ÚLTIMAS
ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Ccero e A Praia: j possvel ouvir o terceiro disco do brasileiro
· POR Andr Gomes · 27 Mar 2015 · 11:47 ·


Primeiro foi Canções de Apartamento, em 2011. Depois foi a vez de Sábado, lançado em 2013. Agora, em 2015, chega A Praia. É o terceiro disco de originais do brasileiro Cícero. Podem descarregar o disco gratuitamente aqui. A partir da semana que vem o disco ficará disponível em streaming e no itunes. Em breve chega o CD e o vinil.

As dez faixas de A Praia foram produzidas, tal como aconteceu nos dois discos anteriores, em parceria com Bruno Schulz. No que toca à parte musical, Cícero contou com a colaboração de Gabriel Ventura, Felipe Pacheco, Cairê Rêgo e Gabriel Vaz. Ou muito nos enganamos ou Cícerto deverá vir a Portugal em breve para apresentar estas novas canções ao vivo. É esperar.

ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Mogwai confirmados no Alive
· POR Andr Gomes · 26 Mar 2015 · 16:02 ·


Ontem foram os Chromeo, hoje são os escoceses Mogwai que são confirmados na edição deste ano do NOS Alive. A banda actuará no festival no dia 11 de Julho, no Palco Heineken. Os senhores de Glasgow apresentam certamente o mais recente disco, Rave Tapes, lançado no ano passado.

Os Mogwai juntam-se assim a um cartaz que já contava com nomes como The Jesus and Mary Chain Metronomy, Muse, James Blake, The Prodigy, Mumford & Sons, alt-J, Stromae, Jessie Ware, Young Fathers, entre muitos outros. O NOS Alive 2015 terá lugar no Passeio Marítimo de Algés nos dias 9, 10 e 11 de Julho e os bilhetes já estão à venda nos locais habituais, com os diários a rondarem os 55 euros e os passes de três dias a custarem 109 euros.

AO VIVO
Arquivo Ao Vivo
Nate Wooley / David Maranha & Helena Espvall
Galeria Z dos Bois, Lisboa
24- Mar 2015
· POR Nuno Catarino · 26 Mar 2015 · 14:53 ·
Vera Marmelo
Ler artigo
ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Chromeo confirmados no NOS Alive
· POR Joo Morais · 25 Mar 2015 · 17:29 ·


Pode ser que seja desta. Depois do cancelamento do ano passado e da substituição (de luxo) feita pelos Parov Stelar Band, eis que vemos a confirmação de Chromeo na edição deste ano do NOS Alive. A dupla electrofunk que une David Macklovitch (Dave 1) e Patrick Gemayel (P-Thugg) tem passagem pelo Palco Heineken do Passeio Marítimo de Algés marcada para o dia 11 de Julho, terceiro dia do certame, num concerto de apresentação de White Women, delicioso e aclamado quarto disco da sua discografia.

Os Chromeo juntam-se assim a um cartel que já conta com nomes como The Jesus and Mary Chain (com quem partilharão o palco secundário do Alive no dia 11), Metronomy, Muse, James Blake, The Prodigy, Mumford & Sons, alt-J, Stromae, Jessie Ware, Young Fathers, entre muitos outros. O NOS Alive 2015 terá lugar no Passeio Marítimo de Algés nos dias 9, 10 e 11 de Julho e os bilhetes já estão à venda nos locais habituais, com os diários a rondarem os 55 euros e os passes de três dias a custarem 109 euros.

ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Stephan Mathieu reescrever os Mo Morta em Braga
· POR Paulo Ceclio · 25 Mar 2015 · 15:03 ·


O alemão passará pelo bonito Mosteiro de Tibães para reinterpretar a música dos Mão Morta, que assinalam trinta anos de existência e fizeram deste mundo um lugar melhor. Mathieu, sound artist que conta no seu currículo com colaborações com gente como David Sylvian, Hans-Joachim Roedelius e Jozef van Wissem, bem como uma longa discografia a solo, actua no próximo dia 27 de Março, sexta-feira, com os bilhetes a valer 7€. Numa altura em que já está a passear-se por Braga, perguntamos-lhe o que há a esperar deste espectáculo.

Que o fez escolher a música dos Mão Morta? Sendo-se português, é fácil perceber o seu apelo, mas como é que este se traduz para alguém que não é um falante nativo da língua? Quais são os seus discos ou canções dos Mão Morta predilectos?

Na verdade, foi o Luís Fernandes, do GNRation, quem me propôs trabalhar com a música dos Mão Morta. Apesar de estar familiarizado com o nome, não tinha ouvido ainda a sua música. O conteúdo lírico permanece para mim um mistério. Lendo acerca da história da banda, das suas motivações, e tendo ouvido realmente a música, deixa-me com uma impressão forte - algo que, para mim, serve de base ao meu trabalho. Não ouvi ainda as canções [contudo], mas tenho, desde o início do ano, passado um tempo intenso a escutar as pistas individuais dos seus três últimos discos. Tinha todos os ficheiros originais das suas sessões de gravação, das guitarras, dos teclados, do baixo e dos vocais, e fiz uma selecção a partir daí. Esta tornou-se o material com o qual estou a trabalhar.

Deveremos encarar este espectáculo como um retrabalhar de algo já existente, enquanto uma remistura da música dos Mão Morta, ou enquanto algo inteiramente diferente e/ou novo?

Não esperem, por favor, uma remistura clássica. Tenho-me dedicado a retrabalhar a música de vários artistas desde finais dos anos noventa, e o meu método é sempre criar um trabalho acerca destes artistas, uma espécie de meta-música, ou aquilo que encaro como um retrato sónico. Basicamente, procuro uma essência da sua sonoridade, aquilo que recebo como sendo a sua essência. Daí que o meu trabalho para os Mão Morta seja muito mais uma peça sobre a sua sonoridade mais do que sobre a sua música ou as suas canções; é mais um reflexo do que uma interpretação.

Que podemos esperar deste concerto, sonora e visualmente? Funciona como que numa peça de teatro, na qual é um actor vestindo a pele de outrém?

É uma ideia interessante. Contudo, não sinto vontade de vestir a pele dos Mão Morta; usarei, isso sim, as suas palavras para falar a minha própria língua. Para o concerto usarei igualmente os amplificadores de guitarra e baixo da banda, algo com o qual estou bastante satisfeito. Tocarei numa sala maravilhosa no Mosteiro de Tibães, sendo que o espaço em si é tão importante quanto o som - torna-se parte do meu instrumento e, juntamente com a sonoridade dos Mão Morta, será a estrela do serão.

Como têm decorrido os ensaios? Os Mão Morta são uma banda que é tão importante musicalmente como liricamente. Sendo que a sua música se baseia em paisagens electrónicas, como traduzirá a parte lírica?

À data de hoje ainda não tenho 100% de certezas de que incorporarei a voz do Adolfo de uma forma que se torne claramente perceptível. É quarta-feira, e a peça é um trabalho em curso que só terminarei ao vivo, na sexta.

Não é a primeira vez que toca em Braga. Que pensa da cidade?

Amo a vossa cidade, muito bonita, e carregada de história. Estou satisfeito por poder passar aqui algum tempo.
ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Joy to the world
· POR Paulo Ceclio · 25 Mar 2015 · 15:00 ·


As No Joy estão a preparar aquele que será o terceiro disco da sua carreira, intitulado More Faithful, gravado com Jorge Elbrecht (Haunted Graffiti) entre Brooklyn e a Costa Rica. E já há surfaria para ouvir: "Everything New" está disponível no Youtube e é uma cançoneta doce (sem o ruído costumeiro das No Joy, daí o título) para ir aproveitando o sol que bate na janela. Ou esquecer que o vento também o tem feito. Enfim. More Faithful sai a 9 de Junho e tem o selo da Mexican Summer.

ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Novo de Fllakzoid, para ouvir
· POR Paulo Ceclio · 24 Mar 2015 · 16:59 ·


Está aí o sucessor de II, que se chama III, o que prova que a banda chilena é, sobretudo, original. Mas divagamos. O novo disco dos Föllakzoid mantém a toada psicadélica que deles conhecemos e está já disponível para escuta, no Soundcloud, sendo que a edição física tem a data de lançamento prevista para dia 31 de março com o selo da Sacred Bones. Podem ir picando as quatro canções que dele fazem parte aí em baixo.

ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
Acharam a festa d'O Salgado incrvel? p'ra isto
· POR Paulo Ceclio · 24 Mar 2015 · 16:09 ·


No dia 18 de abril o Coliseu do Porto vai acolher a segunda melhor festa das vossas vidas: o FLIC, acrónimo para Festa Lotação Ilimitada Coliseu, permitirá que as gentes dessa formosa cidade e outros tantos turistas que por lá passem tenham acesso a espaços que regra geral não visitam, como o Salão Ático, o Salão Jardim e a Sala Principal do Coliseu. No que toca a música, aguardem concertos de Legendary Tigerman, B Fachada e Black Bombaim, entre muitos outros, bem como os DJ sets que interessam - de acordo com um dos tipos que por lá vai andar a dar tudo em tronco nu enquanto passa eurodance, e que por acaso até faz anos hoje, «vai ser incrivel! Espero muita putaria, nudez e gin». Também nós, amigo. Também nós.



Garden Saloon
21h30 – Crazy Coconuts
22h30 – Black Bombaim
23h30 – Throes + The Shine
00h00 – FanfaNash (DJset)
 
Salão Ático
21h00 – Memória de Peixe
22h00 – B Fachada
23h00 – LASERS (DJset)
 
Sala Praça
22h30 – Mind Da Gap
23h45 – Dealema
01h00 – Legendary Tiger Man
02h00 – Gin Party Sound System (DJset)
 
Monumental Foyer
20h30 – Nitronious (DJset)
ÚLTIMAS
Arquivo ÚLTIMAS
The Pop Group no Serralves em Festa
· POR Joo Morais · 24 Mar 2015 · 16:02 ·
© Chiara Meattelli/Dominic Lee

Por esta altura já é dispensável fazer qualquer tipo de apresentações a Serralves, pérola reluzente da cidade onde (quase) tudo é melhor, ou a Serralves em Festa, evento que, todos os anos, faz questão de ser, durante 40 horas seguidas, o “coração” da arte e cultura da cidade do Porto. Mas nunca é demais lembrar que a edição de 2015 está aí ao virar da esquina e que os contornos da mesma já se começam a revelar.

E se estavam convencidos que a primeira confirmação estaria reservada para um qualquer performer nórdico de nome impronunciável, desenganem-se, pois o primeiro anúncio trouxe-nos The Pop Group, mítico grupo do post-punk britânico. O quarteto, que decidiu renascer das cinzas em 2010 e que lançou em Fevereiro último o seu primeiro disco em 25 anos, Citizen Zombie, tem concerto marcado para a noite do dia 30 de Maio.

De relembrar que esta edição do Serralves terá lugar entre as oito da manhã do dia 30 de Maio e a meia-noite do dia 31, e terá a frase “Um Entre Muitos” como tema base de todas as exposições, actuações e workshops. Agora tratem de marcar as férias adequadamente, enquanto ouvem esta "She Is Beyond Good and Evil", clássico dissonante dos The Pop Group de 1979.

ENTREVISTAS
Arquivo Entrevistas
Linda Martini
As memrias vo-me devorar
· POR Paulo Ceclio · 24 Mar 2015 · 15:48 ·
© Ricardo Filho de Josefina.
Os Linda Martini são uma das mais importantes bandas portuguesas dos últimos dez anos. Ponto. Tentar explicar o porquê acaba por ser uma perda de tempo quando podemos, simplesmente, apontar aos descrentes o caminho trilhado por discos como Olhos De Mongol ou por canções como as eternas "Amor Combate" e "Lição De Voo Nº1", malhas que ainda fazem parte tanto do seu repertório como do imaginário colectivo de toda uma geração que descobriu a música nos anos zero. Esta quinta-feira, iniciarão um ciclo de três concertos, no Musicbox, em que tocarão ao vivo não só os temas mais antigos, do EP homónimo de 2005 ou do seu álbum de estreia, mas também coisas que ficaram escondidas em Marsupial ou ainda o seu fabuloso segundo disco, Casa Ocupada. Antes disso, falámos com o vocalista e guitarrista André Henriques sobre as memórias passadas e sobre o futuro por vir.
Ler entrevista
LER MAIS
DISCOS
Arquivo Discos
Ermo
Amor Vezes Quatro EP
· POR Paulo Ceclio ·
A crtica da paixo.
VIDEOTECA
Arquivo Videoteca
148/me
MIXTAPES
Arquivo Entrevistas
ENTREVISTAS
Arquivo Entrevistas
CANÇÕES
Arquivo Canções
RETRO MANÍA
Arquivo Retro Manía
AGENDA
Agenda completa
Março 27
Linda Martini
Musicbox, Lisboa
27
Rodrigo Leo
Centro Cultural, lhavo
27
Stephan Mathieu
Mosteiro de So Martinho de Tibes, Braga
28
Sandy Kilpatrick
Casa das Artes, Vila Nova de Famalico
28
Linda Martini
Musicbox, Lisboa
28
Nuno Prata
Theatro Circo, Braga
29
Oneida / People of the North
Galeria Z dos Bois, Lisboa
31
Joan Baez
Coliseu do Porto, Porto
Abril 1
Joan Baez
Coliseu dos Recreios, Lisboa
2
Royal Blood / Bad Breeding
Coliseu dos Recreios, Lisboa
10
Antnio Chainho
Centro Cultural de Belm, Lisboa
10
Diabo na Cruz
Centro Cultural, lhavo
10
Noz
Maus Hbitos, Porto
11
Antnio Chainho
Coliseu, Porto
11
Deolinda
Frum Municipal Lusa Todi, Setbal
11
Noz
Casazul, Barcelos
12
Noz
S La Vie, Braga
16
Russian Circles / Helms Alee
RCA Club, Lisboa
16
Antwon
Musicbox, Lisboa
17
Keep Razors Sharp
Sociedade Harmonia Eborense, vora
18
Scott Matthew
Cine-Teatro Garrett, Pvoa de Varzim
18
Keep Razors Sharp
Centro de Artes do Espectculo, Portalegre
18
Diabo na Cruz
Teatro das Figuras, Faro
19
Scott Matthew
Conservatrio de Msica, Coimbra
20
Scott Matthew
Cinema So Jorge, Lisboa
23
The Dodos
Musicbox, Lisboa
25
Diabo na Cruz
Theatro Circo, Braga
29
Gazelle Twin
Maus Hbitos, Porto
30
Ute Lemper
Casa da Msica, Porto
30
Gazelle Twin
Musicbox, Lisboa
Image 01 Image 02 Image 03 Image 04 Image 05 Image 06