Setembro 2009
The Legendary Tiger Man hoje em Lisboa, amanhã no Porto, depois no resto do país e para sempre entre as mulheres
· POR Rodrigo Nogueira · 30 Set 2009 · 15:00 ·
Ah, como deve ser bom ser Paulo Furtado. Ter um culto à volta, acordar a partilhar caixões com mulheres semi-nuas, ter uma das melhores bandas de rock'n'roll português, ser uma lenda viva, ser entrevistado pelo Bruno Aleixo, dizer "portantos, pá" mas ser dos gajos mais americanos que Portugal já conheceu, andar no chillin' com tipas tipo Asia Argento, entre muitas outras...o rapaz lança um novo álbum chamado Femina, que é basicamente sobre mulheres e o quão bem ele se dá com elas (e tem muitas, já enumeradas em notícias anteriores) e apresenta-o ao vivo numa pequena digressão que começa hoje no Lux. "E como é que se pode entrar lá?", perguntam as massas um pouco por todo o lado. É fácil: compra-se o disco num ponto de venda FNAC que abre às 8 da noite em cada dia de concerto no próprio espaço onde é o concerto. É mesmo preciso comprar o disco. E dá direito a entrada e a ver, em Lisboa (hoje), Porto (amanhã), Guimarães (sexta) e Tondela (sábado), Legendary Tiger Man com Cibelle, Cláudia Efe, Lisa Kekaula, Phoebe Killdeer e Rita Redshoes. É muita mulher e só há um homem que pode dar conta do recado. Ah, como deve ser bom ser Paulo Furtado.
Os Fuck Buttons estão quase entre nós, é favor preparar os ouvidos
· POR André Gomes · 30 Set 2009 · 13:01 ·
O novo disco dos Fuck Buttons, Tarot Sport, já chegou à redacção do Bodyspace e já nos chegou aos ouvidos e o que se pode dizer é que promete ser um dos discos a ter em conta no final do ano aquando da alegre feitura dos topes anuais. É um disco mais saído da casca que o anterior, mais convidativo ao movimento. Andrew Hung e Benjamin John Power chegam ao Porto esta tarde e, dizem-nos, têm soundscheck marcado para as 17:30, altura em que será possível perceber a força dos Fuck Buttons. Mas o público só terá direito a escutar aos primeiros sons por volta das 23:30, já depois dos portuenses Nimai terem actuado. Fonte da organização promete que "até vão miúdas giras" ao concerto de hoje. Amanhã os Fuck Buttons descem para Lisboa para um segundo concerto na Galeria Zé dos Bois.

É disto que a casa gasta:

Galeria Zé dos Bois celebra 15 anos de actividade com Soft Circle e algumas surpresas
· POR André Gomes · 29 Set 2009 · 23:39 ·
É uma das casas mais excitantes de Lisboa e não estamos a falar de bordéis. É a "velhinha" Galeria Zé dos Bois, que celebra em Outubro, mais especificamente, 15 anos de bela e profícua existência. E para celebrar tudo e mais alguma coisa convidaram Hisham Akira Bharoocha (que fez parte e deixou projectos como Lightning Bolt ou Black Dice) e o seu projecto Soft Circle para uma matinée gratuita na ZDB no domingo 11 de Outubro, pelas 17 horas. Haverá discos quentes pelos DJ da casa, boa onda e algumas surpresas. A primeira, a entrada é gratuita. A segunda é que o concerto acontece no terraço da ZDB. Mas há mais.

Lisboa toda vai poder ouvir isto nas alturas:

Legendary Tiger Man está entre as mulheres com o novo Femina, é o verdadeiro rocker português
· POR André Gomes · 29 Set 2009 · 23:32 ·
O vídeo tem já alguns meses mas só nos apeteceu mostrá-lo agora. É o vídeo que ilustra o primeiro e belíssimo single de Paulo Furtado enquanto Legendary Tiger Man (que bem precisava de uma mudança estética musicalmente falando), do seu disco Femina. Este disco, saído em Setembro, é uma óbvia e esperada homenagem - mais directa - ao maravilhoso mundo feminino. E para isso Paulo Furtado, o rocker, convidou Peaches, Asia Argento, Lisa Kekaula (BellRays), Becky Lee, Phoebe Killdeer, Rita Redshoes, Cláudia Efe (Micro Audio Waves), Maria de Medeiros, Mafalda Nascimento, a francesa Brigitte Fontaine e a brasileira Cibelle. Se o disco for tão bom como o single "Life Aint Enough For You" com Asia Argento - cujo vídeo se mostra de seguida - a coisa promete:

Jardins do Palácio de Cristal recebem primeira edição do Festival ENORME no Porto
· POR André Gomes · 29 Set 2009 · 12:10 ·
De Phazz, Istanbul Sessions e Ceux Qui Marchent Debout são os cabeças de cartaz da primeira edição do festival ENORME. Nos próximos dias 13, 14 e 15 de Outubro, os jardins do Palácio de Cristal vão receber os alemães De Phazz, os turcos Istanbul Sessions feat. Erik Truffaz e os franceses Electro Deluxe. Entre os nomes nacionais destacam-se os Zelig e os Fanfarra Kaustika. A promessa é de festa, portanto.

Os bilhetes vão estar em pré-venda na Fnac e nas faculdades associadas ao evento. Nesta primeira edição, o Festival ENORME conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto e do Instituto Português da Juventude (IPJ). A organização está a cargo da Associação de Estudantes da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (AE ESMAE).

Fica o vídeo para a canção "Hell Alright" dos De Phazz:

Os Black Lips regressam finalmente, Six Organs of Admittance também e em trio
· POR André Gomes · 29 Set 2009 · 09:48 ·
A Filho Único dá a noticia logo pela manhãzinha. A primeira, o regresso dos Black Lips a 11 de Novembro, na Caixa Económica Operária, com The Sticks na primeira parte. Ainda está na memória de muitos o concerto incendiário no Porto Rio, no Porto, que acabou em confrontos mais ou menos aparatosos. No dia 24 há a "sempre celebrada aparição" Six Organs of Admittance, em trio com Elisa Ambrogio (sempre um prazer) e Alex Nielsen no Cinema Nimas. Ainda não se sabe se algum destes concertos acontecerá também no Porto ou em qualquer outro ponto a norte do país.

Fiquem (bem) com Six Organs of Admittance em "Shelter from the Ash":

Fuck Buttons estão por cá esta semana, fazem-nos dizer palavrões
· POR André Gomes · 28 Set 2009 · 14:42 ·
Esta semana não é só a semana Slits - ou Au Revoir Simone. É também, e a outra escala, a semana Fuck Buttons. Os ingleses que, diz-se por aí, fazem noise para meninos ou música para fazer o amor, actuam quarta-feira no Plano B, Porto, e no dia seguinte na Galeria Zé dos Bois. Eles que em 2008 lançaram o elogiado Street Horrrsing, publicam agora o novíssimo Tarot Sport, mais "dançável" que nunca. "Surf Solar"promete mexer com os miolos de algumas pessoas mais sensíveis - ou, dependendo das sensibilidades, aumentar a taxa de natalidade e, consequentemente, fazer de Paulo Portas um homem mais feliz. A excitação é tanta que há até já relatos de conversas elogiosas aos Fuck Buttons entre as mais diversas camadas da sociedade portuense.

É isto que se pode esperar - e muito mais - na próxima quarta e quinta-feira, e isto não é nada pouca coisa:



Gajo dos Wavves anda à porrada com gajo dos Black Lips, ganha a idiotice
· POR Rodrigo Nogueira · 28 Set 2009 · 12:17 ·
Drogas. É fixe e porreiro e às vezes fazes boa música se estiveres sob o efeito delas, mas também te podem tornar num idiota de merda. Foi isso que aconteceu com Jared Swilley, o gajo de bigode dos Black Lips, a banda de garage rock sujo e selvagem conhecida por fazer merda em todo o lado – diz-se por aí que foram banidos do Lux em Lisboa – e Nathan Williams, o gajo dos Wavves, espécie de projecto a solo que esconde com quilos de distorção as deficiências pop e que agora mete o grande Zach Hill – baterista dos Hella – ao barulho, que meteu ecstasy e se passou há uns meses em frente a toda gente no Primavera Sound em Barcelona. Estavam num bar de Brooklyn sábado à noite e começaram à porrada. Ou talvez tenha sido só o manager do gajo dos Wavves. Ninguém sabe ao certo, devia estar tudo bêbedo, tudo começou quando Swilley disse que o tipo era um idiota de merda (e é, e ele também, e todos nós somos, até certo ponto) na internet. E supostamente, segundo o próprio Swilley, no sábado o tipo de bigode chegou ao pé do puto Williams e disse-lhe "Tu és o paneleiro dos Wavves, não és? Não gosto de ti." Homofobia estúpida à parte, o puto não lhe disse nada e depois, já cá fora, o manager dos Wavves atirou-lhe uma garrafa à cabeça e o resto dos amigos dele começaram a espancá-lo. Segundo o puto, o gajo chegou ao pé dele e ele teve de lhe tratar da saúde. Quem é que tem razão? Quem é que não? O gajo dos Black Lips diz que quando os Wavves forem a Atlanta dia 3 de Outubro os Black Lips vão-lhe fazer a folha forte e feio, prometem destruir a carrinha e as caras dos Wavves e, basicamente, fodê-los todos. É triste se acontecer alguma coisa ao Zach Hill, A Pitchfork tem o resumo, bem como o Daily Swarm.



Wavves - No Hope Kids



Black Lips - O Katrina!

Por isso, se alguém estiver a tentar ver o resultado:

Campo musical: Black Lips 1, Wavves 0
Campo físico: Black Lips 0, Wavves 1 (a ser disputado dia 3)
Novo DJ Hero com Daft Punk
· POR Rafael Santos · 26 Set 2009 · 12:29 ·
Os sempre ocupados Daft Punk, além de estarem a preparar a banda sonora para a versão 2011 de Tron realizado por Joseph Kosinski, são mais um nome a juntar a muitos outros que se disponibilizaram para elaboração do novo jogo da Activision o DJ Hero (destinado à Xbox 360, PlayStation 3, Wii e PlayStation 2), uma espécie de Guitar Hero só que dedicado à musica electrónica. A contribuição da dupla, que se envolveu profundamente no processo criativo visual e sonoro, não trás temas novos, mas apresenta 11 possibilidades de brincadeira em formato mash-ups capazes de entusiasmar qualquer fanático queira ver os Daft Punk a misturar um "Around The Wold" com "Bust a Move" dos Young MC ou "Robot Rock" com "We Will Rock You" dos Queen, entre outras misturas improváveis. Este DJ Hero, que conta também com as participações de nomes como Gorillaz, Jurassic 5, David Bowie, Herbie Hancock, Eric Prydz, Black Eyed Peas, Benny Benassi, Kid Cudi, Eminem, Jay-Z, Dizzee Rascall, LL Cool J. Eric B. & Rakim, Beastie Boys e Jazzy Jeff tem data de edição em Outubro e promete ser uma boa compra de Natal para quem quiser fazer a passagem de ano no recatado lar.

Este é trailer que anuncia a participação dos Daft Punk no jogo:

Kraftwerk lançam caixa cheia de bons motivos para se ouvir música em 2009, 00011001100011111000111110011000
· POR André Gomes · 25 Set 2009 · 21:07 ·
O momento é o da celebração dos 35 anos do essencial Autobahn, um dos álbuns marcantes dos alemães Kraftwerk. A EMI aproveitou para lembrar a data editando no próximo dia 19 de Outubro um relagozito, intitulado 12345678: The Catalogue, uma caixa com oito discos remasterizados: são eles Autobahn, Radio-Activity, Trans Europe Express, The Man Machine, Computer World, Techno Pop, The Mix e Tour De France, com capas em formato de mini-vinil e um extenso e informativo booklet. Os quatro primeiros são essenciais para se perceber a música electrónica neste década, e os restantes são interessantes para quem não quer perder pitada destas quatro décadas de música.

Para além da caixa, estes álbuns serão também reeditados individualmente com o som remasterizado digitalmente - seja lá o que isso significar - e apresentados em slipcases com novo artwork contendo imagens editadas recorrendo à tecnologia mais desenvolvida no campo da fotografia. Modernices.

Neste vídeo pode-se ver e escutar o tema "Trans Europe Express":

Cintura dos Clã é editado em Espanha, segue-se digressão pelas terras de nuestros hermanos
· POR André Gomes · 25 Set 2009 · 14:49 ·
O TGV ainda não é liquido, mas já temos uns Clã mais ibéricos. Há quem não queira muita relação com os espanhóis, mas aquela que é uma das melhores bandas pop portugueses da actualidade quer. Para além da edição do disco Cintura em Espanha, Manuela Azevedo - Manela, claro - e os Clã vão passar a fronteira para uma digressão forte por algumas salas importantes do país vizinho. Cintura, o último álbum de originais dos Clã, será editado em Espanha no próximo dia 29 de Setembro. Com surpresas. A edição especial para o pais vizinho conta com "Sexto Piso”, uma versão em espanhol do single “Sexto Andar”. Em baixo mostra-se um vídeo da autoria de Laurie Thinot para a canção "Sexto Andar".

As datas são as seguintes:

08 out – Granada – Planta Baja
10 out – El Puerto de Santa Maria / Cádiz – Teatro Pedro Muñoz Seca
30 out – Bilbao – El balcón de la Lola
31 out – Bilbao – FNAC Bilbao Alameda
06 nov – Madrid – El Sol
07 nov – Madrid – Fnac Callao
12 nov – Corunha – Fnac A Coruña
13 nov – Vigo – La Fábrica de Chocolate
14 nov – Pontevedra – Karma

Festival TRAMA de volta às ruas do Porto, KK Null, Sir Alice e Soft Circle são alguns dos nomes fortes
· POR André Gomes · 24 Set 2009 · 21:07 ·
A 4ª Edição da Trama - Festival de Artes Performativas, certame programado em parceria pela Fundação de Serralves, a Matéria Prima e o brrr _ Festival de Live Art regressa em força as ruas do Porto para ocupar espaços mais ou menos imprevistos de muita música e outras artes. O festival acontece entre os dias 8 e 11 de Outubro, e recebe várias propostas em estreia nas áreas da música, teatro, dança, performance e cinema. Os espaços são os mais variados: Mosteiro de S. Bento da Vitória, o antigo edifício da RDP (na Rua Cândido dos Reis), no Hotel Dom Henrique (Bar Panorâmico), na Fábrica Social, Maus Hábitos, Passos Manuel, no Clube Fluvial Portuense (Piscinas), sala preta da ESMAE, Culturgest, Teatro do Campo Alegre e, obviamente, a Fundação Serralves. Uma boa parte das propostas são de entrada gratuita.

O propósito é só um: fazer com que os cruzamentos se estruturem sob a forma de um percurso na cidade. "Cruzam-se disciplinas artísticas e acções onde a performatividade continua a ser o catalisador, enquanto instrumento para experiências inspiradoras e surpreendentes que se manifestam a vários níveis, da vivência individual à vibração do tecido urbano".

A programação é de luxo. Entre as muitas propostas destacamos algumas. O Institut Für Feinmotorik, um colectivo de artistas fundado em 1997 que trabalha em diferentes meios e formatos como fotografia, vídeo, música, ilustração e programação, propõem-se a compor paisagens sonoras mecânicas e rítmicas, cruas e minimais com tudo o que possa ser colocado entre os gira-discos e a agulha. Os portugueses HHY & The Macumbas, constituídos pelo multi-instrumentista e produtor Jonathan Uliel Saldanha (HHY), membro da editora/colectivo Soopa, e pelo trompetista Álvaro Almeida (F.R.I.C.S.), o percussionista João Filipe (F.R.I.C.S.) e o baixista Rui Leal (Besta Bode). O noise informado de KK Null, projecto de Kazuyuki Kishino que é, desde os anos 80, uma referência e um nome de culto do género - colaborou já com Merzbow e com Tatsuya Yoshida (dos Ruins) e Masashi Kitamura na banda YBO2.

Ainda. O projecto norte-americano Soft Circle, que editou o seu disco de estreia Full Bloom em 2007, que é nada mais nada menos que o veículo de Hisham Akira Bharoocha, ex membro de bandas como os Lightning Bolt e Black Dice, e Ben Vida (Town and Country/Bird Show). Sir Alice, a francesa Alice Daquet, que cruza vários universos entre os territórios vastos da música e do som, promete deixar o bar do Passos Manuel de boca aberta - as suas actuação ao vivo são únicas. Para mais pormenores, consultar por favor o site oficial da TRAMA.

Em seguida mostramos um vídeo dos Soft Circle que abriram para os Boredoms no Starlight Ballroom a 2 de Abril de 2008:

De joelhos em família
· POR Pedro Rios · 24 Set 2009 · 19:12 ·
O nome do festival - Joelheiras - é sugestivo e lembra a posição que muitos destes músicos adoptam durante os concertos: de joelhos, olhos postos numa miríade de pedais e outras aparelhos destinados a fazer prolongar o som, transformado, quase sempre, numa massa etérea, abstracta, cheia de texturas. Música eterna.

O Joelheiras, organizado pelo colectivo leiriense A9))), surge "pela necessidade premente de dar espaço a todas estas movimentações sem rede". E elas têm abundado – apesar de nos últimos tempos as coisas estarem menos mexidas (coisa que se lamenta) – na música portuguesa dos últimos anos. No ano passado, houve Antracite Metal Devaneio, Osso e Frango e este ano o elenco conta com muitos dos mesmos músicos.

Este sábado, 26 de Setembro, na Fonte Luminosa, em Leiria, a segunda edição do Joelheiras apresentará, a partir das 14h40, música pelo DJ Música Infinita (nome muito apropriado) e concertos de Stellar Om Source (projecto solitário da holandesa Chistelle Gualdi, aventureira da nova psicadelia, com interesse pelas propriedades cósmicas dos drones de teclados), PCF Moya (projecto solo de Rui Dâmaso, dos Frango, autor de explorações tanto oblíquas, quanto doces da guitarra eléctrica, a lembrar Loren Connors), Brisa Panaca (duo de música improvisada, ainda relativamente secreto, formado por Bruno Silva, membro dos Osso e Somália e colega no Bodyspace, e Vítor Lopes, outro Frango) e Robert Foster, personagem criada por Carlos Nascimento (Osso), algures entre a kosmische musik dos anos 1970 e a fixação recente do underground pelo embalo da new age.

Depois de Leiria, Chistelle Gualdi segue para o Porto, onde actuará no domingo, no Café Au Lait, às 19h00.

Eis um vídeo de PCF Moya com Manuel Gião na livraria lisboeta Trama, algures em 2008.

Jess Jubilee oferece mixtape para abanão de ancas
· POR André Gomes · 24 Set 2009 · 18:48 ·
Jess Jubilee

Jess Jubilee esteve no Porto (Plano B) não há muito tempo e deixou saudades pelo seu set de disco mutante, informado e democrático para quem quis entrar nessa viagem. Ela vive em Brooklyn e de quando em vez deixa uma mixtape para abanão de ancas desavergonhado. O seu perfil no myspace é um bonito aperitivo para se conhecer o que quer Jess Jubilee: "gunshots, airhorns, 808s, light shows, yerba mate, dirty warehouse parties, going to the club solo, action figures, cartoons, mac n cheese, staying up all night, funny animals, muppets, the internet, make up, blogging, youtube, breaking character and THIS". Uma das mixtapes que deu a conhecer ao mundo recebeu como título Manslaughter Mixtape.

Ei-la:

A cidade académica vai espreitar Joana Machado
· POR Nuno Catarino · 24 Set 2009 · 17:21 ·
No dia 26 de Setembro o conimbricense Salão Brazil acolhe a cantora de jazz mais gira de Portugal e arredores, Joana Machado. Acompanhada pelo seu quarteto - Bruno Santos (guitarra), Bernardo Moreira (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria) - a cantora madeirense vai centrar a actuação nos standards do “Great American Songbook”, mas irá certamente passar também pelo seu mais recente disco, “A Casa do Óscar”, onde reinventa composições de Tom Jobim. No vídeo abaixo está a interpretação de Joana Machado para “Olha Maria”, tema escrito em parceria por Chico Buarque, Vinicius de Moraes e Jobim, que conta com a participação especial do pianista Bernardo Sassetti.

U2 apresentam-se em terras lusas a 2 de Outubro de 2010
· POR André Gomes · 24 Set 2009 · 10:35 ·
É o que diz no site da banda e o Bodyspace chegou lá cedinho. Os U2 preparam-se para voltar a Portugal na digressão de 2010 - que terá palcos imensos, luzes mil e outros apetrechos certamente - no Estádio Cidade de Coimbra, na cidade dos estudantes. São eles ainda a maior banda do mundo, não são? O disco do presente é No Line on the Horizon mas os U2 deverão também passar pela fase em que a banda era ainda minimamente interessante - ou seja, o triptico Boy (1980), October (1981) e War (1983).
Um vídeo de conveniência
· POR Rafael Santos · 23 Set 2009 · 17:46 ·
aqui antes foi anunciado o novo disco dos Kings Of Convenience intitulado Declaration of Dependence (e sim, não temos mesmo mais nada que fazer!). Enquanto o disquito da dupla norueguesa não chega, está já a circular no You Tube mais um vídeo protagonizado por Erlend Øye e Eirik Glambek Bøe. Pelos primeiros sons clandestinos à solta na Internet (que este vídeo oficial comprova), confirma-se que a dupla não se afasta no essencial das coordenadas iniciais deixadas na primeira metade da década, reafirmando uma vez mais a vocação que têm para uma pop honesta, de contornos suaves e obcecada por paisagens iluminadas pelo calor da vida.

Como quem não quer a coisinha, confiram o clip. Ainda cheiram a Verão todos estes sons que nos chegam nos primeiros e calorosos dias deste novo outono.

Australianos Heirs abanam com a cidade dos arcebispos
· POR André Gomes · 23 Set 2009 · 15:17 ·
Os australianos Heirs tocam hoje em Braga no Insólito Bar. É mais uma parceria entre o juB09 e a Amplificasom e mais uma estreia e data única em Portugal. O que está aqui em jogo é metal para quem gosta de Red Sparowes, Godflesh, Swans, Neurosis, Isis, Earth. Ruído bom, portanto. Ao que parece os próprios Heirs descrevem-se como o "o casamento entre a luz e a escuridão, entre a dor e a falta de esperança contra o júbilo da liberdade". O Minho tem metal e o povo agradece.

Aqui fica um aperitivo para o que se pode esperar esta noite:

JaFo Trio leva jazz romeno ao Museu do Oriente
· POR Nuno Catarino · 23 Set 2009 · 14:49 ·
Numa iniciativa do Instituto Cultural Romeno, o Museu do Oriente apresenta no próximo domingo um concerto com o JaFo Trio (18h). Este trio romeno - constituído por Mariu Preda (cimbalom), Decebal Badila (baixo eléctrico) e Antal Steixner (percussão) – apresentará uma música jazz com colorações étnicas, numa proposta original. O alinhamento do espectáculo, que tem o enigmático título “Latinos do Oriente”, contará com a interpretação de vários temas originais, mas estão também prometidas versões de temas de John Coltrane e Charlie Parker. Além da actuação no Museu do Oriente, o trio vai passar ainda pelo Hot Clube, no dia 29, terça-feira.
Flaming Lips mostram novo vídeo para a canção "I Can Be a Frog"
· POR André Gomes · 22 Set 2009 · 21:47 ·
É fresco, fresquinho. É o novo vídeo dos Flaming Lips, que a 13 de Outubro lançam novo disco, Embryonic (que conta com os MGMT e Karen O como colaboradores), muito esperado aliás pelos muitos seguidores da banda liderada por Wayne Coyne. "I Can Be a Frog" é a canção que merece um vídeo em que uma miúda gira de bikini gesticula e imita uma data de animais, enquanto uma animação de tom amarelado corre o resto do ecrã. É definitivamente um vídeo dos Flaming Lips. O que vem aí no novo álbum deixa muita gente a babar-se por antecipação.

O vídeo é este:

Bohren und Der Club of Gore com data única em Braga
· POR Miguel Arsénio · 22 Set 2009 · 21:33 ·
Boas notícias para quem gosta de transformar qualquer estrada nacional no caminho até Twin Peaks com um disco de Bohren und Der Club of Gore a murmurar no auto-rádio. O quarteto alemão tem um único concerto marcado para o próximo dia 14 de Novembro, em Braga, inserido na edição deste ano do Festival da Juventude. A entrada será gratuita. A esse pretexto acrescentam-se outros tantos por parte da banda que, de surra, criou, durante esta década, um dos mais fascinantes percursos pelos meandros do jazz cultivado com escassa luz e crime sempre à espreita (esse que remete também para o imaginário fotográfico da icónica Sara Santos Silva). Os Bohren und Der Club of Gore passaram já pela falsa banda-sonora e pelo disco conceptual de difícil decifração. A oportunidade é certamente rara.
Nite Jewel sobe ao terraço da Galeria Zé dos Bois e nós mostramos em primeira mão o resultado
· POR André Gomes · 22 Set 2009 · 13:45 ·
A produção da Galeria Zé dos Bois apanha Nite Jewel, que esteve há pouco tempo em Portugal para dois concertos, numa subida ao terraço mais apetecível de Lisboa a cantar sobre os seus amores e desamores, É certo que o original é de Roxy Music mas Ramona Gonzalez - Ramona Gonzalez, Ramona Gonzalez, Ramona Gonzalez, Ramona Gonzalez, Ramona Gonzalez, não cansa - parece subscrever todas as palavras. Fê-lo em disco e às vezes fá-lo ao vivo. No vídeo que mostramos a seguir, Nite Jewel entrega uma versão minimal - mas não menos intensa - de "Lover" iluminada apenas pela noite lisboeta e pela graça do hypnagogic pop.

Casal israelita do rock 'n' roll alinha em trio com portugueses
· POR André Gomes · 22 Set 2009 · 13:02 ·
É isso mesmo. É tudo verdade. Os TV Buddhas, Mickey "Rhythm is a Dancer" Triest e Juval "Sing Hallelujah" Haring, têm três datas marcadas em Portugal para o próximo mês de Outubro, à disposição dos portugueses. Três datas a norte do país. Para além de actuarem no festival Se Esta rua fosse minha, no Porto, no dia 3, fazem-no também em Guimarães e em Bragança, nos dias 4 e 5 seguintes. O que sabemos deles é que disparam riffs com a força de relâmpagos e que com uma guitarra e uma bateria abafam a maior parte das bandas de quatro elementos que acham que fazem um estardalhaço incrível. Mas não é só ruído que conta, e os TV Buddhas, dizem, são uma maravilha para se ver em cima de um palco - ou fora dele, porque ao que parece eles preferem assim. Promete e muito.

Para conferir os talentos dos israelitas no rock 'n' roll é clicar ali na pequena seta para ver a dupla "Ghost" e "I Met A girl" :

Jel elege FMI de José Mário Branco como o disco mais da luta de sempre
· POR André Gomes · 22 Set 2009 · 12:06 ·
Jel, o homem da luta mais popular do nosso país, aceitou dar a cara e voz às câmaras e aos microfones do jornal i para falar acerca da sua actividade reivindicadora, numa sessão de perguntas livres em jeito de chat. O Bodyspace enfiou lá o nariz para lhe perguntar qual é o disco mais da luta de todos os tempos e Neto respondeu: FMI de José Mário Branco, pela sua "poética". Jel aconselhou ainda a quem não conhece o álbum histórico do músico portuense a mergulhar nele para perceber os motivos da sua escolha. Uma rápida pesquisa no youtube permite ouvir o imenso e intenso texto para "FMI", uma canção escrita em 1979 onde o escritor de canções relata o estado de espírito na época. Para José Mário Branco, FMI surgiu da "necessidade de encontrar um sentido para a vida fora dos clichés ideológicos".
She & Him com novo vídeo para "Why Don't You Let Me Stay Here", a partir do filme (500) Days of Summer
· POR André Gomes · 22 Set 2009 · 00:17 ·
Ela é a doçura que se conhece e ainda por cima faz música - e da boa, atenção - nos She & Him, que lançaram o belíssimo - mesmo - Volume One em Março de 2008. Os She & Him são M. Ward e Zooey Deschanel mas aqui a actriz aparece ao lado de outro: Joseph Gordon-Levitt. O menino do 3º calhau a contar do sol surge com Zooey na comédia romântica - que até tem Smiths - intitulada (500) Days of Summer e vão partir corações em Outubro, altura em que o filme chega às salas portuguesas. Mas o que esta noticia relata é mesmo o novo vídeo que nasce da experiência cinematográfica. A canção é "Why Don't You Let Me Stay Here" e podem ver o resultado ali em baixo.

Entretanto parece que os She & Him têm um novo volume de canções - intitulado Volume Two - com data para 2010. Palavra de M. Ward.

Mikado Lab, TV Buddhas, Publicist e Heavy Trash apresentam-se na edição 2009 do festival Se esta Rua fosse Minha
· POR André Gomes · 21 Set 2009 · 23:43 ·
A programação do Festival Se esta rua fosse minha, que acontece a 3 de Outubro na Rua Cândido dos Reis, já está confirmada e fechada e o Bodyspace é o primeiro a avançar com ela. Para além de instalações, workshops infantis, malabarismos, actividades circenses, o festival que conquistou as ruas da cidade, e inclusive as autoridades da cidade que nem sempre morreram de alegria com o evento nos primeiros tempos, conta com sons das mais diversas origens. As coisas arrancam às 14 com os Gaiteiros de Sendim, continua às 16:30 com o projecto Charanga, formado por Francisco Gedeão, Alberto Baltazar e Quim Ezequiel que se conheceram-se no 14º Festival de Grupos Folclóricos de Freixo-de-Espada-à-Cinta e passado uma hora já teremos a Banda Plástica de Barcelos, formada no dia 1 de Junho de 1976 e composta por 25 elementos, pertencentes às mais diversas profissões.

A partir das 19 entra em cena o jazz camuflado em rock dos Mikado Lab e às 22:30 a Cândido dos Reis explodirá com a força dos israelitas TV Buddas, "bateria e guitarra, com uma mulher e um homem, respectivamente, a cargo de descargas rock psicadélicas". Pela meia noite arranca um concerto que promete pelas figuras envolvidas: os nova-iorquinos Heavy Trash, o projecto paralelo de Jon Spencer e do guitarrista dos Speedball Baby, Matt Verta-Ray. Mas porque a noite a essa altura ainda será uma criança, Publicist, a.k.a., Sebastian Thomson, conhecido pelo seu papel em bandas como Trans Am, Weird War e Dead Kids, mostrará a sua faceta de produtor e tratará de transformar a artéria artística (uau) numa gigante pista de dança. Fora ou dentro, o Plano B continua a insistir na cidade do Porto para usufruto de todos. Escusado será dizer que isto tudo é imensamente gratuito e de entrada livre.

Aqui fica um cheirinho de como soam os Heavy Trash ao vivo:

Dança de lojas discos no Porto; a Matéria Prima muda-se para a Rua da Picaria, a Musak para a Rua do Rosário
· POR André Gomes · 21 Set 2009 · 18:26 ·
Foi no passado sábado a inauguração da Matéria Prima com nova morada, a calma e poética Rua da Picaria. Depois de dez anos, "bem passados" na rua Miguel Bombarda, e com a extinção oficial do excelente projecto Artes em Partes, a Matéria Prima muda-se para continuar a oferecer alguma da música mais exigente que os nossos dias conhecem. Quem também se mudou para a Rua do Rosário, e ainda em consequência do encerramento do Artes em Partes, foi a Musak, local obrigatório para os amantes portuenses do vinil.
The Weatherman nomeado para prémio revelação durante a British Music Week
· POR André Gomes · 21 Set 2009 · 12:45 ·
É mesmo assim, The Weatherman, o projecto do português Alexandre Monteiro, foi nomeado para um prémio revelação durante a British Music Week. O nome The Weatherman terá aparecido entre 10.000 novas bandas britânicas. A cerimónia acontece em Londres (Wandsworth Palais) no dia 3 de Outubro. Se Weatherman vencer na sua categoria actuará mesmo durante o evento. Mas o músico é cauteloso: feliz por se abrir pela primeira vez uma porta por aqueles lados, prefere ir com calma uma vez que é sempre "desconfiado em relação a prémios".

Fica aqui o videoclipe para "Chloe's Hair", o single de avanço de Jamboree Park at the Milky Way.

Primeira escuta: B Fachada oferece pistas do próximo álbum
· POR Miguel Arsénio · 20 Set 2009 · 19:31 ·
Vamos embora. Sem vacilar, B fachada parece pronto para cumprir a promessa dos dois discos por ano (adiantada em “Zappa Português”) e aí estão as primeiras pistas daquele que virá a ser “o disco de inverno” (sempre mencionado com humor). Foi na anterior quinta-feira, no Museu da Música, na estação de Alto dos Moinhos, em Lisboa, que Bernardo Fachada estreou alguns temas, tornando mais especial a noite que celebrava as fotografias expostas da nossa querida Vera Marmelo. Temos então casais que viajam para a Escócia (bonito), canção ao piano que passa por alguém que quer mudar de sexo (sequela para “Anthony”?), cama vazia e miséria em compasso lento. Muitos contos rudes sobre relações instáveis. Houve também o naipe perfeito de temas recuperados de Um Fim-de-semana no Pónei Dourado, com passagens por “Beijinhos”, “O Ciúme e a Vergonha” e “Zé” (muito pertinente em período eleitoral). Ao que parece, o segundo disco vai baralhar as contas de quem já começou a fazer o rascunho do balanço anual.

B Fachada no Museu da Música, 17 de Setembro de 2009.
© Vera Marmelo
Tropa Macaca, meteorologistas no nosso out rock, de regresso aos discos
· POR Pedro Rios · 20 Set 2009 · 19:31 ·
Os Tropa Macaca estão de regresso aos discos. Numa altura em que andam em digressão pela Europa com os Blues Control, o duo de Santo Tirso lança Fazer Chuva/Fazer sol, em vinil, pela Rafflesia, editora do cúmplice Afonso Simões (Phoebus, Gala Drop). Está à venda na Flur e apressem-se porque é edição limitada.

"Fazer Chuva", um dos temas do disco, que se ouve no MySpace do grupo ou no teledisco que colocamos abaixo, lembra os Black Dice sem beats, com sintetizadores a lembrar bolhas de água e outras abstracções (como eles já nos habituaram). Promete e é um óptimo apetite para Sensação do Princípio, um LP que vão editar pela prestigiada editora americana Siltbreeze. Desse disco a ser editado, no MySpace dos Tropa também revela já "Semba de Fevereiro", que nos leva a imaginar um samba ininterrupto num carnaval organizado por extraterrestres (e a acreditar que vem aí o melhor álbum dos Tropa Macaca e aquele que os afirmará além fronteiras).

Os Tropa Macaca e os Blues Control actuam no Museu do Chiado, em Lisboa, a 25 de Setembro, e no Passos Manuel, no Porto, a 27.

Jojo's Music/CD GO inaugura oficialmente o auditório no Porto
· POR André Gomes · 20 Set 2009 · 13:05 ·
A mais antiga loja de discos no Porto inicial finalmente as as actividades do Auditório depois das obras que a tornaram maior e mais interessante. Três pisos, com auditório, sala vintage com raridades e uma ampla área dedicada a CDs, DVDs, vinil novo e em segunda mão, livros e merchandising. É com orgulho que dizem que faz parte da história da loja a passagem de nomes como Calexico, Damon & Naomi, Foge Foge Bandido, Judy Collins, Mark Eitzel, Norberto Lobo, Old Jerusalem, Rickie Lee Jones, The Sea & Cake ou Twinemen. E agora prepara-se para receber outros nomes.

A 26 de Setembro The Weatherman actua no auditório para apresentar o novo disco Jamboree Park At the Milky Way. No dia 3 de Outubro é a vez do projecto Interm.Ission, que, diz-se faz a electricidade massiva voltar a jorrar de Barcelos. Os Abztraqt Sir Q trazem Qorn-Pop Garden à cidade do Porto no dia 10 de Outubro, e os La La Ressonance já estarão por perto quando no dia 17 apresentarem o novo disco, Outdoor, gravado entre 2008 e 2009 e que conta com a participação do quarteto de sopros Quad Quartet, interpretando trechos escritos pela banda. Também no Porto já estarão os Sizo para a apresentação, no dia 24 de Outubro, do disco Got To Love People Who Set Themselves Up For Disaster. A fechar este ciclo de apresentações, os Roses Kings Castles, o projecto de Adam Ficek, músico e DJ, mais conhecido do público como baterista dos Babyshamble, actuam na Jojo's a 31 de Outubro. Todos os showcases tem entrada livre.

Mas há ainda mais surpresas. A Cdgo.com apresenta em exclusivo uma compilação digital com temas dos artistas que irão passar no auditório. São de download gratuito e disponibilizados por um período limitado. O download pode ser feito aqui
Smashing Pumpkins começam no Halloween a oferecer as 44 canções do próximo disco
· POR Pedro Rios · 17 Set 2009 · 23:45 ·
Os anos 1990 estão definitivamente de volta: os Smashing Pumpkins vão regressar. Mas o regresso faz-se com características bem contemporâneas: como outros gigantes (os Radiohead e os Nine Inch Nails), optaram por lançar um novo disco gratuitamente na Internet. Não são virgens nestas aventuras: em 2000, desgostosos com a Virgin, deixaram Machina II: The Friends & Enemies of Modern Music.

Num post publicado no colorido e new age site do grupo, Billy Corgan anuncia que o disco, que se vai chamar Teargarden by Kaleidyscope, começou a ser gravado a 15 de Setembro e vai inclui 44 (quarenta e quatro) canções, que serão disponibilizadas individualmente (a primeira deverá ser editada por alturas do Halloween, ou seja, 31 de Outubro).

"Grátis significa grátis, o que quer dizer que não precisarás de te inscrever em nada, dar o teu e-mail ou saltar por dentro de um arco. Vais poder descarregar a canção ou as canções que quiseres, quantas vezes quiseres", escreve Corgan. Apesar disso haverá edições limitadas (11 EP, cada um com quatro canções).

Quanto à música, ela vai "recuar às raízes psicadélicas dos Smashing Pumpkins: atmosféricas, melódicas, pesadas e bonitas". Cépticos (a criatividade tem andado longe daquelas bandas), cá as esperamos.
Sean Riley and the Slowriders e Glockenwise na Rua Cândido dos Reis, no Porto
· POR Pedro Rios · 17 Set 2009 · 23:44 ·
Sean Riley and the Slowriders e Glockenwise são as bandas do próximo Porto Sounds, novamente na Rua Cândido dos Reis, do Plano B (que está entre os organizadores), este sábado.

Os primeiros (à uma da manhã) andam a apresentar o seu segundo disco, Only Time Will Tell, editado em Maio. Nele, a banda de Coimbra aprofunda o seu rock de vistas largas e poeira americana. Antes, às 00h00, os barcelenses Glockenwise vão procurar armar o motim rock’n’roll que os torna das coisas mais excitantes da música perigosa nacional. Há ainda, noite dentro, no Plano B, DJ sets da dupla Concorrência, do brasileiro David WS e de João Dinis.

Eis o vídeo de "Houses and Wives", primeiro single de Only Time Will Tell, de Sean Riley and the Slowriders:

Noruegueses Kings of Convenience declaram dependência com o novo álbum
· POR André Gomes · 17 Set 2009 · 20:48 ·
Os nossos mais queridos da Noruega estão de volta. Os Kings of Convenience Erlend Øye e Eirik Glambek Bøe, depois do bonito Riot on an empty street, estão de regresso aos discos de originais com um disco de título igualmente revolucionário: Declaration of Dependence, o terceiro da conta pessoal, editado a 28 de Setembro. Mais um cheio de drama, ao que parece. Acerca do disco dizem o seguinte, num press release que anuncia o disco: “Quando nos juntamos, há imensa dor criativa,” diz Erlend. “A pessoa menos entusiástica de todas as que conhecemos somos sempre nós. Queremos sempre que seja o outro a ter uma ideia e que essa ideia seja arrebatadora”. “Da forma como trabalhamos,” diz Eirik, “as coisas mexem-se muito devagar. Os processos porque passamos são muito meticulosos. O que isto significa é que as músicas com que acabamos sobreviveram a toda uma maquinaria de críticas que dizemos um ao outro. Tens que ser capaz de te desprender, de matar as que mais gostas, mas nunca deixa de magoar.” E ainda dizem mais: “Tornámo-nos muito igualitários,” diz Erlend. “Quando começámos, o Eirik era, definitivamente, o vocalista principal. Mas agora somos parceiros iguais. Abrimos toda uma nova palete de sons.”

Está para chegar um disco que é o “mais ritmicamente pop de sempre, sem incluir percussões ou bateria”. E isso soa bem assim mesmo na entrada do Outono. Recordamos que a dupla norueguesa tem duas datas marcadas para Portugal, dia 2 de Novembro no Theatro Circo de Braga e dia 4 de Novembro no Coliseu de Lisboa. Para além das canções do novo disco será certamente possível ouvir esta doçura estival:

Os Pavement reúnem-se. O penteado de Stephen Malkmus volta a ser solicitado nas barbearias mais indie do mundo
· POR Miguel Arsénio · 17 Set 2009 · 17:00 ·
Uma anedota sobre reuniões de bandas míticas:

Ministra da Saúde:

- Depois do que lhe aconteceu neste hospital, pode pedir-nos qualquer coisa.

Paciente:

- Certo. Quero os Smiths reunidos a tocar no meu quarto de hospital.

Ministra da Saúde:

- Ah! Qualquer coisa menos isso…

Os Smiths continuam a ser a excepção que confirma uma regra várias vezes verificada durante esta década: tempos de pobreza reconciliam músicos ressabiados. Assistindo ao elucidativo documentário sobre a digressão de regresso dos Pixies (loudQUIETloud: A Film About the Pixies), fica a ideia de que Kim Deal não exigiu muito mais do que a total ausência de álcool no backstage e um atrelado onde pudesse fazer croché com a irmã. Depois de alguns projectos fracassados (alguém ligou a Peeping Tom?), o próprio Mike Patton (Pato Donald, em Vilar de Mouros) reformou os Faith No More para alegria e satisfação de quem foi ao Sudoeste deste ano. Mais a sul, e nesse mesmo dia, os também reunidos My Bloody Valentine davam um concerto que fica para a história.

Toda esta conversa em torno de bandas reunidas vem a calhar quando surgem notícias sobre a muito aguardada reunião dos Pavement, titulares vitalícios do prémio indie as fuck. Ao que parece, o concerto terá lugar no Central Park de Nova Iorque, no dia 21 de Setembro de 2010 (aguarda-se o anúncio de mais datas). Desta vez é pouco provável que alguém atire pedaços de lama aos Pavement. Quem quiser planear uma viagem de reduzido custo até Nova Iorque deve efectuar as reservas de quarto com alguma antecedência (é possível chegar a 20 euros por noite num 3 estrelas da Broadway). Vamos esperar que o concerto reavive a boa vontade dos Pavement. Nunca é tarde para que algumas bandas nacionais sigam também o exemplo. Eu ainda sonho com Pinhead Society.

Pavement + Spike Jonze = amor eterno:

!!! ultimam gravação de um novo disco e consequentemente provocam sonhos molhados
· POR André Gomes · 17 Set 2009 · 14:23 ·
Sabe-se: são uma das melhores coisas que aconteceram à música na década que agora chega perto do fim. Ao vivo são do mais intenso que se pode provar nesta coisa da existência humana. E agora estão a terminar um novo disco, o quarto de uma discografia no mínimo excitante. Os !!! - tau, tau tau, pim, pim, pim, takk, takk, takk, como queiram - já não são surpresa para ninguém, a não ser que não consigam contornar a pesquisa do Google. Uma dica: procurem pelos álbuns. O último deles, Myth Takes, abanou com algumas vidas e corações. O próximo, promete fazer o mesmo. Nic Offer disse à Stereogum que será um disco mais negro, talvez em consequência das gravações num estúdio de Berlim, em conjunto com outras em Sacramento e Brooklyn. Também disse que o próximo disco teria funk virado do avesso, mais funk e mais funk ainda e isso, sabemos, só pode ser uma boa noticia. O disco deverá sair por alturas de 2010. Que venha depressa, que três anos sem !!! são três anos ligeiramente - mentira, enormemente - mais aborrecidos.

Nos próximos tempos os !!! têm concertos marcados pelos Estados Unidos - San Francisco, Los Angeles, Costa Mesa, Phoenix, Tuscon, Austin - e até em Honolulu, no Hawaii. Se tudo correr bem, o novo disco dos !!!, ainda sem título, estará ao nível explosivo de canções como "Must Be the Moon", cujo videoclipe se mostra em seguida:

Novo disco dos Flaming Lips é-nos oferecido por Stephen Colbert
· POR Rodrigo Nogueira · 17 Set 2009 · 09:40 ·
Como se restassem dúvidas de que Stephen Colbert é um anjo que foi posto na terra para melhorar a nossa existência colectiva, lá vai ele fazer algo incrível por todos nós. Todinhos. Tu, eu, a tua avó, os teus primos, o teu cão e o Pai Natal. E pronto, Embryonic, o novo disco dos Flaming Lips, está disponível para streaming no site dele. É só ir lá e tocar no play na caixa que está à direita. Nada mais fácil, e desta vez os americanos até nos deixam ouvir e tudo. O disco confirma todas as suspeitas: depois de dez anos e três álbuns a dar-nos açúcar e pop sinfónica e beleza e a pôr-nos lágrimas nos cantos dos olhos e o caraças, os Flaming Lips voltaram finalmente a tomar ácidos e a ficar estranhos. Estranhos a sério, não é só estranhos pelo facto de Wayne Coyne ter a voz mais bonita e dotada que o rock'n'roll já conheceu (ou tem uma voz bonita e dotada ou usa fatos impecavelmente bonitos, já não me lembro bem), e estranhos de maneira diferente do que nos tempos em que eram punks (ou seja: há muitos momentos de silêncio, momentos lentos e momentos quase chatos). Já não era sem tempo de voltarem a ser fora. Tudo está bem quando acaba bem.
Tirem as bandeiras freak-folk do armário, os Vetiver estão quase a chegar a Portugal
· POR André Gomes · 16 Set 2009 · 23:31 ·
Descansem seus apaixonados pela freak-folk. Os Vetiver, nome grande da manada comandada por Devendra Banhart, têm viagem marcada para Portugal em Novembro e Dezembro deste ano. Eles, e os Fruit Bats, vão fazer do fim do mês de Novembro uma altura extra para se ser feliz. Os senhores liderados por Andy Cabic, com o apreciável Tight Knit editado na Sub Pop em 2009, continuam assim um romance crescente com os palcos do nosso país. A 30 de Novembro actuam em Lisboa, na Galeria Zé dos Bois, e no dia seguinte, 1 de Dezembro, sobem ao Porto para actuar - felizmente - no Passos Manuel. Rodrigo Nogueira dá a dica: "30 de Novembro, dá mais de dois meses para deixar crescer uma boa barba, ainda por cima já nem vai estar calor."

Até que esses dias não cheguem, é sempre possível clicar ali na setinha maravilha e ouvir "Everyday", um dos temas charme de Tight Knit:

Norte-americanos Health lançam novo vídeo, não aconselhável a pessoas sensíveis a estímulos visuais intermitentes
· POR André Gomes · 16 Set 2009 · 21:35 ·
O aviso foi feito. O novo vídeo dos entusiasmantes Health, uma das bandas que fazem um brilharete no excelente DVD que mostra o que se vai passando no The Smell, uma sala de Los Angeles em ebulição criativa (onde têm actuado nomes como The Mae Shi, Foot Village, Ponytail, Abe Vigoda, High Places, Gowns, Barr, No Age, Health, Captain Ahab, entre outros), não é propriamente aconselhado a quem não aguentar videoclipes pisca-pisca. Chamam-se Health, é certo, mas lançaram um disco chamado Get Color e por isso abusam um bocado do arco-íris e da policromia. Desculpem lá qualquer coisinha. Até porque a música é boa e o artista também.

O vídeo de que falamos é aquele que serve a canção "Die Slow", e reza assim:

Zola Jesus lança o LP The Spoils e levanta alguns pêlos da nuca
· POR André Gomes · 16 Set 2009 · 13:51 ·
Ela vai ser grande. Não temos dúvidas nenhumas disso. Zola Jesus é Nika Roza Danilova - melhor nome de sempre? - e tem andado a fazer alguma música de belíssimo efeito e múltiplos encantos. O seu primeiro LP, The Spoils, foi lançado não há muito tempo pela Sacred Bones, terá demorado imenso tempo a ser concluído mas os resultados são francamente surpreendentes. Já lhe andam a chamar hypnagogic pop, mas o que aqui se explora são canções com sensibilidades industriais, mergulhadas na escuridão e com peso da vida todo em cima dos ombros. "Clay Bodies" só pode ser uma das melhores canções que 2009 teve a oportunidade de ouvir, mas este disco está longe de se esgotar por aí. Uma pequena pérola a explorar de dia para dia. The Spoils inclui ainda os seus dois primeiros 7'', Poor Sons e Soeur Sewer.

Em conversa com Nika ela confessa-nos: gostava muito de actuar em Portugal em 2010. Nós aqui esperamos que isso possa mesmo acontecer. Entretanto, e enquanto esse momento não chega, podem ouvir aqui e ver a ilustração para o tema "Last Day":

Vampire Weekend anunciam segundo disco com rapariga atraente e pólo
· POR Rodrigo Nogueira · 15 Set 2009 · 20:10 ·
É assim, meninas e meninos, que se anuncia um álbum. Com uma polaroid (pontos) de uma miúda (pontos) atraente (pontos) vestida com um pólo (mais pontos só se estivesse de camisa) Ralph Lauren (mais pontos só se fosse Lacoste). Foi isso que aconteceu com os Vampire Weekend, a tua banda de betinhos favorita – toda a gente sabe que foi por causa deles que perdeste o medo de pôr as fraldas da camisa para dentro e de ouvir música de africanos, por isso não mintas – em www.ithinkuracontra.com, um site a que alguma publicidade aludia. Agora vai dar a www.vampireweekend.com, onde está um nome, Contra, uma data, 12 de Janeiro de 2010, e um alinhamento. É o seguinte:

01. Horchata
02. White Sky
03. Holiday
04. California English
05. Taxi Cab
06. Run
07. Cousins
08. Giving Up the Gun
09. Diplomat's Son
10. I Think Ur a Contra

"White Sky" já foi rápida ao vivo, lenta na televisão (no Late Night with Jimmy Fallon) e tem uns grandes "oohs" em falsete. Será que "California English" segue a tradição de letras sobre linguística de "Oxford Comma"? O que é um Contra? Descobriremos um dia, mas fica aqui a miúda com ar de surpresa e, provavelmente, acabada de sair de um iate ou algo parecido (não dá para ver mas de certeza que veste sapatos de vela):

DJ Kicks regressa este mês pelas mãos dos Chromeo
· POR Rafael Santos · 15 Set 2009 · 15:23 ·
Depois de uma longa espera pelo DJ Kicks de Burial, que nunca chegou a ver a luz do dia – estando-se ainda por perceber se tudo não passou de uma “fraude” -, a !K7 Studio decidiu seguir em frente e propor mais um volume da série ao projecto electro-pop canadiano Chromeo constituído por David Macklovitch e Patrick Gemayel. No currículo ainda não constam feitos de relevância maior, nem grandes aclamações, possuindo apenas dois álbuns de longa duração (She's in Control de 2004 e Fancy Footwork de 2007) e meia dúzia de singles, uns mais conhecidos que outros.

No alinhamento do novo DJ Kicks, para além do habitual tema exclusivo, convivem alguns dos nomes que fazem parte do gosto pessoal de cada uma das faces do colectivo. Assim no mega-mega-mix da dupla circulam nomes como Kano, Toba, Donna Allen, Lovelock, Val Young, Life Like, Cheri ou Shazam. Uma lista de nomes, uns mais conhecidos que outros, que pelas mãos dos Chromeo têm a oportunidade de co-habitarem lado a lado e de se darem a conhecer numa mistura pop de sabores muito anos 70 e 80. Para quem gosta de electro-pop, electro-funk e disco-sound com um doce cheiro a naftalina, tem aqui a oportunidade, ainda este mês, de pendurar a bola de espelhos no tecto do quarto, ligar o "tijolo" e pôr-se a afastar as traças da modernidade do seu guarda-fatos cheio de plumas cintilantes e velhas calças de fato de treino da Adidas.

Para mais informação fica a entrevista promocional dada às câmaras da !K7 a propósito da sua prestação:

Os Hidden Cameras têm novo álbum, corações ao alto
· POR André Gomes · 15 Set 2009 · 11:18 ·
A música é o namorado deles e eles agora têm novo namorado. Depois do maravilhosamente pop Awoo, o canadiano Joel Gibb e seus companheiros assinam Origin:Orphan, um disco gravado em Toronto, Ontario e Berlim. Será editado a 22 de Setembro. O território explorado continua a ser o mesmo: a pop luxuosa, a felicidade estúpida e descontrolada e a liberdade. Origin:Orphan deverá, se tudo correr bem, e por aquilo que já ouvimos, ser um dos discos mais fortes para correr ao título de melhores de 2009. Sabemos de fonte segura que os Hidden Cameras querem vir a Portugal em 2010 e isso só pode ser uma boa noticia.

Entretanto, deixamos aqui o vídeo para "In The NA", que explora o mundo bastante particular dos Hidden Cameras:

A maravilhosa chinfrineira dos Zu de novo entre nós
· POR Pedro Rios · 14 Set 2009 · 21:47 ·
Quando os vimos, no longínquo ano de 2004, no Maus Hábitos, no Porto, não acreditamos no poder do que estava ali a acontecer: uma amálgama retorcida de metal e free jazz, movido por um baixo doentiamente pesado, uma bateria endiabrada e um saxofone ultra-físico, ai, ai, ai, maravilhoso chinfrim, maravilhoso. Os Lightning Bolt do jazz? Os Albert Ayler (ok, perdoem o erro sintáctico) do rock fodido?

Os italianos Zu, tão válidos a solo como em colaborações com os Dalëk ou Mike Patton, regressam a Portugal em breve para dois concertos: um a 2 de Novembro no Passos Manuel, no Porto, e a 3 de Novembro, na lisboeta Zé dos Bois.

Eis um vídeo dos Zu onde ficam melhor: em cima de um palco a desfazer o rock e o jazz em pedaços.

DJ Tiësto colabora com um dos Sigur Rós e, consequentemente, viola a tua memória recente
· POR Rodrigo Nogueira · 14 Set 2009 · 21:46 ·

Lembras-te de 2001, pequenote? Lembras-te? Eram outros tempos. Mais simples. Osama Bin Laden era apenas um senhor excêntrico cujo nome era conhecido por dois ou três, muito antes de se transformar numa celebridade à escala mundial, saía o primeiro filme do Senhor dos Anéis, a década tinha acabado de começar, tu voltavas a usar os Chuck Taylor que tinhas guardado no armário durante grande parte dos anos 90, muito por culpa dos Strokes e começavas a reparar nos Sigur Rós por causa do Ágætis byrjun. Lembras-te desses tempos bonitos? Agora já não queres saber nem dos Strokes nem dos Sigur Rós, nem sequer pensas "será que ainda lançam álbuns?", estás ocupado com assuntos que para ti são mais importantes.

Agora já não és pequenote e, deixa-me perguntar-te, sabes quem é o DJ Tiësto? Faz música que é não raras vezes ouvida em carros de tuning. É um daqueles tipos europeus com muito pouco bom gosto, daqueles DJs com nome como havia no eurodance dos anos 90. É um DJ e produtor, daqueles que ganham prémios do estilo "o melhor do mundo" e tu não percebes bem por que raio, porque até te ofende haver ranking desse tipo de merdas. Mas pensa bem no assunto: o gajo é o melhor no que faz e, tipo, é mil vezes mais tolerável que merdas tipo os She Wants Revenge ou essas cenas absurdas em que tu caíste nesta década. E agora o Tiësto (já não usa o "DJ" antes do nome) quer-te a ti, meu raio de luz, como fã. Sim, tu próprio. E pediu ajuda a alguns (ex-)amigos teus.

Vai lançar um disco chamado Kaleidoscope e os teus antigos heróis da Pitchfork, que deixaste de ler há uns anos porque, pensas tu, criaste uma personalidade própria, têm uma das canções. Está aqui. O seu nome é mesmo "Kaleidoscope" e tem Jónsi Birgisson, o vocalista dos Sigur Rós, a cantar. O disco também inclui participações de gente como Tegan and Sara (confessa lá, só gostas delas porque achas sensual que duas irmãs sejam gémeas e lésbicas ao mesmo tempo), a Emily Haines dos Metric/Broken Social Scene, o Kele Okereke dos Bloc Party ou a Kianna Alarid dos Tilly and the Wall. Tudo para te agradar. Lembra-te que não é novidade juntar indie manhoso e trance – ou lá o que é –, já que o Calvin Harris escreveu uma canção que começa por ser sub-Snow Patrol – se é que é possível ser pior que eles – chamada "I'm not Alone" que é salva por sintetizadores foleiros e uma batida que podia ter vindo do estúdio do Tiësto e lançou assim um dos melhores singles deste ano. Tão bom que até o Tiësto o remisturou.
Clean Feed viaja até Nova Iorque
· POR Nuno Catarino · 14 Set 2009 · 17:04 ·
Arranca no próximo dia 16, quarta-feira, a quarta edição do Clean Feed NY Fest. A editora lusa vai até à Big Apple e apresenta ao vivo, no Cornelia Connely Center, alguns dos seus melhores músicos: Harris Eisentadt, John O'Gallagher, Daniel Levin, Avram Fefer, Kirk Knuffke, Jorrit Dijkstra, Darren Johnston e Charles Rumback. Portugal estará representado através do guitarrista Luís Lopes (actuará ao lado de Daniel Levin e Reuben Radding) e do pianista Júlio Resende, que apresenta o novo disco "Assim Falava Jazzatustra". Informação mais detalhada encontra-se disponível neste link. Aqui fica como aperitivo a interpretação de Resende para "Shine on You Crazy Diamond" dos Pink Floyd (animação visual sobre fotos de Andrew Prince).

Ernesto Rodrigues actua em quarteto na APAV, em Lisboa
· POR André Gomes · 14 Set 2009 · 15:32 ·
É o free ao serviço de boas causas. A APAV promove no dia 25 de Setembro, sexta-feira, pelas 19h00, um concerto com um quarteto reconhecido e elogiado de improvisadores liderado por Ernesto Rodrigues e completado com Nuno Torres (saxofone alto), Guilherme Rodrigues (violoncelo) e José Oliveira (percussão). Este evento tem lugar no Espaço APAV & Cultura, na Rua José Estêvão 135-A, ao Jardim Constantino, em Lisboa e tem entrada livre. Violinista com dezenas de discos editados, Ernesto Rodrigues é também responsável pela activa editora Creative Sources.

Aqui podem ver Ernesto Rodrigues (viola), Guilherme Rodrigues (violoncelo), Miguel Bernardo (clarinete), Nuno Torres (saxofone alto), José Oliveira (percussão) ao vivo no Sonic Scope Festival 2006:

Micachu and the Shapes mostram novo vídeo para "Turn Me Well"
· POR André Gomes · 13 Set 2009 · 15:32 ·
É uma das grandes surpresas deste ano. Micachu and the Shapes até já foi apadrinhada por Björk - que dela gosta a atitude lo fi - e parece que a partir de agora já ninguém pode parar a britânica que lançou este ano pela Rough Trade o LP Jewellery. Noutros tempos poderia não acontecer, mas hoje em dia o que é fresco fresquinho chega a Portugal no momento certo e por isso Micachu and the Shapes, como já cá foi dito, apresenta-se por terras lusas em duas datas muito esperadas. A 20 de Novembro no Plano B, Porto, e no dia seguinte, 21 de Novembro, na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa. A não perder portanto.

Mostramos de seguida o vídeo de "Turn Me Well":

Victor Gama transforma o Projecto Tsikaya em compilação e arquivo digital em expansão
· POR Miguel Arsénio · 12 Set 2009 · 21:30 ·
O incansável Victor Gama continua a promover uma série de iniciativas que demonstram a enorme riqueza da música tradicional africana mais afastada da metrópole. Alguns dos mais entusiasmantes desenvolvimentos têm recaído sobre Tsikaya. O press-release informa: o Projecto Tsikaya promove os músicos que vivem e desenvolvem o seu trabalho musical no meio rural em Angola através da criação do primeiro arquivo digital no país.

Depois de doze anos de existência e documentação abrangente da música das províncias de Angola, o Projecto Tsikaya conhece novo fruto numa compilação, Tsikaya – Músicos do Interior, que, de acordo com o seu principal mentor, inclui (…) alguns dos músicos mais representativos do meio rural nas províncias de Benguela, Huíla, Cunene e Cuando-Cubango. Desde músicos tocando a solo a grupos de percussões e danças tradicionais este CD dá-nos uma amostragem da riqueza cultural no meio rural em Angola. A compilação já está disponível para download nas lojas da Amazon e iTunes e encontrar-se-á à venda na FNAC a partir de 15 de Outubro (nesse mesmo dia, a loja do Chiado acolhe o seu lançamento).

Em paralelo, o Projecto Tsikaya encontra-se virtualmente exposto no arquivo Tsikaya, onde, num esquema Google Earth, é possível consultar músicas, vídeos e imagens oriundas de diferentes partes do meio rural Angolano (chega a ser impressionante o aproveitamento musical extraído de algumas latas e pedaços de madeira). O arquivo deve engrossar com o tempo, daí que seja recomendável deixar Tsikaya entre os favoritos do browser de eleição.

Eis a capa de Tsikaya – Músicos do Interior:

Festa é festa
· POR André Gomes · 11 Set 2009 · 22:58 ·
No Porto o Plano B recebeu o Bodyspace. A equipa nortenha (e amigos) assistiu ao concerto da norte-americana Nite Jewel - com a produção a ficar a cargo da Lovers & Lollypops. Cumpriu-se a celebração a norte. Em Lisboa o Lounge acolheu o encontro, a equipa Bodyspace juntou-se, CIMENTO. aqueceu a pista, DJ Ride brilhou e mostrou malhas novas (o dubstep está mais próximo), os amigos apareceram, as miúdas mais giras da cidade também. Fez-se festa. E nós sabemos que é assim quando até Nuno Lopes marca presença.

Dj Ride - Lounge, Lisboa
Domingo também é dia regressa em Setembro para alegria de todos os domingueiros
· POR André Gomes · 11 Set 2009 · 15:03 ·
Já se tornou hábito de muitos. A um domingo à tarde qualquer de todos os meses, ali pelo final da tarde, celebra-se a existência do domingo enquanto oportunidade de se fazer alguma coisa que não seja um sempre deprimente babar em frente da televisão. A Lovers & Lollypops e o Cafe Au Lait acham que também pode haver vida no Porto ao domingo e por isso em Setembro regressam as sessões do Domingo também é dia. Desta feita, com um nome que foge um pouco a outros domingos: a espacialista Stellar OM Source, que é como quem diz Christelle Guald. O concerto acontece no dia 27 de Setembro e como sempre a entrada é livre. Uma visita ao myspace revela também uma data marcada para Leiria com Robert Foster, Brisa Panaca e PCF Moya no elenco.

Isto é apenas um cheirinho do que podemos esperar para os dias 26 e 27 de Setembro:

Cristina Branco continua a espalhar magia pelo mundo inteiro
· POR André Gomes · 10 Set 2009 · 16:23 ·
Não há muitos mais adjectivos para "gastar" com Cristina Branco. KRONOS é mais um belíssimo capítulo do trabalho da cantora que se diz não-fadista que conquistou o mundo antes de conquistar Portugal - triste fado. E agora continua essa conquista. Entre a última semana de Setembro e meados de Dezembro, Cristina Branco dará cerca de duas dezenas de concertos inseridos na divulgação do seu último disco KRONOS, editado em Março de 2009.

A continuação da tour inclui seis novos concertos em Portugal e datas em paises como a França, Bélgica, Espanha, Alemanha, Suíça e Áustria, e ainda uma uma incursão por terras da América do Sul, para dois concertos na capital da Colômbia, Bogotá. Podem confirmar as datas, além de ouvir canções e ver vídeos de Cristina Branco, no seu myspace oficial.

É possível ser-se insider no making of (desculpem qualquer coisinha) da belíssima "Bomba Relógio", escrita por Sérgio Godinho, aqui:

É hoje
· POR Rafael Santos · 10 Set 2009 · 13:31 ·
Aproveitamos para relembrar ao povo da festa do Bodyspace que mais logo vai decorrer no Lounge, em Lisboa. Além da presença de boa parte da equipa que compõe a ficha técnica deste webzine, estarão presentes, como digníssimos convidados, o exímio DJ Ride e o colectivo de dj’s CIMENTO. Ride será o primeiro a exibir o talento, deitando mãos aos pratos por volta das 22:30. A entrada é de borla e, como é mais que óbvio, estão todos convidados. Podendo, é ir.

Fica um aperitivo para o caminho a seguir:

Pg.lost vezes quatro em Portugal
· POR André Gomes · 09 Set 2009 · 22:19 ·
Pedimos desculpa pelo conteúdo provavelmente enganador do título da noticia; só queremos dar nota de uma tour a quatro mãos em Portugal dos suecos pg.lost, que se encontram neste momento a gravar um novo disco. Parece que têm como religião o pós-rock e a ver pelo vídeo que deixamos em baixo até pode ser que a Portugal tragam as projecções que caem sempre tão bem a estes territórios musicais. É em Outubro - claro - e as cidades escolhidas são Bragança (16, no Central Pub), em Braga (17, no Festival da Juventude 2009), Porto e Lisboa, as duas últimas ainda sem local anunciado. Dá para perceber o que os pg.lost gastam no seu myspace oficial.

Ah, o vídeo então:

Los Campesinos em maré de sorte, disponibilizam canção para download gratuito
· POR André Gomes · 09 Set 2009 · 21:23 ·
A vida corre bem aos galeses Los Campesinos. Em 2008 lançaram não um mas dois álbuns - Hold on Now, Youngster... e We Are Beautiful, We Are Doomed -, acabaram agora de chegar de uma digressão de um mês inteiro pelos Estados Unidos e têm agora um concerto com lotação esgotada em Londres. Para festejar, ou nem por isso, disponibilizaram agora na internet uma faixa para download gratuito: "The Sea Is A Good Place To Think Of The Future" pode ser descarregada à borla no blogue da banda.

O vídeo corresponde pode ser visto mesmo aqui, sem pôr pé fora do Bodyspace:

Vitalic regressa com novo álbum
· POR Rafael Santos · 09 Set 2009 · 16:29 ·
Quatro anos volvidos sobre OK Cowboy, o francês Vitalic prepara-se para editar Flashmob, o seu segundo álbum de originais. Com um coerente percurso desde 1996, Pascal Arbez tornou-se conhecido à escala mundial quando editou o ep Poney em 2001 por sugestão do amigo Michel Amato do projecto The Hecker. Em 2005 estreou-se finalmente no formato de longa duração; e elogios ao seu techno transfigurado não faltaram. Agora prepara-se para o mesmo.

O novo álbum Flashmob tem data de edição prevista para o dia 28 deste mês, estando já neste momento alguns temas em escuta no myspace do senhor (inclusive um minimix com excertos dos temas que compõem Flashmob). O vídeo para o single de apresentação também já se encontra disponível. Chama-se "Your Disco Song".
Não resistam. Carreguem na setinha.

“Ethiopiques” Mulatu Astatke (com Heliocentrics) e Alèmu Aga fazem escala em Portugal
· POR Miguel Arsénio · 09 Set 2009 · 11:37 ·
Depois da muito bem recebida passagem dos congoleses Konono nº1, é agora a vez dos ilustres Mulatu Astakte e Alèmu Aga enriquecerem o calendário musical dos próximos meses com a generosidade da música etíope (desde há muito tempo celebrada na série de discos Ethiopiques).

Mulatu Astakte, muitas vezes designado como o pai do Ethio-jazz, aterra em Lisboa numa altura de especial entusiasmo em torno de Inspiration Information, disco gravado com o colectivo londrino Heliocentrics (que teve em Out There um dos discos mais efervescentes de 2007 – perguntem ao Mr. Mute). A música de Mulatu Astakte acompanhou as viagens de Bill Murray em Broken Flowers, de Jim Jarmusch (por esta altura mais fascinado com o doom). O concerto do etíope com os Heliocentrics terá lugar, no próximo dia 26 de Setembro, no evento Africa.Cont (nas Tercenas do Marquês – Rua das Janelas Verdes nº 37), que contará também com o Kora Jazz Trio e o funaná dos Ferro Gaita. A entrada é gratuita e os lugares são limitados.

Mais tarde, os sons intemporais da begena, um instrumento que se aproxima da família das liras e das harpas, chegam ao Teatro Maria Matos de Lisboa, no dia 17 de Dezembro, e à Culturgest do Porto, no dia seguinte, pela mão de Alèmu Aga.

A Paz:

Nigga Poison e Terrakota iniciam este fim-de-semana ciclo de documentários no Musicbox
· POR André Gomes · 09 Set 2009 · 10:57 ·
Ora aí está uma excelente iniciativa que ajudará certamente a combater a falta de documentários produzidos em Portugal sobre a nossa música. É já neste fim-de-semana que arranca a iniciativa MUSICBOX CLUB DOCS; evidentemente no Musicbox, em Lisboa. Na Sexta-feira, dia 11, a noite é dedicada ao hip-hop com o concerto de Nigga Poison e sábado, dia 12, o palco é todo dos Terrakota, em representação da worldmusic. De cada espectáculo resultará um documentário musical com duração de 50 minutos que será transmitido pela RTP 2 até ao final do ano.

Na próxima semana as gravações do CLUB DOCS continuam com espectáculos de JP Simões (quinta, 17), Micro Audio Waves (sexta, 18) e X-Wife (sábado 19). As entradas têm um custo unitário de 8€ e estão à venda em www.blueticket.pt e locais habituais.
The Weatherman tem novo vídeo para "Summer Dream"
· POR André Gomes · 09 Set 2009 · 09:45 ·
O Bodyspace mostra em primeiríssima mão: o novo videoclipe do popista The Weatherman, "Summer Dream", acabou de atingir o canal favorito de toda a gente neste século, o Youtube (também está no vimeo para os mais artys). Com o Verão já a chegar ao fim, o vídeo para "Summer Dream" serve como comprimido de memória para o que já passou, mesmo que não tenham tido a sorte de resgatar uma sereia do mar nos últimos meses, como acontece aqui com Alexandre Monteiro.

Segundo Alexandre Monteiro, "Summer Dream" é sobre alguém que "encontra a cura para os todos os males depois de ter tido um sonho de Verão". "É uma declaração de amor ao Verão", conta, "um convite a sair para celebrar o melhor que os dias bons desta estação têm para oferecer... A vontade de sair para abraçar o calor, a brisa do mar, o pôr do sol num final de tarde de um dia perfeito. É possivelmente a canção mais optimista que já escrevi". Nota-se.

André Tentúgal, realizador do vídeo, chama a atenção para o facto de o vídeo ter sido feito todo num dia. Para ele, foi acima de tudo uma "experiência livre". "Quis que fosse um vídeo que soubesse a liberdade e que fosse divertido", conta. "E que captasse um bocado esse sentimento meio louco e surpreendente presente na personalidade do Alexandre. O mar, uma sereia e o homem do tempo". "Claro que é um vídeo feito sem euros", conta.

O vídeo é o que se segue:

Wire compila os seus primers em livro
· POR Pedro Rios · 08 Set 2009 · 23:27 ·


É um daqueles livros que fica bem em qualquer prateleira dos fãs de música. A Wire, tão amada, como odiada, acaba de compilar em livro os seus primers, artigos de fundo em que aborda géneros musicais através de alguns dos discos "mais visionários e inspiradores" e dos "músicos mais subversivos e radicais do planeta, do passado e presente" – dizem eles, em comunicado, e nós concordamos.

Géneros e movimentos como a música concreta, o gira-disquismo, o noise e o dubstep são alguns dos assuntos do livro The Wire Primers: A Guide To Modern Music (edição Verso), com 200 páginas, editado por Rob Young e que estará disponível em Outubro (pode ser comprado por 12 libras através do site da Wire).
Norte-americanos Cave mostram-se aos portugueses em Outubro
· POR André Gomes · 08 Set 2009 · 19:58 ·
Não se sabe muito sobre os Cave, a não ser que são norte-americanos (Chicago), editam pela respeitável Important Records e lançaram este ano o álbum Psychic Summer Mas esse desconhecimento está prestes a ser destruído, porque, dizemos nós em avanço, a banda tem duas datas marcadas para Portugal em Outubro, o mês em que tudo acontece - estaremos até já com novo governo eleito, imagine-se. O que se sabe é que uma visita ao myspace dos Cave desperta um certo abrir de apetite perante o que se vai passar no Porto no dia 29 de Outubro (Plano B), com mão do consórcio Lovers & Lollypops/Amplificasom e com primeira parte dos Aspen, e a 30 do mesmo mês na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa. Podem ouvir os senhores aqui e ver com que cores se faz a música deles.
Lisboa pode ouvir os Corsage este fim-de-semana
· POR Tiago Gonçalves · 08 Set 2009 · 18:34 ·
Finito L'Amore já é do início do ano e é bem capaz de ter algum destaque nos topes da música portuguesa de 2009. Foi um momento de contundente afirmação dos Corsage, que pelo caminho já ofereceram a bolacha "Fall Asleep". Compõem músicas de compasso festivo, ainda que às vezes introspectivas, umas da região demarcada da pop e outras de zonas paralelas - mas sempre ali à volta.

É na Ler Devagar (Lx Factory) que vai haver sábado, dia 12, mais uma celebração colectiva com o que têm para mostrar.

Eis o videoclip de "Dried Up, River Blues”:

Quantic oferece mais uma fatia do bolo de aniversário da Tru Thoughts
· POR Rafael Santos · 08 Set 2009 · 17:40 ·
No ano em que comemora o seu 10º aniversário, a Tru Thoughts, uma das mais consistentes editoras independentes europeias na divulgação do novo funk, jazz e soul, continua a presentear-nos com o que de melhor o seu catálogo tem. Nomes como os excelentes Stonephace, Nostalgia 77, Kinny, Kylie Auldist e o incontornável Quantic são alguns dos músicos mais significativos com edições em 2009 - curiosamente todos eles marcam o ano com grandes momentos de música.

O projecto Quantic & His Combo Bárbaro foi o último a apresentar-se no desfile. A editora de Brighton editou há poucas semanas Tradition In Transition, disco produzido na Colômbia por Will Holand onde colaboram alguns músicos locais como Freddy Colorado, Fernando ‘Ovejo’ Silva ou Nidia Góngora. O baterista britânico Malcolm Catto dos The Heliocentrics também marca presença num disco ritmicamente recompensador, repleto de cadencias funk/latinas quentes e sensuais.

Enquanto os preguiçosos desta casa não esgadanham uma crítica merecedora, fica aqui para visionamento e escuta o belíssimo aperitivo “Um Canto A Mi Terra”. Um mimo!

Seu Jorge regressa a Portugal para concerto no Campo Pequeno
· POR Miguel Arsénio · 08 Set 2009 · 17:05 ·
Depois de diferentes passagens pelo país (algumas delas documentadas aqui na casa), Seu Jorge está de regresso para concerto único no Campo Pequeno de Lisboa, no próximo dia 9 de Outubro (sexta-feira de samba). Quem o confirma é a Mandrake. Entre o tempo que dedica ao cinema (cedeu recentemente o seu testemunho no documentário Beyond Ipanema), Seu Jorge vai encontrando espaço para promover o seu último disco America Brasil (que marca a viragem para um registo mais popular) e cantar as suas (muito debatidas) versões acústicas dos temas mais espaciais de David Bowie. A edição Criterion de The Life Aquatic with Steve Zissou contém as versões na sua totalidade.
Pianista Júlio Resende lança novo disco
· POR André Gomes · 08 Set 2009 · 16:13 ·
Ele é um dos pianistas mais promissores da nova geração do jazz português. Assim falava JAZZATUSTRA é o mais recente projecto do músico que editou o bastante apreciável Da Alma em 2007, em conjunto com alguns nomes fortes do jazz internacional e da nova geração de Jazz em Portugal. A somar a tudo isto, Assim falava JAZZATUSTRA conta com a ajuda da nossa querida Manuela Azevedo, vocalista dos Clã, que participa numa das composições do álbum.

O disco é formado por composições da autoria do pianista e por um tema dos Pink Floyd: "Shine on you Crazy Diamond", interpretados pelo Júlio Resende International 4tet, do qual fazem parte Perico Sambeat, Ole Morten Vagan, Joel Silva e Desidério Lázaro. Assim falava JAZZATUSTRA foi gravado ao vivo na Fábrica de Braço de Prata, lugar de residência artística de Júlio Resende, e a edição discográfica está marcada para Setembro, pela prestigiada Clean Feed.

O lançamento oficial do disco será feito em vários concertos, estes:

10 Setembro no Festival Jazz.pt (às 23h30, no Hot Clube) em Lisboa
11 Setembro no Auditório Municipal de Olhão, 21:30 - Algarve
12 Setembro no OndaJazz em Lisboa,23h30.
13 Setembro no Jardim da Estrela no âmbito do OUTJAZZ Fest às 16h30 - Lisboa

Entretanto, podem assistir aqui a um vídeo relacionado com a gravação de Assim falava JAZZATUSTRA:

Holly Throsby em Lisboa lá para Outubro
· POR André Gomes · 08 Set 2009 · 00:37 ·
Já não falta assim tanto tempo mas a agenda de concertos para os últimos meses de 2009 é tão intensa que parece que teremos de percorrer muitos capítulos para lá chegar. Não há memória de uma rentrée assim - ufa. A doce folkeira Holly Throsby apresenta-se - com alguma surpresa - na Aula Magna para um concerto no dia 8 de Outubro - embora não haja noticias de uma grande base de fãs por terras lusas. A crítica tem sido boa com o seu trabalho, é certo. O LP A Loud Call parece ser o motivo do alvoroço, ou então a canção com o mestre Bonnie 'Prince' Billy na terna "'Would You?".

É o vídeo dessa canção, assinado por Mike Daly, que aqui deixamos:

David Sylvian lança novo disco com convidados de luxo
· POR André Gomes · 07 Set 2009 · 23:58 ·
David Sylvian tem novo disco e a lista dos convidados é deliciosa. O britânico parece saber cada vez mais fazer-se rodear das melhores companhias antes de se fazer a um novo conjunto de canções. A primeira sessão aconteceu em Viena em 2004 com membros do grupo Polwechsel, Christian Fennesz e Keith Rowe. Em 2006, no Japão, gravou uma sessão em Tóquio com Otomo Yoshihide, Sachiko M., Tetuzi Akiyama e Toshimaru Nakamura. Em Londres, em 2007, gravou uma sessão final com a presença de Evan Parker, John Tilbury, Marcio Mattos e Christian Fennesz. David Sylvian acabou por completar o álbum no estúdio Samadhisound em Novembro de 2008. Por isto tudo, e por mais alguma coisa, é de esperar de Manafon um belíssimo disco.

Aqui é possível escutar a canção de avanço de Manafon, "Small Metal Gods", num vídeo dirigido por Hiraki Sawa:

Optimus Clubbing de Setembro com duas propostas bem distintas
· POR André Gomes · 07 Set 2009 · 21:16 ·
É já no próximo sábado que se inicia a temporada de Clubbing na Casa da Música - e quem por lá passa sabe muito bem como a ida é quase sempre recompensadora. Pelo ambiente e sobretudo pela oferta. Desta vez bastante diversificada, pelo menos no reino do pós-punk. De um lado Ebony Bones, aliás Ebony Thomas, que explora um pós-punk cheio de ritmos das favelas e conhecedor da obra de M.I.A. e do trabalho de Santogold. Por outro lado, o pós-rock mais revisionista e certinho dos Rakes, a banda britânica que lançou não faz muito tempo o álbum Klang, gravado nos velhos estúdios de propaganda governamental da RDA.

Na sala roxa o inevitável Álvaro Costa apresenta O lado escuro da Lua em Pompeia - os Pink Floyd no Cabo Canaveral da sua e na Cybermúsica há ainda lugar a uma actuação dos solistas da Orquestra Nacional do Porto que tratarão de interpretar Pachelbel, Vivaldi (passeio pelas Quatro Estações), Joplin, Beatles, Piazzolla, Queen ("Bohemian Rhapsody", a sério), entre outros, num momento no mínimo curioso.

Ebony Bones soa assim em "Don't Fart On My Heart", retirada do álbum de estreia intitulado Bone Of My Bones:

John Vanderslice mostra canções em Portugal
· POR André Gomes · 07 Set 2009 · 18:08 ·
É o regresso depois do concerto em 2008, na Casa das Artes de Famalicão. O norte-americano John Vanderslice, senhor canção, tem data marcada para o Santiago Alquimista, em Lisboa, no próximo dia 23 de Outubro. Não parece haver rasto de uma data para o norte do país. Na sua mala de discos virá certamente Romanian Names, um conjunto de canções que tem vindo a ser elogiado um pouco por todo o lado.

Este é o vídeo para "Trance Manual", de Pixel Revolt. assinado por Brent Chesanek:

Air apresentam "Sing, Sang, Sung"
· POR Rafael Santos · 07 Set 2009 · 17:29 ·
Depois de "Do The Joy", eis mais uma amostra do que será o novo álbum do duo francês Air. Com edição prevista para o dia 5 de Outubro, Love 2 será o quinto registo de originais numa discografia repleta de odes ao amor e de ironias quase descabidas. Pelos primeiros sons já escutados, os Air não deverão afastar-se muito do seu som característico. Aqui fica o primeiro single oficial “Sing, Sang, Sung”, tema que já conta com um animado clip realizado por Petra Mrkyz e François Moriceau.

Podem-no por a rolar aqui.
Barreiro Outras Músicas regressa em 2009 com Tó Trips, Sean Riley, Carminho e outros
· POR André Gomes · 07 Set 2009 · 15:21 ·
Barreiro, aquela nossa Brooklyn. É aí que regressa o Barreiro Outras Músicas em 2009 com algumas boas propostas. Três dias, seis concertos. A 17 de Setembro apresentam-se Fast Eddie & The Riverside Monkeys e Tó Trips; a 18 Os Golpes e Sean Riley & the Slowriders; a fechar, no dia 19, Carminho e b fachada, numa noite tão improvável como previsivelmente concorrida. A organização do festival diz que estes são "nomes cada vez mais reconhecidos cuja importância na cultura popular contemporânea lhes emprega o estatuto de incontornáveis e cujo trabalho urge ser conhecido e celebrado". E até tem razão. Os concertos acontecem todos no Auditório Augusto Cabrita e o preço é quase simbólico: de 5€ para um dia e 10€ para os três.

Mostramos aqui o videoclipe para "Escrevi Teu Nome no Vento" de Carminho, a nova sensação do fado:

Day of the Dead despedem-se com concerto no Montijo
· POR Miguel Arsénio · 07 Set 2009 · 10:04 ·
O hardcore europeu ficará mais pobre, quando os Day of the Dead colocarem um ponto final numa carreira que durou perto de uma década. O concerto de despedida acontecerá no Time Out Cafe do Montijo, no próximo dia 10 de Outubro (dia de reflexão), e contará com a presença dos For the Glory e Adorno. Entretanto, o MySpace da banda revelará os testemunhos e pensamentos dos seus quatro membros acerca do fim estabelecido (as primeiras palavras do baixista apontam para uma dissolução amigável com um fundamento de objectivos cumpridos).

Além de uma reputação fortíssima como banda ao vivo (conquistada inclusivamente pela América do Sul e do Norte), os DOTD deixam dois álbuns que muito fizeram por subir a parada no hardcore nacional (o fantástico A New Healing Process conta com a participação do vilão Joaquim Albergaria, dos Vicious Five).

Estes meninos não brincam:

DJ Ride na festa de apresentação do Bodyspace em Lisboa
· POR André Gomes · 07 Set 2009 · 00:00 ·
É já na próxima quinta-feira. Depois da festa de reabertura do Bodyspace no passado fim-de-semana, no Porto, com as canções de dança sonhadoras de Nite Jewel, o Lounge recebe a mestria de DJ Ride nos pratos numa apresentação live. O concerto tem hora marcada para as 22:30 e a entrada é livre. Será uma excelente oportunidade para ouvir alguns novos temas em primeira mão e ainda para escutar o entusiasmante EP que DJ Ride editou na Optimus Discos, que pode ser descarregado gratuitamente aqui. A fechar, um DJ Set da tripla de DJs CIMENTO., onde milita Rodrigo Nogueira, que assina textos cá por casa. Estão todos oficialmente convidados.

Em baixo podem assistir ao excelente videoclipe para a excelente "Beat Journey":

Vera Marmelo expõe no Museu da Música
· POR André Gomes · 06 Set 2009 · 13:49 ·
A 5ª à noite do Museu da Música decorrerá a 17 de Setembro, pelas 21h30m, e contará com a inauguração de uma exposição de fotografia de Vera Marmelo, que assina muitos trabalhos no Bodyspace, e um concerto de B Fachada. A exposição, que estará patente até ao dia 31 de Outubro, contará ainda com mais três concertos de artistas já retratados pela
fotógrafa (Tiago Sousa, Jónatas Pires e Tigrala). As fotografias são acompanhadas por textos relativos aos artistas fotografados; algumas dessas linhas foram também publicadas cá por casa.

Para Vera Marmelo a fotografia está "intimamente ligada com a música". Tem vindo a marcar pontos com a fotografia musical desde 2006 e é provavelmente a pessoa que mais viu e documentou espectáculos dos artistas das editoras Merzbau (actualmente extinta) e Flor-Caveira: de Noiserv a Tiago Miranda (Loosers), de Samuel Úria aos Pontos Negros, de Tiago Sousa a Norberto Lobo.
Wild Beasts lançam novo single e vídeo
· POR André Gomes · 06 Set 2009 · 12:30 ·
"All The Kings Men", lançado a 5 de Outubro deste 2009, é o próximo single de uma banda curiosa que se dá pelo nome de Wild Beasts, que não há muito tempo lançaram o bastante interessante Two Dancers. O disco tem o selo da Domino e deverá dar aos Wild Beasts algum destaque até ao final de 2009 e inícios de 2010, até porque são uma das bandas mais interessantes a sair do Reino Unido nos últimos anos.

O videoclip de "All The King's Men" pode ser visto aqui;

Bunnyranch vão para estúdio gravar novo álbum
· POR André Gomes · 06 Set 2009 · 02:23 ·
Em 2002 lançam o primeiro registo discográfico, EP Too Flop to Boogie. Em 2004 lançam o seu primeiro longa duração, Trying to Lose. Em 2006 editam Luna Dance. Em 2008 lançam algo parecido com dois EPs que são um álbum, Teach Us Lord... How To WaitE - que acaba de ser editado nos Estados Unidos. É caso para dizer que a banda liderado pelo endiabrado ex-Tédio Boys Kaló sofre de uma certa hiperatividade.

Agora chega-nos a noticia que vão começar a gravar o próximo álbum dia 8 de Setembro nos Serra Vista Studios e contam com a co-produção de Boz Boorer, conhecido pelo seu trabalho com Morrissey. Ainda sem título, será, com certeza, mais um abalo rock 'n' roll vindo de Coimbra, a capital portuguesa do rock 'n' roll. "Inside my Head", de Luna Dance ouve-se e vê-se assim:

Janela INDIEscreta oferece ao Porto mais um espaço para a música
· POR André Gomes · 06 Set 2009 · 02:06 ·
Nos últimos dois anos a oferta musical aumentou consideravelmente na cidade do Porto e não há sinais de abrandamento para breve. O último nome é o do sugestivo bar Janela INDIEscreta, situado em plena baixa do Porto, junto ao Teatro Carlos Alberto. O press release é bem claro: este espaço, tal como o nome indica, é "dedicado á música indie e às novas tendências musicais nesta área". O Janela INDIEscreta encontra-se aberto nas noites de quinta-feira a sábado e vésperas de feriados.

Mas as coisas não se ficam por aqui. O novo espaço da cidade do Porto será inaugurado a 12 de Setembro (um sábado) com um concerto dos Society for the Big Nothing (o supergrupo formado por The Weatherman, Littlefriend, Wingman e amigos) às 23 horas, seguido do DJ Set do grupo de Party Crashers (DJ Sushi, Littlefriend, The Boys Who? e Girls in the Back).

Deixamos aqui um vídeo curioso dos Society for the Big Nothing gravado num dos locais mais carismáticos da cidade de Espinho:

Mikado Lab lançam novo disco, intitulado Coração Pneumático
· POR André Gomes · 06 Set 2009 · 01:57 ·
Após a edição de Baligo, um álbum de estreia que chegou até às páginas do New York Times, o grupo de jazz com admiração declarada aos Deerhoof (que bela combinação) liderado pelo baterista e compositor Marco Franco, surge agora com o segundo capitulo desta feliz aventura: Coração Pneumático foi lançado há poucas horas no festival da muito activa Jazz.pt e não tardará a chegar aos nossos ouvidos.

Os Mikado Lab são Ana Araújo nos teclados, André Matos na guitarra, Pedro Gonçalves (dos Dead Combo) no baixo e Marco Franco na bateria, mas em Coração Pneumático encontraram-se com amigos: casos de Pete Rend no sintetizador, José Pedro Coelho no saxofone tenor e Bernardo Sassetti no piano. Só podemos esperar boas coisas depois de anunciados estes pormenores.
Mark Eitzel tem novo disco e digressão pela Europa
· POR André Gomes · 05 Set 2009 · 14:32 ·
Ele voltou e isso é sempre uma boa noticia. Aquela voz. Mark Eitzel tem mais canções de amor e desamor, num disco a que decidiu chamar Klamath. Gravado em casas de amigos do Sr. American Music Club, Klamath tem selo da Decor Records e deverá ser lançado em Novembro. Mark Eitzel deve andar a ter dias bem produtivos uma vez que anunciou já a escrita de um novo disco de canções bastante lo fi, ainda sem data de lançamento. É possível acompanhar os desabafos de Mark Eitzel no blogue que assina regularmente, The Spiral Out.

Ao que parece está ainda marcada uma digressão pela Europa ainda em 2009 mas os pormenores são ainda poucos. Ainda.

O alinhamento de Klamath é o seguinte.

1. Buried Treasure
2. Like a river that reaches the sea
3. The Blood On My Hands
4. I Miss You
5. There’s Someone Waiting
6. What Do You Got For Me
7. The White Of Gold
8. I Live In This Place
9. Why I’m Bullshit
10. Remember
11. Antennas
12. Ronald Koal Was A Rock Star
DFA edita 45:33 Remixes
· POR Rafael Santos · 04 Set 2009 · 17:43 ·
Antes tarde que nunca. A editora de James Murphy, a DFA Records, prepara-se finalmente para editar as remisturas de 45:43. As reinterpretações da suposta homenagem ao clássico E2-E4 de Manuel Göttsching editado pelos LCD Soundsystem em formato físico em 2007, ficam a cargo de gigantes como Prins Thomas, Theo Parrish ou Riley Reinhold (Triple R) e de uma nova e discreta geração de produtores como Trus'me, Padded Cell, Pilooski, Runaway e Prince Language. 45:33 Remixes tem edição prevista na Europa lá para os meados deste mês de Setembro. E a coisa promete.

Eis o alinhamento:

01. Runaway Remix
02. Prince Language Remix
03. Prins Thomas Diskomiks Remix
04. Theo Parrish's Space Cadet Remix
05. Trus'me Remix
06. Padded Cell Remix
07. Pilooski Remix
08. Riley Reinhold Remix
Sub Pop lança ténis com a Nike, aproxima cada vez mais o indie e o hip-hop
· POR Rodrigo Nogueira · 04 Set 2009 · 16:13 ·
No último fim-de-semana, os blogs, o Twitter, o Facebook, os SMS, os chats, e tudo e tudo e tudo uniram mais uma vez o mundo num tópico de conversa comum: o facto de Jay-Z ter assistido, ao lado de Beyoncé e Solange Knowles, a um concerto dos Grizzly Bear em Brooklyn. As fronteiras entre o mundo do hip-hop e do indie rock estavam mais uma vez quebradas. Não é algo recente, tenha-se em conta que o GZA tem uma malha (e um disco, parece) com os Black Lips, ou vá-se atrás no tempo e lembre-se Rivers Cuomo a citar Public Enemy e a dizer "homies" e "dissin'" em canções power pop dos Weezer. Isto na década de '90, em cujo início Seattle tinha subido ao palco do mundo com rock barulhento de gente de cabelo comprido, poucos banhos tomados e camisas de flanela.

Um dos grandes responsáveis desse protagonismo foi a editora Sub Pop, que continuou durante muitos e bons anos a lançar música de gente como os Mudhoney, os Tad, os Shins, os Rogue Wave, os Sebadoh, os Low, os No Age, os Fleet Foxes, os Comets on Fire, os Dntel, basicamente um quem é quem das bandas de que tu gostas e das bandas que odeias e até de alguns cómicos (David Cross e Flight of the Conchords, que juntam os dois mundos, vêm à cabeça). E agora são instrumentais na junção dos dois mundos. Ainda maior que Jay-Z ver Grizzly Bear, a Sub Pop lança ténis em conjunto com a Nike, um clássico do hip-hop. O desenho é baseado no Singles Club da Sub Pop, é uma edição limitada e está disponível no site da Sub Pop. E são feios, mas não se sabe quem venceria numa competição de fealdade: ou estes ou os Air Yeezy, os ténis de Kanye West.
Norte-americana Nite Jewel actua na festa de abertura do Bodyspace
· POR André Gomes · 04 Set 2009 · 15:33 ·
É já hoje, no melhor dos sítios possíveis: no Plano B. Com a melhor das parcerias possíveis: a Lovers & Lollypops. Com a melhor das propostas: Nite Jewel. Ela é norte-americana, faz canções de sonho e para sonhos, mas também é possível dançar ao som delas. Dizem que a música dela pode fazer parte do apelidado hypnagogic pop mas ela não podia estar mais indiferente a isso. Depois de ter actuado ontem em Coimbra, apresenta-se hoje no Plano B às 23 numa noite que pretende também celebrar a reabertura desta casa. O bilhete para o concerto de hoje tem o custo de seis euros. Amanhã é a vez de "subir" ao palco da Galeria Zé dos Bois, em Lisboa.

Este é um dos motivos que tornam obrigatório apanhar Nite Jewel no encontro com Portugal:

Aleluia, dizem os pós-metaleiros nacionais: os Isis vão estrear-se em Portugal
· POR Pedro Rios · 04 Set 2009 · 02:05 ·
Os últimos discos não têm o mesmo poder dos magistrais Oceanic e Panopticon. Com esses álbuns, os Isis tornaram-se líderes da facção do pós-rock que namoriscou com a força do metal cerebral e denso como os Neurosis o ensinou (ou do metal que se deixou encantar pelas dinâmicas instrumentais dos Mogwai, consoante a perspectiva e os casos). Mesmo assim, há motivos para a excitação: os americanos vêm a Portugal pela primeira vez nos próximos dias 28 e 29 de Novembro, na Incrível Almadense, em Lisboa, e no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, respectivamente. O cartaz é de luxo e assemelha-se a um mini-festival: além dos Isis, haverá concertos dos compatriotas Keelhaul, algures entre o stoner e o sludge, e os veteranos finlandeses Circle, cuja carreira remonta já a 1991 e tem passado por diversos estilos, desde o krautrock ao metal.

Partilhamos com vocês o vídeo do tema "In Fiction", retirado de Panopticon, de 2004:

Pedro Moutinho ao vivo no Parque Mayer
· POR André Gomes · 02 Set 2009 · 19:49 ·
Pedro Moutinho apresenta o seu novo álbum Um Copo de Sol esta sexta-feira no Parque Mayer, em Lisboa. O concerto integra-se na iniciativa "Noites de Fado" que acontece todas as Sextas-Feiras neste local de Lisboa.

No álbum Um copo de Sol, Pedro Moutinho interpreta temas compostos por Amélia Muge, Tiago Bettencourt ou Rodrigo Leão e com letras de Pedro Tamen, Aldina Duarte e Manuela de Freitas, entre outros.

Os bilhetes custam 5 euros e estão à venda no local ou através da Fnac, Worten, El Corte Inglés, Agência Abreu, pontos Megarede ou Ticketline.

O vídeo para "Um Copo de Sol", com vista para Lisboa, foi realizado por Diogo Varela Silva e pode ser visto aqui:



Publicist confirmado no festival Se esta rua fosse Minha
· POR André Gomes · 01 Set 2009 · 00:01 ·
Ele é um dos responsáveis pelo ritmo dos Weird War e dos Trans Am. Sebastian Thomson, enquanto Publicist, é senhor do disco mutante, que servirá certamente como elemento catalisador de energia para mais uma feliz edição do festival Se esta Rua fosse minha, que acontece no próximo dia 3 de Outubro na rua Cândido dos Reis, com carimbo do sempre activo Plano B. Uma boa oportunidade para transpirar sem que isso seja impedimento à socialização. Para um cheirinho do que se pode passar por lá, ainda que ao ar livre, consultar o vídeo em baixo.

Parceiros