, Singing Saw, o sucessor de Still Life, editado em 2014. Este novo registo chega já no próximo dia 15 de aBril com o selo da Dead Oceans. A capa do disco é aquela que podem ver ali em cima.

Ali em baixo podem ouvir e ver um trailer que antecipa este novo disco. Mais abaixo podem ver o alinhamento da coisa. Neste disco o norte-americana contou com as colaboraçóes de Sam Cohen (Apollo Sunshine, Yellowbirds), o pianista Marco Benevento, as vozes de Hannah Cohen, Lauren Balthrop e Alecia Chakour, os bateristas Nick Kinsey e Justin Sullivan, as cordas de Oliver Hill e Eliza Bag, entre outros.

Fica a promessa de um disco de arranjos fartos. Em Maio vai andar em digressão pela Europa mas, calma, ainda não é a nossa vez.



01 Cut Me Down
02 I Have Been to the Mountain
03 Singing Saw
04 Drunk and on a Star
05 Dorothy
06 Ferris Wheel
07 Destroyer
08 Black Flowers
09 Water
Éme e Moxila, juntos pelo norte
· POR Paulo Cecílio · 19 Jan 2016 · 15:13 ·


As verdadeiras Battles In The North: Moxila levará Éme em digressão por Braga, Porto, Aveiro e Barcelos, numa digressão conjunta em que ambos apresentarão as suas canções fofinhas.

A festa começará no Porto, no Café Au Lait, esta quinta-feira (numa noite Favela Discos que começa pelas 23h30) e estende-se depois a Braga, ao Sé La vie (22h, 3€), Barcelos, no CCOB (22h30, 3€) e Aveiro, na Galeria Má-Arte (17h30, 4€). A não perder.

Vem aí novo de Old Jerusalem
· POR Paulo Cecílio · 19 Jan 2016 · 15:04 ·
© Joel Faria

O cantautor português irá lançar o sucessor do seu disco homónimo, editado em 2011, no próximo mês de Março. A Rose Is A Rose Is A Rose vai buscar o seu título ao conhecido poema de Gertrude Stein e foi desenvolvido em colaboração com Filipe Melo, que aqui se encarrega do piano e dos arranjos de cordas.

A sua data de lançamento está marcada para 11/3 e Old Jerusalem irá apresentá-lo em Lisboa (ZdB, a 2 de Abril), Porto (Maus Hábitos, 8 ) e Barcelos (Teatro Gil Vicente, 16). Fiquem com "One For Dusty Light" e respectivo vídeo.

Mr. Fingers de regresso
· POR Paulo Cecílio · 19 Jan 2016 · 14:40 ·


Larry Heard está de volta ao nome que lhe deu fama - e com o qual assinou "Can You Feel It", que 30 anos depois continua a ser uma das maiores malhas de sempre - para um novo EP, a sair no final de Fevereiro através da Clone, com a qual a label do próprio Heard desenvolveu uma parceria.

O 12'' polegadas será homónimo e contará com quatro faixas, as quais podem desde já picar no Soundcloud. In the beginning there was Jack...

Låpsley prepara álbum de estreia
· POR Paulo Cecílio · 19 Jan 2016 · 12:06 ·


Após um EP muito bem recebido por público e crítica mais atentos, Understudy, Låpsley irá editar o seu álbum de estreia no próximo dia 4 de Março, com o cunho da XL Recordings.

Long Way Home será composto por doze faixas e a cantora descreve-o como «uma autobiografia do meu ano passado», tendo partilhado um novo single, "Love Is Blind", em jeito de antecipação. Podem ouvi-lo aqui em baixo.

Bleached dão as boas-vindas aos “vermes”
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jan 2016 · 11:53 ·


Calma, é apenas uma tradução muito ligeira daquele que será o novo álbum das californianas Bleached, Welcome The Worms, que das catacumbas do subsolo sairá para a luz no dia 1 de Abril e do qual foi extraído o primeiro single “Keep On Keepin On”.

Com o punk, ainda, como raiz primeira da sua música, o novo registo anuncia umas Bleached mais maduras e emocionais, mudanças que também se estendem à produção, com a “contratação” do produtor e engenheiro de som Joe Ciccarelli, responsável pelo tratamento sonoro de nomes como Morrissey, Elton John ou The Strokes.

“Estava em roda livre. Estava a perder o controlo da minha vida emocional e criativa, estava a afundar-me, só queria fugir. Aí percebi, que as Bleached eram a única coisa que me interessavam”, relata a mentora de Welcome The Worms e vocalista da banda Jennifer Clavin a respeito da ruptura amorosa que foi o derradeiro impulso criativo que assistiu à construção deste novo disco de originais.

Apesar de pintarem uma imagem frívola de Los Angeles, desde as bebedeiras aos tórridos romances de uma só noite, estas “boas-vindas aos vermes” e o seu primeiro single são, apenas, sublinha Jennifer, a expressão da vontade de “fazer música tão real como a vida”. Para já, “Keep On Keepin On”.

Vem aí um álbum de Porches
· POR Rita Neves · 19 Jan 2016 · 11:15 ·
© Jessica Lehrman

O novo álbum da banda americana Porches chama-se Pool e a data de lançamento está marcada para o dia 5 de Fevereiro. Com o selo da Domino Records, este é o primeiro trabalho completo de Aaron Maine no seu projecto a solo.

Num cenário "indie-popesco", Pools é assim, uma reflexão sobre a sua nova vida na cidade de Nova Iorque. Segue-se uma digressão norte-americana a partir dos meses de Março e Abril. Já podem ouvir o single "Be Apart" em baixo.

Tame Impala no Alive
· POR André Gomes · 19 Jan 2016 · 09:56 ·


Os Tame Impala, banda liderada por Kevin Parker, são a mais nova confirmação do NOS Alive’16. A banda australiana regressa a Portugal para apresentar Currents, lançado em 2015. Coisas que lembramos: que o festival acontece em Algés nos dias 7, 8 e 9 de Julho. E que os bilhetes custam 119 euros (passe geral) e 56 euros (bilhete diário).

E agora a recapitulação da matéria dada. O alinhamento do festival tem já confirmados Courtney Barnett, Father John Misty, Foals, Hot Chip, John Grant, José González, M83, Pixies, Tame Impala, The 1975, The Chemical Brothers, Wolf Alice e Years & Years.

Novo single para Shearwater
· POR Fernando Gonçalves · 19 Jan 2016 · 00:17 ·
© Sarah Cass

É de Austin, Texas, terras de arreigados costumes e grandes bandas, que nos chega mais um novidade, desta feita pelas mãos dos Shearwater, que acabam de anunciar o lançamento de “Only Child”, o mais recente single do novíssimo álbum Jet Plane and Oxbow, disco com lançamento oficial marcado para dia 22 deste mês pela mão da Sub Pop.

Produzido por Danny Reisch, colaborador frequente da banda texana, Jet Plane and Oxbow, contou, ainda, com a participação do compositor Brian Reitzell, Wye Oak’s Jess Wesner, Cully Symington e Howard Draper num trabalho que demorou dois anos a cozinhar. Para os curiosos aqui fica “Only Child”.

A Senhora está de volta
· POR Fernando Gonçalves · 18 Jan 2016 · 21:55 ·
© Maria Mochnacz

Polly Jean Harvey para a mãe ou PJ Harvey para milhões, voltou. Depois do tremendo Let England Shake, a “dona disto tudo” anunciou que, na próxima quinta-feira, 21 de Janeiro, será lançado oficialmente o primeiro single do seu novo álbum, quer um quer outro, ainda sem nome.

Aparte o desconhecimento em relação ao nome, é certo que o seu novo trabalho colheu inspiração das viagens da cantora britânica com o realizador Seamus Murphy pelo Kosovo, Afeganistão e Washington D.C., como certo é o local escolhido por PJ para a apresentação do single: BBC Radio. Para já fiquem com um pequeno teaser do que poderão ouvir quinta-feira.

Topes Ilustres 2015 - Luiz Gabriel Lopes | LG Lopes / Graveola e o Lixo Polifônico / TiãoDuá
· POR Luiz Gabriel Lopes · 18 Jan 2016 · 21:53 ·
© Maria Vaz

2016 começou e eu já na estrada, explorando cores e sabores numa viagem de pesquisa e retiro pelos Brasis do norte. No momento estou em Belém do Pará, a "cidade-luz da Amazônia", após passar por Macapá e pela ilha de Marajó em situações com internet precária e muitos estímulos offline. Respondo, portanto, com atraso, o pedido do meu camarada André Gomes, para listar alguns dos meus álbuns favoritos do ano que passou, para o site da Videoteca Bodyspace. Mas vamos a isso.

Pensei um bocado sobre que direção tomar nessa lista. Afinal há um oceano de possibilidades, música de todos os tipos & por todos os lados. A produção brasileira, da qual estou mais próximo por geografia e afeto, é gigantesca. Definitivamente não farei aqui o papel de alguém que acompanhou verdadeiramente a enxurrada de álbuns lançados. Sou antes um compositor-ouvinte, um ouvinte-autor, interessado na diversidade de sons e sotaques, imagens e ritmos que nos atravessam por este país de cá. Não tanto um pesquisador dedicado, mas um escutante apaixonado pela lei natural dos encontros.

É nessa vibração que procurei listar, portanto, uma dezena de álbuns que me atravessaram o percurso do ano por vários motivos, proximidade, envolvimento e afeto, sempre com intensidade transformadora. Não em nenhuma ordem de preferência: tenho grande apreço por cada um deles. Com pequenos comentários.

Virgínia Rodrigues (BA) - Mama Kalunga

A voz da baiana Virgínia Rodrigues é um tesouro secreto. Pedra densa e de brilho ímpar, reluz numa velocidade lenta e mágica ao longo do álbum. A acertadíssima produção de Tiganá Santana encerra a atmosfera das canções numa névoa que convida a uma escuta ritual. Lindíssimo disco.



Pietá (RJ) - Leve o que quiser

Fui ao show de lançamento deste álbum no Rio de Janeiro, em outubro do ano passado. Saí de lá maravilhado com a força e a potência da música deste grupo, que mistura a inspiração lírica e melódica de raiz nordestina com informações da contemporaneidade urbana, na concepção de harmonias e arranjos. A cantora Juliana Linhares me impressionou muito pela vitalidade de sua performance. Escrevi um texto apaixonado sobre o show, aqui.



Xangai (BA) - Xangai

Xangai é um dos grandes mestres cantadores da música brasileira. Guardião de uma sabedoria popular já quase extinta, em seus trejeitos e linguajares muito próprios, lança este álbum de voz e violão após largos anos sem um disco inédito. É um dos principais intérpretes de grande parte do cancioneiro brasileiro folk de raiz nordestina, e sua obra como autor se mistura à de seus muitos parceiros. Nos anos 80, participou do lendário projeto Cantoria, que percorreu o Brasil numa caravana de cantadores ao lado de Elomar, Vital Farias e Geraldo Azevedo, resultando em dois grandiosos álbuns ao vivo.

Infelizmente não encontrei seu disco disponível online.

Gustavito (MG) - Quilombo Oriental

Gustavito é um dos grandes faróis da nova geração da música produzida em Minas Gerais. Acompanho suas peripécias como compositor desde antes de seu primeiro disco, o obscuro "Dezessete Faces", quando ainda assinava por Gustavo Amaral. Sua grande estréia com o novo codinome acontece com o maravilhoso álbum "Só O Amor Constrói", já refletindo cores astrais do carnaval de rua de Belo Horizonte, no ensolarado verão de 2012. Em "Quilombo Oriental", Gustavito aprofunda sua pesquisa solar, fortalecendo a persona festiva e colorida de suas inspiradíssimas composições, já decantadas pelo calor dos anos e vestidas por arranjos de uma fabulosa banda. Tenho a sorte de tê-lo como amigo e parceiro!



Iconili (MG) - Piacó

Conheço o Iconili desde quando eram um quinteto, mais ligado a experimentações na linguagem do post-rock, com riffs hipnóticos e uma musicalidade fortemente influenciada pelas trilhas sonoras de road-movies. Após mudanças na formação, a banda cresceu e se tornou um grupo de 13 (!!), ampliando sua pesquisa na direção do afro-beat e da música orquestral brasileira filiada à escola de Moacir Santos. Suas apresentações ao vivo são sempre incendiárias. "Piacó" é pra mim um dos grandes lançamentos de 2015.



Tiganá Santana (BA) - Tempo e Magma

Das grandes descobertas musicais dos últimos anos, a música de Tiganá Santana ocupa hoje um espaço privilegiado na minha prateleira espiritual e afetiva. Estudioso das matrizes culturais afro-brasileiras, Tiganá utiliza línguas africanas em suas canções, e também escreve em português, inglês e francês. Sua música reflete talvez o sentido original do termo world-music, resultando numa mistura singular e própria, em que se ouve a voz de um autor maduro e de larga envergadura musical e poética. O som de sua voz e seu violão-tambor revelam pra mim algo próximo do sagrado.



Pedro Carneiro (RJ) - Vovô Bebê

Pedro Carneiro é um extraterrestre. Sua música vem de um planeta muito especial, estranho e maravilhoso. Integrante do grupo "Dos Cafundós", Pedro estréia como solista em "Vovô Bebê". O álbum é um mergulho pelas águas densas e imprevisíveis de um compositor tão original quanto indescritível. As letras transbordam uma poesia coloquial altamente, sempre com traços de um humor sarcástico. A valiosa assinatura do mestre Chico Neves na produção do disco torna o resultado ainda mais saboroso. Não indicado para os ouvintes preguiçosos, fundamental para os curiosos.



Di Souza (MG) - Não Devo Nada pra Ninguém

Di Souza é um acontecimento. Como diz uma amiga, "ele nasceu para o showbusiness": sua desenvoltura como band-leader é a de um comediante em plena forma, seguindo os trilhos esquizofrênicos e geniais de Tom Zé. Após longos anos trabalhando como músico e arranjador em diversos projetos da cena mineira, Di Souza vem a público com seu primeiro álbum solista em grande estilo. "Não Devo Nada pra Ninguém" é uma viagem insana pelos mil planetas do universo de um artista tão complexo quanto popular. A ironia fina das canções se revela nas múltiplas camadas dos engenhosos arranjos. Perdi o show de lançamento, em dezembro de 2015, em Belo Horizonte, mas soube que foi histórico.



Zé Manoel (PE) - Canção e Silêncio

Em junho deste ano, fui ao show de lançamento do álbum Canção e Silêncio, do compositor pernambucano Zé Manoel. Sempre tive boas referências dele, mas ainda não conhecia seu trabalho a fundo. Neste concerto me felicitei por conhecer mais de perto amúsica de um cantautor cardíaco e classudo. Cantando os temas ao piano, Zé Manoel trilhava o caminho do concerto com segurança e humildade. Os pés fincados na tradição lírica e melódica do nordeste, com a sutileza de uma abordagem contemporânea nos arranjos. O álbum é um abraço para os ouvidos.



LG Lopes (MG) - O Fazedor de Rios

Em 2015 lancei este que é meu segundo disco solo. Fruto de um lento processo, disperso em três anos produzindo nas brechas do cotidiano, é um álbum que fotografa uma parte significativa da minha produção como compositor, que ainda não tinha sido registrada nos grupos que faço parte. Além dos "Escafandristas", a banda base deste projeto, tive a alegria de contar com participações muito especiais, dentre as quais o meu camarada e professor Chico César.

Minta & The Brook Trout lançam novo disco em Fevereiro
· POR André Gomes · 18 Jan 2016 · 16:27 ·


Acaba de nos chegar a notícia de que Minta & The Brook Trout lança novo disco este ano, Slow de seu nome. Mal soubemos, corremos a falar com Francisca Cortesão com a seguinte pergunta: se a tua família te perguntasse como era este novo disco, o que dirias? "Então, tem onze músicas e foi feito com carinho", disse-nos. "As músicas demoraram mais a aparecer do que era costume, e por isso a gravação foi sendo adiada. Mas a demora – que acabou, entre outras coisas, por dar nome ao disco – acabou por dar em canções que de outra maneira não teriam surgido". 

Mas há mais: "Foi produzido pela Mariana e por mim, gravado pelo Nelson Carvalho na Valentim e por nós no nosso micro-estúdio. E arranjado pela banda toda, agora renovada, com a entrada da Margarida Campelo e do Bruno Pernadas". 

O disco chega então em Fevereiro (no dia 26, mais precisamente) e terá o selo da Valentim de Carvalho/Norte Sul. A belíssima capa (ali em cima) é da autoria de José Feitor. O primeiro single pode ser ouvido aqui em baixo.

As músicas perdidas do Daniel João
· POR Paulo Cecílio · 18 Jan 2016 · 16:12 ·


Perdidas não estão porque estão aqui, à distância de um clique. O Daniel João é uma alma gentil que acaba de lançar o seu disco pela Gentle, tendo decidido gravá-lo «porque estava aborrecido» - o que é uma razão perfeitamente válida e compreensível.

As Músicas Perdidas do Daniel João tem dez faixas e foi gravado em Carnide, Lisboa, em Novembro passado. Podem ouvi-lo ou descarregá-lo através do Bandcamp. Que é como quem diz aqui em baixo.

Jesu + Sun Kil Moon para escuta
· POR António M. Silva · 18 Jan 2016 · 16:06 ·


Anunciada em 2015, a colaboração entre Sun Kil Moon e Jesu desde logo se assumiu como uma das mais inusitadas e, talvez por isso, uma das mais esperadas de 2016. De um lado o peso de Justin Broadrick, do outro a candura melancólica de Mark Kozelek ao centro um disco soberbo que já se pode ouvir no site oficial dos Sun Kil Moon.

Jesu / Sun Kil Moon, assim se chama este disco, sai para as lojas no próximo dia 22 de Janeiro com selo da Rough Trade. Será que é pedir muito que nos visitem no Amplifest deste ano?

Não há mais festas em Los Angeles
· POR Paulo Cecílio · 18 Jan 2016 · 15:33 ·


...Mas, pelo andar da carruagem, a Internet estará todo o dia de hoje em festa. Kanye West não cumpriu a promessa de lançar uma canção nova todas as sextas-feiras, mas segunda-feira é um dia tão bom como outro para ouvir música nova dele.

"No More Parties In L.A." foi hoje disponibilizada através do Soundcloud e conta com a presença de Kendrick Lamar, num encontro de titãs que podem ouvir aí em baixo. SWISH, o sucessor de Yeezus, sai a 11 de Fevereiro.

Bob Mould com novo disco
· POR António M. Silva · 18 Jan 2016 · 15:21 ·


Desde que colocou um ponto final nos saudosos Hüsker Dü (banda que já anunciou não ter intenção de reavivar) Bob Mould tem-se mantido particularmente activo. Nos últimos três anos, assinou dois discos belíssimos – Silver Age (2012) e Beauty & Ruin (2014) – e em 2016, o guitarrista dá provas de não querer abrandar. Prova disso mesmo é Patch the Sky, que deverá ver a luz do dia a 25 de Março, pela mão da Merge Records.

Apesar de termos que esperar dois meses para poder deitar a mão a Silver Age - álbum que foi gravado na companhia de Jason Narducy (baixo) e Jon Wurster (bateria) –, já é possível ver (e ouvir) o vídeo para “Voices in my Head”, que serve de avanço para o décimo primeiro disco a solo do mestre Mould.

TOPES ILUSTRES 2015 - Sole Parody | Le Parody
· POR Sole Parody · 18 Jan 2016 · 15:14 ·

 
No es una lista de lo mejor del año: es la lista de discos que me flipó escuchar este año y que además coincide con que se publicaron este año. Probablemente me haya perdido muchos de los discos que salieron en 2015 y los escuche en 2016... Soy muy lenta y aleatoria escuchando música.
 
1. Jamie XX – In Color (lo más emocionante que escuché en años!)
2. Niño de Elche – Voces Del Extremo (el disco que más veces he escuchado, lo tengo en vinilo, que viene en cuatro discos, y lo pongo una y otra vez, una cara, y otra cara, y otra cara...)
3. Dellafuente – Azulejos de Corales (un enorme descubrimiento que me recuerda mucho a mi tierra. El trap no es un estilo que me guste mucho por ahora pero lo que hace Della me fascina)
4. HVOB – Trialog (BUAH!!! el tema con el que abre, Azrael... sin palabras)
5. RocketNumberNine – Two Ways (los descubrí porque acompañaban a Neneh Cherry cuando la teloneé. Este single es MARAVILLOSO, mucho, especialmente la cara B)
6. Björk – tri angle records birthday DJ set (aunque me parece una artista muy importante casi nunca consigo empatizar del todo con sus discos. pero este DJ set que se hizo me parece la bomba, me dejó totalmente transfigurada! Se puede escuchar en su soundcloud)
7. Hazte Lapón - No son tu marido (un poco de buen pop español! por fin!)
 
Y estos los mejores conciertos que vi este año. Todos ellos me transformaron, de verdad, son de esos conciertos a los que entras de una forma y sales de otra. Experiencias irrepetibles, y estas sí que tiene sentido listarlas dentro de este año, porque, bueno... Pues ocurrieron este año! Emoji wink
 
1. Arca – en St. John At Hackney Church, Londres
2. Ectopia – en Dig, Londdres
3. Neneh Cherry – en Teatro Barts, Barcelona
4. Pierre Bastien – CentroCentro, Madrid
5. Vialka – La Faena, Madrid
6. 77 – El Planeta de los Watios, Madrid
7. Error Humano – Vaciador, Madrid
Amplifest Sessions a dar tudo
· POR Paulo Cecílio · 18 Jan 2016 · 12:07 ·


São dois nomes que não desdenharíamos ver em Agosto, no próprio Amplifest, mas já que cá vêm mais cedo tanto melhor. Os The Body virão a Portugal mostrar toda a violência da sua vasta discografia, entre colaborações com toda a gente e mais alguma, e a acompanhá-los estarão os Full Of Hell, que apanhámos na edição de 2015 do festival, tendo de lá saído com vontade de bater em pessoas.

As duas bandas actuarão no Musicbox, em Lisboa, no dia 25 de Abril (foi para isto que ele se fez) e no dia seguinte viajam até ao Porto, para um espectáculo no Cave 45. Os bilhetes custam 10€ para quem já tiver bilhete para o Amplifest e 15€ para os restantes.

O Salgado faz anos
· POR Paulo Cecílio · 18 Jan 2016 · 11:58 ·
© Vera Marmelo

É verdade: o Salgado faz anos. Mas antes de começarmos a cravar finos, é melhor indicar a programação. Este ano, o Salgado Fest realizar-se-à no próximo dia 30 de Janeiro, no Maus Hábitos, e contará com concertos de gente como Cave Story, Osso Vaidoso, Equations, Sunflowers e Clementine, entre muitos outros e DJ sets, para fazer desta uma festa memorável e tentar que vença a próxima edição dos Festival Awards.

Os bilhetes para a 4ª edição do aniversário do Salgado estão a 8€ até dia 24, subindo para 10€ até dia 29 e custando 12€ no próprio dia 30. A não perder. E paguem finos.

Sensible Soccers com disco em Março
· POR Paulo Cecílio · 18 Jan 2016 · 11:55 ·


Os Sensible Soccers, agora um trio após a saída amigável do baixista Emanuel Botelho, estão já a preparar o lançamento do sucessor de 8, editado em 2014. Villa Soledade, álbum que vai buscar o seu nome a uma casa em Santiago de Bougado, sairá em março.

O disco será apresentado primeiro em Lisboa, na Galeria Zé dos Bois, no dia 11, e de seguida na Póvoa do Varzim, no Cineteatro Garrett, a 26. O álbum foi gravado entre Fornelo e Braga e masterizado em Berlim.

Rostom lança música nova
· POR Fernando Gonçalves · 15 Jan 2016 · 23:59 ·
© Wes Miles

Rostam Batmanglij, baixista e produtor de Vampire Weekend está aí para as curvas e para o provar acaba de lançar “EOS” em formato digital, novo single de um conjunto de canções ainda sem nome que o produtor se prepara para lançar este ano.

De acordo com a nota deixada pela editora, o single mostra uma faceta “mais arrojada” de Rostam, numa mistura entre a música clássica ocidental e os sons provenientes do Médio- Oriente. Mistura, que já podem ouvir aqui em baixo.

Este é o programa da Sonoscopia para o mês de Janeiro
· POR Rita Neves · 15 Jan 2016 · 12:07 ·


Além de celebrar 3 anos desde que se mudou para a zona do Carvalhido, a portuense Sonoscopia tem um programa cheio de coisas boas para o mês de Janeiro. Amanhã e sábado, traz-nos uma oficina de construção de instrumentos inventados, com Emídio Buchinho e Carlos Santos, sendo a apresentação na Casa da Música, no sábado, pelas 22:00H.

No domingo, um concerto de Albert Cirera, às 17:30. O saxofonista vem, desta vez, a solo, depois de ter tocado com o seu quarteto e com artistas como RJ Miller, Joe Morris e Ulrich Mitzlaf. De 19 a 23 de Janeiro, podemos contar com a presença de Derek Holzer e de várias oficinas em que irá estar presente. O objetivo é explorar as propriedades sónicas dos objetos do dia-a-dia e a eletrónica com as diversas artes visuais.

No final do mês, no dia 29, a Sonoscopia traz-nos um concerto com Ricardo Jacinto e um debate com Rui Eduardo Paes sobre o seu último livro e a sua visão sobre o panorama musical atual. Conta com a presença, também, de Hugo Carvalhais, Vitor Joaquim e Pedro Rocha. Para inscrições e mais informações sobre o programa Fora de Portas, é consultar o site.

Há mais rap em Taiwan
· POR Matheus Maneschy · 15 Jan 2016 · 11:58 ·
© Etang Chen

A rapper taiwanesa Aristophanes lançou um novo single esta semana. Chama-se "Dreams of caves" e traz uma mistura interessante, mas não nova, de rap e electrónica.

O single fará parte do primeiro EP da cantora, No Rush To Leave Dreams. A excentricidade oriental estará garantida com a participação da sua conterrânea Tien. Há muito o que se esperar do conteúdo, e não tanto assim do tempo. O lançamento deve acontecer nos próximos meses.

Gabriel Ferrandini apresenta A Volúpia das Cinzas
· POR Nuno Catarino · 15 Jan 2016 · 11:38 ·
© Vera Marmelo

O baterista Gabriel Ferrandini acaba de arrancar uma residência artística na Galeria ZDB e, ao longo de 2016, vai apresentar várias actuações ao vivo, acompanhado por Hernâni Faustino e Pedro Sousa. A residência tem por título enigmático A Volúpia das Cinzas e o primeiro concerto terá lugar no dia 20 de Janeiro, quarta-feira. Em exclusivo para o Bodyspace, Ferrandini respondeu a algumas questões sobre a residência na ZDB.

Como surgiu a ideia da residência na ZDB?

Parte de uma vontade minha de fazer uma coisa diferente mas com calma, espaço e tempo. Ter um ano para lidar com novas ideias e ir desbravando terreno.

Estás a trabalhar composições, o que é uma novidade, uma vez que tens trabalhado quase sempre em improvisação livre... Como tem sido o processo?

Tem sido lindo, sozinho a escrever ou a experimentar as malhas com o Hernâni e o Sousa. É mesmo outro estar, outras decisões, outras responsabilidades. Envolver-me tanto com melodias e notas é uma aventura brutal. Processar as estruturas e todos os detalhes é mesmo muito trabalho mas estou a adorar! A ver se corre bem... ainda vai haver muito espaço livre e é suposto!

Li que as composições serão "classic jazz meets free improv". Que tipo de música poderemos esperar, quais as influências mais próximas?

Essa frase saiu cá para fora, mas era só eu a falar com o Sérgio [Hydalgo, programador da ZDB] de forma leve e superficial da linguagem da coisa. A música tem a ver com um pouco de tudo que oiço e um pouco do que se toca. Influências MIL!

© Vera Marmelo

Porque escolheste tocar com o Hernâni Faustino (contrabaixo/baixo) e o Pedro Sousa (saxofones)?

Não era possível fazer com mais ninguém. O Hernâni é o meu baixista de eleição, temos muito trabalho juntos e sabia que ele ia gostar do desafio. Eu e o Sousa falamos a mesma língua e até grande parte da música que vamos fazer, visualizei para ele estar a curtir em cima. O sax do Sousa é elástico, o que nos permite fazer as coisas de maneira mais complexa e rica. Por outro lado estou a adorar ouvi-lo tocar "malhinhas"!

Além desta primeira apresentação, o que mais vai acontecer ao longo do ano? Quantos concertos estão previstos?

O número exacto não sabemos. Mas vão ser uns quantos concertos em trio. Quem sabe um convidado ou outro, para aquecer mais a casa...

Vai ser gravado disco com este material?

Disco não sei, mas vais ser tudo gravado, sim!
Opeth, Anathema e Katatonia no Vagos
· POR Paulo Cecílio · 15 Jan 2016 · 11:26 ·


O Vagos Open Air vai mudar de ares, mudando-se de Aveiro para terras mais a sul e assentando, a partir de 2016, arraiais na Quinta da Marialva, em Corroios, uma das capitais nacionais do metal. Não só isso, como passará a chamar-se VOA, festival que anunciou hoje as suas três primeiras confirmações: os suecos Opeth, os compatriotas Katatonia e ainda os britânicos Anathema, três nomes de peso e luxo que passarão por Portugal nos dias 5 e 6 de Agosto, datas anunciadas para o certame.

O preço dos bilhetes varia entre os 35€ (diário) e os 50€ (passe) e haverá ainda um fã pack com passe e t-shirt oficial à venda a partir de dia 20.

Baterista dos Arcade Fire lança projecto a solo
· POR Fernando Gonçalves · 15 Jan 2016 · 11:03 ·
© Jen Brown

Jeremy Gara, mais conhecido como o baterista de Arcade Fire acaba de anunciar o lançamento do seu primeiro álbum a solo. Das “baquetas” do músico sai , registo que verá a luz do dia no dia 11 de Março (com o selo da NRCSS Industry) e que foi inteiramente produzido por Gara, desde as dez músicas até aos desenhos da capa.

Como aperitivo, o músico acaba de lançar o single “Divinity” de que aqui deixámos registo. Podem consultar o alinhamento de Limn ali em baixo.



 
01 Divinity
02 Chicago
03 The Dupe
04 The Gate
05 Judgement Dialogue
06 Tangles
07 Violence
08 Imagined Machine
09 The Desert
10 A New Age
Black Mountain trazem novo disco na bagagem
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jan 2016 · 17:40 ·


A banda de folk/rock/stoner canadiana formada no virar do milénio acaba de anunciar que o novo registo discográfico IV será oficialmente apresentado no próximo dia 1 de Abril. Sucessor de Wilderness Heart, IV define-se como um álbum que exige do ouvinte que corte as amarras do passado e olhe para o futuro com coragem e ajuda a definir o que é ser uma banda rock nos anos 2000.

Por enquanto não é possível ainda ouvir um single propriamente dito mas já se pode ver e ouvir um pequeno teaser. Mais vale isso do que nada.

 

 


Ondness com boas vibes pela Europa
· POR António M. Silva · 14 Jan 2016 · 15:57 ·


Ondness - o exótico, espacial e cada vez mais prolífero projecto de Bruno Silva (também metade dos inigualáveis Sabre) - prepara-se para embarcar numa tour europeia já este mês, mas antes apresenta-se no Desterro para a segunda 1980 Label Night. A noite, que terá transmissão em directo na Rádio Quântica e conta com a presença de Nave Mãe (alter-ego do fundador da 1980 Frederico Mendes) e Non Gravity Area (de Klipar), serve para celebrar o lançamento da compilação Lyfers Vol. 2, que já pode ser escutada ali em baixo. A entrada vale dois euros, aos quais acrescem 3 euros de quota anual para os não sócios do Desterro.

Bruno Silva faz-se depois à estrada na companhia de MMMOOONNNOOO, para uma série de concertos na Alemanha, Suíça e Holanda. Na bagagem leva Quasi Driven, tape editada recentemente pela Seagrave.

Edward Penfold edita álbum de estreia em Março
· POR António M. Silva · 14 Jan 2016 · 15:55 ·


Edward Penfold, que os mais atentos conhecerão do trio Taos Humm, lança a 18 Março o seu primeiro trabalho a solo. Intitulado Caulkhead, é descrito pela editora como “uma difusa colecção de canções e humores, sempre genuínas e cativantes” – uma descrição que deixa antever um disco algo pessoal.

Caulkhead foi produzido por Dom Mitchison e conta com a participação de músicos de bandas como Taos Humm, Velcro Hooks e Factotum. Com selo da Stolen Body Records, será editado em CD, cassete e em vinil de 12’’ (limitado a 100 unidades).

Lust For Youth com novo álbum
· POR Paulo Cecílio · 14 Jan 2016 · 15:50 ·


O trio sueco editará Compassion, disco com o selo da Sacred Bones, a 18 de Março, que sucederá assim a International, lançado em 2014. Enquanto não nos chega álbum novo, há o pós-punk etéreo de "Stardom" para se ouvir, tão cintilante quando o seu título.

Piquem-no aí em baixo. Não esquecer, de igual modo, que os Lust For Youth estarão entre nós em Abril, tendo uma actuação marcada para o Musicbox, Lisboa, a 16 desse mês.

John Grant garantido no NOS Alive
· POR Fernando Gonçalves · 14 Jan 2016 · 15:46 ·


Mais um nome confirmado para a edição do festival lisboeta. John Grant é a confirmação do dia. O cantor e compositor, ex-vocalista dos Czar, estará alive, em Oeiras, no dia 7 de Julho próximo para apresentar o seu terceiro álbum de originais, Grey Tickles, Black Pressure” ao público que passar pelo palco Heineken.

Do álbum, que refira-se, contou com a colaboração de Amanda Palmer (Dresden Dolls), Budgie e Tracey Thorne, foi extraído este “Disappointing”:

Moderat de regresso aos discos
· POR Paulo Cecílio · 14 Jan 2016 · 15:42 ·
© Constantin Falk

Glória, glória, aleluia: os Moderat irão lançar o seu terceiro álbum de originais, apropriadamente intitulado III, no próximo dia 1 de Abril - e não, não é mentira. O trio alemão, o casamento perfeito entre Apparat e os Modeselektor, terá o disco editado pela Mute e, para já, não há single.

Sabe-se que os Moderat irão andar pela Europa e Estados Unidos em digressão, o que nos leva a pensar «foda-se, mas ninguém os traz cá?». É um bocado triste, é.

azul-revolto de regresso
· POR Paulo Cecílio · 14 Jan 2016 · 15:37 ·


Após o lançamento de Ouija, EP de 2014, Hugo Barão - ou azul-revolto - volta à carga com um novo trabalho a editar pela ZigurArtists, intitulado S O M A e composto por três temas. O disco sairá no próximo sábado, sendo que já é possível ouvir o house de garagem de "Those Scallies", single de avanço entretanto disponibilizado no Youtube.

Nesse mesmo sábado, o produtor apresentar-se-à no Café Au Lait, no Porto, pelas 23h30, inserido no Zigur Label Day.

Coelho Radioactivo hoje, no Au Lait
· POR Paulo Cecílio · 14 Jan 2016 · 15:33 ·


O café portuense mais fixe onde se acabar a noite com o Castello Branco às 5h da manhã recebe hoje o Coelho Radioactivo, num concerto só com guitarra, voz e pedais, naquela que será uma noite da e dedicada à Favela Discos.

Para além do Coelho, também estão marcadas actuações de Failed Architect + Nul (Luís Kasprzykowski e Dora Vieira) e Innit Bruvv. A celebração começa pelas 23h e a entrada é livre. Acho eu. Confirmem aqui.

Magnus Öström lança novo disco
· POR Nuno Catarino · 14 Jan 2016 · 15:30 ·


O baterista do Esbjörn Svensson Trio (e.s.t.), Magnus Öström, prepara-se para editar o seu terceiro disco em nome próprio. O lançamento do álbum Parachute está agendado para o dia das mentiras, dia 1 de Abril de 2016.

Tal como nos trabalhos anteriores, neste novo disco Öström vai contar com a colaboração de Andreas Hourdakis (guitarras), Thobias Gabrielson (baixo e teclas) e Daniel Karlsson (piano e teclas). O disco vai contar ainda com a participação especial do trompetista norueguês Mathias Eick, num dos temas.

Quarteto all-star em mini-digressão
· POR Nuno Catarino · 14 Jan 2016 · 15:27 ·
© Vera Marmelo

Acaba de nascer um quarteto que junta três jovens valores da cena improvisada nacional com o americano John Dikeman. O saxofonista residente em Amesterdão, membro do trio Universal Indians, junta-se a um grupo nacional que junta o trompetista Luís Vicente, o contrabaixista Hugo Antunes e o baterista Gabriel Ferrandini. O quarteto trans-nacional vai apresentar-se ao vivo em três concertos, nos dias 15 e 17 de Janeiro.

Na sexta-feira, dia 15, o quarteto actua no Teatro A Barraca, em Lisboa (à meia noite). No dia seguinte, sábado, o grupo toca na Lourinhã, no Auditório do Centro Cultural Dr. Afonso Rodrigues Pereira. No domingo, dia 17, o quarteto actua em Coimbra, no Salão Brazil, às 18h.
Mais uma edição do ciclo Leitmovit na Zaratan
· POR Nuno Catarino · 14 Jan 2016 · 15:18 ·
Cacto © Sérgio Oliveira

O ciclo “Leitmotiv”, com curadoria de Bernardo Álvares, tem levado à galeria de arte contemporânea Zaratan (Rua de São Bento, em Lisboa) concertos mensais que questionam as relações entre músicas escritas e músicas improvisadas.

A sétima edição do ciclo apresenta uma actuação do duo Cacto (Nuno Torres no saxofone e Ricardo Jacinto no violoncelo), a interpretar um texto de Monsieur Trinité (percussionista, colaborador de músicos como Ernesto Rodrigues ou Sei Miguel), ilustrado por Bernardo Rodrigues Ná (artista plástico).

Esta edição do ciclo terá lugar no dia 21 de Janeiro, quinta-feira, às 19h00. O evento tem entrada livre para sócios da Zaratan (quota anual 3€).

Teddy Thompson & Kelly Jones mostram canção do novo disco
· POR André Gomes · 13 Jan 2016 · 23:59 ·


Chama-se "Little Windows" e é uma das canções do disco com o mesmo nome de Teddy Thompson e Kelly Jones. Os dois músicos conheceram-se em 2011 e partilham , uma viagem pela música country. O registo chega no primeiro dia de Abril com o selo da Cooking Vinyl.

O disco, com dez temas, é inspirado por nomes como Everly Brothers, Buddy Holly e Sam Cooke. Linda Thompson é a produtora executiva. Ouçam "Little Windows" aqui em baixo.

Wake Up You: o rock nigeriano dos anos 70 em revisão
· POR André Gomes · 13 Jan 2016 · 23:27 ·


A ideia é absolutamente apetitosa, Reparem só como soa o título: Wake You Up! The Rise & Fall of Nigerian Rock, 1972-77. Porra, sentiram o mesmo que eu? Rock em tempos de guerra. Dizem que levou à Now-Again Records (subsidiária da Stones Throw) uma década a investigação sobre a música rock nigeriana nos anos 90. O resultado são dois álbuns e livros. O primeiro volume chega a 15 de Abril.

Não era sequer preciso mais nada para atiçar o apetite mas já é possível ouvir um dos temas dessa compilação, "Everybody Likes Something Good", de Ify Jerry Krusade. Para ouvir ali em baixo. Cada volume é apresentado em versão livro-CD ou em versão LP com um livro à maneira. Saliva, senhores, saliva.

HÆLOS anunciam álbum com lançamento de novo single
· POR Fernando Gonçalves · 13 Jan 2016 · 15:40 ·


Depois de um ano de 2015 dedicado ao trabalho de estúdio, o trio londrino acaba de anunciar que nas antevésperas da Primavera, mais concretamente dia 19 de Março, o seu álbum de estreia Full Circle verá a luz do dia.

Com este anúncio vem também o lançamento de “Oracle”, quarto single extraído do álbum com a chancela da editora Matador e que podem escutar aqui em baixo.

Liima, "Amerika", estranha geografia disléxica
· POR André Gomes · 13 Jan 2016 · 15:35 ·


Os Liima, a banda que conta com o percussionista finlandês Tatu Rönkkö, Mads Brauer, Casper Clausen e Rasmus Stolberg dos dinamarqueses Efterklang, lançam a 18 de Março o seu disco de estreia, ii, que contará com o selo da 4AD.

O fabuloso single "Amerika", emaranhado de percussões, uma efusão de krautrock e outras coisas boas, pode ser ouvido desde já aqui em baixo. É de luxo, podem confiar em nós. A banda vai andar em digressão nos próximos tempos mas Portugal não é por enquanto uma dessas paragens.

O novo disco dos Throes + the Shine está mais próximo
· POR André Gomes · 13 Jan 2016 · 14:45 ·


Os Throes + The Shine estão quase a chegar. A regressar, claro. Em Fevereiro vamos poder ouvir o primeiro single daquele que será o terceiro disco da banda que junta o rock ao kuduro. Chama-se “Capuca” e é uma colaboraqção com Pierre Kwenders, o músico nascido no Congo mas a viver actualmente no Canadá. Promete a fusão de música pop, kuduro e sons congoleses e colombianos (via cumbia).

Se isto tudo vos deixa curiosos podemos dizer que já é possível ouvir trinta e dois segundos - e só isso - deste próximo single. É pouco, é verdade. Mas é bem melhor do que um pau nas costas. Ouçam aqui em baixo.

Guitarras ao alto: um (tur)Bilhão com carimbo brasileiro
· POR André Gomes · 13 Jan 2016 · 14:35 ·


"A geografia lunar, o imenso território colonizado pela vontade poética. Os mares da lua trouxeram ao duo carioca sete canções reunidas no EP homónimo Bilhão". É assim que se auto-apresenta o novíssimo projecto assinado pelos brasileiros Felipe Vellozo e Gabriel Luz.

O primeiro single, "Atlântico Lunar", tem guitarras que soam a Real Estate e uma maravilhosa brisa a mar. Podem ouvir a canção aqui em baixo. Vamos ficar todos atentos, certo?

The National e Beirut dão à luz LNZNDRF
· POR Fernando Gonçalves · 12 Jan 2016 · 23:11 ·


Como sonhar não paga imposto e até ver ainda é livre, os irmãos Devendorf (The National) juntaram trapinhos com Ben Lanz (Beirut e The National) e dessa união nasceram os LNZNDRF com o um filho também ele “LNZNDRF” de seu nome.

Homens de sigla difícil mas de méritos reconhecidos no panorama musical, eles, os homens, estiveram dois dias e meio fechados numa igreja de Cincinnati, dois dias que serviram para emular o epistolar “LNZNDRF”, disco de estreia desta super banda com estreia marcada para o próximo dia 19 de Fevereiro. Fiquem com “Kind Things”.

Boards Of Canada dão sinais de vida
· POR Paulo Cecílio · 12 Jan 2016 · 23:02 ·


O duo volta a acordar após o lançamento de Tomorrow's Harvest, álbum que quebrou uma pausa nos LPs de oito anos. Os Boards Of Canada assinaram recentemente uma remistura para "Mr. Mistake", um dos temas que fará parte do disco de estreia dos Nevermen.

Os Nevermen são uma espécie de supergrupo que conta, nas suas fileiras, com ilustres como Tunde Adebimpe, DoseOne e Mike Patton. O disco em si sairá no próximo mês; para já, ouçam isto.

Woods com novo disco
· POR Paulo Cecílio · 12 Jan 2016 · 22:51 ·
© Matt Rubin

Dois anos após o bonito With Light And With Love, os Woods regressarão aos discos com City Sun Eater In The River Of Light, nono trabalho dos folkers com jeitinho para o psicadelismo, que sairá a 8 de Abril sob a chancela da Woodsist.

O primeiro single intitula-se "Sun City Creeps" e pode ser ouvido através do Soundcloud da editora, mesmo a tempo de nos alegrar a vida - ou tentar alegrar-nos a vida - numa semana de estrelas negras. E mesmo a tempo de serem confirmados para Paredes de Coura, também.

Música nova dos The Last Shadow Puppets
· POR Fernando Gonçalves · 12 Jan 2016 · 22:40 ·
© Zackery Michael

Alex Turner, Miles Kane e James Ford, que é como quem diz The Last Shadow Puppets têm música nova. “Bad Habits” de seu nome, o single, primeiro, faz parte do alinhamento do mais recente álbum da banda britânica, o homónimo Bad Habits.

Porque ouvir é sempre melhor do que falar, fiquem com os três minutos e 28 segundos de alguns dos maus hábitos de Alex Turner aqui em baixo.

Mogwai viram atómicos a 1 de Abril
· POR Fernando Gonçalves · 12 Jan 2016 · 16:27 ·


Não, não é mentira, dia 1 de Abril será marcado pelo regresso aos álbuns dos escoceses Mogwai. Atomic é o nome da criatura e como o próprio indica, é inspirado nas potencialidades do nuclear/atómico, nos seus horrores, mas também “na sublime beleza”, palavras da banda, que o mundo atómico inspira.

Gravado originalmente para servir de banda sonora ao documentário Atomic: Living in the Dread and Promise do realizador Mark Cousin, as músicas foram, agora, reinventadas por Mogwai para o seu novo longa duração. Deste Atomic a primeira radiação chama-se “U-235” e podem escutá-la aqui.

Mercyland lança nova colectânea
· POR Fernando Gonçalves · 12 Jan 2016 · 14:40 ·


A editora norte-americana Mercyland acaba de colocar em pré-venda no iTunes aquele que será o segundo volume da sua colectânea Hymns For The Rest Of Us, compêndio de músicas de novas vozes americanas com a espiritualidade como pano de fundo.

Dentro deste caleidoscópio musical, produzido por Phil Madeira, o ouvinte poderá encontrar nomes como Emmylou Harris (ft. John Paul White), Angel Snow ou Sugar & The Hi-Lows, uma obra que, de acordo com a editora, “pretende unir as pessoas de fé sem se deter, contudo, numa doutrina religiosa específica”. Depois do lançamento para pré-venda, Hymns For The Rest Of Us, Vol. II, chegará aos escaparates no próximo dia 15 deste mês. Fiquem com “Kyrie” de Emmylou Harris com a colaboração de John Paul White.

TOPES ILUSTRES 2015 - Nelson P. Ferreira | AVOIDANT / Earthly Beasts / verãopop
· POR Nelson P. Ferreira · 12 Jan 2016 · 12:27 ·


Life ends at 30
- Pete Swanson
 
Dizem que a partir dos 30 deixamos, aos poucos, de ouvir música nova. Que regressamos a muitas coisas que nos davam conforto durante a adolescência e a primeira metade dos vinte. Daí que em 2015 tenha ouvido muita música má, que adoro de maneira doentia. No entanto, do pouco que pesquei aqui e ali, há 10 discos, sem ordem específica, que puxaram por mim desse vácuo que é o envelhecimento precoce. Aqui estão:
 
A Year With 13 Moons (Jefre Cantu-Ledesma)
 
Au De La (BIG|BRAVE)
 
Inevitable (Natasha Kmeto)
 
Having Never Written a Note for Percussion (Rrose)
 
Apocalypse, girl (Jenny Hval)
 
Aokigahara (Retribution Body)
 
Third Law (Roly Porter)
 
Cardamom Times (Weyes Blood)
 
M3LL155X (FKA twigs)
 
Negative Feedback Resistor (Destruction Unit)
Explosions In The Sky regressam aos discos
· POR Paulo Cecílio · 12 Jan 2016 · 12:17 ·


Os pós-rockers texanos irão voltar à carga em 2016 com The Wilderness, álbum que põe fim a um período de cinco anos sem discos seus, após a edição de Take Care, Take Care, Take Care. Os Explosions In The Sky irão lançar este novo disco no primeiro dia de Abril e para já é possível ouvir a mui electrónica "Disintegration Anxiety", o single de avanço.

O novo álbum consistirá em, citamos, «shoegaze, experimentação electrónica, dub amachucado pelo punk, noise e folk ambiente». Ui.

Courtney Barnett no NOS Alive
· POR Paulo Cecílio · 12 Jan 2016 · 12:09 ·


Foi para muito boa gente uma das revelações de 2015, e virá até nós em Julho. Courtney Barnett é a mais recente confirmação do NOS Alive, actuando no dia 8, no Palco Heineken. A australiana trará consigo as canções de Sometimes I Sit And Think, And Sometimes I Just Sit, o seu álbum de estreia, e junta-se assim aos anteriormente anunciados Chemical Brothers, Pixies e Father John Misty, entre muitos outros.

Para além disso, tem canção nova: "Three Packs A Day" foi desvendada ontem e fará parte de uma compilação que será editada pela Milk!, casa da artista. Ouçam-na em baixo.

Djavan tem novo álbum, mas de memorias antigas
· POR Matheus Maneschy · 11 Jan 2016 · 21:38 ·
© Murilo Meirelles

O consagrado músico brasileiro está para estrear o seu 23° disco. Entre as letras e melodias, aparecem as memórias e experiências do passado, como a vida no nordeste brasileiro. Há aqui a promessa de um lado mais pessoal e biográfico do compositor.

O disco tem data de lançamento a 15 de Janeiro. Para quem quer espreitar mais um sucesso de um gigante da música brasileira, já há um teaser do single “Não é um bolero”.

JazzFest regressa a Portalegre em Março
· POR Nuno Catarino · 11 Jan 2016 · 11:37 ·
© Afonso Bastos

Acaba de ser anunciada a programação do 13º Festival Internacional de Jazz de Portalegre, que terá lugar entre os dias 11 e 19 de Março. Associando-se à celebração dos 10 anos de Centro de Artes e Espectáculos de Portalegre (CAEP), o festival realiza-se ao longo de dois fins-de-semana, com concertos às sextas-feiras e sábados. No dia 11 de Março o festival arranca com a actuação da dupla Mari Kvien Brunvoll / Stein Urheim, duo oriundo da Noruega, no Grande Auditório do CAEP. No sábado, dia 12, actua no auditório o Carlos Martins Quarteto, com o saxofonista português acompanhado por Mário Delgado (guitarra), Carlos Barretto (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria). Nos dias 11 e 12, após os concertos no Grande Auditório, o Café-Concerto do CAEP acolhe o trio de Miguel Mira (violoncelo), Pedro Sousa (saxofone) e Afonso Simões (bateria), pelas 23h30.

A segunda semana de concertos arranca com a actuação do Eric Revis Trio, no dia 18 de Março. No dia seguinte o Grande Auditório recebe a actuação do quarteto Chrome Hill, grupo também oriundo da Noruega. Nos dias 18 e 19, às 23h30, o Café-Concerto apresenta concertos com o grupo português Slow is Possible, um original septeto nacional que acaba de editar o seu disco de estreia. Os bilhetes para os concertos no Grande Auditório valem 8€ (com oferta 1 cd), os concertos no Café-Concerto valem 3€; o passe para todo o festival vale 25€ (com oferta 4 cds).

Cullen Omori “nasce” a solo
· POR Fernando Gonçalves · 08 Jan 2016 · 17:29 ·


O ex-vocalista dos Smith Western, Cullen Omori, quebrou as amarras do colectivo e lançou-se, agora, na criação de um projecto em nome próprio. O “bebé” nascerá no dia 18 de Março e terá o nome de New Misery.

Este registo, com a chancela SubPop, começou a ser trabalhado na aurora de 2014 e tem no “corpo” 11 canções onde o rock e a pop se fundem glamorosamente e de onde já se pode ouvir o single de avanço "Cinnamon”. É aqui em baixo, como de costume.

The Chemical Brothers confirmados no NOS Alive’ 16
· POR Fernando Gonçalves · 08 Jan 2016 · 16:52 ·


Mais um nome a desaguar em Algés. A electrónica chegará a Oeiras no próximo dia 7 de Julho pelas mãos dos The Chemical Brothers, banda que aproveitará a ocasião para dar a conhecer à extensa legião de fãs que foi criando em Portugal o seu novo disco Born in the Echoes.

Um trabalho discográfico, o oitavo da banda, que, recentemente, foi nomeado para o Grammy de “Best Electronic/Dance Album”. Para além de The Chemical Brothers, a organização do festival já confirmou, para a edição de 2016, os nomes de Father John Misty, Foals, Hot Chip, José González, M83, Pixies, The 1975, The Chemical Brothers, Wolf Alice e Years & Years. Fiquem com o single “Go”.

Vêm aí mais VIBEs em Viana
· POR Paulo Cecílio · 08 Jan 2016 · 16:42 ·


O VIBE 2016 arranca já no próximo dia 23 na Estação Viana Shopping, com um espectáculo livre de Sr. Inominável juntamente com Rita Trovão, pelas 21h30. O mote será Estalo, disco de estreia dos primeiros, que assim o apresentarão na sua cidade natal.

Para 6 de Fevereiro está marcada nova festa; o cantautor italiano Gipsy Rufina estará no Porta 93 a apresentar a sua folk de coração na América, com a entrada igualmente livre. Mais informações, só no sítio do costume.

Bowie, What Else?
· POR Fernando Gonçalves · 08 Jan 2016 · 16:26 ·


Se um gato tem sete vidas, David Bowie tem muitas mais. No dia em celebra 69 anos (qualquer piada dentro desta notícia será mera coincidência) o “Camaleão do Rock” lança-se numa nova orgiástica aventura musical com o jazz como pano de fundo. O açoite, digo, o álbum, chama-se Blackstar e é com ele que Bowie regressa aos discos.

Como referimos, Blackstar, apesar do tom rock, lança-se a fundo no universo do jazz, como a colabroração com o quarteto de jazz de Danny Goslin (responsáveis por álbuns como Casting for Gravity ou Fast Future) podem confirmar, fazendo, desta forma, jus à fama de intratável explorador da fauna musical terrestre. Para afinar a líbido, “Lazarus”, o segundo singlew deste disco. Bowie, What Else?

Alessandra Leão: trilogia fechada
· POR André Gomes · 08 Jan 2016 · 12:25 ·


Com a confusão do final do ano, nem nos apercebemos que já está disponível o terceiro EP de Alessandra Leão, um registo que fecha de uma vez por todas a trilogia iniciada com Pedra de Sal e continuada com Aço. O capitulo terceiro chama-se Língua e já pode ser ouvido no Soundcloud da editora da artista brasileira.

Produzido entre Junho e Agosto de 2015, com recursos do Proac (São Paulo, SP) e do selo Garganta Records, Língua tem cinco temas que podem ser ouvidos aqui em baixo à distância de um clique.

Calvário de Chris Bathgate chega ao fim
· POR Fernando Gonçalves · 08 Jan 2016 · 11:49 ·


“Calvary” é o nome, mas um calvário simultaneamente “doloroso e triunfante”, segundo o próprio Chris Bathgate. Depois de um longo hiato de cinco anos e um processo, no mínimo, atribulado, o músico regressa aos discos com o EP Old Factory, do qual é extraído “Calvary”, primeiro single desta nova aventura.

Ambivalente mas optimista, fica aqui, para consumo imediato, esta música de extremos, extrema como a decisão de Bathgate abandonar a música, decisão que, para delícia dos fãs, este entretanto revogou. Eis Calvary.

Yeasayer voltam aos discos este ano
· POR Paulo Cecílio · 07 Jan 2016 · 17:05 ·


A banda de Brooklyn estava algo parada desde a edição de Fragrant World, de 2012, mas este ano marcará o seu regresso aos álbuns. Amen & Goodbye tem a sua data de lançamento marcada para o dia 1 de Abril.

O primeiro single, o psicadelicamente dançável "I Am Chemistry", está já disponível para escuta - bem como o vídeo surreal que os Yeasayer têm para o mesmo. Para ver aí em baixo, juntamente com a tracklist deste novo disco.



01. Daughters of Cain
02. I Am Chemistry
03. Silly Me
04. Half Asleep
05. Dead Sea Scrolls
06. Prophecy Gun
07. Computer Canticle 1
08. Divine Simulacrum
09. Child Prodigy
10. Gerson’s Whistle
11. Uma
12. Cold Night
13. Amen & Goodbye
Steve Mason “encontra-se com os humanos” a 26 de Fevereiro
· POR Fernando Gonçalves · 07 Jan 2016 · 16:46 ·


Humano ele é, e humanos ele conhece, mas o que ainda se desconhecia era a data de lançamento do novo álbum do músico escocês Steve Mason. Pela voz do próprio, dia 26 de Fevereiro marcará o encontro entre Steve e os restantes humanos em Meet the Humans, terceiro registo de originais deste Highlander.

Como Fevereiro ainda vem longe e para aguçar os ouvidos mais impacientes, o músico acaba de lançar o primeiro single da nova “criatura”. Chama-se “Planet Size” e podem ouvi-lo aqui:


Plano B agora também edita
· POR Paulo Cecílio · 07 Jan 2016 · 15:39 ·


O espaço portuense irá lançar em 2016 a Cubo Records, não só como forma de celebrar o seu décimo aniversário, mas pretendendo igualmente juntar alguns dos artistas que por lá passaram ao longo dos anos de forma a mostrar o seu trabalho.

A montra será inaugurada este sábado com um showcase do qual farão parte Elite Athlete, Rompante e PIXEL82. Podem ir picando o que a Cubo oferece através do seu Soundcloud, em baixo.

The KVB com novo disco em Março
· POR Paulo Cecílio · 07 Jan 2016 · 15:32 ·


Depois de editar a cassete Mirror Being no ano passado, o duo volta à carga com Of Desire, disco que deverá manter as mesmas tonalidades psicadélicas que temos vindo a apreciar na sua obra. O novo álbum dos KVB será lançado pela Invada Records, tendo sido gravado nos estúdios de Geoff Barrow e masterizado por Sonic Boom.

O primeiro single, "In Deep", está já disponível para escuta no Soundcloud. Recorde-se que os KVB passarão pelo Musicbox, também em Março.

Arruma Masala: vem aí o novo disco de JIBÓIA
· POR André Gomes · 07 Jan 2016 · 14:03 ·


Chama-se Masala e é o novo disco de Jibóia (Arruma era só para despistar - e fazer uma piada de nível duvidoso). Terá o selo da Lovers & Lollypops e chega-nos a 8 de Fevereiro. O novo disco, o segundo de Jibóia, foi gravado com a sempre irresitível bateria de Ricardo Martins. O disco foi produzido por Jonathan Saldanha nos Estúdios Sá da Bandeira e tem em "Ankara" o seu primeiro single.

"São Paulo", "Dubai", "Ankara", "Marrakesh", "Luanda", "Oslo", "Lisboa" e "London". São os nomes dos oito temas deste novo registo. Será apresentado a 12 de Fevereiro, na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa; a 13 de Fevereiro no Teatro Municipal Rivoli, no Porto, no ciclo Understage; a 12 de Março no Aqui Base Tango, em Coimbra. Ouçam "Ankara" aqui em baixo, perfeita para ouvir acompanhada com gaspacho de melão, polvo e açorda de camarão.

22 marca o lançamento de um novo The Besnard Lakes
· POR Fernando Gonçalves · 07 Jan 2016 · 11:32 ·


The Besnard Lakes, banda canadiana de indie rock, já reservou o dia 22 de Janeiro para o lançamento do seu novo álbum de originais, A Coliseum Complex Museum. Registo que marca o regresso às lides discográficas depois de em 2013 terem lançado Until in Excess, Imperceptible UFO, editado pela Jajgjaguwar.

Com o anúncio do lançamento do disco vem também o novo single “Plain Moon”, obra que substitui o primeiro single “Golden Lion”. Para uma primeira audição aqui fica “Plain Moon”:

Os Hot Chip vão ao Alive
· POR André Gomes · 07 Jan 2016 · 11:09 ·


Os Hot Chip são a mais recente confirmação do NOS Alive’16. A banda britânica regressa a Portugal para apresentar Why Make Sense?, mais um belíssimo capítulo da bizarra mas dançável existência do grupo. Alexis Taylor e companhia sobem ao Palco Heineken no dia 8 de Julho. 

Os Hot Chip juntam-se aos já confirmados Father John Misty, Foals, Hot Chip, José González, M83, Pixies, The 1975, Wolf Alice e Years & Years. E por agora é tudo.

Can Cun dançam no gelo
· POR Rita Neves · 07 Jan 2016 · 01:22 ·


Thin Ice Dance Floor
é nome do EP com que os Can Cun, nascidos ali para os lados de Vila Real, se estreiam no panorama musical português. Os Can Cun mostram-nos, com este trabalho, uma sonoridade que vagueia entre o dream pop e o rock dos anos 90.

O registo em causa já está disponível no bandcamp para download. Cliquem aqui. Ouçam, em baixo, a faixa "Dancing (on a thin ice dance floor)".

Os LCD Soundsystem estão de volta
· POR Rita Neves · 06 Jan 2016 · 23:51 ·


Os LCD Soundsystem prometem marcar o ano de 2016 com um novo disco, cujo nome ainda é desconhecido. Depois de anunciarem o seu fim, há cinco anos, a banda surpreendeu os fãs ao anunciar que estaria de volta com um novo trabalho e até mesmo uma digressão mundial.

James Murphy, o senhor líder, relembra que não vão passar só pelo Coachella. "Não vamos só estar no Coachella. Vamos tocar em toda a parte. Não queremos fazer uma digressão de "reunião". Vamos lançar um disco, ainda este ano (ainda estamos a trabalhar nele). Podem ler o comunicado oficial no site da banda. 

Gregos Mechanimal lançam terceiro disco
· POR André Gomes · 06 Jan 2016 · 14:53 ·


Os gregos Mechanimal estão a ultimar o lançamento do terceiro disco das suas carreiras. A Banda de Atenas continua a propor uma espécie de banda-sonora para uma cidade mergulhada num certo - e conhecido - caos. E vocês perguntam: como soa essa banda-sonora? A uma mistura de pós-punk, música industrial e electro.

Se preferem saber em primeira mão como soam os Mechanimal podem clicar aqui em baixo e ouvir Delta Pi Delta do início ao fim. Abençoado streaming. O disco já está nas tuas e tem o selo de qualidade da Inner Ear Records.

César Lacerda, Pedro Carneiro e Luiza Brina: nasceram os SONTO
· POR André Gomes · 06 Jan 2016 · 14:43 ·


O EP foi gravado originalmente em 2011 mas só hoje viu a luz do dia. Os SONTO são César Lacerda, Pedro Carneiro (produtor do álbum Paralelos & Infinitos, do primeiro) e Luiza Brina (dos Graveola e o Lixo Polifônico) e este é seu registo de estreia. A sua proposta é a da fusão das músicas brasileiras com outras músicas - e é certeira.

O disco tem seis canções, foi misturado por Tomás Alem e a belíssima capa foi desenhada por Sara Braga (Sara Não Tem Nome). Podem ouvir o EP Sonto ali em baixo. Daqui parece-nos evidente, cada vez mais evidente: a música brasileira está de belíssima saúde - e recomenda-se.

Cássio Figueiredo lança primeiro álbum
· POR Rita Neves · 05 Jan 2016 · 22:44 ·


Presença
é o primeiro trabalho completo com que Cássio Figueiredo se apresenta agora, ainda que já tenha 3 EPs debaixo da manga, um dos quais lançados no início do ano passado. A estética utilizada pelo brasileiro é inspirada nos trabalhos de William Basinski, Grouper, Swans e também por artistas que participam neste novo disco, como Cadu Tenório.

O álbum já está disponível no bandcamp para download e audição gratuitas. Ouçam-no de uma ponta à outra aqui em baixo.

DJ Shadow mostra-nos "Swerve"
· POR Rita Neves · 05 Jan 2016 · 21:59 ·


O incrível DJ Shadow, que é como quem diz Josh Davis, está de volta com um novíssimo single, intitulado "Swerve". Esta faixa é muito provavelmente um adianto do seu novo LP, que ainda não tem data de lançamento nem nome definidos. A ver vamos o que 2016 nos reserva.

O seu último trabalho, Liquid Amber foi lançado no final de 2014. Já é possível ouvirem o referido tema. Basta para isso clicarem ali em baixo.

Musicbox em grande
· POR Paulo Cecílio · 05 Jan 2016 · 17:30 ·


Parece que foi no mês passado que o espaço lisboeta celebrou o seu nono aniversário. Pois bem: as festividades do décimo começam já em Janeiro, quando o Musicbox acolher o primeiro tomo de uma programação que se quer especial.

A 30 deste mês contem com a presença, no Cais do Sodré, de Jay-Jay Johanson, The Correspondents, Lavoisier e Mike Steller, sendo que também já há nomes - e brutos - para os meses seguintes; Fevereiro será a vez de Stephen O'Malley, Process Of Guilt e Filipe Felizardo celebrarem o Musicbox, e em Março cabe aos A Place To Bury Strangers, The KVB e Ricardo Martins soprar as velas. 2016 mal começou e já está a ser demais.

Chilenos MKRNI preparam novo disco
· POR André Gomes · 05 Jan 2016 · 17:11 ·


Os MKRNI, um dos grupos chilenos mais sensuais que por cá conhecemos, começam já a dar as primeiras cartas para este nosso querido 2016. De que forma? Com um teaser sugestivo que significa um "olá" a um novo disco. Não há título, não há capa, não há alinhamento, nem primeiro single. Ainda.

No seu Facebook, a banda promete um novíssimo LP 12" a ser publicado com o selo da Pirotecnia Label. E depois disseram um monte de coisas sexys. Podem ouvir e ver o referido teaser aqui em baixo. Parece que 2016 vai ser bem sensual, não?

Foi você que pediu um novo disco de Matt Elliott?
· POR André Gomes · 05 Jan 2016 · 16:59 ·


Se foi está no sítio certo para saber as novidades. Matt Elliott, senhor Third Eye Foundation, acaba de anunciar o seu novíssimo disco, intitulado The Calm Before. Tal como aconteceu no seu último disco, foi produzido por David Chalmin.

O disco terá o selo habitual da Ici d'ailleurs que colocará o disco à venda em todas as plataformas digitais por quatro euros no dia 5 de Fevereiro. Chega às lojas um mês depois. Matt Elliott vai mostrar este novo disco numa digressão nacional que o deverá trazer de novo até Portugal. Dedos cruzados.

Ra Ra Riot começam 2016 com nova canção
· POR André Gomes · 05 Jan 2016 · 14:50 ·


Os Ra Ra Riot começaram já a celebrar 2016 com uma nova canção. Chama-se “Absolutely”, dá para abanar o corpo e serve para adiantar já o novo disco, Need Your Light, que sai cá para fora em Fevereiro, a 19, com o selo de qualidade da Barsuk Records.

O sucessor de Beta Love (2013) foi produzido quase inteiramente por Ryan Hadlock (Vance Joy, Blonde Redhead), tendo a produção de duas faixas ficado à responsabilidade de Rostam Batmanglij (Vampire Weekend, Charli XCX, Carly Rae Jepsen). Ouçam então “Absolutely” aqui em baixo.

Flume: vem aí o novo disco
· POR André Gomes · 05 Jan 2016 · 14:23 ·


Mais uma boa notícia para 2016: o australiano Flume tem quase tudo pronto para lançar o seu segundo disco de originais. Para comprovar, Harley Streten acaba de mostrar os primeiro sons de Skin, um disco que ainda não tem data de lançamento conhecida mas que causa já abundante saliva.

Depois do deslumbrante disco de estreia, editado há dois anos atrás, as expectativas são muitas para perceber o que Flume tem para oferecer. Ouçam quatro minutos e qualquer coisa deste novo registo aqui em baixo.

Pretty women walking down the street
· POR Paulo Cecílio · 05 Jan 2016 · 12:14 ·


De um lado, a bonita Sofia Teixeira, cujo blogue BranMorrighan celebra sete anos de existência com um festão no Musicbox, no próximo dia 15 de Janeiro. Confirmados estão os Mahogany, O Manipulador e os Thunder & Co., que levarão convidados muito especiais ao Cais do Sodré - como, por exemplo, Alex D'Alva e Rui Maia. A cerimónia começa pelas 22h30, com a entrada a 7€.

Do outro lado, as bonitas da Mooh, a promover nova edição do Um Ao Molhe, festival itinerante de one-man bands que se iniciará a 5 de Fevereiro e passará por Lisboa, Porto, Braga, Coimbra, Ponte de Lima, Vila Real, Monção, Armamar, Bragança e Lamego até ao final de Abril, tendo também três datas marcadas para a vizinha Espanha - Ourense, Vigo e Bueu. Confirmados este ano estão concertos de Coelho Radioactivo, O Manipulador, Surma, Ana Deus e Nick Nicotine, entre outros. Ainda não há calendarização definida, mas isso é estarem atentos.

Sarah. P: a estreia
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jan 2016 · 21:35 ·
© Bertrand Bosrédon

Sarah P. em dupla celebração Cantautora, portuguesíssimo nome para “songwriter”, é deste modo simples que, Sarah P., se apresenta e se lança no duro universo da indústria discográfica com o EP Free. Extended Play composto por 8 músicas numa mistura de guitarra com eletrónica bem temperada embalados pela voz de Sarah.

Em jeito de prenda "altruísta", Sarah P. e a sua editora Hellbig, disponibilizam aqui, a audição “livre”deste EP. Para algo mais imediato, deixamos-vos com "Let it Go".

Hinds perdem a “virgindade” discográfica; estreia já em streaming
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jan 2016 · 17:35 ·


Dizem os “velhos do Restelo” que de Espanha, nem bom vento nem bom casamento. As Hinds não concordam e para o provar acabam de lançar Leave Me Alone, disco de estreia destas quatro “chicas” madrilenas. Flutuando entre o indie rock, garage rock e o lo-fi, Leave Me Alone, é composto por doze faixas, incluindo os singles “Garden”, “Bamboo” ou “Chili Town”, e tem data prevista de lançamento para o dia 8 deste mês. Entretanto já o podem ouvir aqui graças à NPR.

Novo álbum que também passará por Portugal em Fevereiro. Primeiro dia 5 no Musicbox em Lisboa e no dia seguinte no Hard Club, Porto. Para quem está a pensar conhecer estas quatro belas espanholas e quem sabe casar, musicalmente entenda-se, poderá comprar os seus bilhetes através da Bilheteira Online (concerto de Lisboa) ou na bilheteira do Hard Club. Deixamos-vos com um pequeno recuerdo de “Garden”.

Bonobo anuncia novo disco para 2016
· POR Fernando Gonçalves · 04 Jan 2016 · 15:17 ·
© Dan Medhurst

Ainda não tem nome ou data certa de nascimento, mas uma coisa já é certa e oficial; 2016 será o ano do regresso de Bonobo aos discos. A boa nova surgiu muito recentemente através da conta Twitter do artista britânico e foi lapidar: “New album coming in 2016”, só isto.

O último registo discográfico de Bonobo, que é como quem diz o britânico Simon Green, remonta a 2013 com o álbum The North Borders, gravação onde podemos encontrar este magnífico "Don´t Wait".

2016 começa a prometer
· POR Paulo Cecílio · 04 Jan 2016 · 12:31 ·


O ano que agora findou foi dos melhores de sempre para a música made in Portugal: Pega Monstro, Sunflowers, Pedro Magina, ATILA, MEDEIROS/LUCAS, 10 000 Russos, Aires, Homem Em Catarse... Entre tantos outros que fizeram de 2015 um bom ano para ter orgulho no rectângulo.

2016 prepara-se para seguir o mesmo diapasão: eis "Thug Life", o single de avanço do disco novo de C de Croché, com o mesmo nome, e que será editado pela FlorCaveira, contando com a produção de Filipe da Graça. Pop bonita com baixo delicioso. Ouçam-na aí em baixo.

Parceiros