Outubro 2012
Crónica visual nos 30 anos de carreira de Rodrigo Amado
· POR Alexandra João Martins · 31 Out 2012 · 18:20 ·


O lançamento do livro de fotografia de Rodrigo Amado, Un Certain Mlaise, pela prestigiada editora Assírio & Alvim / Documenta terá lugar no próximo dia 29 de Novembro. Nesse mesmo dia inaugura a exposição homónima do livro, no Museu da Electricidade, com direito a espectáculo musical gratuito de Lisbon Improvisation Players ft. John McPhee. O trabalho inspirado em Herberto Helder e capturado no norte da Europa: Moscovo, Varsóvia, Berlim e Copenhaga, inclui ainda texto inéditos de Gonçalo M. Tavares.

Os 30 anos de carreira do fotógrafo, músico e jornalista, ficam também assinalados por um segundo concerto. Amado, McPhee, Kessler e Corsano juntam-se no dia 1 de Dezembro, no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém. Bilhetes para a plateia a 13,5€ e para laterais a 11€. A exposição de Rodrigo Amado, Un Certain Malaise, prolongar-se-à no Museu da Electricidade até Fevereiro de 2013.
Marisa Monte regressa a Portugal
· POR André Gomes · 31 Out 2012 · 11:44 ·


Marisa Monte, uma das vozes maiores da MPB da actualidade, regressa a Portugal após seis anos de ausência na sequência da digressão “Verdade Uma Ilusão”, que passará pelo Coliseu do Porto no dia 24 de Abril e pelo Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 27 de Abril. A brasileira vem apresentar o seu mais recente disco, O que você quer saber de verdade, e os bilhetes para os dois espetáculos custam entre €20 e €60. No fim, se gostarem digam a Marisa Monte "Amor I love you" com aquela pose sexy que às vezes ensaiam em frente do espelho.

Disco de estreia de Mr. Herbert Quain
· POR Paulo Cecílio · 31 Out 2012 · 10:43 ·


Trata-se do primeiro LP da Zigur Artists, e é igualmente o primeiro de Mr. Herbert Quain, alter-ego de Manuel Bogalheiro, que nos apresenta em How I Learned To Stop Worrying and Start Loving the Waiting uma sonoridade bastante próxima de DJ Shadow e/ou Nicolas Jaar, algo que poderão confirmar no Bandcamp cujo link aqui deixamos. Para picar sem receio.

O Brian Eno tem um disco novo
· POR Paulo Cecílio · 31 Out 2012 · 10:27 ·


Não são as reedições dos Roxy Music ou sequer um Music For Airports do século XXI (que, a existir, provavelmente conteria muito mais registos áudio de gente a ser interrogada por merdas que não lembram a ninguém), mas um disco de Brian Eno merece sempre atenção: Lux terá selo da Warp e sairá a 13 do próximo mês, sendo que se trata do seu primeiro trabalho a solo desde Another Day On Earth, de 2005. Podem saber mais sobre o mesmo aqui.
Lavadouro (Capicua, Ghuna X e Grav3, Pedro Geraldes dos Linda Martini) no BODYSPACE AU LAIT de Novembro
· POR André Gomes · 30 Out 2012 · 23:55 ·
© Sofia Miranda

LAVADOURO
4 DE NOVEMBRO, DOMINGO
19H
 
Café au Lait, Porto
Entrada livre
 
O Porto, enquanto cidade, tem a sua relação com a água marcada no nome e na geografia, definindo-se na fronteira com o rio e com o mar, como um cais. A água constitui a seiva da sua identidade ribeirinha e marítima, mas também um elemento fluido que ensopa o seu quotidiano doméstico, o espaço público e a sua dimensão cenográfica. A roupa molhada a secar nas janelas, o céu chuvoso, as cheias, as gaivotas que invadem a cidade para nos lembrar que esta é a sua praia, o percurso da ribeira até à foz, dos rabelos às traineiras, até Leixões…As suas pontes, as suas fontes, os seus pequenos lagos românticos, os lavadouros e o som do amolador. Lavadouro é um projecto de Capicua, GhunaX e Grav3 (Pedro Geraldes, dos Linda Martini) que pretende louvar essa relação activa entre o Porto e a água, demonstrado que esta vai muito além da geografia. A "barrela" faz-se com poemas que homenageiam a nossa “cidade aquática” declamados sobre bases instrumentais construídas por beats, guitarras e sintetizadores, num espectáculo originalmente desenhado para o Manobras no Porto, mas que se estende agora ao Café au Lait no dia 4 de Novembro, quem sabe se pela última vez.
Aula de dub no Musicbox
· POR Hugo Rocha Pereira · 30 Out 2012 · 18:14 ·


Um dos maiores mestres do dub da actualidade honra-nos com a sua presença no próximo mês. Sábado, 17 de Novembro, o músico e produtor Mad Professor (que tem trabalhado com músicos fora do universo reggae, como Massive Attack) encabeçará mais uma Musicbox Heineken Series que, como é fácil de perceber, terá lugar no clube do Cais do Sodré. A primeira parte está a cargo de Cooly G e a entrada, que vale € 10,00, dá direito a uma bebida.

Bodyspace regressa à Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura com os Nice Weather For Ducks
· POR André Gomes · 30 Out 2012 · 16:29 ·


Guimarães 2012 recebe, nos dias 2 e 3 de Novembro, o Cidade Campus, um projeto que tem como objectivo re-imaginar as potencialidades das cidades de pequena e média dimensão. Durante dois dias, por ser muito mais do que uma conferência, o Cidade Campus conta com a participação de especialistas de renome internacional e inclui exposições, workshops, instalações, visitas guiadas, projeções e concertos. A convite da Capital Europeia da Cultura, e depois do ciclo de concertos em Agosto com curadoria Bodyspace, regressamos a Guimarães e desta vez levamos connosco os leirienses Nice Weather For Ducks (dia 2 de Novembro, 18h30), que editaram o seu disco de estreia com selo da Optimus Discos em 2012. Podem ver os dois vídeos que filmamos com a banda para a Videoteca Bodyspace no âmbito da CEC aqui. Para mais informações acerca do evento - incluindo inscrições - podem clicar aqui.
O continuum rap da ZDB
· POR Bruno Silva · 30 Out 2012 · 12:49 ·


Aquando da muito recente crítica ao concerto do Mykki Blanco na ZDB, já tinha sido referida de raspão a vinda do rapper Le1f a esse mesmo espaço já hoje – dia 30 -, mas não é demais relembrá-lo e de forma mais sucinta. Parte integrante dessa mesma realidade – se é que assim se pode chamar – onde podemos encontrar nomes como o Blanco, Zebra Katz ou Cakes da Killa, Le1f teve como cartão de visita uma mixtape gratuita de nome Dark York. Contando com um arsenal de produtores como Nguzunguzu ou Matt Shadetek, Dark York era um disco denso e soturno, onde as rimas de Le1f se afogavam numa mistura incapaz de incutir a necessária dinâmica a óptimas canções como “Wut” ou “Bubbles”. Coisa que será facilmente contornável ao vivo, que é o espaço privilegiado para estes pequenos acontecimentos que a galeria tem vindo a promover. Pelo que todos os convertidos não terão razões para não aparecer. Na primeira parte, Bizt revela em formato DJ Set que ainda existe espaço para interesse no seio da UK Funky e suas intercepções com a Afrobeats e demais músicas urbanas quentes, com “Tiger” a deixar essa ideia patente de modo incisivo. Começa pelas 22 horas e custa 10 euros.

Novo disco de Lindstrøm em streaming
· POR · 30 Out 2012 · 12:44 ·


Boas notícias para quem já tinha saudades de Lindstrøm disco depois de Six Cups of Rebel, um disco que explorou paragens totalmente diferentes (mas igualmente interessantes). O norueguês prepara-se para editar  o novíssimo Smalhans a 6 de Novembro com selo Feedelity/Smalltown Sound. A boa notícia é que este novo disco de Lindstrøm já está disponível para audição gratuita. Basta que cliquem ali em baixo.

Luís Nunes (Walter Benjamin) cria nova editora
· POR André Gomes · 29 Out 2012 · 22:26 ·


Luís Nunes, mais conhecido como Walter Benjamin, manda saber que está a começar uma pequena editora digital chamada Roman Road Records "com uns amigos ingleses, austríacos, portugueses e de todas as nacionalidades" ao seu alcance. O lançamento da editora será celebrado em Londres - onde o músico português vive - com um concerto de uma banda chamada Geffin Brothers e do seu próprio projecto, Walter Benjamin.

O primeiro lançamento desta editora será precisamente o EP dos Geffin Brothers, cujo primeiro single pode ser ouvido aqui em baixo. No futuro o músico espera editar também projectos portuguesas e promover concertos no Reino Unido. "Acho que pode ser algo de muito positivo para agitar as águas no meio de tantas más notícias", diz o próprio Luís Nunes.

Ornatos Violeta despedem-se na cidade natal
· POR André Gomes · 29 Out 2012 · 22:16 ·


Depois de terem actuado uma vez no Coliseu Micaelense e três vezes no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, com lotações totalmente esgotadas, os Ornatos Violeta despedem-se deste regresso momentâneo - até nova ordem - na cidade que os viu nascer. Apresentam-se amanhã, quarta e quinta-feira no Coliseu da cidade com mais três lotações totalmente esgotadas, naquilo que só pode ser um record histórico dos coliseus. Fala-se em concertos de duas horas e meia, fala-se em repertório completo ou perto disso, fala-se de suor e lágrimas, e talvez até sexo para quem chega a casa dos concertos ainda com o fogo no corpo e ligeira saudade dos tempos em que os Ornatos Violeta incendiaram as suas vidas.
Dez anos de Honey Sound
· POR Alexandra João Martins · 29 Out 2012 · 21:56 ·

Numa espécie de miscelânea intercultural, a editora e promotora barcelense Honey Sound lança agora uma compilação comemorativa dos dez anos de existência. Entre projectos conterrâneos como La La La Ressonance, The Partisan Seed e Biarooz, e do resto do país, veja-se Cavalheiro, Sensible Soccers ou Walter Benjamin, contam-se ainda alguns projectos internacionais, entre os quais os galegos Telephones Rouges e a norte-americana Erica Buettner. As sonoridades ecléticas variam desde o experimental até ao folk, passando pelo inevitável rock puro e duro. A compilação, HONEYSOUND, lançada no passado dia 14 de Outubro, contém no total 27 faixas.

Nilson, sEMIcOLCHEIAS, Juffage em Lisboa
· POR Paulo Cecílio · 29 Out 2012 · 21:53 ·


Com a organização a cargo da Associação Terapêutica do Ruído, o cantatutor alemão Nilson, que editou recentemente o seu álbum de estreia - We Are Strange, compêndio de dez canções folk sombrias -, irá estar por Lisboa para três concertos, a saber: no Bartô, a um de novembro, no Geraldine, a três, estando ainda reservado um jantar e concerto surpresa em sítio por anunciar no dia dois, para além de um outro em Setúbal a 4, no Festival Lado B. Já os dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS passarão pelo palco do Ritz a 15, enquanto o norte-americano Juffage passará pelo Lounge a 24. Seguem em baixo as informações respectivas de cada qual.

1/11 - Nilson + O Gringo Sou Eu, Bartô (Rua Costa do Castelo, 1), 22h30, 3€
2/11 - [Jantar/Concerto Mistério] Nilson + O Gringo Sou Eu + Nilson Muniz & Emanuele Correani + Garcia da Selva + Catapulta, 19h30, 4€ (informações e reservas: terapiadoruido@gmail.com ou 91 837 77 39)
3/11 - Nilson, Geraldine (Travessa da Glória, 18, 1º), 18h, contribuições livres
4/11 - Nilson + Pan Potting + Guitarras Variáveis, Casa da Cultura (Setúbal), 22h, 5€
15/11 - dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS, Ritz Clube
24/11 - Juffage, Lounge
Raindrops Keep Fallin´ On My Head
· POR Paulo Cecílio · 29 Out 2012 · 14:31 ·


Como saberão, o Vodafone Mexefest não terá apenas palcos: terá igualmente autocarros. Estes, que andarão pela avenida a transportar os festivaleiros, terão (para que os vossos ouvidos não passem muito tempo sem ouvir música) bandas a tocar no seu interior, sendo que se anunciaram hoje dois nomes que por lá andarão: os Nice Weather For Ducks e as Anarchicks. Não nos autocarros mas num palco, a dupla electropop MS MR promete pôr toda a gente a dançar. Dias sete e oito de dezembro. 40€.
John Talabot e Pional em correria
· POR · 29 Out 2012 · 12:58 ·


Passamos a explicar: os espanhóis John Talabot e Pional foram convidados para dar música à Maratona Divina Pastora de Valencia, que acontece daqui a menos de vinte dias, e fizeram-no da perspectiva de quem a corre. Daí o título, "Brave". O tema, que vem no seguimento do trabalho feito em fIN e daquilo que têm vindo a construir em conjunto. É boa malha e podem sempre enfiá-la no leitor de MP3 quando forem correr aquela rua para perder meia dúzia de gramas.


Yo La Tengo regressam a Portugal
· POR André Gomes · 29 Out 2012 · 12:44 ·


Depois do belíssimo concerto no Primavera Sound 2012, no Porto, os Yo La Tengo têm duas datas marcadas para território português em Março de 2013. Os concertos acontecem  no dia 1 desse mês na Aula Magna, em Lisboa, e no dia seguinte na Casa da Música, no Porto. Os concertos acontecem na sequência do lançamento do EP Stupid Things em Setembro mas há um novo disco a ser preparado. Mais detalhes em breve. 

Optimus Primavera Club 2012 com cartaz fechado
· POR André Gomes · 29 Out 2012 · 12:18 ·


Já há cartaz final para o Optimus Primavera Club 2012, que acontece entre 30 de Novembro e 2 de Dezembro na Guimarães Capital Europeia da Cultura. Aos nomes já anunciados juntam-se B Fachada, You Can't Win, Charlie Brown (que prometem tocar o clássico The Velvet Underground & Nico na íntegra), sPILL (projecto do guitarrista André Fernandes), Sensible Soccers, Emmy Curl, Tropa Macaca, Space Ensemble, os espanhóis Viva (que assinaram um dos discos do ano) e ainda um showcase da editora bracarense PAD que inclui actuações de Blac Koyote, Dear Telephone e La La La Ressonance (e que prova que as rivais Braga e Guimarães estão numa relação séria). Os concertos acontecem no Centro Cultural Vila Flor, na Plataforma das Artes e da Criatividade e no São Mamede. O passe para o festival custa 35 euros. Os bilhetes diários custam 25€ cada.

A organização avisa: os detentores dos passes gerais e bilhetes diários têm acesso garantido nas actuações programadas nas salas de espectáculo de maior dimensão. Para os concertos nas salas de menor dimensão, a capacidade está sujeita à lotação das mesmas.
Noite Shhpuma na Trem Azul
· POR Paulo Cecílio · 26 Out 2012 · 16:43 ·
© Vera Marmelo

A reputada loja lisboeta irá acolher esta noite dois concertos imperdíveis para quem estiver pela capital; o trio Pão, de Pedro Sousa, Tiago Sousa e Travassos, e Filipe Felizardo irão dar dois concertos focados nos seus discos editados este ano pela Shhpuma, nomeadamente o homónimo do trio e Guitar Soli For The Moa And The Frog, dos quais até já falámos. A entrada vale 5€ e a música começa pelas 21h30.

Novo tema de The Weeknd
· POR André Gomes · 26 Out 2012 · 14:35 ·


Nem de propósito: aproxima-se o fim-de-semana e há um novo tema de The Weeknd para ouvir. Chama-se "Enemy", vai ali atrás buscar os Smiths em "Please, Please, Please, Let Me Get What I Want" e fará parte de Trilogy, o disco a editar em breve que reunirá as três mixtapes que Abel Tesfaye lançou em 2011, House Of Balloons, Thursday Echoes Of Silence. Para ouvir aqui em baixo.


...e eis mais Mexefest
· POR Paulo Cecílio · 26 Out 2012 · 12:33 ·


Assim como as nuvens que têm tomado conta do país, também a organização do Vodafone Mexefest tem chovido nomes dia sim, dia não, para espicaçar ainda mais o público lisboeta e aquele que de fora virá à capital a sete e oito de dezembro. Hoje confirmaram-se os holandeses The Black Atlantic, na foto, bem como Manuel Fúria, Pierre Aderne, Beautify Junkyards, Vitorino Voador e Plaza. De novo: bilhetes a 40€ à venda em todos os locais habituais.
Para a Lysandre com carinho, Owens
· POR Alexandra João Martins · 26 Out 2012 · 10:43 ·


Christopher Owens, ex-vocalista da banda californiana Girls, vai lançar o seu primeiro álbum a solo. Lysandre é o nome de uma rapariga que conheceu em França e é também o nome do disco. Composto, gravado e organizado como uma narrativa inteira, é inspirado nas estórias da primeira tour de Girls, em 2008. Os títulos das onze canções fazem prever viagens e amor, "New York City" e "A Broken Heart" são exemplos. Duas delas, "Lysandre's Theme" e "Here We Go", já podem ser ouvidas aqui. Lysandre sai a 15 de Janeiro de 2013 pela Fat Possum nos Estados Unidos e pela Turnstile no resto do mundo.
Clubbing na Casa da Música com John Cale
· POR André Gomes · 26 Out 2012 · 10:18 ·


O Clubbing, que tantos bons nomes trouxe à Casa da Música nos últimos anos, regressa este sábado com um grande nome da música de sempre: John Cale. Em data única em Portugal, o ex-Velvet Underground e senhor de uma invejável carreira a solo apresenta o seu mais recente disco, Shifty Adventures in Nookie Wood, editado no passado dia 1 de Outubro. No mesmo Clubbing há ainda DJ sets de Adolfo Luxúria Canibal, João Peste e Nuno Calado, da Antena 3. A entrada para tudo isto (excepto o set de Nuno Calado, de entrada livre) custa 17 euros.
Dia da Bruxa no Misty Fest
· POR Hugo Rocha Pereira · 25 Out 2012 · 17:43 ·


Já aqui demos conta da muito aconselhável programação musical do Misty Fest, que se realiza entre os dias 1 e 19 de Novembro, entre várias salas de Lisboa, Sintra e Porto. Hoje lembramos que este festival, que se inicia precisamente de hoje a uma semana, é inaugurado (bem a propósito, aliás) pela bruxa que dá pelo nome da Allen Halloween. O rapper de Odivelas leva a sua poesia das vielas e ruas mal-afamadas até ao palco do Cinema São Jorge, num concerto que promete surpresas e se trata da sua primeira apresentação num contexto de festival urbano. Fica o convite.

B Fachada reinterpreta Sérgio Godinho
· POR Hugo Rocha Pereira · 25 Out 2012 · 16:50 ·


Com a chuva a cair e o frio a chegar, é altura para o (último, antes de prometido retiro sabático?) disco de Inverno de B Fachada. E o cantautor propõs-se reconstruir/regravar nada menos que o primeiro LP de Sérgio Godinho, Os Sobreviventes, editado há quarenta anos. O álbum, que chega às lojas no próximo dia 12 de Novembro, conta com dois convidados especiais: Francisca Cortesão, dos Minta & The Brook Trout, e João Correia, dos Julie & The Carjackers. De acordo com o press release da Mbari, esta nova versão de Os Sobreviventes (gravada por Fachada em 2011, entre o Deus, Pátria e Família e o CD homónimo com que fechou esse ano) é composta por canções do Portugal da ditadura mas que parecem escritas a retratar o tempo presente, como nos casos de “Que Força é Essa” ou “Senhor Marquês”. Chegam, portanto, bem a tempo deste Inverno do nosso descontentamento.
The Staves na primeira parte de Bon Iver
· POR André Gomes · 25 Out 2012 · 16:19 ·


A Everything is New acaba de anunciar o nome que assegurará a primeira parte do concerto de Bon Iver, amanhã, no Campo Pequeno. É o das britânicas The Staves, o grupo formado pelas três irmãs Staveley-Taylor bonitas que se prepara pa lançar o primeiro disco, <i>Dead & Born & Grown</i>, e que aparentemente faz folk fofinho. O muito querido Bon Iver regressa a Portugal para um concerto único em Lisboa depois de dois concertos esgotados - e celebrados - nos coliseus de Lisboa e Porto. As portas abrem às 20 e o espectáculo tem o início marcado para uma hora depois. 

Mais nomes para o Vodafone Mexefest
· POR André Gomes · 25 Out 2012 · 12:52 ·


Continuam a chegar às pinguinhas, como a chuva. São os nomes para o Vodafone Mexefest. Nesta quinta-feira em que por acaso até ameaça chover, a organização confirma concertos de Christopher Owens (vocalista dos norte-americanos Girls, aparentemente a solo), M-PeX, Peixe e Aldina Duarte & Júlio Resende. Escolhas que apontam para um festival cada vez mais amplo na sua oferta. O preço para tudo o que acontece nos dias 7 e 8 de Dezembro em Lisboa custa 40 euros.
A coruja é mais forte do que tu
· POR Paulo Cecílio · 25 Out 2012 · 01:35 ·


Os Barn Owl não irão só andar pelo Amplifest, como já o devem saber: esta quinta-feira apresentam-se igualmente na Galeria Zé dos Bois para um concerto que, como o do Porto, deverá ser memorável. O duo chega a Portugal com Lost In The Glare editado no ano passado pela Thrill Jockey, sendo que da passagem deles por este mesmo espaço em 2010 ainda existem bastantes histórias vivas nas mentes de quem foi. A entrada custa 8€ e o concerto é às 22h, com a primeira parte a cargo do experimentalista italiano sediado em Lisboa Riccardo Wanke Dillon.
Jazzheads eruditos ou povo plebeu: cabe tudo aqui
· POR Paulo Cecílio · 25 Out 2012 · 01:30 ·


O grande Sei Miguel irá estar pelo auditório do Goethe Institut, em Lisboa, para um concerto programado pela Filho Único em honra dos 50 anos da instituição. Denominado Cantata Mussurana e pensado para quatro vozes e pequena orquestra, este concerto terá lugar pelas 21h30 e é gratuito, free, gratuit, kostenlos. Compõem a orquestra os seguintes músicos: Sei Miguel (trompete "pocket"), Kimi Djabaté (voz), Ernesto Rodrigues (viola de arco), Rafael Toral (electrónica), Fala Mariam (trombone alto), Nuno Torres (saxofone alto), Pedro Gomes (guitarra eléctrica), Pedro Lourenço (baixo eléctrico), César Burago (percussão), Monsieur Trinité (percussão) e Luís Desirat (bateria). Sejam do jazz ou não, não existe desculpa para faltar.
VIBE fecha cartaz
· POR Paulo Cecílio · 25 Out 2012 · 01:21 ·


Aos já anunciados The Memorials juntam-se os Voxels, os Malcriada e os Ghunagangh, que fecham assim o cartaz do VIBE 2012, evento a ter lugar em Viana do Castelo a 31 de outubro, noite de Halloween. Os concertos decorrem no Nasoni e as entradas, relembramos, custam 5€ agora e 7€ no próprio dia. Portanto: não deixem para amanhã o que podem fazer hoje. Tudo tem início às 22h.
Ermo apresentam EP em Braga
· POR Paulo Cecílio · 25 Out 2012 · 01:19 ·


O EP de estreia dos Ermo já foi aprovado pelos nossos ouvidos, mas fica a dica para quem estiver por Braga a dez de novembro, pelas 21h30: o duo estará acompanhado por Adolfo Luxúria Canibal (!) e pelo projecto deste, Estilhaços, sendo de ressalvar igualmente uma exposição de Rui Itálico. A acontecer na Torre de Menagem, monumento nacional, com a entrada a custar 7€.
Experimentar em açoriano
· POR Alexandra João Martins · 23 Out 2012 · 22:21 ·


O Experimentar açoriano passeia entre a imaculidade dos instrumentos e cantares tradicionais e a heresia de os cruzar com a música experimental. Sem medo e sem receios porque, como fazia prever o título do primeiro trabalho, o Experimentar Na M'incomoda, lançam a 29 de Outubro um novo disco, 2: Sagrado e Profano, pelas mãos da Ponto Zurca. Para já, pode ser ouvido integralmente aqui. Os concertos de apresentação passam por Horta, (9 de Novembro), Ponta Delgada (10 de Novembro), Lisboa (Musicbox, 16 de Novembro) e Porto (19 de Novembro) e contam com a presença de Zeca Medeiros, reconhecido cantor popular.
Alek Rein no Lounge
· POR Paulo Cecílio · 23 Out 2012 · 20:43 ·


Por via da mensalidade da Filho Único neste espaço, claro está. O cantautor com um pé em Pessoa e outro no psicadelismo irá apresentar as canções de Gemini, EP recente que podem ouvir no Bandcamp, já esta quarta-feira, a partir das 22h30, seguindo-se o omnipresente DJ set da malta da FÚ. A entrada é livre, como o é sempre.

Death By Unga Bunga em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 23 Out 2012 · 20:38 ·


Banda Norueguesa de canções quentes e rock n´ roll e de nome altamente sugestivo (procurem no Urban Dictionary), os Death by Unga Bunga andarão numa mini-digressão por quase todo o país naquela que é a apresentação de The Kids Are Up To No Good, o segundo disco da banda. Seguem as datas e as horas em baixo.

25/10 - Ovelha Negra, Marinha Grande (c/ Los Saguaros), 22h
26/10 - Timília Das Meias, Montijo, 23h
27/10 - Armazém do Chá, Porto, 23h30
28/10 - FNAC Viseu, 16h
29/10 - FNAC Coimbra, 21h30
31/10 - FNAC Braga, 18h
31/10 - Kastrus, Esposende, 23h30
1/11 - Teatro Vila Real, 23h
2/11 - CAE Portalegre
3/11 - FNAC Vasco da Gama, 17h
3/11 - Lounge, 23h

Diego Armés dá barraca com os Nome Comum
· POR Paulo Cecílio · 23 Out 2012 · 20:35 ·


Calma, é só um trocadilho imbecil. Diego Armés irá estar pelo bar A Barraca, em Lisboa, numa noite onde actuam igualmente os nome comum, cujo disco comum de folk comum (outro) pode ser ouvido e sacado aqui. A entrada custa míseros 3€ e o concerto é já na próxima quinta-feira.

JUBA em estreia exclusiva aqui e agora
· POR André Gomes · 23 Out 2012 · 14:28 ·


Os JUBA nasceram entre adegas e piscina e a partir de elementos de Tropical Tobacco e Colour is a Common Mistake. Gravaram este mês um single no BlackSheep Studios, sob a guarida de Makoto Yagyu (PAUS, If Lucy Fell, Riding Pânico) e Fábio Jevelim ( Men Eater, Riding Pânico). São um quarteto e dizem fazer hindu surf riot. A boa notícia é que temos esse single em estreia absoluta e exclusiva. Mas antes de ouvirem esse single, intitulado “Bloodvessels”, leiam o que Joel Lucas tem a dizer acerca acerca desto nascimento de JUBA: “um dia virei-me para o Miguel e disse: sabes o que faz falta, para além de animar a malta? Uma banda de surf galáctico bem tenso, com uma pitada de tom yum tailandês. Algo que soe ao Brian Wilson em ácidos e à deriva pelo espaço, em tanga e óculos de sol. Chamámos o guru Isaac e o naive do Tomás e seguimos para o BlackSheep gravar o single. O que se pode esperar daqui? Nada de especial”. Tirem as vossas próprias conclusões.

JUBA - Bloodvessels [mp3]

Miss Perfumado de Cesária Évora conhece nova vida
· POR André Gomes · 23 Out 2012 · 12:35 ·


Miss Perfurmado
, o disco que projectou a carreira de Cesária Évora a nível internacional, comemora por estes dias 20 anos e é pela primeira vez remasterizado. O álbum chega às lojas a 29 de Outubro e é editado com um CD extra que inclui os maiores sucessos dos três primeiros discos da sua carreira - La Diva aux pieds Nus, Distino di Belita e Mar Azul, incluindo ainda um booklet de 56 páginas. Uma boa oportunidade para quem chora ainda a morte da cantora cabo verdiana ou para quem deseja conhecer um dos marcos fundamentais da sua carreira.


Mais Vodafone Mexefest
· POR André Gomes · 23 Out 2012 · 10:16 ·


Há mais nomes confirmados para a edição de 2012 do Vodafone Mexefest, que acontece em Dezembro nas mais variadas salas lisboetas. No lote de hoje há James Iha (fundador dos The Smashing Pumpkins e membro dos A Perfect Circle), Virgem Suta, a cantora Elisa Rodrigues e os britânicos Shields. Há cada vez mais nomes mas o preço do passe geral para o festival continua a ser o mesmo: quarenta euros para dois dias de música. Aproveitem o Natal para darem uma prenda a vocês mesmos.


O trio de Jim Black vai à Culturgest
· POR Nuno Catarino · 23 Out 2012 · 01:21 ·
© Frank Schindelbeck

Jim Black, um dos mais extraordinários e criativos bateristas do mundo, colega de Carlos Bica no trio Azul, vai passar pela Culturgest. O baterista apresenta-se acompanhado pelo seu trio, ao lado de Elias Stemeseder (piano) e Christopher Tordini (contrabaixo), no próximo dia 2 de Novembro, sexta-feira. O concerto tem lugar no grande auditório, arranca pelas 21h30 e a entrada vale 18€ (5€ para menores de 30).
Os Teengirl Fantasy vão aquecer o Porto
· POR Paulo Cecílio · 23 Out 2012 · 01:19 ·


Sim, já o sabemos: o Amplifest ocupará as cabeças de todo e qualquer um que esteja pelo Porto a partir de quarta-feira (nota: isto é uma private joke e não corresponde à realidade - também haverá a bola). Mas, pelo menos durante umas horas da noite de quinta-feira, não deve, ou não vai: os Teengirl Fantasy, que lançaram este ano o seu segundo disco - Tracer - irão estar pelo Plano B, acompanhados de Violet (uma das metades das saudosas A.M.O.R.) e de Solution (Tiago Carneiro, co-fundador da Terrain Ahead. A chave para a dança está a cargo da Pontiaq e eles trocam-na por escassos 8€. Para conferir no Plano B, a partir das 23h.
Isto não é uma estreia mundial
· POR Paulo Cecílio · 23 Out 2012 · 01:17 ·


SPELLCRAFTER é um nome que mais parece saído de uma má sessão de jogatina do Dungeons & Dragons, mas visto que o homem por detrás deste projecto é o Vítor Barros dos Equations, que é um tipo bem fixe, ele não vai levar a mal esta observação nem enviar-nos hate mail. De resto, serve isto para dizer que ele a modos que abandonou a guitarra e anda agora a brincar com a electrónica, algo que podem ouvir aqui ou então marcar presença na festa indie de Novembro, quando ele vier ao Lounge acompanhado das suas muitas fãs de Ponte de Lima. A estreia está marcada para o dia 29 e promete.
Depeche Mode no Optimus Alive 2013
· POR André Gomes · 22 Out 2012 · 20:08 ·


Parece que foi há uma semana que os festivais de Verão começaram a desaparecer e já começa a enxorrada de nomes para os cartazes de 2013. A Pitchfork manda dizer que os Depeche Mode se apresentam no Optimus Alive  no próximo dia 13 de Julho. A banda virá a Portugal apresentar o novo disco, sucessor de Sounds of the Universe, editado em 2009, que tem data de lançamento marcada para a próxima Primavera. Mais detalhes acerca do Optimus Alive 2013 em breve. 
Father John Misty em Portugal
· POR André Gomes · 22 Out 2012 · 20:01 ·


A notícia pode ser colhida no site do músico norte-americano: Father John Misty, que este ano lançou o delicioso <i>Fear Fun</i>, tem data marcada para o Teatro Municipal de Vila do Conde. O concerto de Joshua Tillman, ex-baterista dos Fleet Foxes, acontece no dia 12 de Dezembro, mesmo a tempo de servir de prenda de Natal. Ainda não existem informações acerca de preços, locais de venda ou hora de início do concerto. Vai render certamente. Se não rendesse certamente que as três bruxas giras não se deixavam fotografar ao lado de Joshua Tillman.
E ainda mais nomes para o Mexefest
· POR Paulo Cecílio · 22 Out 2012 · 12:26 ·


A fornada de hoje consiste em The Discotexas Band, Cais Sodre Funk Connection, Batida e Robert Delong. São mais nomes para fazer dançar e esquecer o frio de dezembro que pairará sobre o Vodafone Mexefest, a 7 e 8 desse mês. Relembramos o restante cartaz: aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. O preço do passe é de 40 euros e pode ser comprado na bilheteira no local do espectáculo a partir de dia 6 de Dezembro,  www.ticketline.pt , Fnac, Worten, El Corte Inglês (Lisboa e Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, www.ctt.pt e Teatro BBVA Tivoli.
Throes + The Shine dizem "Hoje é Festa"
· POR Alexandra João Martins · 22 Out 2012 · 10:35 ·


Depois de "Batida", o quarteto criador da mistura de rock com kuduro lança agora o seu segundo single. "Hoje é Festa" é a quinta faixa do primeiro álbum de Throes + The Shine, intitulado precisamente Rockuduro, lançado em Maio deste ano pela Lovers & Lollypops. A banda residente no Porto, que tem tocado um pouco por todo o país, apresenta ainda o videoclip do novo single, realizado pela dupla Gonçalo Silva e Francisco Eduardo.

É hoje, às 19h, no Café au Lait. Entrada livre
· POR André Gomes · 21 Out 2012 · 14:26 ·
© Sofia Miranda

MINTA & THE BROOK TROUT
21 DE OUTUBRO, DOMINGO
19H
 
Café au Lait, Porto
Entrada livre
 
Olympia é nome de cidade e do segundo disco de Francisca Cortesão enquanto Minta & The Brook Trout, o lar doce lar que encontrou para as suas canções, depois da estreia em 2009 com um disco homónimo que ligou todos os alarmes para o seu talento. Olympia é ainda o título de um disco de amadurecimento, de evolução; um disco que afirma definitivamente Francisca Cortesão como uma das melhores escritoras de canções da sua geração. Olympia é “apenas” mais um episódio de uma carreira que, sorrateiramente, se vai solidificando. No próximo domingo, agora que o Verão já é coisa do passado e o frio começa a instalar-se confortavelmente nos nossos dias, recebemos Francisca Cortesão e companhia num BODYSPACE AU LAIT que promete momentos apetecíveis de partilha e intimismo. E duas mãos cheias de canções.
Presente de Sufjan Stevens
· POR Alexandra João Martins · 20 Out 2012 · 14:07 ·


Ainda faltam dois meses para o Natal mas Sufjan Stevens já tem quase preparada a sua segunda box de Songs for Christmas. Seis anos depois de ter lançado uma coleção de EPs de músicas relacionadas com a época festiva, o cantautor norte-americano dá agora continuidade ao projecto. Silver & Gold contém mais de cinquenta canções sobre o Natal, e toda a atmosfera que lhe é inerente, escritas entre 2006 e 2012, distribuídas em cinco volumes, à semelhança da primeira box. O lançamento de Silver & Gold: Songs for Christmas, Vols. 6 -10 está marcado para dia 13 de Novembro com carimbo da Asthmatic Kitty Records.
BODYSPACE CELEBRA 10 ANOS – E SITE NOVO - NO SALÃO BRAZIL, EM COIMBRA; É HOJE
· POR André Gomes · 20 Out 2012 · 13:39 ·
© Sofia Miranda

O Salão Brazil tem nova vida. E chegou mesmo a tempo de acolher a nossa estreia em Coimbra. No próximo dia 20 vamos até à cidade dos estudantes dar música. O convidado principal é Filho da Mãe, um músico que por estas alturas devia dispensar qualquer tipo de apresentações. Mas mesmo assim: Rui Carvalho lançou o surpreendente Palácio para mostrar ao mundo a relação que desenvolveu com a guitarra acústica ao longo dos anos, depois de longa militância em bandas como os If Lucy Fell, I Had Plans e Asneira. E é precisamente esse disco que Rui Carvalho vai mostrar no Salão Brazil, assim como novos temas a incluir muito provavelmente no próximo disco de Filho da Mãe. A noite contará ainda com um set dos DJs Bodyspace; tudo para deixar no ar uma boa recordação da nossa estreia em Coimbra. A entrada custa cinco euros, as cordas de Rui Carvalho vão fazer-se ouvir a partir das 23 horas. Podendo, é ir.
Um dos grandes disponibiliza malhas no Soundcloud
· POR Paulo Cecílio · 19 Out 2012 · 21:37 ·


Giorgio Moroder já foi muitas coisas: pai do disco e por extenso do house, autor de grandes bandas-sonoras para cinema, fundador de um estúdio onde, entre outros, grandes nomes como T. Rex, Led Zeppelin, Queen e Rolling Stones gravaram, e dono de um dos melhores bigodes de sempre. Hoje revisitamos Moroder mais pelo seu legado - From Here To Eternity continua a ser um disco essencial em qualquer prateleira e para quem queira conhecer mais aprofundadamente a história da música electrónica - do que pela sua música actual, que é praticamente nula. Mas há motivos para o voltarmos a escutar: o próprio tem disponibilizado temas raros e versões longas no Soundcloud, compilando um arquivo extenso que poderão consultar aqui. Enquanto não temos mais notícias da sua anunciada colaboração com os Daft Punk no novo disco destes, é altura para relembrar aquilo que fez já um dos mais icónicos produtores do século XX.

Shut Up and Play The Hits no Passos Manuel
· POR Alexandra João Martins · 19 Out 2012 · 20:41 ·


Shut Up and Play The Hits
 é um documentário dedicado ao fim da banda norte-americana, LCD Soundsystem. Protagonizado por James Murphy, frontman do extinto conjunto, o filme retrata o último concerto da banda em Abril de 2011, em Madison Square Garde, os preparativos, o dia seguinte e as consequências da decisão a nível profissional e pessoal. Realizado por Will Lovelace e Dylan Southern, Shut Up and Play The Hits tem ante-estreia marcada para dia 2 de Novembro (sexta-feira) no cinema Passos Manuel, no Porto. Os bilhetes custam 5€ e garantem acesso à festa temática. O documentário vai também ser exibido dia 25 de Outubro na discoteca Lux, em Lisboa, no âmbito do festival doclisboa.
Little Boots, Bigott, Samuel Úria no Mexefest
· POR Paulo Cecílio · 19 Out 2012 · 15:23 ·


São estes os três nomes anunciados hoje pela organização do Vodafone Mexefest. A britânica está a preparar o seu segundo disco, sendo que este ano já lançou dois singles - "Every Night I Say A Prayer" e "Headphones", se bem que ainda não nos tenhamos esquecido de "Stuck On Repeat", de 2009. Do duo ibérico esperam-se, sobretudo, canções - folk, rock, punk lo-fi, gostosas acima de tudo. O festival, lembramos, ocorre a 7 e 8 de dezembro e os bilhetes custam 40€.
Michel Henritzi encerra VIBE 2012
· POR Paulo Cecílio · 18 Out 2012 · 19:36 ·


Caberá ao guitarrista francês encerrar a programação de outono do VIBE 2012, com um concerto gratuito a ter lugar no Freguez Loja&Café, em Viana do Castelo. Com registos novos na bagagem - Kyoto No Tsuki & Dyin' Shadows, Walking In The Shadow e Outside Darkness, este último a meias com o igualmente guitarrista Fukuoka Rinji, Michel Henritzi apresentar-se-à no Minho a 17 de novembro.
Blur lançam PARKLIVE em Dezembro
· POR · 18 Out 2012 · 18:04 ·


Os Blur, que regressam a Portugal para o Primavera Sound em Maio de 2013, vão lançar em CD e DVD o registo PARKLIVE, que é basicamente a gravação do concerto que os britânicos deram em Hyde Park, em Agosto deste ano, aquando do encerramento dos Jogos Olímpicos. A editora avisa e sublinha que esta edição Inclui os novos temas “Under the Westway”  e “The Puritan”. Podem ver o trailer em seguida.

Jameson Urban Routes arranca hoje
· POR Paulo Cecílio · 18 Out 2012 · 16:00 ·


Último lembrete para o festival que arranca hoje no Musicbox, com actuações de Anarchicks, Mirror People, e de Youthless e Breach, que substituem Willy Moon, cujo concerto foi cancelado. A entrada é gratuita e a música ouvir-se-à a partir das 23h. A partir de amanhã os bilhetes têm o preço de 10€ com oferta de uma Jameson. O festival já vai na sua sexta edição e este ano contará com nomes como Lapalux, Gala Drop, Six Organs of Admittance, Kode9, Twin Shadow e Sensible Soccers, o melhor quarteto de Vila do Conde. Podendo.
Cody ChesnuTT confirmado no Mexefest Lisboa
· POR André Gomes · 18 Out 2012 · 11:24 ·


Acaba de chegar a mais recentre confirmação para o Vodafone Mexefest, que acontece nos dias 7 e 8 de Dezembro, em várias salas de Lisboa. E esse nome é Cody ChesnuTT, autor do tema "The Seed" que depois viria a ser transformado em "The Seed 2.0" nas mãos dos Roots. O norte-americano virá a Portugal apresentar o novíssimo Landing On A Hundred. Mais confirmados? São estes: Alt-J, Brass Wires Orchestra, Django Django, Efterklang, Escort, Gala Drop, Light Asylum, Madrid, Michael Kiwanuka, Moodymann, Noite Enchufada (com Branko, DJ Marfox, Pocz & Pacheko e Voxels), Nicotine's Orchestra, Noiserv, Os Quais, Petite Noire, The 2 Bears, The Soaked Lamb, The Very Best e Trus'Me. Os bilhetes para o festival custam 40 euros.
Lost Gorbachevs e Revengeance no Hardclub
· POR Alexandra João Martins · 18 Out 2012 · 10:34 ·
© Lúcia Campinho

Depois de Aspen, Hellcharge e Traumático Desmame chegou a hora da segunda edição de Noise a Go Go. Com casa fixa no Hard Club, a promotora Degradagem apresenta o alinhamento para o próximo dia 26 de Outubro: Lost Gorbachevs, Revengeance, Lifedeceiver, Challenge e Putnam Was The Bastard. Punk, desde o hardcore ao grindcore passando pelo crust e pelo free jazz, é o que se pode esperar desta noite recheada de concertos. Aproveitada a ocasião, esta festa será também marcada pelo lançamento das novas edições de algumas das bandas em cartaz (Split 7" de Lost Gorbachevs com TINNITUS, 7" EP de Revengeance, Demo Tape de Challenge e Split Tape de PWTB com Gorgonized Dorks). O bilhete de entrada para o Noise a Go Go #2 vale 6€.

A Optimus vai oferecer concertos em Lisboa
· POR Paulo Cecílio · 17 Out 2012 · 17:57 ·
© Vera Marmelo

A semana que vem será a semana de Lisboa; o projecto, criado pela XN Brand Dynamics e co-produzido pela Câmara Municipal de Lisboa, apresenta sete rotas turísticas para que quem visita a cidade possa conhecê-la um pouco melhor, sendo que aquela que nos interessa é, naturalmente, a da música. Entre 25 e 27, a Praça de São Paulo será palco de vários concertos oferecidos pela Optimus, destacando-se artistas como Minta & The Book Trout, DJ Ride, Walter Benjamin e Octa Push, entre outros. O cartaz completo deixamo-lo aqui em baixo; podem saber mais sobre a Lisbon Week aqui. 25/10 - Márcia - Walter Benjamin - Minta & The Book Trout - You Can't Win, Charlie Brown 26/10 - Best Youth - Capicua - Octa Push - DJ Ride 27/10 - Real Combo Lisbonense - Julie & The Carjackers - Roda de Choro de Lisboa - Miguel Araújo
Josephine Foster apresenta novo disco em Lisboa e no Porto
· POR André Gomes · 17 Out 2012 · 17:24 ·


Josephine Foster está já em Portugal para apresentar o seu novo disco, Blood Rushing. A norte-americana a viver no sul de Espanha apresenta-se hoje no B.Leza em Lisboa (bilhetes a oito euros) e no amanhã no Passos Manuel, no Porto (bilhetes a nove euros). Josephine Foster vem acompanhada de Victor Herrero na guitarra clássica e eléctrica, Paz Lenchantin no baixo, violino e voz e Lorena Alvarez na bateria. 

Obits em Lisboa
· POR Paulo Cecílio · 17 Out 2012 · 14:43 ·


A banda de Rick Froberg (ex-Hot Snakes e Drive Like Jehu) irá estar pela capital juntamente com os espanhóis Aliment para apresentar as canções do seu mais recente disco - Moody, Standard and Poor, de 2011 - bem como o single que acaba de ser editado pela editora espanhola La Castanya, "Refund", e que poderão ouvir se tiverem o Spotify. Para conferir ao vivo na próxima segunda-feira, no Primeiro Andar (Rua das Portas de Santo Antão, 110), pelas 21h30. Com um grande bónus: é gratuito.
Blanck Mass abre para Sigur Rós
· POR Alexandra João Martins · 17 Out 2012 · 14:33 ·


Blanck Mass é o nome apontado para as primeiras partes dos próximos espéctaculos dos islandeses Sigur Rós em Portugal. Benjamin John Power, da dupla Fuck Buttons, é mentor único do projecto electrónico experimental que vem apresentar o álbum homónimo lançado, no ano passado, pela Rock Action. Blanck Mass e Sigur Rós actuam dia 13 de Fevereiro, no Coliseu do Porto, e dia 14, no Campo Pequeno, em Lisboa. O preço dos bilhetes oscila entre os 23€ e os 35€.

Osso Vaidoso vão ao Lusitano mostrar novas canções
· POR André Gomes · 16 Out 2012 · 22:11 ·


Sabemos que os Osso Vaidoso andam em estúdio a pintar novas canções para um próximo disco ainda sem data de edição, editora ou título. E agora começam a preparar terreno para as mostrar ao público da cidade que os viu nascer. Amanhã, por volta das 23 horas, Ana Deus e Alexandre Soares vão até ao Café Lusitano, no Porto, "desentorpecer braços" e experimentar "algumas das novas canções". Pode ser que o Animal ainda ande por aí.

Portugueses no Le Guess Who?
· POR Alexandra João Martins · 16 Out 2012 · 21:55 ·


Le Guess Who? é um jovem festival de música alternativa em Utrecht, na Holanda. Das cinco edições passadas contam-se nomes como Black Mountain, Caribou, Beach House, Deer Tick, Sleepy Sun ou Bill Callahan. Os Black Bombaim e os Tropa Macaca seguem as pisadas dos compatriotas Gala Drop, que actuaram em 2009, e marcam presença no festival no próximo dia 30 de Novembro. No dia seguinte cabe aos Sunflare representar Portugal em palcos holandeses. Mono, Fuck Buttons, Ty Segall, Tim Hecker ou Sharon Von Etten são alguns dos artistas que compõem o resto do cartaz. O Le Guess Who? decorre de 29 de Novembro a 2 de Dezembro e os passes gerais custam 75€.

Richard Hawley visita Lisboa
· POR Nuno Catarino · 16 Out 2012 · 20:54 ·


Na noite da próxima segunda-feira as ruas serão nossas. O inglês Richard Hawley, autor de "clássicos modernos" como Cole's Corner e Lady's Bridge, apresenta-se ao vivo em Lisboa, na sala TMN Ao Vivo, no dia 22 de Outubro. Hawley traz na bagagem um disco ainda fresco, Standing at the Sky's Edge, aquele que já é o seu sétimo álbum. Continuando a fazer cantigas românticas que já não existem em mais lado nenhum, Richard Hawley leva à sala da TMN as suas canções de coração aberto. Aqui fica uma amostra da avalanche romântica que vai passar junto ao Tejo.

Youthless em digressão
· POR Paulo Cecílio · 16 Out 2012 · 20:52 ·


A banda sediada em Lisboa irá dar duas mãos cheias de concertos (estando previstos mais alguns), repartidos entre Espanha, Reino Unido e, claro, Portugal. "Drugs" é o seu mais recente single, editado no Reino Unido por uma subsidiária da Fierce Records, e cujo vídeo deixamos aqui em baixo, juntamente com as datas dos concertos, sendo de salientar que o primeiro deles, já nesta quinta-feira, será no Musicbox - inserido na programação do Jameson Urban Routes - e é gratuito. A não perder.

Jameson Urban Routes Festival, Musicbox, Lisboa (18/10)
All Mighties Onstage #1, Emotion Disco, Torres Novas (20/10)
Halloween Show, Fata Morgana, Gandia/Valencia (31/10)
La Boite [com The Memorials], Madrid (1/11)
Ego Live, Madrid (02/11)
Saragoça [com The Memorials] (3/11)
Bull & Gate, Londres [lançamento do single] (20/11)
[a anunciar], Londres (23/11)
The Waiting Room, Londres (24/11)
Red Bull Tour Bus, Lisboa (30/11)

PAUS e CCBeat: Estamos Juntos
· POR Hugo Rocha Pereira · 16 Out 2012 · 20:48 ·




Lá para o fim do corrente mês, mais precisamente no próximo dia 26, os PAUS vão até ao Grande Auditório do Centro Cultural de Belém. E trazem novidades e um presente para a festa do CCBeat: convidaram os You Can’t Win, Charlie Brown e, ainda, Fábio Jevelim (de Riding Pânico) para irem a estúdio, de onde saíram com três músicas (semi-)novas – “Cinema Lido”, “Salsa Galáctica” e “Carlos” –, que compõem um EP relâmpago intitulado Estamos Juntos que vão oferecer a todos os que marcarem presença no concerto. Os preços para o concerto variam entre os 5 e os 15 euros.

Minta & The Brook Trout no próximo BODYSPACE AU LAIT este domingo
· POR André Gomes · 16 Out 2012 · 15:39 ·
© Sofia Miranda

MINTA & THE BROOK TROUT
21 DE OUTUBRO, DOMINGO
19H
 
Café au Lait, Porto
Entrada livre
 
Olympia é nome de cidade e do segundo disco de Francisca Cortesão enquanto Minta & The Brook Trout, o lar doce lar que encontrou para as suas canções, depois da estreia em 2009 com um disco homónimo que ligou todos os alarmes para o seu talento. Olympia é ainda o título de um disco de amadurecimento, de evolução; um disco que afirma definitivamente Francisca Cortesão como uma das melhores escritoras de canções da sua geração. Olympia é “apenas” mais um episódio de uma carreira que, sorrateiramente, se vai solidificando. No próximo domingo, agora que o Verão já é coisa do passado e o frio começa a instalar-se confortavelmente nos nossos dias, recebemos Francisca Cortesão e companhia num BODYSPACE AU LAIT que promete momentos apetecíveis de partilha e intimismo. E duas mãos cheias de canções.
7 polegadas de Toro y Moi
· POR Alexandra João Martins · 15 Out 2012 · 21:25 ·


Chaz Bundick parece imparável. O produtor já tem tour agendada pelas principais capitais europeias em Janeiro do próximo ano. Istambul, Atenas, Bucareste, Dublin, Londres, Paris, Amsterdão, Berlim e Viena são as cidades destinadas para os concertos de Toro y Moi. Depois do anúncio do próximo álbum longa-duração em 2013, o músico norte-americano apresenta agora um aperitivo: um single 7" da primeira música de Anything in Return e de um respectivo remix. So Many Details é lançado a 26 de Novembro de 2012, pela Carpark Records. Contudo, a versão de raíz da canção já pode ser escutada online.

João Alegria Pécurto tem um novo EP
· POR André Gomes · 15 Out 2012 · 15:08 ·


João Alegria Pécurto continua a produzir muita a uma velocidade impressionante. Ainda há pouco lançou Ambleteuse e já tem um novo EP, chamado Ápeiron.  O músico admite que "esta edição é um pequeno passo, parte de um processo maior, é uma espécie de estudo": "continuo a trabalhar num álbum que irá alimentar-se do Ambleteuse e agora deste Ápeiron". Podem ouvir este novo EP sem sair daqui, clicando naquele play bonito.

Maria João e Mário Laginha lançam novo disco
· POR André Gomes · 15 Out 2012 · 14:48 ·


IRIDESCENTE
, o novo disco da dupla Maria João e Mário Laginha, será lançado em Novembro, quatro anos após o último trabalho em estúdio, Chocolate- Este novo disco nasceu com o convite da Fundação Gulbenkian para integrar o programa Músicas do Mundo, que despertou a ideia de compor originais e conjugar instrumentos numa formação invulgar: voz, piano, acordeão, harpa e percussão. Ao lado de Maria João e Mário Laginha estão Eduardo Raon na Harpa, João Frade no acordeão e Helge Norbakken na bateria e percussão.
Mais nomes para o Mexefest
· POR Paulo Cecílio · 15 Out 2012 · 14:14 ·


Uma semana depois de terem anunciado nomes como Alt-J ou The Very Best, a organização do Vodafone Mexefest voltou à carga; desta feita confirmando gente como Branko, cuja entrevista ao Bodyspace poderão ainda ler, Deejay Marfox, Voxels, Pocz & Pacheko e Moodymann. Nomes para fazer dançar e, acima de tudo, para fazer mexer a capital, dias sete e oito de Dezembro.
Tord Gustavsen vai ao CCB
· POR Nuno Catarino · 15 Out 2012 · 11:05 ·


O pianista norueguês Tord Gustavsen, uma das figuras maiores da ECM da actualidade, apresenta-se ao vivo no Centro Cultural de Belém no próximo dia 17 de Outubro, quarta-feira. Gustavsen vai ao CCB acompanhado pelo seu quarteto, constituído por Tore Brunborg (sax tenor), Mats Eilertsen (contrabaixo) e Jarle Vespestad (bateria). O grupo apresentar ao vivo o recente disco The Well, editado no ano transacto. Este concerto está integrado no ciclo ECM Lisbon Series e arranca pelas 21h00.
Hoje também há música no Porto - e mais de 20 cidades no país - por um mundo melhor
· POR · 13 Out 2012 · 14:00 ·


Já tínhamos dado a notícia da jornada de luta em Lisboa onde nomes como Dead Combo, Brigada Vitor Jara, Camané, Rádio Macau, Vitorino, Chullage ou Diabo na Cruz vão erguer a bandeira por um mundo melhor. Mas há mais concentrações musicais e culturais em mais de vinte cidades do país. No Porto reunem-se hoje na Praça D. João I, junto ao Rivoli, a partir das 17 horas, nomes como os Clã, Nuno Prata, Manuel Cruz, As 3 Marias, Osso Vaidoso, entre outros. "A música, a arte, a cultura, são as armas mais fortes de resistência contra a destruição das nossas vidas", lê-se no manifesto. Não faltem.
Crystal Castles em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 12 Out 2012 · 15:50 ·


São uma das bandas mais queridas pela juventude indie nacional - e não só - e regressarão ao país para o ano. Os Crystal Castles virão apresentar o seu terceiro disco de originais, novamente homónimo, ao Porto e a Lisboa, a 16 e 17 de fevereiro, Hard Club e Sala TMN Ao Vivo respectivamente. Os bilhetes serão colocados amanhã à venda e têm o preço de 27€. Enquanto 2013 não chega podem ir picando "Wrath Of God", o mais recente single:

O regresso dos Titans a Lisboa
· POR Hugo Rocha Pereira · 12 Out 2012 · 15:26 ·


No início do próximo mês os enormes Black Bombaim estão de regresso a Lisboa. Quem esteve na Galeria Zé dos Bois em Maio certamente quererá apanhar nova pedrada sonora de proporções titânicas; e quem ainda não teve a oportunidade de ver o trio barcelense ao vivo só tem a ganhar se responder à chamada, que tem lugar no Music Box a 3 de Novembro. Os bilhetes custam € 6,00 e a primeira parte do concerto será assegurada pelos Cuzo, com os quais os Black Bombaim partilharam ainda este ano uma tour por terras de Espanha.

Jazz ao Centro Clube ocupa o Salão Brazil em Coimbra
· POR André Gomes · 12 Out 2012 · 15:19 ·


É uma ocupação pacífica, entenda-se. Uma ocupação que nasceu de um sonho. É o que diz o press release que recebemos do JACC – Jazz ao Centro Clube, prestes a celebrar o 10º aniversário, que "concretiza aquele que foi um dos seus objectivos desde a sua constituição: a criação de um espaço de apresentação regular de concertos na cidade de Coimbra". Dizem-nos que os concertos acontecerão às sextas-feiras e sábados. O velho novo espaço da baixa de Coimbra vai centrar a sua programação no jazz mas não só. A inauguração acontece no próximo dia 19 de Outubro com um desejo que é mais do que isso: que se abra "um novo capítulo na vida do JACC, do Salão Brazil e, certamente, da Cidade de Coimbra".
Sharon Van Etten, Destroyer e Ariel Pink´s Haunted Graffiti no Primavera Club em Guimarães
· POR André Gomes · 12 Out 2012 · 11:22 ·


Já são conhecidos os nomes do Primavera Club, a versão outonal do Optimus Primavera Sound, que acontece entre os dias 30 de Novembro e 2 de Dezembro em Guimarães. Já se tinha ouvido o zum-zum dos Swans, The Vaccines e Tinariwen e agora confirmam-se esses dois nomes e outros como Sharon Van Etten, Destroyer e Ariel Pink´s Haunted Graffiti. Os concertos acontecem no Centro Cultural Vila Flor, na Plataforma das Artes e da Criatividade e no São Mamede. Em breve será anunciada a programação completa e distribuição do cartaz pelas salas de espectáculo.

Informações úteis: os passes gerais para o Optimus Primavera Club 2012 custam 35€ e dão acesso aos três dias de programação. Os bilhetes diários custam 25€ cada. A entrada é sujeita à capacidade das salas, com prioridade para os detentores do passe geral. Por enquanto estes são os nomes para cada um dos dias da versão vimaranense do Primavera Club:

SEXTA-FEIRA, 30 DE NOVEMBRO
 
Sharon Van Etten
Lemonade
Destroyer
Ariel Pink´s Haunted Graffiti
Machinedrum
DJ Rashad
DJ Spinn
Daughn Gibson
 
SÁBADO, 1 DE DEZEMBRO
 
Sir Richard Bishop
Swans
Little Wings
Tinariwen
Taragana Pyjarama -live-
Robag Wruhme
The Monochrome Set
 
DOMINGO, 2 DE DEZEMBRO
 
Cats On Fire
The Vaccines
Atomic
Novo disco de Scott Walker: um trailer
· POR André Gomes · 12 Out 2012 · 01:33 ·


Vem aí novo disco de Scott Walker e a coisa não vai ser fácil. O trailer que agora vê a luz do dia permite ouvir arranjos samurais, batidas agressivas, o céu escuro como breu e até aquilo que parece ser um novo género musical: depressamba. Não acreditam? Então ouçam a partir do minuto 3:09. Seja como for, deve ser mais um soco desferido directamente no estômago. Bish Bosch chega a 4 de Dezembro.

Bodyspace celebra 10 anos – e site novo - no Salão Brazil, em Coimbra
· POR André Gomes · 11 Out 2012 · 23:46 ·
© Sofia Miranda

O Salão Brazil tem nova vida. E chegou mesmo a tempo de acolher a nossa estreia em Coimbra. No próximo dia 20 vamos até à cidade dos estudantes dar música. O convidado principal é Filho da Mãe, um músico que por estas alturas devia dispensar qualquer tipo de apresentações. Mas mesmo assim: Rui Carvalho lançou o surpreendente Palácio para mostrar ao mundo a relação que desenvolveu com a guitarra acústica ao longo dos anos, depois de longa militância em bandas como os If Lucy Fell, I Had Plans e Asneira. E é precisamente esse disco que Rui Carvalho vai mostrar no Salão Brazil, assim como novos temas a incluir muito provavelmente no próximo disco de Filho da Mãe. A noite contará ainda com um set dos DJs Bodyspace; tudo para deixar no ar uma boa recordação da nossa estreia em Coimbra. A entrada custa cinco euros, as cordas de Rui Carvalho vão fazer-se ouvir a partir das 23 horas. Podendo, é ir.
Peter Brötzmann apresenta-se no Porto e em Lisboa em modo Full Blast
· POR · 11 Out 2012 · 20:13 ·


Já não falta muito para que o enorme saxofonista Peter Brötzmann se apresente em Portugal com o trio que se completa com Marino Pliakas e Michael Wertmüller. O primeiro concerto acontece no muito activo Passos Manuel, no Porto, no dia 14 de Outubro. Quem tiver na sua posse o passe para o Amplifest 2012 paga 10 euros, quem não tiver larga mais dois euros. No dia seguinte, há Full Blast em Lisboa, na Galeria Zé dos Bois. Projectam-se bem ou ainda levam com os estilhaços na cara.

Sérgio Godinho, Ana Bacalhau e Zeca Medeiros juntam-se aos Gaiteiros de Lisboa em concerto
· POR André Gomes · 11 Out 2012 · 19:58 ·
© Goncalo Fabião

Os Gaiteiros de Lisboa têm concerto marcado na Culturgest no próximo dia 15 de Outubro mas não vão subir ao palco sozinhos. A banda que actuou ontem na Casa da Música, no Porto, apresentara-rá o álbum Avis Rara na companhia de Sérgio Godinho, Ana Bacalhau e Zeca Medeiros. Os bilhetes custam 18 euros e estão à venda em www.ticketline.pt, Lojas FNAC, Worten, Culturgest e nos locais habituais.
Toro y Moi regressa aos álbuns
· POR Alexandra João Martins · 11 Out 2012 · 01:08 ·


Já há data para o novo álbum de Toro y Moi. O músico norte-americano, de nome Chaz Bundick, lança assim o seu terceiro disco em menos de cinco anos. Anything In Return nasce da saída de Chaz da sua terra natal, Columbia, para Berkeley, e da subsequente separação dos que lhe são mais próximos. O compositor e produtor, que já várias vezes passou por Portugal, aposta na conjugação do pop, do hip-hop e do house, acrescentando-lhe naturalmente o flow funk californiano. O álbum Anything In Return contém 13 faixas e é lançado a 21 de Janeiro de 2013, pela Carpark Records.
Maria Matos convida John Cage para a festa de aniversário
· POR Nuno Catarino · 10 Out 2012 · 23:37 ·


O 100º aniversário do nascimento de John Cage foi assinalado no passado dia 5 de Setembro. O Teatro Maria Matos prepara-se para celebrar o seu 43º aniversário. No próximo dia 21 de Outubro juntam-se as festas e a celebração é dupla. O Maria Matos vai apresentar ao final da tarde uma série de diversas actuações musicais - interpretações de obras de Cage - que terão lugar em vários espaços do Teatro, alguns deles pouco conhecidos do público habitual. Estas apresentações musicais vão contar com a participação dos músicos: Carlos Santos, Carlos Zíngaro, David Maranha, Drumming, Eduardo Chagas, Joana Gama, Joana Sá, Jorge Martins, Luís Bastos Machado, Luís Fernandes, Luís José Martins, Nuno Morão, Nuno Rebelo, Paulo Raposo, Ricardo Guerreiro e Ricardo Jacinto. Esta celebração "100 Cage" decorrerá entre as 17h00 e as 20h00 e a entrada tem o preço único de 5€.
Lovers para sempre
· POR Paulo Cecílio · 10 Out 2012 · 16:08 ·


Kid Millions é baterista dos Oneida. Kid Millions é Man Forever. Kid Millions estará no Porto na próxima sexta-feira para um concerto no Passos Manuel, com disco novo (Pansophical Cataract, editado pela Thrill Jockey) na calha e na companhia de Gustavo Costa, João Filipe, Jorge Coelho, Ghuna X e Henrique Fernandes. Kid Millions pode ser visto e ouvido pelas 22h30, com entrada a 5€. Kid Millions não é a única coisa boa que a Lovers levará este fim-de-semana ao Porto: contem também com Jibóia, no Café Au Lait, pelas 23h, no sábado, na companhia de TOFU, acrónimo para propósitos de DJing que muito agradaria a Steven Patrick Morrissey. Passem Smiths.
The Ex estreiam-se em Portugal
· POR Paulo Cecílio · 10 Out 2012 · 15:16 ·


Não será exagero dizer que há trinta anos que muitos esperavam por este momento; sempre diferentes, sempre punks, fascinados pelo jazz e por África, anarquistas de coração, os The Ex virão a Lisboa no próximo dia 14 de novembro para um concerto que promete alcançar estatuto lendário mal soem as 22h. Tendo editado o seu último disco em 2011, Catch My Shoe, esta será a primeira vez que a banda holandesa pisa solo português, sendo acolhidos pela - quem mais? - Galeria Zé dos Bois. Bilhetes a 12€.
Ruído global, manifestação cultural
· POR Hugo Rocha Pereira · 10 Out 2012 · 15:06 ·
 
O próximo dia 13 de Outubro será uma jornada de protesto internacional contra as causas da crise económica e as consequências da austeridade; e este Global Noise terá no slogan “Que se Lixe a Troika! Queremos as nossas Vidas” a ressonância portuguesa da turbulenta cacofonia, numa manifestação que terá uma componente cultural bastante vincada, com eventos de música, dança, teatro, poesia, pintura e outras formas de arte – no texto que apresenta esta manifestação lê-se que "a cultura é imprescindível para a consciência de um povo, e é essa própria consciência que por sua vez cria e dá conteúdo à cultura. Os profissionais da cultura não são excepção à situação exasperante em que o país e o mundo se encontram actualmente: é imprescindível reagir, é impensável não o fazer". Do cartaz musical anunciado para a Praça de Espanha destacam-se nomes como Dead Combo, Brigada Vitor Jara, Camané, Rádio Macau, Manuel João Vieira, Vitorino, Carlos Mendes, Toca Rufar, A Naifa, Chullage ou Diabo na Cruz.

Buraka intercontinental, Som Sistema documentado
· POR Hugo Rocha Pereira · 09 Out 2012 · 17:33 ·


Os próximos tempos continuarão a ser agitados para uma das bandas portuguesas em actividade com mais internacionalizações. Até ao fim do ano os Buraka Som Sistema visitam três continentes enquanto preparam um documentário. A digressão passa pela Índia (três datas noutras tantas cidades, entre o fim de Outubro e o início de Novembro: Deli, Calcutá e Pune), Moçambique – concerto em Maputo, a 9 de Novembro – e Itália, com dose dupla entre Roma e Milão, a 30 de Novembro e a 1 de Dezembro, respectivamente. E ainda arranjam tempo para realizar um documentário sobre a sua carreira. Com imagens captadas pelos EUA, Brasil, México ou Angola, contará com depoimentos de nomes como M.I.A., Santigold ou Diplo e outras individualidades da indústria musical.

Vodafone Mexefest com novidades
· POR Paulo Cecílio · 09 Out 2012 · 17:25 ·


Em conferência de imprensa realizada esta tarde, a organização do Vodafone Mexefest anunciou aquilo que poderão esperar os milhares que, a sete e oito de dezembro, andarão numa correria louca pela Avenida da Liberdade, em Lisboa. Antes de mais os novos nomes do cartaz, porventura o que mais interessa: o regresso dos Alt-J, após terem estado presentes na passada edição do Milhões de Festa, The Very Best, Madrid, Efterklang, Light Asylum, Nicotine's Orchestra, Os Quais, Noiserv e Soaked Lamb, que se juntam assim aos já confirmados Django Django, Michael Kiwanuka e Gala Drop, para além dos demais já anunciados. Juntam-se a estes nomes os outros factores que adicionaram um "a" ao final de "Mexefest", nomeadamente os concursos que decorrerão no site da Vodafone, bem como o Casting que ocorrerá entre 15 e 28 de outubro e que proporcionará a bandas mais sortudas - e de qualidade - a oportunidade de tocar no festival, para além das aplicações para smartphones e - porque o frio nos dói - a oferta de castanhas assadas e chocolate quente em vários pontos da avenida. Ressalva-se também o aumento do número de salas, sendo que o festival descerá ainda mais, em direcção ao Rossio; ao São Jorge, ao Maxime e à Sociedade de Geografia, entre outras, juntam-se agora a Estação Ferroviária do Rossio, o Ritz Clube, o Hotel Altis, o Starbucks e o Ateneu Comercial de Lisboa, que serão igualmente palcos de toda a música que se ouvirá antes do início do inverno. O preço dos bilhetes manter-se-à inalterado: 40€.
OUT.FEST: de onde vens, para onde vais?
· POR André Gomes · 09 Out 2012 · 16:10 ·


Amanhã começa mais uma edição do OUT.FEST, aquele festival de música estranha que leva todos os anos grandes nomes da música exploratória ao Barreiro. Este ano há Helena Espvall, Steve Gunn, Kevin Drumm, Man Forever, entre muitos outros. Para saber mais acerca do passado, do presente e do futuro do festival, fomos falar com Rui Pedro Dâmaso e Vítor Lopes que aceitaram responder a todas as nossas perguntas.

Quando olhas para o passado do Out.Fest, o que achas que mudou? Há algo que te deixe especialmente orgulhoso?
 
Rui Pedro Dâmaso: O carinho que temos pelo OUT.FEST e que sentimos como recíproco da parte de tanta gente, entre público e artistas, é o factor que mais nos motiva, e que assinala ao mesmo tempo esse caminho entre passado e presente do festival. O percurso, mais do que o fim, é o que mais nos preenche.
 
Como achas que o Barreiro sente este festival?
 
Vítor Lopes: As pessoas do Barreiro sentem o festival como uma daquelas coisas muito particulares da sua cidade. Se nos primeiros anos grande parte do público do festival eram essencialmente músicos e melómanos na casa dos vintes (grande parte deles importados de Lisboa, diga-se), hoje em dia, a parte mais importante do público são barreirenses de todas as idades e sem especiais ligações ao mundo da música. A percepção da qualidade ao nível da programação (e mesmo da produção e comunicação) do festival são hoje em dia o suficiente para levar as pessoas a sair de casa. Esta relação de confiança com o público da cidade é uma das coisas mais importantes e das que dão mais sentido ao festival.
 
É possível fazerem-se destaques em relação ao cartaz deste ano ou o cartaz vale pelo todo?
 
Rui Pedro Dâmaso: Achamos sempre que cada ano tem uma identidade própria, que cada cartaz vale como um todo, uma viagem com princípio, meio e fim. Calculo que será inevitável, no entanto, destacar um dos pontos dessa viagem, que assinala a estreia nacional de um gigante como o Kevin Drumm. Conseguir sobressair, na década passada, num meio que tão rapidamente gerou dezenas e centenas de músicos tão semelhantes entre si e afectados por algum seguidismo, é proeza à qual é impraticável não atribuir o brilhantismo devido; o Kevin Drumm é um dos verdadeiros estetas da música livre deste século. 
 
Há mais propostas para além dos concertos propriamente ditos. Fala-nos um pouco disso...
 
Rui Pedro Dâmaso: Continua a decorrer o nosso projecto de sensibilização ambiental, o Sons do Arco Ribeirinho Sul, cujo arquivo sonoro estará terminado em 2013, mas cujo progresso assinalamos nesta edição do OUT.FEST com uma oficina de recolhas sonoras e com um Concerto para Olhos Vendados, ambos da autoria do Luís Antero e ambos destinados a quem deseja ouvir com os ouvidos bem abertos.
 
Este festival nasceu numa altura em que a música periférica portuguesa estava ao rubro. O que achas que prevalece desse momento da música portuguesa?
 
Vítor Lopes: Houve ali um momento em que realmente surgiu muita coisa nova no espaço de meses: festivais, bandas, locais para tocar, editoras de CDr, publicações etc. O que prevalece são sobretudo as pessoas. Praticamente todas continuam não só activas mas a fazer coisas cada vez melhores e mais interessantes quer seja a tocar com as mesmas ou com novas bandas, a organizar concertos, a escrever etc. O OUT.FEST é, espero, um exemplo disso.
Bang Bang: Jibóia no primeiro Indies&Cáboys e no Café au Lait
· POR André Gomes · 09 Out 2012 · 15:19 ·


Jibóia tem duas datas marcadas para o norte do país este fim-de-semana. Primeiro, no dia 12 de Outubro, dá o concerto de arranque do Indies&Cáboys, no Espaço Quatorze, em Braga. No dia seguinte, desce até ao Porto para um concerto no Café au Lait. A receita é aquela bem apontada pelo press release que chegou à nossa redacção (risos): "kuduro, com rock, pedaleiras às cores, noise e tons em arco-íris do psicadélico". Em ambos os casos a hora marcada é as 23 horas.

Steve Gunn e os caminhos de Portugal
· POR André Gomes · 09 Out 2012 · 01:29 ·


Se este país não arder numa bola gigante de fogo nos próximos tempos, vai ser bonito olhar para trás e perceber que esta rentrée foi uma bela rentrée. Há bons motivos para isso. Um deles é o regresso do guitarrista/fingerpicker Steve Gunn, que se apresentou ontem em Bragança e que se apresenta hoje no Passos Manuel (Porto), na Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto em Coimbra no dia 10 de Outubro (22 horas, bilhetes a partir de €3) e Out. Fest, no Barreiro, no dia 11. Vai haver disto e muito mais:

Novo tema de Norberto Lobo
· POR Alexandra João Martins · 09 Out 2012 · 00:44 ·


Já se encontra disponível para audição um segundo tema de apresentação do próximo álbum do músico português Norberto Lobo. Depois de “Valsa da Greve”, é a vez de “Lúcia Lima”. O dedilhado do guitarrista permanece sublime, numa composição em que sobressaem lembranças de um jazz manouche calmo, encetando e terminando de forma gradual. O quarto álbum de Norberto Lobo, Mel Azul, sai a 9 de Outubro de 2012 pela Mbari Música.

João Alegria Pécurto e Bruno Sousa Villar juntos em música e poesia
· POR André Gomes · 08 Out 2012 · 23:44 ·


João Alegria Pécurto começou uma nova aventura musical com o amigo e poeta Bruno Sousa Villar. O projecto chama-se devir e consiste num trabalho permanente de criação (cada um na sua área) a partir do material do outro. Sons inspirados em poesia, poesia inspirada em sons. Vale a pena ir visitando a página do projecto frequentemente uma vez que esta irá sendo actualizada ao longo do tempo. Podem ouvir os temas e descarregar os poemas aqui.
Novo disco de Martha Wainwright para audição completa
· POR André Gomes · 08 Out 2012 · 18:41 ·


Martha Wainwright tem novo disco. Chama-se Come Home to Mama, é o terceiro disco de originais da canadiana e foi produzido por Yuko C. Honda (Cibo Matto). O sucessor de I Know You’re Married But I’ve Got Feelings Too, de 2008, debruça-se na angústia causada pela morte de Kate McGarrigle, a mãe de Martha. O novo disco conta com um batalhão de colaborações: Thomas Bartlett (National, Antony) no piano, Brad Albetta no baixo, Jim White (Dirty Three, Cat Power) na bateria e Nels Cline (Wilco) na guitarra, assim como Loudon Wainwright III e de Rufus, respectivamente pai e irmão de Martha.

A boa notícia é que já se pode ouvir o disco em streaming aqui.
Blur no Primavera Sound Porto 2013
· POR André Gomes · 08 Out 2012 · 11:03 ·


Ligam-se os motores: já é conhecido o primeiro nome para o cartaz do Optimus Primavera Porto 2013. São os Blur, que tocam em Barcelona e no Porto (31 de Maio). Já querem comprar bilhetes? Desde o dia 1 de Setembro até dia 15 de Outubro custam 80 euros. A partir do dia 16 de Outubro o preço será de 110€ nos pontos de venda oficiais. Depois há combinados: Optimus Primavera Sound 2013 (Porto) + Primavera Sound 2013 (Barcelona): 200€ e Optimus Primavera Sound 2013 (Porto) + Primavera Club 2012 (Barcelona ou Madrid): 120€. 

A convite da Capital Europeia da Cultura 2012, o Primavera Club estreia-se em Portugal - em Guimarães - entre os dias 30 de Novembro e 2 de Dezembro. O cartaz final será anunciado esta sexta-feira.
É hoje: matinée de concertos no Lounge, em Lisboa
· POR André Gomes · 06 Out 2012 · 13:53 ·


A rentrée manda e o Bodyspace regressa ao Lounge para uma matinée de concertos. Regressamos ao Lounge desta vez com duas razões muito especiais: um novo site, acabado de estrear e o 10º aniversário celebrado no dia 5 de Agosto deste ano. Há quatro muito boas razões musicais para tomar o Lounge de assalto neste sábado que se quer longo e vivido: as canções juvenilmente bucólicas de Éme, o saxofone sem fronteiras de Pedro Sousa, as explorações pós-apocalipticas em cenário industrial de RA e e a estreia absoluta da electrónica – via witch/house – de THVLE. A partir das 17 horas, durante os concertos e depois de THVLE os DJs Bodyspace vão garantir que a música nunca se cale no Lounge. A entrada é livre. Já diz o velho ditado: podendo é ir. 
 
A festa vai acontecer assim:
 
17h00 DJs Bodyspace
18h00 Éme
19h30 Pedro Sousa
21h30 RA
23h00 THVLE
00h00 DJs Bodyspace
Cult of Luna regressam a Portugal
· POR Paulo Cecílio · 05 Out 2012 · 14:31 ·
 
Alvos de um verdadeiro culto - ehehehe - em Portugal, a banda sueca estará por cá em janeiro para dois concertos, em Lisboa e no Porto, que servirão para promover o seu sexto álbum de originais, ainda sem nome, sabendo-se apenas que sairá em 2013. Os espectáculos estarão a cargo da Amplificasom, em parceria com a Prime Artists, com os bilhetes a custarem 20€ tanto para o concerto de Lisboa (28 de janeiro, Paradise Garage) como para o do Porto (29, Hard Club).
Graveola e o Lixo Polifônico apresentam disco novo em Lisboa
· POR André Gomes · 05 Out 2012 · 12:51 ·


Os brasileiros Graveola e o Lixo Polifônico lançaram recentemente o novo disco Eu Preciso de um Liquidificador e vão trazê-lo a Lisboa para um concerto na Fábrica do Braço de Prata no próximo dia 12 de Outubro. A banda de Belo Horizonte assinou recentemente contrato com a editora Mais Um Discos, sediada em Inglaterra, um selo conhecido por apostar nos novos talentos brasileiros e que já deu a conhecer na Europa artistas como Lucas Santtana.

The Weeknd lança as três mixtapes numa trilogia
· POR André Gomes · 05 Out 2012 · 12:37 ·


Abel Tesfaye, a.k.a. The Weeknd, prepara-se para lançar de forma oficial as três mixtapes que lançou em 2011. House of Balloons, Thursday e Echoes of Silence estarão disponíveis para compra a partir do dia 13 de Novembro e incluiram temas extras compostos propositadamente para este lançamento. Enquanto essa trilogia não chega podem sempre ver o novo vídeo mostrado recentemente para "Rolling Stone", um dos temas da segunda mixtape de The Weeknd, Thursday.

Doclisboa ´12: muitas músicas, muitos destaques
· POR Nuno Catarino · 04 Out 2012 · 19:14 ·
Shut up and play the Hits

O Doclisboa está aí a chegar. A décima edição do festival internacional de cinema decorre entre os dias 18 e 28 de Outubro e, como habitualmente, a música vai ter um lugar de destaque na programação. A nova direcção do "Doc" - constituída por Cinta Pelejà, Cíntia Gil e Susana de Sousa Dias - esclareceu-nos algumas questões.

Quais as principais novidades desta edição do Doclisboa?

Susana de Sousa Dias: Em primeiro lugar, assumimos este festival como resultado de um trabalho colectivo, enquanto direcção colectiva, mas também no modo como vemos a nossa equipa e trabalhamos com ela. Em segundo lugar, criámos três novas secções, Verdes Anos, com a qual se pretende dar voz a realizadores em formação, no contexto de escolas de vídeo, cinema, audiovisuais e comunicação, bem como em cursos de pós-graduação relacionados com o cinema e em particular o cinema documental; Cinema de Urgência, com filmes dedicados a temas importantes da actualidade que nos chegam através das próprias experiências dequem os capta, e cuja divulgação é feita através de meios não convencionais, nomeadamente a internet. São filmes que, sendo feitos directamente sobre os acontecimentos políticos e sociais imediatos, devem ser pensados também como objectos cinematográficos de direito próprio.

Cíntia Gil: A terceira nova secção, Passagens, pretende dar conta de um fenómeno fundamental no campo do documentário, os seus cruzamentos com o campo das artes visuais. Queremos não só mostrar, mas também pensar de modo vivo, estas questões envolvendo artistas, realizadores, teóricos e críticos, e igualmente o público do festival, um público profundamente implicado e interessado nas questões que se colocam em debate.

Cinta Pelejà: Neste âmbito, será realizado um colóquio internacional e uma exposição com instalações de Chantal Akerman e Pedro Costa. Por último, mas bastante relevante é a delineação de uma programação que aposta em filmes portugueses, opção transversal a praticamente todas as secções e programas do festival.

A música vai continuar a ter um lugar especial, na secção "Heart Beat"?

Cíntia Gil: Tem um lugar especial e continua a ser uma grande aposta do Doclisboa, sendo uma importante componente do festival. Tal como acontece em praticamente todas as secções, também na secção Heart Beat apostámos, este ano, emfilmes portugueses, uma situação inédita no Doclisboa.

Cinta Pelejà: São cinco no total, sendo que, para além de, pela primeira vez existirem produções nacionais, o filme Visões de Madredeus, de Edgar Pêra é o filme de abertura do Heart Beat. Depois, temos Genesis Encore Cascais 75 (João Dias) sobre o mítico concerto que a banda realizou em Cascais em 1975, A Minha Banda e Eu com ambientes de Semba e Kizomba (Inês Gonçalves, Kiluanje Liberdade), O Fado da Bia (Diogo Varela Silva) sobre a fadista Beatriz da Conceição, e Não me importava de morrer se houvesse Guitarras no Céu (Tiago Pereira), filmado nos Açores, sobre o universo musical da Chamarrita, típica daquele arquipélago.

Quais os principais destaques da secção "Heart Beat" nesta edição?

Cinta Pelejà: É uma secção bastante transversal, desde o fado, até ao jazz, passando pela música erudita até ao rock e à música electrónica. Para além do grande destaque aos filmes portugueses, apresentamos, por exemplo, Lucky Three, um retrato acústico do cantautor Elliott Smith, os filmes Don Cherry sobre o famoso trompetista de jazz, Benjamin Smoke sobre o líder dos Smoke ou um retrato sobre os Phoenix em From a Mess to the Masses. Em 2012, a exibição dos filmes Heart Beat estende-se para além as salas de cinema, como acontece com o filme Shut up and play the Hits: o Fim dos LCD Soundsystem, que nos mostra o que está por de trás do último concerto realizado após James Murphy ter anunciado o fim da banda, que será exibido no LuxFrágil, no dia 25 de Outubro.
Converge disponibilizam o álbum inteiro
· POR Paulo Cecílio · 04 Out 2012 · 09:44 ·


...para streaming. All We Love We Leave Behind sai a nove de outubro pela Epitaph, mas podem desde já picá-lo no Youtube, link para o qual deixamos carinhosamente aí em baixo. A banda norte-americana, que em 2001 ligou introduziu muita miudagem àquilo que comummente se chama de hardcore com o seminal Jane Doe, está de volta aos discos depois de Axe To Fall, editado em 2009. All We Love... é o oitavo disco do quarteto e promete fazer desta uma semana propensa para a porrada, depois do leak dos Death Grips e do anunciado aumento de impostos. Para partir coisas:

Old Jerusalem oferece EP
· POR André Gomes · 04 Out 2012 · 00:07 ·


Old Jerusalem tem um novo EP que estará disponível no concerto do CCB no dia 13 de Outubro, onde actuará em quarteto. A oferta é válida para os portadores de bilhete para o concerto de Lisboa. O EP em causa é constituído por reinterpretações de alguns dos temas da discografia do projecto. São cinco: "Stroll", "One, I should know you", "Song of Daphne", "O joy of seeing you" e "Twice the humbling sun". Os temas que fazem este EP foram registados no Estúdio AMP em dois fins de semana de Setembro de 2012. Foi precisamente uma das canções deste EP que a Videoteca Bodyspace apanhou em Guimarães em Agosto passado.

Novo álbum de Memory Tapes em Dezembro
· POR Alexandra João Martins · 03 Out 2012 · 23:45 ·


Grace/Confusion
é o nome do terceiro álbum de Memory Tapes. Nas seis faixas que preenchem os 39 minutos do álbum, o norte-americano Davye Hawk faz uso do experimentalismo ao conjugar space rock e electrónica clássica em rendilhados pop. O músico descreve o disco como um labirinto onde nos perdemos. Sendo o álbum mais ambicioso de Memory Tapes até à data, combina sons krautrock e disco com o pop multifacetado característico, sob uma estrutura de canção tradicional, de forma dicotómica: caótica mas melodiosa. O álbum Grace/Confusion sai a 3 de Dezembro pela Carpark Records e o primeiro single, “Sheila”, já está disponível para audição. Ouçam aqui.
Fim-de-ano com os Mutantes
· POR André Gomes · 03 Out 2012 · 20:07 ·


Faltam-vos ideias para o fim-de-ano de 2012 e estão cheios de pasta nos bolsos ao contrário da maioria dos portugueses? Então toca a comprar bilhete para ver os Mutantes, 35 anos depois, na sua formação original, apresentarem o disco Tudo foi feito pelo Sol no Psicodália 2013 (é mesmo assim), um evento de "cunho artístico/cultural que tem entre seus objectivos o incentivo à produção artística geral, a difusão de conceitos de ecologia e sustentabilidade". O Especial de Ano Novo acontece de 28 de Dezembro a 02 de Janeiro, em Rio Negrinho, Santa Catarina. Os Mutantes apresentam-se no dia 30 de dezembro e vão completar esse concerto com músicas que eram tocadas por essa mesma formação nos concertos da década de 70. Tudo pelo sol.

Paulo de Carvalho entre o passado e o presente
· POR Nuno Catarino · 03 Out 2012 · 11:18 ·
Paulo de Carvalho

O cantor Paulo de Carvalho vai ser retratado numa obra que atravessa os seus cinquenta anos de carreira. O livro Passado Presente - Uma viagem ao Universo de Paulo de Carvalho promete ir além da simples biografia e terá o seu lançamento no próximo dia 18 de Outubro, pelas 18h30, no Museu da Música, em Lisboa. Estivemos à conversa com a autora, Soraia Simões (responsável do projecto Mural Sonoro), que nos apresentou em primeira mão este trabalho.

Como surgiu a ideia de desenvolver este trabalho sobre a carreira do Paulo de Carvalho?

Há já um ano que tenho um programa de cariz documental de 13 episódios, com a mesma génese do Mural Sonoro, a ser gravado. Para um dos epísódios gravei durante o mesmo mês o Paulo de Carvalho, o Eduardo Nascimento, entre outros, e na altura criei logo uma empatia muito forte com o Paulo. Fomos mantendo o contacto. Eu terminava este ano a minha pós graduação em Estudos de Música Popular e falava-lhe disso, até que houve um dia, que em conversa com ele, falámos da possibilidade de fazer algo sobre o percurso musical dele e que ligasse de algum modo a algumas das coisas que lhe falava e que após a pós-graduação e o contacto com ele me iam fazendo ver de um modo mais claro e estruturante. Arranjei uma editora (a Chiado Editora) que se mostrou logo interessada na ideia. Fomos os dois presencialmente formalizar a intenção na editora. Escrevi-o entre Fevereiro e Junho deste ano.

Como desenvolveste este trabalho? Que métodos utilizaste?

Ao fim do primeiro mês, à medida que fui conhecendo melhor o Paulo e percebendo o quanto o caminho musical e de intervenção social dele ligava às problemáticas que o meu trabalho levanta, e até ao meu modo de estar como indivíduo, o foco já era o de não fazer uma biografia clássica, mas um trabalho de campo que partisse de um contacto regular com ele, com a sua obra, com as pessoas que de algum modo permaneceram ou se cruzaram profissionalmente no seu caminho musical, e assim foi. Passou a ser um livro que teve como "objecto central" o Paulo de Carvalho e o ligava a um esquema complexificador, do qual o músico não se dissocia, e onde estão, entre outros aspectos, a indústria fonográfica, o público, a sociedade e as questões temporo-espaciais que a acompanham, a abordagem mais próxima das Ciências Sociais e Humanas e de algum carácter musicológico, etc. As minhas conversas com ele começaram a ser todas gravadas, com outros que a ele se ligaram profissionalmente, algumas delas, também.

Soraia Simões

Em jeito de "aperitivo", podes destacar alguns factos curiosos sobre a carreira do Paulo de Carvalho?

Para isso é melhor lê-lo e envolvermo-nos com o propósito do trabalho feito. Especialmente por ele. Paulo de Carvalho é bem mais profundo que um "E Depois do Adeus", tem uma vasta obra fonográfica, esteve no início de quase todos os movimentos musicais e de algumas das manifestações culturais expressivas. Saliento a "fase PREC" com o M.P.C.C. (com arranjos do Julio Pereira), o Música D'Alma (com enfoque na interculturalidade, que aliás sempre se panteteou no percurso dele) e onde estão nomes como Tito Paris, Filipe Mukenga, Mingo ou Vicente Amigo, Mátria (um disco com letras só de mulheres que ele musicou, com produção do Ivan Lins), os fados que gravou com a Orquestra Filarmónica de Londres, entre tantos mais.

Tens trabalhado, no teu projecto "Mural Sonoro" à volta das questões da lusofonia. Em que medida este novo livro se interliga com esse teu trabalho?

O Mural Sonoro não aborda as questões da lusofonia, na realidade o termo "lusofonia" dá-me uma certa urticária. Não é o desígnio em si, mas o que se faz com ele. O paradigma de uma comunidade lusófona activou, ao longo dos anos, o decurso de uma construção e representação de identidade, que ainda hoje carrega algumas retóricas que procuram legitimar uma argumentação condizente com aquilo que se tenciona evidencia. As ideias e verbalizações tributárias daquilo que constitui a memória histórica e colonial, estão (ainda) afundadas numa realidade imperialista que se não ultrapassada, se deveria ultrapassar. A retórica que realça o imaginário de pertença ou identidade fica tantas vezes unicamente carregada por discursos que resgatam "uma história semelhante" e "uma língua partilhada". Ora, tudo isto são mitos de acessibilidade a uma linha de entendimento posta no enfoque lusófono cada vez menos integrante e cada vez mais colonizadora. Não convém esquecermos, que a representação literária desta ideia de comunidade reproduz os mesmos circuitos efectuados pelos espaços que enformavam a geografia imperial portuguesa. O livro Passado Presente - Uma viagem ao Universo de Paulo de Carvalho tem o mesmo enfoque do meu trabalho no Mural Sonoro e que se pode resumir à necessidade de que as várias práticas musicais e de performance a elas associadas se conheçam sem se anularem, nas suas características únicas, no espaço migratório lisboeta. É o enfoque que encontro, e agora ainda mais o sinto depois da experiência profícua que foi fazer este livro, no trabalho que o Paulo tem feito - com os músicos com quem tem ao longo destes já 50 anos trabalhado - e já nos deixou. O seu trabalho foi pioneiro até nesta relação de culturas, nesta necessidade de enaltecer as integridades que elas trazem ou representam. Fala-se muito em integração social e pouco em integridade dos povos que formam as diversas manifestações culturais e que podem e devem enriquecer o espaço geográfico de partilha. O Paulo foi dos primeiros a possibilitar que outros músicos tocassem em Cabo Verde ou no Brasil numa determinada fase. Recordo que levou o Pedro Jóia, Mário Laginha, Maria João, em exemplo, a Cabo Verde das primeiras vezes que lá tocaram. Liga tanto como músico, como pela pessoa que é, em tudo aquilo que acredito.

Soraia Simões e Paulo de Carvalho

Há ideias para novos projectos biográficos sobre outros músicos? Que projectos tens na calha?

Eu dei um nome ao que desenvolvo: Mural Sonoro, pela importância que sinto em recolher os relatos de vários protagonistas dentro de um painel amplo que a única coisa que têm em comum é a forte ligação à diáspora - músicos, compositores, arranjadores, coleccionadores, artesãos - organologia, materiais, instrumentos, discos- que são os verdadeiros intervenientes do espaço musical na sociedade. Não há compartimentos estanque no trabalho que desenvolvo, há uma preocupação que passa pela importância de construir uma espécie fonoteca ou acervo online, mas que mais tarde possa estar num Museu, com vários áudio que são as perspectivas e reflexões desses vários agentes sociais na música. Acabo por gravar essas conversas e criar vários "Bilhetes de Identidade" (acabam por ser apontamentos pessoais ou biográficos, se quiseres) dentro de um propósito transversal e que nos une, que é o de: colocar o músico num plano profissionalizante activo que leve as instituições, que têm os poderes, e a comunidade a comprometerem-se com isso, como se comprometem de modo valorizante com outras actividades profissionais num plano de desenvolvimento social.
Palestra sobre a importância do vídeos musicais
· POR Alexandra João Martins · 02 Out 2012 · 21:08 ·
 
Cada vez mais a imagem em movimento é usada como meio de comunicação e difusão da música, por vezes relegando sensorialmente para segundo plano o elemento crucial, áudio. O vídeo assume-se ainda como um modo de quantificação de popularidade de uma música ou banda através do número de visualizações. “A Crescente Importância do Vídeo na Indústria Musical” é o título da conferência organizada pelo programa Video Gang da Guimarães 2012. Com o intuito de consciencializar para o modo de produção de vídeo musical ao reflectir publicamente sobre as alterações de paradigmas do sector musical em Porugal, são convidados a palestrar Vítor Belanciano, João Paulo Feliciano, Álvaro Costa, Hélder Gonçalves e PZ Pimenta. A conferência decorre dia 6 de Outubro, pelas 16h00, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães. A entrada é gratuita.
SEMIBREVE: quem és tu?
· POR André Gomes · 02 Out 2012 · 19:56 ·

 
Aproxima-se decisivamente aquele que é um dos momentos mais altos deste final de 2012. O SEMIBREVE regressa a Braga (e até vai dar uma perninha a Guimarães) para oferecer mais uma vez o melhor que a música electrónica desafiante tem para oferecer e por isso fomos falar com alguém da organização, neste caso Luís Fernandes, para sabermos quais são as expectativas e os pontos fortes da segunda edição do SEMIBREVE. 
 
Antes de mais, que balanço fazes da primeira edição do SEMIBREVE?
 
A primeira edição superou as nossas expectativas a todos os níveis. Não poderíamos esperar melhor para uma primeira edição.
 
O sucesso dessa primeira edição foi fundamental para haver uma segunda?
 
Certamente. Conseguimos ajudar a provar que mesmo a música electrónica mais arriscada pode ser apresentada a um público mais vasto se for devidamente contextualizada e agregada num festival. Como evento relevante que foi, colmatando uma lacuna neste tipo de oferta cultural, fazia sentido que se voltasse a repetir.
 
Bem sei que é uma tarefa difícil mas... Que destaques farias nesta programação?
 
Num cartaz deste género é injusto destacar um artista em particular. Na minha opinião 5 dos 9 artistas artistas têm potencial para se assumirem como cabeças de cartaz (Vladislav Delay + AGF, Pole + p.ma, Mouse on Mars, Ryoji Ikeda e Ben Frost) daí a tarefa ser ingrata. Assim sendo vou destacar um outro projecto que está a criar um enorme buzz internacionalmente, os emptyset. Têm disco novo na raster-noton, a sua música é extremamente desafiante e simultaneamente apelativa, têm uma componente visual fortíssima assumida pelo Joanie Lemercier e as últimas actuações têm sido avassaladores. É um fenómeno de agora.
 
Qual foi o maior desafio deste segundo SEMIBREVE?
 
Manter os níveis organizativos, de afluência e de qualidade da primeira edição é o nosso objectivo. Sabemos que artistas com este perfil não atingem grandes porções de público, como tal seria imprudente pensar que o festival irá crescer em termos de afluência. Resta-nos trabalhar para que o máximo de pessoas possam vir, ajudando a legitimar o festival e a que se repita, e que tenham a melhor experiência musical e visual possível.
 
Em relação ao que se vai passar extra-concertos, queres falar-nos um pouco disso?
 
Temos uma série de instalações a decorrer no Theatro Circo em Braga a partir de dia 5 e workshops em Guimarães que aconteceram hoje e vão acontecer amanhã. Gostava de destacar o workshop de video mapping do Joanie Lemercier e a instalação AION de Jacob Kirkegaard.
 
O que seria para ter um enorme sucesso desta segunda edição do festival?
 
Um enorme sucesso seria superar a edição anterior em termos de afluência, mantendo o nível qualitativo.
Também há Man Forever no Porto
· POR André Gomes · 02 Out 2012 · 14:40 ·


O Passos Manuel está on fire nesta rentrée. A mais recente confirmação para a sala portuense é a de Kid Millions dos Oneida enquanto Man Forever e com Gustavo Costa e João Filipe nas baterias, Jorge Coelho na guitarra, Ghuna X nos teclados e Henrique Fernandes no baixo. Para além do concerto agendado no Out.Fest, John Colpitts tem data marcada para concerto no 12 de Outubro no Passos Manuel, e a entrada custa 6€. Man Forever apresentará Pansophical Cataract, editado em Maio deste ano pela Thrill Jockey Records.

Os Godspeed têm um novo disco, aleluia
· POR Paulo Cecílio · 02 Out 2012 · 12:18 ·


Reis e senhores dessa coisa gigante a que se decidiu chamar "pós-rock", anarquistas canadianos, amantes de filmes de culto nipónicos, cabeças de cartaz do Amplifest 2012: os Godspeed You! Black Emperor, recém-regressados de um hiato, estão de volta aos discos. O sucessor de Yanqui U.X.O. dá pelo nome de Allelujah! Don't Bend! Ascend! e tem sido apresentado - e vendido - nos últimos concertos que a banda tem dado, por isso podem esperar que aconteça o mesmo por finais de outubro, no Porto. Será editado pela Constellation Records no próximo dia 15 e podem saber mais sobre ele aqui.
JUBA apresentam-se ao mundo
· POR Paulo Cecílio · 02 Out 2012 · 10:07 ·


Formados por membros dos Tropical Tobacco e dos Colour Is A Common Mistake, os JUBA são um projecto recém-nascido que se auto-definem como hindu surf riot; basta dar uma vista de olhos (e ouvidos) pelo vídeo de "Lion King", colocado ontem no Youtube, para perceber que não estarão muito longe disso. Comecem a seguir as aventuras desde leão, benfiquistas e tudo, aqui.

Parkinsons, Dapunksportif, David J por Coimbra
· POR Paulo Cecílio · 02 Out 2012 · 10:04 ·


Lembram-se de quando Coimbra era a capital do rock? Lembram-se de quando os Parkinsons eram "aquela banda tuga a fazer sucesso em Inglaterra"? Lembram-se de quando os Dapunksportif lançavam grandes malhas como "I Can't Move" e "Friends"? Lembram-se de quando os Bauhaus existiam e eram a melhor banda do mundo para uma boa parte da geração eighties? Embora este tipo de exercícios de memória seja assaz divertido, o que interessa é o presente, e o States Club, em Coimbra, está a criá-lo: durante o mês de outubro albergará uma série de concertos de topo, para que a juventude académica, e não só, possa sentir na veia o gostinho do rock n' roll. Dos nomes que por lá passarão destacam-se sobretudo os dos Parkinsons, Dapunksportif e o de David J, ex-baixista da mítica banda goth britânica e do seu pneu sobressalente, os Love And Rockets. Eis o catálogo do que por lá se passará:
 
4/10: For The Glory + Challenge + Birds
5/10: Lieben Duo (Paulo Eno)
12/10: Fina Flor Do Entulho + Konad + 74
19/10: The Parkinsons
26/10: Dapunksportif
30/10: David J
Bodyspace celebra 10 anos com matinée de concertos no Lounge, em Lisboa
· POR André Gomes · 02 Out 2012 · 01:50 ·


A rentrée manda e o Bodyspace regressa ao Lounge para uma matinée de concertos. Regressamos ao Lounge desta vez com duas razões muito especiais: um novo site, acabado de estrear e o 10º aniversário celebrado no dia 5 de Agosto deste ano. Há quatro muito boas razões musicais para tomar o Lounge de assalto neste sábado que se quer longo e vivido: as canções juvenilmente bucólicas de Éme, o saxofone sem fronteiras de Pedro Sousa, as explorações pós-apocalipticas em cenário industrial de RA e e a estreia absoluta da electrónica – via witch/house – de THVLE. A partir das 17 horas, durante os concertos e depois de THVLE os DJs Bodyspace vão garantir que a música nunca se cale no Lounge. A entrada é livre. Já diz o velho ditado: podendo é ir. 

A festa vai acontecer assim:

17h00 DJs Bodyspace
18h00 Éme
19h30 Pedro Sousa
21h30 RA
23h00 THVLE
00h00 DJs Bodyspace
Tropa Macaca no Porto
· POR Paulo Cecílio · 01 Out 2012 · 20:01 ·


Embora o título desta notícia se apresente como uma oportunidade de ouro para fazer uma qualquer referência aos Super Dragões, deixemo-lo para outra ocasião. O duo formado por André Abel e Joana da Conceição apresentará o seu novo disco, Ectoplasma - que tem o carimbo da editora Software, de Oneohtrix Point Never -, na próxima sexta-feira, n'O Meu Mercedes É Maior Que O Teu, pelas 23h30. O bilhete custa apenas 5€. Em baixo podem ouvir o tema-título deste novo álbum.

Dead Skeletons no Cartaxo
· POR Paulo Cecílio · 01 Out 2012 · 18:47 ·


O segundo concerto da edição deste ano das Cartaxo Sessions terá como protagonistas os islandeses Dead Skeletons, um dos nomes fortes da nova geração psicadélica, que contam com um ex-Spacemen 3 nas fileiras, Will Carruthers. O espectáculo é já nesta quinta-feira, véspera de feriado, pelas 23h30, e a entrada custa 5€. A fazer a primeira parte estarão os portugueses Black Leather e o seu rock "Velvetiano".
Interpol reeditam os dois primeiros discos
· POR Paulo Cecílio · 01 Out 2012 · 18:10 ·


Dez anos depois, que balanço se pode fazer de Turn On The Bright Lights, o disco de estreia da banda nova-iorquina? É na verdade bastante simples: foi a porta de entrada ao mundo indie para uma geração inteira; impulsionou - e de que maneira - todo um revivalismo Joy Division; e, talvez o mais importante, afirmou-se como um dos melhores discos dos anos 00 numa altura em que se comentava (e comenta) absurdamente que "já não se fazem discos históricos". Dez anos depois, o disco é reeditado numa versão remasterizada, que contará com um CD de extras, por entre versões demo, Peel Sessions e canções nunca editadas. Antics, o segundo álbum da banda, também será alvo do mesmo tratamento. Ambos sairão a 19 de novembro e em Portugal terão o carimbo Popstock.

Os Death Grips estão-se a cagar para as editoras
· POR Paulo Cecílio · 01 Out 2012 · 17:04 ·


NO LOVE DEEP WEB
é o terceiro disco do grupo hip-hop mais feroz da actualidade e foi hoje disponibilizado pelos próprios para download gratuito, para surpresa e gáudio de toda a gente - era suposto que o disco saísse pela major Epic. Poderão escutá-lo aí em baixo ou então ir ao website da banda para o sacar, mas atenção: a capa do disco é completamente NSFW. Bem, mas as letras também já o eram. I FUCK THE MUSIC, I MAKE IT CUM

Querem ouvir o novo disco de Tame Impala? A NPR resolve
· POR André Gomes · 01 Out 2012 · 12:00 ·


Segunda-feira. Não é fácil para ninguém. Ou quase ninguém. Mas há coisas que ajudam. Um almoço decente, meia-hora de molho à frente do PC. Ou então o preview de um álbum há muito tempo esperado. Este é um desses casos. Já é possível ouvir o novo disco dos psicadélicos Tame Impala. Chama-se Lonerism, tem doze faixa e aparentemente é mais uma daquelas viagens de tirar os pés do chão. Aproveitem que só dura alguns dias.

Eis que chegou a semana do SEMIBREVE
· POR André Gomes · 01 Out 2012 · 11:47 ·


Já estamos oficialmente em Outubro, já estamos oficialmente na semana da muito aguardada segunda edição do festival SEMIBREVE, que acontece este ano em Guimarães (no primeiro dia) e em Braga (nos dois últimos). O caratz é um menu de luxo da melhor electrónica desafiante feita nos dias que correm. O mais incrível nisto tudo é que o passe para todos os concertos do festival custa uns míseros (até nestes dias de dificuldades) vinte e cinco euros. Um valor quase simbólico quando temos pela frente um cartaz como aquele que mostramos aqui em baixo.
 
21:30 - Pole + p.ma (Grande Auditório)
22:45 - Vladislav Delay + AGF (Grande Auditório)
23:59 - Grischa Lichtenberger (Café Concerto)
 
5 de Outubro (Theatro Circo)
21:30 - Roly Porter + Flicker (Sala Principal)
22:45 - emptyset + Joanie Lemercier (Pequeno Auditório)
23:59 - Mouse on Mars (Sala Principal)
21:00-23:59 - Instalações (Salão Nobre)
21:00-23:59 - AION de Jacob Kirkegaard (Sala de Fumos)
 
6 de Outubro (Theatro Circo)
21:30 - Ryoji Ikeda (Sala Principal)
22:45 - Most people have been trained to be bored (Pequeno Auditório)
23:59 - Ben Frost (Sala Principal)
21:00-23:59 - Instalações (Salão Nobre)
21:00-23:59 - AION de Jacob Kirkegaard (Sala de Fumos)

Parceiros