Sleigh Bells
Reign Of Terror
· 01 Mar 2012 � 23:45 ·
Sleigh Bells
Reign Of Terror
2012
Mom+Pop


Sítios oficiais:
- Sleigh Bells
- Mom+Pop
One does not simply walk into the Reign of Terror.
A palavra hipérbole aplica-se que nem uma luva. Tudo o que os Sleigh Bells fazem é à grande e à francesa. Depois de nos deixarem de queixo aos pés em 2010 com o pujante Treats, o duo mais noise pop de Brooklyn mostra que não está para poupanças e faz um all in em nome do overdrive mais metal e das batidas mais épicas do universo. A continuar assim, poucos há que consigam acompanhar a descarga de energia de Krauss e Miller.

Só ao chegarmos a “End Of The Line”, quarto tema do alinhamento, é que temos algum descanso. Até lá, a infernal distorção não hesita em contrastar com a voz tenra e terna de Alexis Krauss, evocando melodias de outras bandas – literalmente, trazendo Spice Girls e malta pop desse calibre à memória – mas o trave agridoce é maravilhoso. É esta mistura, aliás, que faz da sonoridade dos Sleigh Bells algo digno de uma decisão quebrante. Ama-se ou odeia-se. Aqui não há meias palavras, nem espaço para impasses. Ao segundo compasso já estamos a levar com uma batida no estômago, para logo nos erguermos ao som dum riff rasgado e de seguida amaciados pelas vocalizações duplicadas e cheias daquele reverb mesmo suave. Em “Comeback Kid” esta combinação evidencia-se ao limite.

E assim prosseguimos até ao final do disco. Os norte-americanos, sem surpreenderem, conseguem ainda assim manter a fasquia elevada no que concerne à quantidade desmesurada de decibéis cagados por segundo, incluindo agora alguns momentos mais “slow”. E é isso que é tão bom neles. Reign Of Terror é mais um momento bom na modesta e honesta carreira dos Sleigh Bells.
Simão Martins
simaopmartins@gmail.com
RELACIONADO / Sleigh Bells
Discos
Treats
2010
ÚLTIMOS DISCOS
Andy Stott
Faith In Strangers
· POR Rafael Santos ·
Nas capas de Stott prevalece o cinzento. Mas de cinzento a sua música nada tem. Bem pelo contrário. Há ouro depois de soprada a cinza.
ÚLTIMAS