Dj Ride featuring Stereossauro
Music Box, Lisboa
21 Out 2010
Na IV edição das Jameson Urban Routes, o Music Box trouxe ao cada vez mais recauchutado Cais do Sodré uma grande performance do “Grande das Caldas”, que arrasa pistas, campeonatos e festivais (in)ternacionais.

A actuação foi dividida em duas partes – live act e dj set – que deixaram fiéis e convertidos ao sincretismo sonoro do autor de Psychedelic Sound Waves num transe psicossomático, em que por vezes é o espírito que dança enquanto o corpo vagueia por paisagens abstractas. Mas em que o corpo, quando se move, não fica limitado pela gravidade. Tal como a música de Ride não conhece barreiras sonoras.

Psychedelic Sound Waves é o prato principal da noite, mas Ride (e Stereossauro) brincam e picam-se no DMC e nos pratos, recorda-se Beat Journey, há momentos de pura fantasia freestyle e um medley de dubstep.

Antes do live act terminar, com beat bomber’s, random dance beat e muito suor à mistura, Stereossauro recorda porque é a grande referência do MPC, no brilhante remix de Verdes Anos, do Mestre Carlos Paredes. O hip hop, afinal, é mesmo isto – reciclar referências, dando-lhes uma nova vida. E anos depois de Sam The Kid ter exclamado Viva!, na colectânea Movimentos Perpétuos – Música Para Carlos Paredes, o older brother de Ride é coroado por uma salva de palmas após recriar em directo a criação que milhares já tiveram oportunidade de assistir pelo You Tube.

O Dj Set que se seguiu teve de tudo - dubstep, momentos jazzy, electro, reggae cruzado com drum n’ bass, derivações sonoras a partir de Aerosmith… -, e a plateia do clube lisboeta não arredou pé da pista, numa noite que para alguns começou com a sua dose de “Chungaria” algures em Santa Apolónia, terminando em êxtase no Cais do Sodré, como se houvesse peças de lingerie a voar para o palco e uma rockstar diante de uma massa insaciável de fãs.
· 26 Out 2010 · 13:00 ·
Hugo Rocha Pereira
hrochapereira@bodyspace.net

Parceiros