Julho 2008
Segunda parte do Festival Mascavado realiza-se em Lisboa
· POR · 29 Jul 2008 · 00:36 ·
Reincidindo no espaço O Século, na Rua do Século, em Lisboa, o Festival Mascavado conhece a sua segunda parte (após uma primeira muito interessante) na terça-feira, dia 29 de Julho, pelas 22 horas. Os seguintes são os nomes escolhidos pela co-organização a cabo das labels Ristretto e Sirr, uma vez mais apostadas numa rica montra de artistas salientes da música experimental:

- Ko Ichikawa

- Taku Unami (nome grande da série de sessões improvisadas no espaço Off-Site)

- Axel Dörner

- Klaus Filip

- Masahiko Okura

- Paulo Raposo

- Pedro Boavida
Snoop Dogg toma conta de Bollywood
· POR · 28 Jul 2008 · 14:13 ·
O que é que a Índia tem? Primeiro foi Devendra Banhart e o vídeo de "Carmencita", que levou a língua espanhola à estética de Bollywood. Agora é Snoop Dogg que promete tomar conta da indústria de filmes de Bombaim com uma participação no tema-título do novo filme Singh is King. "What to up all the ladies hanging out in Mumbai", diz o gangsta inofensivo com o flow mais relaxado e relaxante de sempre numa canção que promete transformar-se no novo "Mundian To Bach Ke", o êxito de 2002 de Panjabi MC. Alguém se lembra de como, em vez de samplar directamente a origem, o tema instrumental do genérico de Knight Rider (O Justiceiro, em português), ia samplar "Fire it Up", de Busta Rhymes, que samplava mesmo isso, mantendo lá ao fundo a voz de Busta Rhymes? Ou como Dan the Automator e DJ Shadow lançaram um disco em 1999 em que iam à procura dos melhores beats de Bollywood? É mais uma promiscuidade dessas, mas agora a sério, com Snoop Dogg a rimar lá por cima. Nunca Bollywood soou tão gangsta, mesmo com todo o bling exagerado de toda a gente. E, promete o rapper ao New York Times, isto é só o início. "Vou tomar conta de Bollywood", garante. Espera-se ansiosamente o vídeo em que Snoop Dogg usa um turbante.
Michel Portal encerra 17ª Edição do Jazz No Parque
· POR · 21 Jul 2008 · 16:11 ·
O Quarteto liderado por Michel Portal encerra este sábado, dia 26 de Julho, pelas 18h00, no ténis do Parque de Serralves, a 17ª edição do Jazz no Parque. Em Serralves, Michel Portal faz-se acompanhar pelo saxofone de Tony Malaby, pelo contrabaixo de Bruno Chevillon e pela bateria de Daniel Humair. Michel Portal, um dos músicos mais influentes do jazz europeu, é difícil de classificar devido à diversidade de projectos que integrou. O jazz e a música erudita (clássica e contemporânea) conviveram sempre na sua vida musical.
Window Matter apresenta performances instrumentadas em Lisboa
· POR · 21 Jul 2008 · 10:14 ·
Window Matter é o nome de uma série de projectos originados a partir de performances instrumentadas criado por Adriana Sá e John Klima. O projecto é agora apresentado em duas fases distintas: WINDOW MATTER #1, DENTRO DO TEMPO: apresentação da instalação/performance na antiga fábrica do Regueirão dos Anjos em Lisboa, dia 21, às 21h45. WINDOW MATTER #2 FORA DA ESFERA: instalação/performance em dois espaços, largo e bar de O Século, com espacialização sonora em tempo real, dia 25, às 21h45.

Performers:
Adriana Sa (PT), Cítara
John Klima (USA), Guitarra Portuguesa
Toshio Kajiwara (JP), Turntables roulette.org/mixbio/toshio
o.blaat (USA, JP), Electronicas, Mics, wii
David Maranha (PT), Violino
Manuel Mota (PT), Guitarra Eléctrica
André Gonçalves (PT), Sintetisador Modular
Sei Miguel (PT), Trompete
Fala Mariam (PT), Trombone
César Burago (ANG), Percussão
III Grande Avenida ocorre a 18 de Julho
· POR · 17 Jul 2008 · 10:02 ·
O dia 18 de Julho (sexta-feira) recebe na Avenida da Liberdade, em Lisboa, 18 nomes para aquela que será a Terceira (e penúltima de sempre) Grande Avenida, com organização a cargo da Filho Único. Para quem nunca lá esteve, o totalista Bodyspace (multiplamente presente em edições anteriores) pode adiantar que a Avenida é sempre noite de alegria, variedade, descobertas e suor colectivo compensado por hidratação com cerveja a preço de tasco. Para quem seguia atentamente os velhos anos da luta-livre americana, a noite evoluiu um pouco como o King of the Ring, com duas (ou mais) bandas a debaterem-se simultaneamente pela atenção do público, mas sem eliminações. Não há “mata-mata”. Aconselha-se os interessados a chegarem cedo para evitar a fila que se prolonga a partir de certa hora. Vale a pena ficar a conhecer os horários de cada uma das actuações.

21h30 - Pedro Barateiro & Ana Santos
22h - Toshio Kajiwara e PCF Moya
22h30 - Bernardo Devlin e Chaminne Ndongo Afrobeat
23h - Sei Miguel e Norberto Lobo Trio
23h30 - Stellar Om Source e Kotalume
0h00 - Afonso Simões & Manuel Mota, Nuno Rebelo & Marco Franco e DJ Marfox
1h00 - Time Machine, Jooklo Duo + Tiago Miranda e Portable
2h00 - The Act-Ups e Photonz
Camané em digressão com Sempre de Mim
· POR · 14 Jul 2008 · 17:47 ·
Depois de uma noite esgotada no CCB, onde esteve com Bernardo Sassetti e Mário Laginha, num espectáculo chamado “Vadios”, inserido no Festival Música Portuguesa Hoje, Camané continua a apresentar o seu último trabalho “Sempre de Mim” ao vivo.

Assim, é já no próximo dia 19 de Julho que o público de Vila Flor poderá escutar não só novos temas retirados de Sempre de Mim como “Sei de um Rio”, “Ciúmes da Saudade” mas também temas que marcaram a carreira de Camané como “Senhora do Livramento” ou “Mais um Fado no Fado”. De seguida, Camané apresentar-se-á em Gijón, Espanha, para mais um concerto inserido no espectáculo “Fados de Saura” onde irá partilhar o palco com Carlos do Carmo e Mariza; regressando aos palcos portugueses no dia 31 para um concerto nas Festas de Sant’Iago em Setúbal.
Bor Land lança novo disco dos Alla Polacca em Outubro
· POR · 09 Jul 2008 · 00:44 ·
A Bor Land irá lançar em Outubro 08 o próximo disco de Alla Polacca.
Este será o primeiro disco em nome próprio, depois das aventuras em split-cds com Old Jerusalem e Stowaways. O sempre mutante projecto, rendeu-se às guitarras e bateria para a construção deste novo trabalho, registado na sala de Cinema Passos Manuel, no Porto.
Carla Bruni edita Comme si de rien n'était
· POR · 08 Jul 2008 · 16:16 ·
Carla Bruni, atarefada ultimamente com questões 'presidenciais', regressa com um novo trabalho, na maioria composto por canções em Francês. O novo álbum segue-se a No Promises, sucesso de vendas a nível internacional.

O terceiro disco da modelo/cantora/presidenta inclui 14 temas, todos eles compostos por Carla Bruni, com a excepção de duas canções escritas em colaboração com o novelista francês Michel Houellebecq e com o cantor Julien Clerc, respectivamente e ainda uma versão de um tema de Bob Dylan ("You Belong To Me") e outra de um tema do cantor de intervenção italiano Francesco Guccini ("Il Vecchio e Il Bambino").

A produção foi de Dominique Blanc-Francard. A capa de Jean-Baptiste Mondino. O primeiro single é “L’amoureuse”. De salientar que os Royalties de Carla Bruni, provenientes da venda deste seu novo trabalho, serão doados á “Fondation de France” para ser usado em causas humanitárias.
RTP2 estreia “KM0”, programa sobre novos talentos da música portuguesa
· POR · 08 Jul 2008 · 13:00 ·
J.P. Simões é o apresentador de “Quilómetro Zero” (KM0), uma série documental sobre bandas portuguesas desconhecidas do grande público, que estreia 26 de Julho na RTP2 (sábado, pelas 19h30). Ao longo de 14 programas de 25 minutos, o KM0 entra dentro de garagens improvisadas, estúdios mais ou menos insonorizados, armazéns, apartamentos pessoais e até mesmo cafés de bairro, monta um estúdio de som profissional, grava ao vivo um tema integral de cada banda, entrevista os músicos sobre criação e edição em Portugal, e faz-se novamente à estrada.

Contas feitas, são 39 bandas dos mais diversos quadrantes (Rock, Pop, Metal, Jazz, Blues, Electrónica, Hip Hop, Experimental, Popular), 159 músicos, 23 cidades, 12 mil quilómetros na estrada e 130 horas de filmagem, sem qualquer play back. “É o primeiro programa na história da televisão a tratar a criação musical desta forma abrangente, descentralizada, permitindo aos novos talentos divulgarem a sua música, a partir dos seus próprios locais de criação e ensaio. O impacto vai ser profundo!”, defende José Luís Rei, autor da ideia e director da BUS, produtora do KM0.

As bandas foram seleccionadas por J.P. Simões, José Luís Rei e Micael Espinha (realizador), essencialmente a partir da plataforma do Myspace, que em Janeiro de 2008 contava com 12 mil entradas de projectos portugueses. “Procurámos sempre bandas que não tivessem grande apoio promocional ou visibilidade comercial. O critério do “melhor possível” passou sempre pelo crivo de um conjunto de pessoas com gostos e expectativas diferentes, que compuseram o conselho editorial do programa. Nas escolhas, houve pouco de teste americano e muito de luta greco-romana”, explica o apresentador.

“Convidei J.P. Simões a guiar o KM0, pelo seu papel relevante no universo musical português, poder de comunicação e formação jornalística”, conta o produtor. O primeiro KM0 parte de Coimbra, mas percorre o país: Porto, Maia, Espinho, Braga, Barcelos, Aveiro, Coimbra, Condeixa, Cantanhede, Nazaré, Marinha Grande, Vila Velha de Ródão, Tondela, Tomar, Sintra, Amadora, Lisboa, Sacavém, Almada, Montemor-o-Novo, Odemira, Faro e Portimão.
Música Portuguesa Hoje já tem horários
· POR · 03 Jul 2008 · 09:39 ·
O festival Música Portuguesa Hoje, que vai decorrer no CCB entre os dias 11 e 13 de Julho, já anunciou a lista completa de concertos. Cada concerto está enquadrado em secções temáticas e os horários já estão definidos.

Jazz e outras músicas:
Dia 11, 21H30: Ricardo Rocha
Dia 12, 21H00: João Paulo
Dia 12, 22H30: Camané + Bernardo Sassetti + Mário Laginha
Dia 13, 15H00: Quarteto André Fernandes

Orquestras d'Hoje:
Dia 11, 21H00: Orquestra Sinfónica Portuguesa
Dia 12, 16H00: Orchestrutopica
Dia 12, 19H00: Orquestra Metropolitana de Lisboa
Dia 13, 19H00: Orquestra de Jazz de Matosinhos + André Fernandes + Mark Turner
Dia 13, 21H30: Orquestra de Câmara Portuguesa

Aventura dos Sons:
Dia 11, 23h00: Lume Big Band
Dia 12, 15h00: Sei Miguel Quinteto
Dia 12, 18h30: Jovens Intérpretes
Dia 13, 14h30: Drumming
Dia 13, 17h00: Câmara II – Duos/Solos

Novos Caminhos:
Dia 12, 17H00: Câmara I – Solos/Duos
Dia 12, 21H30: Drumming
Dia 13, 18H30: Orchestrutopica
Dia 13, 22H00: Rodrigo Amado + Kent Kessler + Paal Nilssen-Love

Electrizante:
Dia 12, 17H00: Pocketbook of Litening
Dia 12, 19H00: Ernesto Rodrigues Quinteto
Dia 13, 17H00: Rafael Toral Space Trio
Dia 13, 19H00: Carlos Zíngaro
Cam Deas alinha em trio tuga
· POR · 01 Jul 2008 · 23:25 ·
A Merzbau e a Team Judas orgulham-se de apresentar e ao mesmo tempo alertam: por motivos de força maior o concerto de 3 de Julho foi alterado para um novo espaço junto ao Principe Real, chamado Ogâmico. Cam Deas cresceu em Inglaterra, nos arredores de Londres. A sua abordagem à guitarra segue a escola de John Fahey e Robbie Basho, linha à qual acrescenta o drone, a manipulação sonora, gravações de campo, o minimalismo, a guitarra eléctrica e algumas vocalizações.

Na tour que o traz a Portugal, espécie de fim-de-semana lusitano, aborda a guitarra de 12 cordas um pouco na linhagem de nomes como Glenn Jones, James Blackshaw, com quem já partilhou o palco, ou Steffen-Basho Junghans.

As datas são as seguintes:

3 de Julho
Ogâmico, perto da rua do século, Lisboa
www.ogamico.com

4 de Julho
Salão Brazil, Coimbra

5 de Julho
Maus Hábitos, Porto
(c/ Team Judas dj Sessions)
Borlas em Lisboa: Cam Deas e Festival Sonic Scope
· POR · 01 Jul 2008 · 18:35 ·
Com o aumento dos preços dos transportes públicos e a redundância dos noticiários no anúncio de custos mais elevados para os combustíveis, o melómano ávido tem de fazer pela vida e estudar alternativas. Nesse sentido, o Bodyspace sugere dois eventos cuja entrada é inteiramente gratuita. O inglês Cam Deas, várias vezes comparado a nomes tão inspirados quanto James Blackshaw ou Steffen-Basho Junghans, traz, no dia 3 de Julho, uma guitarra de 12 cordas até ao Ogâmico, perto da Rua do Século, Príncipe Real, em Lisboa. Cam Deas prossegue a mini-digressão no Salão Brasil, Coimbra, a 4 de Julho, e Maus Hábitos, Porto, no dia seguinte (onde será acompanhado por um DJ set a cargo da Team Judas).

A vida é cheia de possibilidades e grande parte delas passa pela oitava edição do sempre revelador Festival Sonic Scope que regressa à Fonoteca Municipal de Lisboa, aberta a todos, para se desdobrar nas actuações que se procedem nos seguintes dias e horários:

3 Julho (quinta) - 21h30

ONE-OFF
André Gonçalves / sintetizador analógico modular,
Carlos Santos / laptop,
Ernesto Rodrigues / viola,
Guilherme Rodrigues / violoncelo e trompete de bolso,
João Silva / taça e sino tibetanos,
Nuno Moita / gira-discos,
Miguel Cabral / percussão,
Travassos / electrónica.

PLAN
Luís Temudo / gira-discos.

SEI MIGUEL
Apresenta canto do deus-máquina
SM / escrita, trompete e direcção,
Fala Mariam / trombone alto,
João Castro Pinto / piano total,
Pedro Lourenço / guitarra baixo,
César Burago / percussão.


4 Julho (sexta) - 21h30

RED TRIO
Hernâni Faustino / contrabaixo,
Gabriel Ferrandini / bateria,
Rodrigo Pinheiro / piano eléctrico.

WHIT
Fernando Fadigas, Miguel Sá, Nuno Moita,
Pedro Lopes / gira-discos.

CURIA
David Maranha / órgão,
Manuel Mota / guitarra eléctrica,
Margarida Garcia / guitarra eléctrica,
Afonso Simões / bateria.


5 Julho (sábado) - 21h30

CARLOS PEREIRA
microfones, laptop, vídeo.

FELTRO
André Gonçalves / sintetizador analógico modular, laptop, vídeo.

@C + VÍTOR JOAQUIM
Miguel Carvalhais, Pedro Tudela, Vítor Joaquim / laptop.
17ª edição do Jazz no Parque com grandes nomes em Serralves
· POR · 01 Jul 2008 · 12:44 ·
A edição de 2008 do Jazz no Parque vai pôr em confronto em Serralves a cena musical europeia e norte-americana. Com programação de António Curvelo, o Jazz no Parque realiza-se este ano nos dias 12, 19 e 26 de Julho, no Ténis de Serralves.

A abrir o festival, no dia 12 de Julho, o trio do pianista norte-americano Steve Kuhn actua pela primeira vez em Serralves. Kuhn traz consigo um baterista histórico, Joey Baron, cuja presença constitui um motivo de especial atracção da 17ª edição do Jazz no Parque.

A representação portuguesa chega-nos no dia 19 de Julho, com a actuação do quarteto de André Fernandes, uma presença já regular no Jazz no Parque. Desta vez, André Fernandes apresenta-se como líder da sua formação musical, sendo acompanhado pelo piano de Mário Laginha, pelo contrabaixo de Nélson Cascais e pela bateria de Alexandre Frazão.

A fechar, no dia 29 de Julho, apresenta-se um dos músicos mais influentes do jazz europeu, Michel Portal. Portal foi um precursor do novo jazz. A seu lado estarão Daniel Humair e Bruno Chevillon (que o público do Jazz no Parque já teve a oportunidade de conhecer) e ainda o saxofonista norte-americano Tony Malaby, uma referência obrigatória do jazz nova-iorquino contemporâneo.

Parceiros