Agosto 2014
Havemos de ir a Viana #2: ...e Coura arranca no sábado
· POR Paulo Cecílio · 11 Ago 2014 · 16:02 ·


Arranca porque, este ano, o festival receberá os seus acólitos mais cedo, com uma série de concertos e DJ sets que começa já no sábado com o projecto Chão, que junta os Mão Morta e a Associação Comédias do Minho. Depois disso, a vila verá actuações de, entre outros, Xinobi e Moullinex, First Breath After Coma e Holy Nothing. Quanto ao festival propriamente dito espere-se o que acontece sempre: uma enorme sensação de comunhão entre os milhares de pessoas que todos os anos enchem o Minho para mais uma edição do festival português com a maior carga mítica. E diz que este ano o sol voltará a dar um ar de sua graça... Se não sabem para onde se virar, eis os três concertos imperdíveis da edição de 2014 do Vodafone Paredes de Coura. Os passes para os quatro dias custam 80€.

Janelle Monáe

Já não é a primeira nem a segunda vez que Janelle Monáe cá vem, mas o espectáculo que proporciona, aliada à boa pop que tem feito desde que explodiu em 2010 com o fantástico The ArchAndroid (que muito provavelmente será daqui a anos visto como um dos melhores álbuns desta década), tornam-na invariavelmente no nome mais forte do primeiro dia do festival, sem esquecer os Public Service Broadcasting - fusão de kraut com Penguin Café que, parece-nos, vai ser uma das boas surpresas do cartaz - e uma provável actuação no Xapas de um certo colectivo de DJs. A andróide norte-americana traz consigo as canções de The Electric Lady, aclamado disco editado o ano passado, e promete não só fazer a festa como abrir condignamente a edição de 2014 de Paredes de Coura.

Mac DeMarco

O Nuno Rodrigues canadiano tem gerado um culto enorme em torno das suas canções em modo slacker, sendo que regressa a Portugal com Salad Days, óptimo disco editado este ano. Actuará no segundo dia, ao início da noite, o que desde já não podemos deixar de lastimar; o cheiro a maresia e ganza das suas canções conjugar-se-ia muito melhor à tarde e, podendo, no palco destinado ao Jazz Na Relva, junto ao Tabuão. Mas como não pode ser tudo como nós queremos, contentemo-nos em tê-lo aqui novamente.

James Blake

Nomes como Cheatahs, Cut Copy, Kurt Vile e Beirut (oh, especialmente Beirut) merecem todo o nosso amor, mas é inevitável que o grande nome de Paredes de Coura seja James Blake, que tal como os National se prepara para arranjar casa em Portugal sem que mal nenhum daí venha ao mundo. O britânico editou o maravilhoso Overgrown em 2013 e aliou-o a um óptimo concerto no Primavera Sound do Porto, sendo que desta ocupará toda a última noite com as canções do seu projecto e, posteriormente, com as de outros projectos, já que se apresentará em modo DJ set entre as três e as seis da manhã no palco secundário. Não haverá certamente melhor forma de celebrar e encerrar um festival.
Havemos de ir a Viana #1: O SonicBlast começa na sexta...
· POR Paulo Cecílio · 11 Ago 2014 · 15:54 ·


Bom ambiente, tempo fantástico, uma paisagem maravilhosa entre montes e uma praia onde o sol aquece o horizonte e uma piscina que afoga o calor que o riff proporciona: o SonicBlast já vai na terceira edição e tornou-se, definitivamente, um festival a não colocar de parte. Este ano desdobrar-se-à em dois dias, cada qual com os seus pontos de maior interesse, sendo que o que se segue é uma lista muito pessoal daquilo que achamos não poderem perder em Moledo do Minho - ainda que invariavelmente uma ou duas coisas tenham que ficar esquecidas, já que um gajo precisa de respirar e/ou prestar alguma atenção ao início do campeonato de futebol. Quanto a este último ponto, os Bellrays, que actuam sexta, que nos perdoem... mas pela aldeia passarão outros encantos, os quais dissecamos desde já. Os bilhetes estão à venda e até quarta-feira custam 20€ (diário) e 35€ (passe), aumentando depois para 25€ e 42€, respectivamente.

A armada lusitana

O space rock dos Solar Corona, as danças orientais de Jibóia e os sempre colossos Black Bombaim são os maiores nomes portugueses de um festival que contará com várias bandas nacionais a ter em conta, como os Mr. Miyagi (espera-se pancadaria da grossa), os quase-locais Búfalo, Los Saguaros, Stone Dead e os excelentes (e algo subvalorizados...) Dreamweapon. Destaque para os três primeiros, já que os Solar Corona lançaram um óptimo EP este ano (Outerspace), Jibóia prepara-se para editar novo registo após o EP homónimo que nos deixou água na boca o ano passado, e os Bombaim mantiveram-se fiéis à descarga stoner que neles tanto amamos com o belo Far Out.

Church Of Misery

Os japoneses regressam a Portugal após terem passado pelo GSM! Fest, em Barcelos, sendo que desta feita trazem na bagagem o seu quinto disco, editado o ano passado e intitulado Thy Kingdom Scum. Na calha deverão estar igualmente - ou pelo menos assim esperamos - malhas do enormíssimo Houses Of The Unholy, o disco que levou a que nos apaixonássemos pela primeira vez pelo cruzamento entre doom e drogaria dos nipónicos. Com malhas como "Shotgun Boogie" e referências omnipresentes a assassinos em série, como não sentir um arrepio na espinha? Tenham medo...

A tríade Blues Pills-My Sleeping Karma-Atomic Bitchwax

Os primeiros acabam de editar, pela Nuclear Blast, um belíssimo disco homónimo de um rock semi-janado à anos 70 com contornos femininos; ouçam "High Class Woman" ou "Astralplane", por amor da santa. Os segundos não lançaram ainda o sucessor de Soma, de 2012, mas o seu "psicadelismo ambiental" não será de deixar ninguém indiferente naquela que será a sua estreia por cá. Os terceiros são um dos grandes nomes da vaga stoner dos anos 90/00 e virão até cá para, pura e simplesmente, espalhar magia. Os três juntos fecharão o SonicBlast no sábado e prometem encher-nos de vontade para regressar para o ano. Se bem que isso esteja mais ou menos alinhavado...
Novo disco de She & Him: um teaser
· POR André Gomes · 08 Ago 2014 · 14:13 ·


Vem aí o quarto disco de originais dos She & Him,a dupla formada por Zooey Deschanel [suspiros] e M. Ward. Esse registo será muito provavelmente chamado Volume Four e será - isso certamente - o primeiro desde que deixaram a Merge e assinaram pela major Columbia. A ver - como quem diz ouvir - pelo teaser de 45 segundos, nada realmente importante mudou. E isso, neste caso específico, é bastante bom. Confirmem aqui em baixo. 

Música e cinema de mãos dadas em Lisboa
· POR Alexandra João Martins · 07 Ago 2014 · 16:30 ·


O MUVI Lisboa’14 – Festival Internacional de Música no Cinema é o primeiro festival de cinema em Portugal a dedicar-se exclusivamente à música. Este ano acontece de 3 a 7 de Setembro no Cinema São Jorge, em Lisboa. Em competição, estarão odisseias musicais nacionais e internacionais. Destaques para a participação dupla de Eduardo Morais, com Música em Pó e All In Black and Film, e também para a realização do músico Paulo Segadães, com True – O Documentário. Mais detalhes no site oficial do festival.

Sons para sono e sonhos na Casa de Serralves em Outubro
· POR André Gomes · 07 Ago 2014 · 14:57 ·


Nos dias 1 e 2 de Outubro, a Casa de Serralves acolherá uma proposta no mínimo invulgar. Trata-se da performance/concerto/o que quiserem intitulada "Sons para sono e sonhos na Casa de Serralves". Aproveitando o "sleep concert” [concerto de dormir], desenvolvido pelo compositor norte-americano Robert Rich nos anos 1980, este concerto com a duração de uma noite inteira desenvolver-se-á em diálogo com os ciclos de sono do público. Levem o pijama porque a ideia é mesmo dormir em Serralves.

A noite arranca com a performance audiovisual do compositor canadiano Adam Basanta, "Room Dynamics”, uma peça para som e 12 lâmpadas incandescentes controladas por computador. Depois o convite para dormir será pelo alemão Christoph Heemann, com a colaboração de Timo Van Luyck. Uma proposta no mínimo irrecusável.
Juventude de Viana
· POR Paulo Cecílio · 07 Ago 2014 · 14:50 ·


Não a equipa, mas o dia que se celebra, sendo que o Anfiteatro do Jardim da Marina acolherá concertos de NBC e PZ, para além de outros nomes, entre MCs e DJs, que animarão a cidade convidados pelo NAAM. A entrada é livre e isto acontece tudo já na próxima terça-feira. Mais informações no sítio do costume.

Reedições dos Can chegam no Outono
· POR Paulo Cecílio · 06 Ago 2014 · 23:16 ·


Não fosse o impacto enorme dos Kraftwerk na música electrónica e os Can seriam, sem dúvida, considerados como a melhor banda a ter saído da Alemanha (os melómanos agradecem contudo a existência daquele eixo Autobahn - Computer World). Mas o que é certo é que décadas após o fim do grupo nunca nos debruçámos tanto sobre os pioneiros kraut como nestes últimos anos, com edições como The Lost Tapes (2012) e agora a notícia de que catorze dos seus discos irão ser reeditados pela Mute, com a ajuda do teclista Irmin Schmidt. Monster Movie, Soundtracks, Tago Mago e Ege Bamyasi ficarão desde logo disponíveis a dois de Setembro e os demais seguir-lhes-ão os passos, sendo que a série de livros 33 1/3 verá também Tago Mago ser abordado pela escrita de Alan Warner. Até lá, haja chuva para adocicar este calor.

Será desta?
· POR Paulo Cecílio · 06 Ago 2014 · 22:48 ·


Depois do cancelamento de há dois anos, o regresso: Morrissey virá a Portugal naquela que será a primeira data da digressão de World Peace Is None Of Your Business, marcada para Lisboa, desconhecendo-se ainda a sala que o acolherá. A informação foi veiculada pelo próprio e já existe até data marcada: 6 de Outubro. Considerando a recente vaga de cancelamentos e problemas diversos que atingiram o misantropo favorito de toda a gente, resta-nos esperar para ver. Até lá, fique-se com as canções.

XL Recordings anunciam álbum de compilação da editora
· POR Simão Freitas · 06 Ago 2014 · 18:32 ·


A editora independente britânica XL Recordings, a lançar músicos desde 1989, anunciou a compilação Pay Close Attention, que pretende celebrar os 25 anos da editora. A compilação está dividida em duas partes: uma primeira, dedicada ao underground, com nomes como Dizzee Rascal, SBTRKT ou Jamie xx, e uma segunda parte dedicada aos grandes nomes que marcaram a editora, com destaque para Radiohead, The White Stripes, M.I.A., The Prodigy, Adele ou Bobby Womack, entre outros. A editora comandada por Richard Russell começou em 1989 a lançar artistas dentro do estilo rave music, mas foi incorporando projetos mais abrangentes da música de dança até nomes estabelecidos do pop e do alternativo, contando hoje em dia com artistas como Jack White, Adele, Sigur Rós ou Vampire Weekend, entre outros nomes, nas fileiras. A compilação estará disponível a partir de 25 de Agosto, em vinil, CD e via download.

Festival SEMIBREVE anuncia última vaga de confirmações
· POR Simão Freitas · 05 Ago 2014 · 11:53 ·


O festival SEMIBREVE, que decorre de 10 a 12 de Outubro no Theatro Circo, em Braga, anunciou a última fornada de confirmações. Entre as atuações anunciadas está o duo de música electrónica Plaid, que vêm apresentar Reachy Prints, o seu décimo álbum. Além do duo londrino, o festival dedicado à música electrónica anunciou a presença de Thomas Ankermist, @C, Mark Fell, Anna Zaradany e Pierce Warnecke, que se juntam aos nomes já confirmados, de onde se destacam Sensate Focus, Roll The Dice ou Demdike Stare.

ZdB já está a dar prendas
· POR Paulo Cecílio · 05 Ago 2014 · 11:36 ·


A Galeria Zé dos Bois só chegará aos vinte (!) anos em Outubro, mas já está a preparar a festa e a revelar prendinhas boas: Ty Segall passará pela capital a 25 do mês supracitado após ter incendiado o Primavera Sound do Porto para apresentar as canções carregadas de rock do recente Manipulator, editado este ano pela Drag City, apresentando-se no Lux. Mas não é só. Conte-se igualmente com concertos de Rashad Becker com Ondness a 18 de Setembro e dos Lust For Youth (com selo de qualidade Sacred Bones) com Bispo dois dias depois. Mais informações no sítio do costume.

Mais confirmações para o Out.Fest
· POR Paulo Cecílio · 02 Ago 2014 · 15:05 ·


Para além dos nomes já confirmados (entre os quais se contam, por exemplo, Peter Brötzmann e os fantásticos The Ex) o Out.Fest anunciou recentemente dois outros artistas que certamente trarão até ao Barreiro o género de êxtase que nós melómanos tanto precisamos: o trompetista Peter Evans apresentar-se-à em quinteto (com com Jim Black, Sam Pluta, Tom Blancarte e Carlos Homs) e o austríaco Fennesz virá apresentar os temas de Bécs, o seu mais recente trabalho. O passe geral está já à venda e custa 25€

Parceiros